Tópico dos músicos amadores

Tanto quanto pude averiguar, não existiu até agora tópico semelhante (apenas um pequeno sobre guitarras eléctricas).

Neste tópico trocar-se-iam experiências e impressões sobre actividades musicais dos foristas - supõe-se que como “hobby”, mas se houver músicos profissionais na audiência podem e devem manifestar-se! :smiley:

Quando era adolescente e pré-adolescente tive (fora da escola) aulas de Solfejo e Orgão Electrónico. Já não pratico há muito tempo - tivesse começado a aprender quando já tinha gostos musicais mais definidos e acredito que tivesse continuado durante mais tempo.

Mais cedo ou mais tarde (provavelmente a segunda) tenciono aprender guitarra clássica / violão, não para saber muito, mas como preparação para chegar ao meu instrumento preferido - o baixo.

Nunca toquei em banda, acho que se aprendesse era para por uns CDs a tocar e tentar acompanhar.

Já agora, quanto a eventualmente comprar um violão básico, só sei que convém comprar uma caixa ao mesmo tempo, mas não sei mais nada, se alguém quiser detalhar parâmetros importantes na escolha fico agradecido.

Quais as vossas experiências, para além de tocar telefonia e campaínhas de porta? :wink:

hehe, excelente tópico : também ando na música. Toco guitarra há 2 anos e pouco. Este era um sonho antigo, mas como nunca tinha havido dinheiro na família para me mandar a umas aulas de guitarra, fiquei sem fazer nada. E em Setembro de 2005, acabei por comprar uma Folk, com a qual aprendi os meus primeiros acordes. Este ano vendi a Folk e comprei uma clássica : comecei a aprender Flamenco, mas por falta de tempo deixei de ir às aulinhas e continuo a tocar sozinho, agora essencialmente Bossa Nova, um pouco de Flamenco, música de intervenção francesa, portuguesa (Correia de Oliveira, Zeca Afonso, entre outros) e chilena (Victor Jara), e também um pouco de fado (adaptado às exigências de uma guitarra clássica).

Sendo que o meu sonho é, mais tarde, comprar uma guitarra portuguesa. Actualmente, toco sozinho no meu cantinho ou no parque ao lado, a verdade é que gostava de me juntar com outros músicos amadores, que isto permite progressos fantásticos.

Quanto ao meu amor, aqui vai (é uma guitarra espanhola, Admira Málaga):

E o que ando a cantar com ela (apenas excertos não muito trabalhados pelo que a qualidade do som e da voz não é a melhor)

Marcha do Sporting (excerto : foi quando a toquei pela primeira vez, quase improvisando. Daí um ou outro engano nos acordes, e ritmo não homogéneo)

Menina dos olhos tristes (excerto : esta, estou com problemas para conseguir enriquecer os acordes e torná-la menos chata. Foi também uma das primeiras vezes que a toquei, também tem alguns erros e perdas de memória.)

Se mal pergunto: qual a diferença entre uma guitarra folk e uma guitarra clássica, esta última vulgarmente conhecida por violão?

Basicamente :

  • folk : cordas de aço ; clássica : cordas de nylon (timbre portanto diferente / as de nylon são menos dolorosas)
  • caixa de ressonância mais larga na Folk
  • presença de uma placa de protecção na Folk (usa-se o plectro, enquanto que com uma clássica, toca-se mais com os dedos)
  • o braço da clássica é mais curto e mais largo
  • cabeça : Folk / Clássica

Quanto ao estilo de música, devido ao timbre que as diferenças implicam :

  • blues, rock, pop e afins => Folk (timbre mais metálico e fino)
  • música clássica, sons latinos (nem todos : os Tribalistas usam Folks, creio eu) => clássica (timbre mais “redondo”, envolvente, quente)

Uma breve passagem por lojas online portuguesas leva-me a crer que só há 3 boas apostas para comprar violas folk de introdução decentes, tudo marcas americanas:

Epiphone (da Gibson)
Peavey
Rochester

Alguém confirma ou desmente?

O que têm a dizer sobre as Yamaha?

Eu aconselharia 2 :

  • a Epiphone, é verdade, é sempre uma boa aposta ;
  • a Cort E70, com preços bastante baixos, é muito boa também.

Peavey e Rochester, confesso que nunca as tive em mão e não sei o que dizer.

