Top Ten - Edição 7 - Sérgio Godinho

Só para referência futura, compilo e ponho aqui as sugestões que encontrei até agora, agrupadas por semelhaça estilística / cronológica:

Rolling Stones
Queen
The Who
David Bowie
Clash

Smiths
Depeche Mode
U2
REM
Prince

Jeff Buckley
Blur
Massive Attack
Placebo
Smashing Pumpkins

Arctic Monkeys

Black Sabbath
Led Zeppelin
AC/DC
Pearl Jam
Nirvana
Guns N´Roses
Metallica

Não vou dizer que as venha a utilizar todas num futuro próximo. O ideal é lançar um tópico destes por semana, e vê-se aqui uma presença desproporcionada da facção “hard”. Acho que convém ter um pouco de tudo para todos.

Sou também um pouco reticente em lançar tops de bandas demasiado novas. Quantos poderiam indicar 10 músicas dos Arctic Monkeys?

Posto isto, notei duas coisas: até agora, não havia ainda nenhum artista português. E também ainda não havia nenhum artista a solo. Assim sendo, Xutos e Pontapés ficam para uma próxima oportunidade, e vamos dar o palco a um verdadeiro artista português, com uma longa carreira mas ainda em actividade: esse grande sportinguista de seu nome Sérgio Godinho.

Coloquem aqui as 10 músicas do SG Gigante que gostam mais. Votação aberta até 6 de Outubro.

I Bet look you Good at The Dance Floor,Fake Tales of San Francisco,Scummy,A Certain Romance,From The Ritz to the Rubble,Dancing Shoes,Teddy Pickcer,Balaclava,Brianstorn,505…

E ainda ficam algumas de fora!

Eu perguntei quantos - nunca duvidei que tivessemos pelo menos um. :wink:

Com um brilhozinho nos olhos

Primeiro Dia

Espectáculo

Lisboa que amanhece

Coro das Velhas

Dancemos no mundo

Quatro quadras soltas

Isto anda tudo ligado

Mudemos de Assunto

Cuidado com as imitações

O elixir da eterna juventude
O primeiro dia
Com um brilhozinho nos olhos
Coro das velhas
Fotos do fogo
Domingo no Mundo
A noite passada
Antes o poço da morte
É Terça-Feira
Dancemos no mundo

Apesar de não conhecer a fundo a sua vasta discografia, seguem dez das que mais gosto:

O primeiro dia
Lisboa que amanhece
Balada da Rita
Mudemos de assunto
A noite passada
Pode alguém ser quem não é
A vida é feita de pequenos nadas
Com um brilhozinho nos olhos
O Porto aqui tão perto
Fotos do fogo

O primeiro dia

Com um brilhozinho nos olhos

Espalhem a noticia

A noite passada

Dancemos no mundo

A vida e feita de pequenos nadas

Coro das velhas

Elixir da eterna juventude

Lisboa que amanhece

Barca dos amantes

Vou continuar a mandar postais… ??? Passo novamente. :arrow:

Já agora, mete ai “Rolling Stones” na caixinha das sugestões. :wink:

Na onda da revolução:

Maré Alta (mais pelo feeling do instrumental e tal, do que pela letra)
O Meu Compadre

Na onda do amor:

2º Andar Direito
Espalhem a Notícia
O Primeiro Dia
Balada da Rita
Mudemos de Assunto

Não sei bem em que onda enquadrar:

O Elixir da Eterna Juventude
Demónios de Alcácer-Quibir
Etelvina

E mais destacaria…

Não sei quanto teriam que me pagar para ouvir dez músicas do Sérgio Godinho, mas não seria pouco… :twisted:

Concordo com o Zed, façam uma votação para os Stones. Acrescento os U2, REM, Prince, Smashing Pumpkins, Queen…

Não sejas por isso, o próximo Top é sobre o Zeca Afonso! :rotfl:

E não te esqueças dos Blur que também já tinha sugerido algures. :dance:

Ou o Zé Mário Branco, ou o Adriano Correia de Oliveira, que isso para mim é tudo igual. O único cantor de intervenção que eu ouço com gosto é o Falâncio do Vai Tudo Abaixo. ;D

Lá está mais um que devia conhecer, mas não.

E Jeff Buckley? :whistle:

Isso é que era de valor!

Top 10 Sérgio Godinho, grande compositor!

  • O primeiro dia
  • Liberdade
  • Etelvina
  • Com um brilhozinho nos olhos
  • Ás vezes o amor
  • Dancemos no mundo (Eu só queria dançar contigo, corpo visível se fosse possível, dois pares de sapatos, levantando o pó,
    dançar como amigo só)
  • Quimera de ouro
  • Coro das velhas
  • A noite passada
  • Espectáculo

FLL, uma ida à F.A. não te fazia nada mal! :wink:

Sérgio Godinho, Zeca Afonso, Zé Mário Branco… tudo igual? :o

Eram todos cantores de intervenção, cuja estética me repugna por igual e me leva a não ponderar as diferenças entre eles. Digo “eram” porque, para além dos que já faleceram, Sérgio Godinho evoluiu (é justo dizê-lo, embora continue a não gostar) e José Mário Branco, querendo continuar a ser “de intervenção”, deixou por isso de ser um artista, para se tornar um activista cantante de cariz semi-arqueológico.

Vade retro! :twisted:

O G.A.C. ou o Francisco Fanhais (que me lembre) eram artistas de intervenção. Mesmo até finais dos anos 70 nem metade das canções de qualquer dos artistas mencionados se pode designar como de intervenção, e no caso de SG bem menos de metade sequer políticas.

Leve odor a preconceito. Se te libertasses dele acredito que conseguias descobrir o brilhantismo de algumas músicas destes autores. :twisted: