Uma História de Cocó

Só vejo cocó no ecrã do meu computador. Vejo cocó escrito nos jornais. Nas redes sociais, vejo pessoas com tanto cocó na ponta dos dedos que o estado semi-sólido dos dejectos consegue transformar-se em electrões, viajar através de redes cibernéticas para se pixelizar no meu monitor. Nas televisões vejo comentadores com tanto cocó que parecem bebés, daqueles que sujam a fralda, brincam com a massa castanha e ficam com os dedos cheios de pivete. Depois passam os dedos na boca e pronto: palavras com cocó e bocas mal-cheirosas.

Cheira mal. É verdade que o presidente também fez cocó no Facebook, mas foi uma coisa leve, daqueles que saem às bolinhas e são inodoros. É como se um bebé fizesse uma caganita de ratazana e os pais o levassem ao médico porque estava com disenteria. Não faz muito sentido. É verdade que existe quem ache que não existe nada putrefacto no intestino grosso do Bruno, mas em todas as épocas sempre se tentou a alquimia. Daquela que transforma o metano em perfume da Ralph Lauren. A parvoíce e a imaginação são duas fontes inesgotáveis para a criação humana.

Depois temos um neo-Mourinho como treinador que ainda nada fez. Para além de cocó e algumas coisas mais bonitas. Tem uma equipa melhor que na época passada, mas mesmo assim está pior classificado no campeonato. Escolhe centrais que nem cocós são ainda quando tem Oliveiras que produzem excelente azeite onde os avançados contrários derrapam como Subarus em excesso de velocidade na Serra da Estrela. E ainda tem figueiras (ou Figueiredos) com figos docinhos.

A propósito de cocó, lembrei-me há dias de uma grande diarreia que o Sporting teve. Uma que colocou o clube no pior lugar da sua história. Foi um jacto de fezes tão grande que nem havia dinheiro suficiente para comprar papel higiénico. Esgotou-se. Por causa do cocó. Mas, mesmo assim, não me recordo de ver as televisões, os jornais e restantes orgãos de comunicação social tão compenetrados a tentar apanhar a bactéria que causou a enfermidade intestinal. Pensei nisto e achei estranho, já vi tanto cocó no futebol português e nunca vi os jornalistas e comentadores com a boca e as canetas tão castanhas.

A única explicação é que existem por aqui outros cocós. É que o cocó do presidente não chega para isto tudo. Foi pequenino e foi só umas linhas. Foi asneira, é certo, os cocós fazem-se à porta fechada, mas mesmo assim não justifica este monte sepulcral de esterco.

A única conclusão a que chego é que não querem que o presidente faça mais cocó. Querem corrê-lo do Sporting. E para isso estão a usar os seus próprios cocós. Aqueles que guardaram durante anos em que o Sporting estava na fossa financeiramente, apresentando cocós em demasia para o tamanho das sanitas de Alvalade. Aí ninguém falava e alguns até diziam, imitando a história do “Rei vai Nu”, que o rabinho dos anteriores presidentes cheirava a água de rosas, mesmo quando estava todo castanho.

Sei que esta crónica cheira mal. E pode ser chocante. Mas nada é mais chocante que o ataque “ad hominem” que estão a fazer ao presidente do Sporting. Depois de ter limpo as sanitas de Alvalade, até apresentarem resultados de brancura positivos, de ter recuperado uma equipa de futebol que estava com as chuteiras cheias de cocó, de ter cumprido a maior parte das promessas eleitorais, atacam-no pelo cocó do Facebook e por uma querela com o treinador que deveria ser interna.

Portanto, a única coisa que resta aos sportinguistas é usar papel higiénico para limpar o rabiosque. E não vale a pena comprar Renova ou de marca branca (o do Pingo Doce é agradável) basta usar os mais recentes: Record, Correio da Manhã, a Bola, o Jogo, entre outros. É que, neste momento, e para os sportinguistas, essa é a única função válida da comunicação social: dar matéria-prima para limpeza corporal. Tudo o resto é cocó.

@Winston Smith 2014

A comunicação social não me espanta, o que me espanta é a falta de tolerância e de benefício da dúvida que têm dado ao nosso Presidente nos últimos tempos. Basta um fósforo dos infames jornais desportivos para incendiar a mente sportinguista. Ninguém sabe ao certo o que se passou, mas muitos se sentem legitimados para colocar a cabeça do Presidente na guilhotina. Sermos críticos está certo e é necessário, mas temos de saber usar a crítica de forma inteligente e bem sustentada, o que não tem acontecido. Aconteça o que acontecer, quando a altura chegar haveremos de ter os detalhes. Até lá, há que ter cabeça fria e apoiar a estrutura em prol de um Sporting mais forte!

Os adeptos merecem mais respeito por parte de toda a gente. Inclusive por parte dos outros adeptos.

Infelizmente, está mais do que visto que este desejo é uma miragem a avaliar pela pobreza franciscana da história deste tópico.

Estou em desacordo com a utilização de “Record, Correio da Manhã, a Bola, o Jogo, entre outros” como papel higiénico.
Não só, por exmplo, “Correio da Manhã” e “higiénico” é uma contradição em termos, como é anti-higiénico utilizar qualquer papel que, à partida, já vem imundo e repleto de fezes.

Esse tipo de papel é um risco para a saúde pública. Deve ser manuseado apenas com luvas e seguir directamente para o esgoto.

A única coisa que ainda me deixa perplexo em relação a esse papel, é o facto de aqueles que lhe pegam não sentirem de imediato o cheiro fétido a metano que ele emana, o que só se pode explicar por estarem com as capacidades olfactivas diminuídas.

Ainda assim, é fácil constatar que o tipo de letra utilizado é o Coliforme Fecal Bold, e isso deveria bastar para qualquer um se afastar desse papel imundo. Talvez haja também problemas de vista turva em alguns.

Nada que uma visita ao otorrino e um exame aos olhos não resolva.

Excelente resumo. :clap: :clap: :clap: :clap: :clap:

Alguns adeptos quase acabaram com o meu clube, os croquettes tiveram poder durante tanto tempo por causa desses adeptos. Por isso não, não vou respeitá-los.

Os outros adeptos sim, têm todo o respeito do mundo.

Num mundo ideal teriam todos o meu respeito, mas há muito cocó entre nós. Felizmente muito desse cocó não é sócio.

Boa crónica Winston. :great:

Parabéns Winston, muito bom texto!!!

:clap: :clap: :clap: :clap: :clap:

:venia: :venia: :venia:

Todos os sportinguistas deviam ler este tópico…

Há para aí muita gente esquecida e com os olhos cobertos de cócó…

Apesar de não ser fã do estilo escatológico da prosa (muito markliesco ou fedoresco), nada há a apontar nas verdades que são ditas pelo Winston :clap:

:arrow: :arrow: :arrow: :arrow:

Sou (e continuo a ser) apoiante de BdC!
Foi a melhor coisa que aconteceu ao clube nos ultimos 10 ou mais anos.
Mas também sei ver as coisas.
O BdC está ainda a aprender, e espero mesmo que esteja, porque vamos ser sinceros, ele pôs-se a jeito, principalmente quando deu aquela conferência de imprensa.
Ele pode vir a ser um grande presidente e um dos maiores que o clube já teve, mas na minha opinião vai ter de melhorar muito na comunicação para o exterior (já sabemos como é a CS anti-SCP). Tem de falar menos e de forma cirúrgica.
De resto nada tenho a apontar.

Desta situação, mais vale dar um passo atrás para dar dois à frente e falar com MS e tentar limpar o que aconteceu. E traçar a estratégia para a duração do contrato, nomeadamente sobre a estruturação do plantel.

Despedir MS nem me passa pela cabeça.

O verdadeiro cocó… Os que ********************* o meu clube e que continuam a *******************.
La esta eu tambem tenho direito de criticar certo? vivemos numa democracia certo? Alias existe presidentes que ate pretendem marcar AG para se discutir os problemas de clube certo? Lá esta, como ja ouvi dizer… um verdadeiro “hitler” “ditador”… Ao ponto que isto chegou…

e sabes porque??? Por haver cocós como TU, que fu************* o meu clube e que querem continuar a ******************.

