Um dia, até a Fé chega ao fim

Já muito se falou da pior época da história centenária do Sporting, relativamente ao número de derrotas.

Estou no entanto convicto que metade da indignação actual não existiria, caso o golo de Vinicius no Benfica-Sporting tivesse sido invalidado.

Sim, seria apenas um 3º lugar a uma distância enorme dos 2 primeiros, mas evitava-se a vergonha de ser ultrapassado por um clube com pouco mais de 1/3 do nosso orçamento e a quem o Sporting foi buscar um treinador em início de carreira por mais de 10M.

O 3º lugar lavaria a imagem de uma gestão desportiva errática, que sistematicamente destrói valor, inutiliza recursos próprios e que tem sobrevivido à custa da “herança pesada” que tanto se queixam? Não devia lavar. Este desastre estava anunciado e foi, por quem tem dois olhos na cara e neurónios funcionais e acompanha o clube.

Ainda assim, muitos que se indignam hoje, estariam calados. Não tenho dúvidas. Por muito que a incompetência ( um dos menores problemas dos actuais dirigentes ) seja evidente.

Não deixa de ser natural, dada a componente emocional da coisa. Grande parte dos adeptos “vão conforme o vento sopra”, numa questão de dias. É futebol.

Esta época tem vários aspectos a sublinhar.

1- Maior número de derrotas em todas as competições.
2- Só por uma vez o SCP superou as 10 derrotas ( deste ano ) no Campeonato ( em 1989 )
3- Só em 7 campeonatos, o Sporting teve pior aproveitamento pontual que o da época finda.

Repito, o desempenho da equipa de futebol é mais que esperado, dado um somatório indigno de más decisões e não fruto de questões pontuais que por vezes afectam os grupos de trabalho e os colocam em subrendimento.

Esta miséria reflecte na perfeição a mediocridade da estrutura de futebol, que segue autista e culpando terceiros por insucessos próprios, depois de bater no peito “pela melhor época desde 2002” que não preparou, preparação que diziam, no início do ano, ter sido uma das melhores de sempre, enquanto os adeptos levavam as mãos à cabeça por decisões descabidas e que enfraqueciam consistentemente, a equipa de futebol.

Não sem surpresa, vejo entretanto o Universo Sporting com algum peso mediático, preocupados pelo acessório e com questões laterais e não prioritárias ou mesmo pouco compreensíveis, quando estamos em pela preparação de mais um ano desportivo que se antevê ainda pior que o do ano passado, com as bases do clube em convulsão e os dirigentes ( sempre calçados por uma Comunicação Social que adora um Sporting acomodado, medíocre e que não levante ondas ) a persistirem numa propaganda vergonhosa, com laivos decalcados do Vieirismo, especialista em cartilhas e no fornecimento de gelados com a testa.

Quando derem por ela e muitos mantém-se em cima do muro, sobrarão os escombros.

Uma equipa de futebol cada vez mais frágil e menos activos valiosos ( os mais interessantes são quase todos frutos da tal herança ou da “formação destruída”.
Um clube com menos sócios.
Um clube com contratos milionários em grande parte já antecipados.
Adeptos desligados e sem esperança ( sim, até essa, que foi a luz que muitas vezes ainda segurou o barco ) no futuro.

Não há fé que resista sempre. Até a dos Sportinguistas.

39 Likes

Este pode ter sido o melhor 4°lugar na história do Sporting. Veremos o que o futuro nos reserva.

2 Likes

Sem dúvida. Apesar da azia natural que tive, racionalmente sei que o 4º lugar foi o melhor pensando no médio prazo, pois só os resultados fazem abrir os olhos a muita gente. Com o 3º lugar teríamos os do costume a sabotar a seu bel prazer, assim a contestação subiu e muito de tom.

3 Likes

Talvez este 4°lugar sirva para evitar classificações ainda piores no futuro a médio prazo , mas já não se vai a tempo de preparar condignamente a próxima época com uma nova direção que defenda verdadeiramente os interesses do Sporting clube de Portugal. Ainda para mais, nesta época, o terceiro lugar dá acesso a uma pré-eliminatória da champions.

3 Likes

Ainda bem que assim foi, ficar em 4º. Não sendo assim, seria o adiar de um divórcio óbvio. Fraca esta direção, Silas? Os 200 Milhões de euros de balanço das transferências dos últimos 5 anos? Em vendas, estes últimos 5 anos, 2015-2020, superaram 2005-2015. Este balanço é resultado do somatório das vendas com as compras, se as compras forem consideradas o “Orçamento da época” e visto que os sócios pagam as modalidades, 8 Milhões de euros, onde gastámos nós 40 Milhões de euros por ano em Alvalade? Dá para cada jogador da equipa A e B ganhar cerca de 1 Milhão cada um nos últimos 5 anos. É essa a realidade salarial do clube? Não. Ainda agora li o seguinte “Stanislavo Ivanov, extremo de 21 anos do Levski Sofia, pode chegar a Alvalade por valores a rondar os 500 MIL EUROS”. Que tristeza. Eles andam a roubar o clube, mas todas as épocas falam de crise financeira. Este clube serve única e exclusivamente para certas pessoas ganharem dinheiro das vendas, não fossem os herdeiros dos fundadores do clube donos de um banco sempre “falido”. O Sporting é uma mentira, mas já começa a ser uma mentira de merda.

3 Likes

O 4o lugar em si não vai mudar muito, como estamos a ver. Já ficamos em 4o várias vezes, que me lembre sempre com os cRoquettes ao comando, e só quando ficámos em 7o, depois de durante a época andarmos perto dos lugares de descida, o povo Sportinguista se revoltou. É verdade que tinhamos uma alternativa pronta para ganhar eleições, o que não acontece agora. Esse é um problema agora: sem ser BdC (outra vez), não há oposição/alternativa credível.
O que claramente está a acontecer é as pessoas afastarem-se do clube, e isso também é muito grave, óbviamente.

1 Like

É verdade.
Por um lado, põe a nu tudo o que vai mal e torna mais urgente outras soluções.
Por outro, sem golo continuávamos com o estado de graça do Amorim e com a sensação (ilusória?) de um futuro melhor.

Concordo com essa comparação: Varandas- LFV e respectiva equipa e estratégias de perpetuação, eu próprio já a fiz.
O Vieira nos primeiros tempos também não ganhou nada ou pouco e era - ‘Vieira mete ordem na casa, Vieira dá o murro na mesa, Vieira põe contas em dia’.
LFV tinha os desportivos e TV’s na mão, tal como Varandas - e mais - as vozes não alinhadas também não tinham eco.

É difícil estruturar bem a contestação porque centralizar a crítica em Varandas, acaba também por ser positivo para ele.
É a criação de um mito e de um líder.
Quando aquilo que puseram no clube é um encarregado de negócios.

3 Likes

Não! Um boneco, um fantoche.

Não raras vezes os sinais claramente negativos não se traduzem num dos piores cenários, premiando os incompetentes.

Não foi o caso. Mas também não foi pela margem devida. Basta reflectir que bastaria os dois rivais terem estado também eles um pouco mais fortes e o fosso final teria sido ainda maior.

Em todo o caso só neste Clube para esperar que resultados no futebol escondam toda a inaptidão. A incompetência atroz, os calotes diários, a fractura, a perseguição aos sócios, a quebra de militância, o desinvestimento, o de decréscimo de competitividade geral.

É o regresso a um Sporting de Entreposto. Recheado de figuras obscuras, promiscuidades, tachismo, negociatas privadas, delapidação pela calada, mentiras descaradas… Sente-se um clube refém de uma elite, que os sócios verdadeiramente não controlam, completamente dominados a bel-prazer por uma MAG que actua como se fossem donos e intocáveis.

O Clube já não é realmente “nosso”.

7 Likes

Vou lutar até nao puder mais. Vao cair agora ou daqui por 2 anos, mas vão.:muscle::muscle::muscle:

4 Likes

:clap: :clap: :clap: :lion:

Epá, desculpem a minha fé, mas… Acredito que BdC ainda voltará a ser nosso presidente!
Desculpem também os que não concordam, mas não vejo mais ninguém capacitado para a tarefa de reerguer o nosso clube, basta ver o barulho que a oposição está a fazer nesta altura tão critica, parecem ratos… Benedito para mim está a ser de momento a grande desilusão, metia muita fé nele, foi para ele os meus votos, agora já não sei se o faria, provavelmente votaria em branco.

2 Likes

O problema é que o que Antonio Oliveira disse há uns anos está transformado num “Por cada croquete que cair outro se fritará”

1 Like

Que seja.
O problema é que ao criticá-lo ele ganha existência e estatuto (que não tinha).

1 Like

Haver pessoas como o Lion73 faz-me ter fé que ainda é possivel ter pessoas a dirigir o Sporting com saber e dedicação (não estou a dizer que tens que ser tu necessariamente!). Só espero que essas pessoas não percam a fé e a vontade de ajudar a liderar.