Quanto às Yamaha, acho que as Folks são boas a partir de um certo preço mas as de menor preço não são aconselháveis. São conselhos que vejo sempre em sites franceses.

Tudo depende, obviamente, do orçamento…

Mas olha lá, Angel, se quiseres mesmo tocar o teu instrumento preferido, porque é que queres primeiro experimentar uma viola ? Conheço pessoal que se iniciou directamente com o baixo e se deu perfeitamente com ele. :slight_smile:

Quem me deu o conselho de primeiro experimentar violão (não entrou nas subtiliezas da guitarra folk) foi alguém que toca este e guitarra eléctrica.

De qualquer modo se vier a ter uma iniciação próxima à guitarra clássica / folk isso deriva da possibilidade de ter aulas de borla - para o baixo isso não se arranja! :wink:

Cort E70

Quer-me parecer que só existe mesmo em França.

Baterista e musico de computador (loops e afins).

Também toco um pouco de guitarras (Folk, clássica, electica, baixo,…) mas nem conta.

Completamente auto-didacta, com pouca paciência e apetência para solfejo o que aliado a uma deformação profissional (arquitectura) que me leva a tentar ler pautas (com muito custo consigo ler as de bateria) em modo de grelha gráfica o que raramente corresponde ao escrito.

No computador, uso o que me vem à rede. Não costumo gravar sons próprios e editá-los (se bem que já tenha feito em maquetes de experiências anteriores). Neste momento estou mais numa de usar loops, misturá-los, criar texturas…

Na bateria toco numa Yamaha Stage Custom com pratos Sabian HHX.

Não tenho definitivamente um estilo preferido, gostando de saltar entre eles. Tanto gosto de tocar uma coisa mais jazzy com a seguir posso estar a tocar uma rockallhada. Por isso, talvez acabe por não tocar nenhum num patamar suficientemente bom, pelo menos para os meus padrões, mas é o que acontece invariavelmente quando toco.

No momento estou em pausa forçada depois duma experiência mal acabada. A falta de espaço e a falta de com quem tocar leva-me a ter a bateria na garagem dos meus sogros tocando quando vou lá (cada 15 dias mais coisa menos coisa). Mas confesso que não gosto nada de tocar sozinho ou com musicas pré-gravadas.

Do que fiz o que mais gostei de fazer foi virar ao contrário as músicas dos outros neste ultimo projecto. Uma banda para bares que tentava ao máximo tocar covers e não cópias. Tive a sorte de encontrar um guitarrista e uma vocalista espectaculares e este nível, em podíamos muito facilmente estar a tocar o H2omem e de repente surgir do meio do nada o Kiss, ou no meio do Walking on sunshine rebentar um reggea, ter como música de começo o Muppett show theme colado com parte do Love Boat theme e com o Água na boca em ritmo Funk, ou tocar no mesmo set ou até na mesma música ritmos latinos, rock, funk, soul…

Por outro lado, como todos tinham uma vida profissional muito ocupada, não existia muita pressão para tocar a todo o custo e a toda a hora (pelo menos para alguns e aqui terá começado a fractura) e eram uns ensaios muito divertidos e libertadores de stress.

Estou com muitas saudades de tocar com pessoas…

@Angel

Na minha opinião, se a Guitarra é só para aprenderes teoria, é preferível o piano (até porque com a aprendizagem do Baixo acabas por agarrar a Guitarra). Se ainda assim preferires a Guitarra como passo para o Baixo, tanta evoluir nos dois ao mesmo tempo.

P.S. Já toquei uma temporada nu bar 10A que foi propriedade e poiso de jogadores do Sporting e já tive neste bar (mínimo, nem sei como cabíamos naquele palco(?) com 2x1.5m)a felicidade de partilhar o mesmo espaço com o falecido Vitor Damas

Eu teoria só preciso de rever, não é para investir muito.

O baixo é mais caro, consome mais electricidade e ocupa mais espaço. Só daqui por uns tempos. :wink:

Aqui toca-se desde os 7 anos. Trompete, dá-se uns toques de orgão e de viola. Também já aprendi acordeão, mas o sonho era ser baterista, mas não havia vagas na altura.

Eu devo ir comprar e começar a tocar aquilo que é o meu sonho…Baixo…mas só no verão…as poupanças ainda não chegam…

toco orgao desde os doze anos mas nao toco muito… tenho uma certa experiencia e desenraco-me nas brincadeiras com o pessoal (devido á minha experiencia apanho as coisas com facilidade) e para fazer alguns arranjos…

depois fui para a banda (aos 14 anos ) tocar trompete e andei 5 anos no conservatório mas tive que deixar por causa da universidade…

desde essa altura tenho tocado com alguns grupos teclado (brincadeiras e um grupo de musica de baile)…

neste momento continuo a tocar trompete na banda filarmónica aqui da terra e sou maestro do coro dessa mesma colectividade…

já agora se alguem conhecer coristas de jeito ( principalmente sopranos e tenores) avisem pois preciso de fazer um up-grade (em termos quantitativos) ao coro para poder interpretar algumas peças mais pesadas com a banda no aniversario da colectividade (é só para dezembro mas tenho que começar já a passar o repertorio e para isso preciso de saber com quem conto…).

quanto ao ser só para dezembro é só para terem ideia do trabalho que dá… mas quando corre bem vale a pena…

tenho mais umas ideias mas neste momento nao tenho tempo para grandes projectos musicais…

Ia hoje criar um tópico sobre isto, mas parece que já existe este por isso decidir trazê-lo à ribalta.

Comecei há poucos meses com a guitarra eléctrica e estou a adorar, obviamente. Nunca fui grande interessado pelo estudo da música, mas depois de ouvir alguns mestres da guitarra, o caso mudou significativamente de figura. ;D

Tenho uma Strato igual a esta:

E o amplificador é o MG-10 da GLX. É fraquito, mas dá para desenrascar, que também não o uso com muita na frequência por agora:

Já sei tocar umas coisas, qualquer dia gravo e ponho no Youtube. :smiley: Mas só descanso quando conseguir tocar a Marooned e o solo final da Comfortably Numb. :mrgreen:

Venham de lá esses músicos que andam por aí escondidos…

Mais um aqui! :mrgreen:

Toco eléctrica e acústica, mas o meu estilo favorito é o Folk. Estou a planear formar um pequeno duo com uma amiga minha, porque já tenho várias músicas escritas. Também sei fazer umas coisas muito básicas em bateria e piano.

Eu toco guitarra,ando a aprender piano(não é muito dificil por acaso),e no baixo e na bateria faço ritmos básicos,daqui a um ano acho que começo a “apertar” com estes instrumentos…

Tenho formação de guitarra Jazz,que acho que é o mais completo e que é o de mais fácil adaptação para depois
entrar outros estilos,e aprendi basicamente tudo sozinho,tirando um ou outro apontamento dado pelo meu primo e por um amigo que toca numa banda,e tenho aqui um livro PERFEITO para quem quer aprender ,se alguem quiser é só pedir porque eu tenho em PDF…

Um conselho,comecem com acústica nylon,porque o braço é mais largo e ganham logo mais “mão” para as outras,além de ser mais fácil para ganhar “ouvido” também…Ahhh,e o metrónomo também é indispensável para um iniciante…

Lojas de musica tugas são uma roubalheira,em PT só compro palhetas e cordas porque tenho uma loja aqui perto de casa…vejam esta ,arranjam aqui packs para iniciantes a preços fixes e a entrega é segurissima…Sempre que quero comprar uma guitarra tenho um método,faço uns passeios a lojas de musica e toco com as guitarras que eles têm para lá,e quando encontro um modelo do qual gosto do som,volto para casa e mando vir desta loja

[url]http://www.musicstore.de/en_EN/PTE/WelcomePage[/url]

curto tocar sons de radiohead,rage against the machine,queens of the stone age,mars volta,muse(plug in baby em acustica é linda,é flamenco),mas gosto principalmente de tocar ao calhas,tenho um programa para o computador que grava a guitarra e depois toco por cima dos loops e passo horas a inventar…Aliás faz parte do meu ritual diário,ao fim da noite quando estou despachado de todas as tarefas diárias,depois de meter os cães a fazer o xixi final,depois de vestir a roupinha da cama,faço um belo “fumo” e meto-me a tocar até ficar pôdre e ter de ir dormir…Ahh e tenho outro hábito que parece maluco mas confesso que rendeu bastante para desenvolver técnica,cada vez que vou à casa de banho libertar o lampião que há em mim levo a guitarra atrás para treinar os exercicios de flexibilidade e velocidade aplicados nas escalas todas…

Sei tocar guitarra acústica e eléctrica, mas a minha grande paixão é o baixo. Neste momento estou sem o instrumento em questão, pois avariou e não estou com verba para o mandar arranjar / comprar outro.