E sim tenho o direito de criticar, se vejo o meu clube a ser atacado constantemente tenho o direito de defende-lo de COCÓS COMO TU!

Saudaçoes Leoninas []´s

Grande texto.

Da minha parte, aquilo que digo é muito simples, BdC para mim significa ter esperança no futuro, tudo o resto são balelas e quintos lugares no campeonato.

Quanto à pasquinada, é muito simples também, estão a fazer este cócó todo porque estão como medo, estão mesmo com muito medo, medo de que o Sporting volte a ser Sporting e vai daí agarram-se a tudo para deitarem abaixo aquele que vai pôr o Sporting no lugar de onde nunca deveria ter saído.

Eu não imagino a minha vida sem o Sporting, mas é meterem outro godinho, ou alguém da mesma pandilha como janelas e barbosas na presidência que eu vou ter de me habituar a viver de outra maneira.

Já agora ó carlitos que só abres a janela para prestares serviço à lampionagem, vai mas é à Mer … ups perdão ao cócó, ou julgas que a gente já se esqueceu que para se poder ser campeão te tiveram de meter no olho da rua?

:cartao:

:clap: :clap: :clap: Está tudo aqui, e nem sequer faltaram os sonsinhos a vir pedir respeito pelos “adeptos” à la marquette! :lol:

Desengane-se quem pensa que o problema é o “Cócó” que a CS vai espalhando. O “Cócó” por si só é inofensivo se não o pisarmos e engolirmos.

O Problema é quem dá credibilidade a esse “Cócó”.
O Problema é quem se alimenta desse “Cócó”.

Isso sim, provoca indigestões e mau ambiente.

Fiquei intrigado com o título do tópico e mais ainda porque este tipo de temáticas fisiológicas não costuma ser abordado pelo @ Winston Smith.

Depois de ler o texto (ainda para mais estou sem olfacto devido a uma forte gripe :mrgreen:) percebi a mensagem que o mesmo contem.

É tudo verdade.

E digo mais: preferia cagar um pé todo do que ver o que se está a passar no nosso Clube… mais uma vez.

Apesar do estilo excrementoso, o artigo denuncia (e bem) a situação presente do nosso clube. :clap:

Sem dúvida que os adeptos merecem respeito. Não vejo é onde existe desrespeito neste tópico. A palavra cocó surge em livros infantis e não há nada no tópico que ofenda adeptos/sócios do Sporting.

Pode-se não gostar do estilo, o que é compreensível, mas penso que não é possível escrever sobre este tema de outra forma. Ou melhor, é possível, mas não é fidedigno.

O que está a acontecer não merece uma prosa límpida e pura, ao estilo de Sophia.

Que no final desta história muita gente tenha de engolir um sapo, é este o meu desejo. Nesta novela nem sou pró BdC nem pró Ms, mas desejo sinceramente que a razão esteja toda do lado de BdC porque é um presidente em quem acreditei e que até ver tem desempenhado um trabalho meritório. Caso esta história tenha um desfecho dúbio, sem que se perceba muito bem o que se passou ficarei bastante desiludido com o nosso presidente e com sérias dúvidas que seja ele a pessoa certa. Por isso presidente, reúna todas as provas e demonstre perante o universo leonino que não havia escapatória possível, e que fez o que tinha de ser feito. Não me desiluda, eu aínda acredito :great:

Muito bom texto. É uma vergonha todo este ataque que se têm feito a um individuo que tem lutado para levantar uma das maiores instituições portuguesas. Com todo este circo que nos tem sido proporcionado, pode-se aferir do estado a que chegou este pais nos mais variados campos, frequentado por escumalha sem escrúpulos, indivíduos execráveis, asquerosos, nojentos.
O que me deixa mais estupefacto é a quantidade de sportinguistas que estão a ir atrás de toda esta campanha e estão contra o Bruno. Como é possível não terem aprendido nada após tantos anos de roubo, humilhação, enxovalho? Síndrome de Estocolmo?