5 Likes

O problema do Sporting actualmente é o mesmo que já existia nos mandatos de Soares Franco, Bettencourt ou Godinho Lopes…

O modo de operar é o mesmo…

Gestão danosa que visa deixar a SAD em tal situação precária financeiramente que obrigue a SAD a ir parar maioritáriamente para as mãos de alguém e que depois possa ser vendida

Isto é um plano que tem anos e anos…

Alguém acha que isto é incompetência? azelhice? falta de sorte?

Não… isto é uma política auto-infligida de desvalorização dos recursos do clube, desportivamente, financeiramente…

E isto acaba por ser do interesse de muita gente, uns porque ganham directamente, outros porque o Sporting não estando bem, é menos um a competir pelos lugares de onde vem o dinheiro…

Enfim, isto é puramente destruir… não há aqui nada de novo, tão pouco é primeira vez que nos vimos isto.

Como é que as pessoas vendo que Rogério Alves que esteve ligado aos anos mais negros do clube, que esteve na equipa que fazia parte da campanha de Godinho Lopes, o qual não foi eleito porque as eleições foram aldrabadas para o conselho directivo e não conseguiram mexer nas urnas da MAG, por isso o presidente da MAG era da lista de Bruno de Carvalho.

Os Sportinguistas já sabiam quem era Rogerio Alves, mas ainda assim foram votar no palerma do Varandas, isto se é que não houve outra “afinação” porquie tendo em conta que a comissão de gestão esteve alinhada na forma de correr com a anterior direcção já nem digo nada relativamente a possibilidade nem Varandas ter sido legitimamente eleito…

Mais, se duvidas houvesse da desonestidade e falta de Sportinguismo desta direcção…
basta ver que são completamente imunes a contestação, não querem saber…

Não existe respeito, nem simpatia, nem sequer tão pouco se importam que o Sportinguistas os queiram de lá para fora…

Se isto por si só não é um sinal claro de completa prepotência e de falta de respeito pelos Sócios é o quê?

São eleitos para governar o clube, mas os sócios estão mais do que desgostosos e não demitem logo?

Obviamente que não o fazem porque sem qualquer pudor vieram para aqui para roubar.

14 Likes

A existência e o estatuto foram-lhe dados em 2018, não são as “críticas” que lhe são feitas (sendo que as “críticas” são a constatação de idiotices e de vergonhas a que ele se presta).

E depois fico espantado com isto.

Há quem acredite que quando houver eleições agora, a verdade e normalidade fica reposta…

dificilmente ficará, não tenham ilusões, esta gente é capaz de tudo…
já adulteraram eleições, já provocaram rebeliões dentro de planteis de futebol para fazer direcções cairem, rescisões de jogadores enfim…

Esta gente não tem escrúpulos… se acham que qunado vierem as eleições não arranjam maneira de lá deixar Varandas ou outro qualquer, estão muito enganados.

Aquilo que se passou em 2013 foi um acaso,

  1. O Sporting estava completamente falido, portanto não lhes interessava já muito

  2. Como o presidente da MAG na altura tinha sido parte da lista de Bruno de Carvalho não lhes foi possível amanhar as eleições de 2013, ao contrário do que aconteceu em 2011, onde o Sr. Lino de Castro fez uma afinação aos resultados pela madrugada, em que a boca das Urnas matematicamente pelas sondagens BdC ia ser eleito, e de resto até chegou a ser noticiado como tal, até manchetes se fizeram, e depois pela noite dentro amanharam os votos.

Portanto, se acham que este tipo de gente mafiosa vai sair do clube pelo próprio pé…

enganem-se, eles só saem do clube quando não houver mais nada…
Ou se forem presos ou mesmo com o pernil esticado.

Não tenham ilusões.

16 Likes

Não estou a dizer que não deve ser criticado, nem que a crítica não faz sentido.
Mas para já, criticá-lo é responsabilizá-lo e dotá-lo de vontade própria, coisa que não tenho a certeza que tenha e que não esteja afinal refém de meia dúzia de pessoas.

Estou a dizer que de certa maneira a marca Varandas constrói-se pela negativa, com algum masoquismo à mistura, alimentando-se da contestação e afirmando-se como último reduto de sabe-se lá o quê (daquilo que a imprensa aponta).
E que por isso a crítica acaba por não lhe ser totalmente desfavorável, ajuda na criação do “monstro”.
Quando é apenas um médico que pouco percebe de futebol.