Desportos de Combate

Tirando os main events dos ppv, o UFC tem algum interesse? Esporadicamente tem uma luta boa, de resto é tudo com o gameplan do lito vidigal, jogar para o pontinho.

A máquina de propaganda é que funciona cada vez melhor, porque então cada vez mais a perder distancia para a concorrência, hoje em dia os lutadores já não assinam qualquer coisa para ir para lá, quando podem ganhar bem mais noutro lado.

Já vão 3 seguidas para o Fialho, tudo por KO. Não fica lá muito mais tempo.

Infelizmente o Fialho não é um atleta de topo. É um excelente KO artist, mas falta-lhe muitas outras coisas.

Ainda assim tem tido azar, bate-se bem mas acaba sempre por levar KO.
Se nos últimos dois combates foi muito imprudente, neste combate estava muito mais calmo e ponderado, levou KO porque o buckley é extremamente perigoso.

O André perdeu muito por ir com demasiada sede ao pote. Ganhou dois combates seguidos e já queria entrar por ali acima e começou a marcar combates uns atrás dos outros sem o tempo necessário para recuperar , oque o levou a perder 2 combates seguidos.

Acho que terá mais uma ou duas oportunidades, até porque tem apanhado adversários teoricamente mais fortes, e antes de o despacharem talvez lhe dêem um ou dois combates onde é o favorito.

Tem de continuar a trabalhar.

Por outro lado o Manel Kape anda com azar com os combates que lhe são marcados, acabam sempre desmarcados.
Tremendo potencial, esse sim, pode almejar a uma luta pelo título.

Lul

Uncle Chael não falha nunca! Undefeated.

Encenado.

Ninguém conhece um professor de kickbox em Lisboa com espaço próprio?

Welcome to the Sugar Show!

Não achava que Sean fosse ganhar, apesar de querer isso mas felizmente conseguiu sair de lá com o título.

A forma como se movimentou foi muito boa para impedir a queda. Depois o Sterling todo afobado foi para cima e foi o que se viu

Ya e o timming depois é simplesmente perfeito para dar aquele golpe de direita

1 Curtiu

Sean diz que vem aí uma Era, mas muito sinceramente gostava de o ver mais ano, menos ano a subir a outras categorias.

Luta que adorava ver no futuro seria entre Sean e Max Holloway.

Aquele contra-golpe que deu o knockdown ao O’Malley fez lembrar o Conor vs. Aldo. O Aldo também muito desesperado e a entrar com tudo, todo aberto e a entregar o ouro ao bandido, só que esse foi logo no início, não deu tempo para nada. :sweat_smile:

E o O’Malley é muito bom nisto, excelente counter-puncher e com mão pesada.

1 Curtiu

Muito feliz pela vitória do Sean, acompanho-o desde o contender series e sou fã desde aí.
Apesar do grande hype e de ser um fan favorite, a verdade é que sempre foi tido como um favorecido do Dana e foi sendo menosprezado um bocado quando se começou a aproximar dos top dogs, e agora cala toda a gente com a vitória sobre um enorme Sterling, dificílimo de bater.

É verdade também que secalhar o stoppage foi ligeiramente precipitado, apesar dele virar costas parecia estar apenas a tentar ganhar posição, mas é o que é e estou muito feliz pelo gajo.

1 Curtiu

Para mim, o mais impressionante na sequência de acontecimentos que resulta na paragem do combate entre o O’Malley e o Sterling é o controlo da distância por parte do O’Malley.

É uma prova excelente dos “níveis” que há no desporto. O Sterling estica uma mão e o O’Malley nem pestaneja porque sabe que ela não lhe vai acertar. Isto pode parecer óbvio, ou simples, mas é extraordinário o nível dos lutadores deste calibre.

Isto aplica-se a qualquer desporto. Qualquer manco da 1ª Liga que é insultado pelos treinadores de bancada, rebentava qualquer um de nós.

Por vezes, esquecemo-nos destas coisas. Que o pior jogador da NBA está nos 0,1% de melhores jogadores do planeta. Que o lutador de UFC com uma sequência de derrotas longa nos matava em meio minuto.

Não quero, com isto, dizer que foi a melhor coisa que já vi, mas acho que percebem o ponto. Mais do que a força, o cardio, o queixo, a técnica… são estas pequenas coisas que nos mostram que “ya, estes gajos são autênticas feras”.

Outro pormenor: os canais oficiais da UFC lançaram o highlight do final do main event quase de imediato, coisa que nunca acontece. A aposta no O’Malley como uma das novas galinhas dos ovos de ouro vai ser forte. Nunca mais vai haver um McGregor (até porque, mesmo que surgisse a sua segunda vinda, já será impossível catapultar o desporto como o McGregor fez), mas a UFC vai fazer tudo para tornar Suga numa super-estrela.

1 Curtiu

O gajo usa o braço esquerdo para isso. Para medir distância. Se prestares atenção ele está várias vezes como m.o braço esquerdo esticado e o direito preparado para bater. O ko dele não teve nada de casual, foi bastante técnico e tático.

3 Curtiram

O Manel Kape anda com um azar do ■■■■■■■.

Depois do Deiverson Figueiredo e do Alex Perez terem cancelado os respetivos combates contra ele, acontece pela terceira vez seguida com o Kara France.
Vai lutar UFC 293 mas contra um tal de Felipe dos Santos, num combate ingrato onde tem pouco a ganhar e muito a perder, visto se tratar de um gajo que não o vai fazer subir nada nos rankings e se perde arrisca-se a começar a ser posto de parte dos grandes combates.

O rapaz anda com tremendo azar, tem tido boas oportunidades de subir no ranking e quem sabe tentar ganhar um combate de título, mas tá difícil conseguir.

O Filipe é daqui de Maceió, e olha que não vai ser nada fácil para o Kape, nada mesmo, aliás treino com pessoal que já treinou com ele e todos deram o mesmo conselho, “aposta a casa”…

Lá está, o kape tem muito pouco a ganhar com este combate, o gajo por muito bom que seja não tem nome nenhum, perder com um rookie só lhe vai manchar a carreira, se ganhar ninguém quer saber, é a obrigação dele.

Ainda assim acredito no Kape, a experiência no octógono é muito importante