Não tenho formação musical, sou self-taught, seguindo as palavras do grão-mestre Scott Kelly: I’m self taught. Lessons and all that shit are completely against the way that I see music… It’s like putting everything in a box that you’ll never get out of. Percebo quem tenha a visão contrária, e até apoio quem a tenha, mas, para mim, música simplesmente não tem limites, nem convenções, nem regras.

Por consequência, adoro tocar tudo o que esteja no espectro doom metal, sludge, stoner, drone, com muito psicadelismo mesclado… Nada melhor do que organizar um meeting num estúdio com os amigos, preparar uma inspiração e fazer jams de 30 minutos, non-stop.

Por vezes, prefiro ficar em casa e ir tocando algo mais convencional. Desde o thrash ao rock progressivo, passando pelo bom jazz lounge, smooth jazz e até Amy Winehouse, por exemplo. Desde que me soe bem e tenha aquele toque que eu aprecio… Aprovo.

Actualmente, e como o tenho o baixo K.O., tenho tocado bastante guitarra acústica, com especial destaque para o folk deste género:

[youtube=425,350]Horse Head - Woven Hand & Ultima Vez (PUUR film) - YouTube
[youtube=425,350]Nick Drake - Things Behind the Sun - YouTube
[youtube=425,350]- YouTube

Guitarristas Sportinguistas , preciso da vossa ajuda…Alguem dai tem guitarras com Humbucker da Gibson??

Tou à procura de um som mais limpo e definido , com pouca ressonância , alguém pode aconselhar algo??

Já experimentaram os mini-humbucker??

E aceito sugestões !

Obrigao…

Ora, aqui está uma belo tópico

Estudo música desde os meus tenros 6 anos.

Estive 3 anos a tocar piano, mas ñunca gostei daquilo, então ler clave de Fá, não é mesmo comigo.

Depois, estive um ano a praticar bateria, esperando ter idade para entrar no 1º grau no conservatório.

Entrei para o conservatíoorio, e escolhi para instrumento guitarra clássica. Tive senpre 4 ao longo dos anos. Sendo tambem obrigatorio, ter formaçao musical, e classe conjunto.
Como estou nesye momento no 5º grau, para o ano vou ter que escolher outro instrumento, muito provavelmente, saxofone.

Desde os 12, que toco baixo, sendo que já estive numa banda, onde o rock era predominante, mas passei agora para outra, onde tocamos de tudo um pouco.

Continuando na historia do conservatorio. Para o ano, serei obrigado a ter, Composição(ATC), Historia da Música, Acustica, Praticas de teclado, entre outras, tambem vou precisar de ter um 2º instrumento, e sempre gostei de instrumentos de sopro.
Ando indeciso se hei-de ir para saxofone, ou trompete.

Eu toco guitarra clássica desde 1998, auto-didacta, tenho grande facilidade em compor melodias, em criar riffs, sem ciência musical envolvida, muito simples, muito catchy, muito por culpa do punk-rock/grunge que ouvi compulsivamente desde cedo e durante os anos 90, NOFX, Greenday, Nirvana, Silver Chair, Smashing entre outros. O meu próximo passo será a eléctrica mas falta-me o carcanhol, porque quero ter uma coisa decente.

Já estive mais longe de procurar 3 ou 4 pessoas que partilhem o gosto pela criação musical ao estilo dos The Strokes para tentar criar uma banda que faça o cruzamento entre esse estilo e o dos Muse, é ambicioso, mas falta-me paciência. :mrgreen:

Necessito de algo para gravar, sem ser caro, um microfone de jeito para gravar a partir do portátil. O meu mal é muitas vezes estar a tocar à balda, sair algo melodioso, repetir, gostar e depois quando poiso a guitarra esqueço logo automaticamente o que criei. Preciso guardar os improvisos. Se alguém poder dar a dica de um equipamento bom para isso, avise!

Alguém sabe de sites que ensinem passos básicos de guitarra acústica? guio-me por uns videos e vou tocando umas coisinhas, coisa pouca. O que queria mesmo era aprender do mais básico.