Estudo da Eurosondagem - Modalidades

[url]http://www.sporting.pt/Info/Noticias/noticiasgerais_cluberesultadossondagem_170309_49323.asp[/url]

Analisem os números e comentem.

resultados bastante curiosos mas sem surpresa.

/MOD EDIT - Anexo do documento com os resultados (visto que um dia há de desaparecer do site)
Spittelau


EstudoSporting_Marco2009Publicar.doc (286 KB)

Boa Pedro! :great:

Já li e analisei, por agora algumas notas:

O Estádio chama-se José Alvalade.

Acho um número demasiado reduzido de inquiridos para um assunto tão importante e para tantos Sócios.

Também eu considero Essencial que o Pavilhão (promessa Eleitoral) seja perto do Estádio.

Considero muito estranho as respostas de tão pouco afluência ás modalidades.

Acho que este estudo também deveria ter sido feito, com as mesmas questões, por internet ou on-line no site para que a participação fosse maior e facultativa.

Não tenho a mínima dúvida que as modalidades e o Pavilhão trariam mais Sócios e Adeptos aos jogos, quer aos das modalidades quer aos de Futebol que se seguissem.

Não compreendo como há pessoas que não respondem ou não sabem responder a certas perguntas.

Apesar de tudo é um estudo importante e que deve ser analisado por todos com o cuidado e a atenção que merece, até porque é um assunto que deve ser debatido no congresso.

Esta sondagem não foi feita via mail?
Recordo-me de ter recibo e respondido

Análise muito rápida:

Fico estupefacto que se veja mais Andebol que Basket, são gostos, mas com o sucesso da NBA, fico espantado. Acredito a palhaçada da Liga Profissional de Basket e o desaparecimento do actual Campeonato na TV (e a fraca competitividade do mesmo) tenha algum efeito.

Sem supressa o interesse e o desenvolvimento do Futsal.

Os Sportinguistas querem as modalidades mas não ao custo do Futebol, acreditam que o pavilhão iria fazer crescer o n.º de sócios, mas não mencionam a cota suplementar para as modalidades.

Tão pouca afluência? :o

Imagina o universo de sócios do SCP como cerca de 100 000. Agora repara na pergunta:
Esta época, já assistiu ao vivo às competições de ANDEBOL do Sporting Clube de Portugal?
Foi uma ou duas vezes 6,7%
Foi três vezes ou mais 4,7%

6,7% são 6 700 sócios que foram uma ou duas vezes e 4,7% são mais 4 700 sócios que foram três vezes ou mais. Ou seja, só esta época estamos a falar de cerca de 11 000 sócios que foram ver jogos de andebol. Achas pouco? :o

Quanto ao estudo, acho que prova cabalmente que os sócios se interessam e têm gosto pelas Modalidades. A conclusão do Oliveira e Costa de que querem sol na eira e chuva no nabal em relacão ao facto de quererem modalidades e em simultâneo um modelo de desenvolvimento assente no futebol é uma conclusão absurda de quem é limitado e acha que o futebol só pode existir sem as modalidades e vice-versa.

Os ataques ao Sporting, ao Sportinguismo e à memória do seu fundador continuam:

“Estádio Alvalade XXI” :cartao:

Penso que estás a confundir as sondagens e os estudos:

"Ficha técnica

Estudo de Opinião, efectuado pela Eurosondagem, S.A., nos dias 02 a 06 de Março de 2009.

O universo são os sócios efectivos do Sporting Clube de Portugal com a cotização em dia (quota de Janeiro).

Estudo telefónico, efectuado por entrevistadores seleccionados e supervisionados, mediante números de telemóvel fornecidos pelo Sporting, representativos geograficamente da massa associativa.

Foram efectuadas 1110 tentativas de entrevistas e, destas, 85 (7,7%) não aceitaram colaborar no Estudo de Opinião. Foram validadas 1025 entrevistas.

O erro máximo da amostra é de 2,54%, para um grau de probabilidade de 95,0%.
"

o que eu defendo é que seja utilizandas também as ferramentas online para este tipo de analises, aliás hoje em dia o cuidado que se deve ter com as gerações e os meios que usam têm que pesar neste tipo de analise, há muito pessoal que não usa nem tem telefone fixo em casa e outra geração que não tem nem usa internet… mas a opinião de ambos interessa.

Foi aqui que fiquei “chocado”:

Nos ÚLTIMOS 20 ANOS, quais as duas modalidades a que mais assistiu ao vivo nas instalações do Sporting Clube de Portugal?

Global

ANDEBOL 17,5%
ATLETISMO 12,3%
BASQUETEBOL 11,3%
FUTSAL 11,1%
HÓQUEI EM PATINS 9,3%
VOLEIBOL 5,1%
OUTRAS 3,0%
NENHUMA/NS/NR 30,4%
Total 100,0%

Em 20 anos a maioria não viu nenhuma!!!
Estranho!!!

Não, em 20 anos apenas cerca de 1/3 não viu nenhuma (30%), mas este grupo inclui também os que viram mas não sabem ou não respondem.

Do seguinte conjunto de perguntas:

18 - Se não houver patrocínios que sustentem as modalidades, elas devem continuar a existir?
 Global

Sim 54,1%
Não 35,1%
NS/NR 10,8%
Total 100,0%

19 - Entende que o modelo desportivo do Sporting Clube de Portugal deverá ter futebol e outras modalidades desportivas que não de Alto Rendimento, apenas de prática de formação desportiva?

 Global

Sim 69,7%
Não 24,2%
NS/NR 6,1%
Total 100,0%

22 - Se o eclectismo depender de canalizar verbas do futebol paras as modalidades, deve sacrificar-se o futebol?

 Global

Sim 32,8%
Não 62,9%
NS/NR 4,3%
Total 100,0%

É retirada a seguinte conclusão pelo autor da sondagem:

Sol na eira e chuva no nabal seriam um ideal. Mas a diferença nas duas questões (18, 19 e 22) é ainda assim favorável a modalidades de prática e formação desportiva, sem sacrifício do futebol.

Abstendo-me de fazer comentários à magnífica compreensividade da apreciação e rigor analítico evidenciados na expressão “sol na eira e chuva no nabal seria o ideal”, não percebo como se pode retirar a conclusão de que a preferência pelas modalidades está dependente do não-sacrifício do futebol, quando na questão 18), 54% dos inquiridos afirma que mesmo sem patrocínios às modalidades elas devem continuar a existir. Ora se as modalidades não são auto-suficientes o dinheiro vem de onde? Do céu? O dinheiro virá do bolo que é constituído pelas receitas de quotização: evidentemente que se não houver patrocínios às modalidades, terá que se desviar mais dinheiro da quotização para as modalidades para as sustentar, em prejuízo do futebol, claro está.

E assim, a questão 18 torna-se formalmente a mesma que a questão 22 (Se o eclectismo depender de canalizar verbas do futebol paras as modalidades, deve sacrificar-se o futebol?), embora as respostas sejam diametralmente opostas num caso e no outro pela maneira como ambas são feitas. A questão 22 manipula o entrevistado e só lá está para dizer que os sócios não querem que o futebol saia prejudicado (muito embora eles tenham dito indirectamente que aceitavam esse prejuízo na pergunta 18, pelas razões que já expliquei). E depois ainda há a velha questão relativa ao real impacto do desvio de verbas do futebol para sustentar as modalidades, que não é assim tanto como isso (1 Milhão de Euros por ano, se bem me lembro) mas isso eram outros quinhentos.

Quanto à pergunta 19, está mal elaborada. Eu também quero que o Sporting tenha “futebol e outras modalidades desportivas que não de Alto Rendimento, apenas de prática de formação desportiva”, mas isso não impede que eu também queira que tenha modalidades desportivas de Alto Rendimento e por isso poderia perfeitamente responder “Sim”. O que ele queria perguntar era se “O Sporting deve ter exclusivamente futebol e outras modalidades desportivas que não de Alto Rendimento?” mas aí as respostas já iam ser diferentes e se calhar já não interessvam ao lacaio da direcção. Enfim, nem vale a pena fazer mais comentários…

De resto, nada de novo: os sócios mantêm o interesse nas modalidades, não vão assistir ao vivo porque não há um pavilhão em Alvalade e voltariam a ir se esse pavilhão existisse.

Para terminar: disponibilizar os resultados deste estudo num documento word descarregável só lembra mesmo a esta gente. Quando foi para mostrar que os sócios diziam “Amen” à direcção e ao treinador não lhes deu trabalho nenhum fazer as tabelinhas bonitas e conspícuas de fácil visualização no site.

Essa é outra: somar o número de pessoas que deram uma resposta com o número de pessoas que não sabem ou não respondem.

Este ROC é um rato. Que vá fazer sondagens para outra freguesia e deixe o Sporting em paz.

:cartao:

Se a Eurosodagens, além de ser uma empresa de sondagens, também fosse uma empresa de fazer auditorias eu acho que a esta altura o desejo dos adeptos de uma auditoria às contas consolidadas do clube já teria sido satisfeito. E mais não digo…

Nado do que venha da Eurosondagens do Capacho Oliveira e Costa será levado a sério pela minha pessoa.

Já agora a opinião do presidente sobre a sondagem:

"Abordando a sondagem realizada sobre o «eclectismo» e que será publicada no dia 17 no sítio oficial do Clube, Filipe Soares Franco entendeu que as opiniões dadas por 1110 sportinguistas, merecem uma grande reflexão. Referiu: “No que diz respeito ao andebol, atletismo e futsal, nesta época, 90 por cento dos inquiridos nunca foram ver uma prova. Pior que isso, cerca de 80 por cento, nunca viu mais do que um ou dois jogo na televisão. Depois, só 46 por cento é que acompanha os resultados de forma sistemática”. E continuou: “60 por cento quer um Pavilhão, mas tem que ser em Alvalade. Se não for em Alvalade, só 54 por cento é que quer estas instalações”. Questionados sobre a aquisição de um lugar no Pavilhão, Soares Franco revelou que “51 por cento não está de acordo em comprar um lugar, mas 74 por cento quer ter modalidades. No entanto, 70 por cento não está de acordo que seja o futebol a pagar as modalidades. Portanto, conta feitas, isto tudo não dá sequer zero. Dá menos zero. Os sportinguistas têm que entender que para manter tudo isto é preciso haver sustentabilidade. O Sporting não tem futuro com uma actividade económica negativa. E, de uma coisa estou certo, um dia os sportinguista vão agradecer-me por lhes estar a dizer
a verdade”

E, de uma coisa estou certo, um dia os sportinguista vão agradecer-me por lhes estar a dizer a verdade"

Morre! :cartao:

:o
Sou só eu que lê nas entrelinhas que eles querem fechar a porta ao que resta?
Esta sondagem é válida para que?

Carlos,
Eu questionei se não tinha sido feita via mail, porque houve uma inquirição quase igual ao sócios via mail que eu respondi.

De resto estou com os restantes tudo o que tenha o nome da abecula do Oliveira e Costa é de ficar de pé atrás.

Mas isto não é só à chapada?

Metem-se as equipas das modalidades a jogar em Sant C*na do Assobio num pavilhão emprestado e passados uns anos vem-se dizer que as modalidades não são viáveis nem têm interesse porque a grande maioria dos inquiridos não assiste às provas. Nem interessa que, perante a possibilidade de haver um pavilhão junto ao estádio, 33% dos inquiridos afirme intenção em assistir a todas as provas ao vivo e 21% afirme intenção em assistir a pelo menos uma prova por semana.

Enfim, é preciso muito estômago para enfrentar gente desta sem ser à paulada.

Uma sondagem disponibilizada para visualização num .doc com aspecto que parece que foi feito por miúdos da primária, já para não falar do Estádio ser referido como Alvalade XXI, diz bem como as coisas são feitas lá por aqueles lados. ::slight_smile:

Seria importante saber a distribuição geográfica dos inquiridos, principalmente nas questões que se referem à assistência das modalidades ao vivo bem como a idade dos participantes. Seria interessante nesse caso ver que modalidades suscitam mais interesse consoante a faixa etária e estudar a evolução do interesse em determinadas modalidades. Aquela pergunta “nos últimos 20 anos mais assistiu que modalidades mais assistiu ao vivo” não é demasiado genérica? Qual é o interesse da pergunta? Não deveriam antes perguntar especificamente nos últimos 5-10 anos de pavilhão e comparar depois com as respostas desde que deixou de haver pavilhão?

Mas pronto eu compreendo, isso era capaz de dar muito trabalho ::slight_smile: Já fizeram esta e já não foi mau.

PONTOS-CHAVE que são convenientemente ignorados na ficha técnica. Faz-me lembrar aquela conversa do “Prefere ir ver um jogo de Andebol do Sporting ou ver um Manchester United vs Chelsea na Sport TV?”, pergunta essa feita algures no interior de Portugal. ::slight_smile:

Quanto à apresentação é no mínimo surreal. Bookman Old Style? Que caixas são aquelas? Isto é maneira de apresentar um relatório? Lembrem-me de nunca encomendar um estudo à Eurosondagem se faz favor…

Já imprimi para tentar ler com atenção e fazer depois alguns comentarios.

Mas desde já devo referir que nao lembra a ng encomendar este tipo de estudo á empresa do ROC um autentico capacho da Direcção,como diz o ditado,nao basta ser serio é preciso parece-lo.

Tou mesmo a ver que isto é mais que encomendado.

Quanto as declarações de FSF sobre a sondagem:

Nao liguem , foram feitas em Mafra, englobadas naquele discurso em que o homem literalmente nao está em si.

SL

As modalidades e o respectivo pavilhão seriam um foco de maior ligação entre os associados, como tal seria ainda mais incómodo e indesejável para uma administração que pretende reduzir o raio de acção desses mesmos associados.
Como tal…

É patético mesmo! O que me custa mais entender é se de facto quem ler estas encomendas não tem dois neurónios para juntar A+B… Não me acredito que os veteranos que todos os dias dembulam pela Alvaláxia leiam isto e digam “o homem tem razão…”

Enquanto isso o fcp já está a pintar o exterior da “caixa”, como lhe chamam lá em cima. Um pavilhão moderno a 10 metros do estádio. Passo lá de 15 em 15 dias e é incrível a evolução da obra. Ali em cima trabalha-se.