Subsídios para a divulgação da cultura e tradições do Sporting

Juntei-me ao Fórum SCP numa versão anterior a esta, em 2003, sim já lá vão quase 20 anos, e a massa crítica desta comunidade sempre fez parte da sua identidade, embora o nível das discussões tenha descido consideravelmente ao ponto do ambiente se ter tornado quase irrespirável, pelo que praticamente deixei de participar e cada vez vou lendo menos.

Uma coisa que sempre estranhei foi o facto de sendo este talvez o maior espaço de discussão do universo leonino, nunca ter representado uma amostra minimamente aproximada do real sentimento sportinguista. Por aqui o Sérgio Abrantes Mendes ganhava de goleada as eleições de 2006 e se este espaço retratasse fielmente o pensar leonino, até um ex inspetor da PJ que está preso tinha sido Presidente do Sporting.

Outra coisa que sempre me fez alguma impressão neste fórum é o quase total desconhecimento que a maioria dos seus membros, principalmente os mais jovens, tem da história, das tradições e da cultura do Sporting Clube de Portugal. Aqui muitas vezes imagina-se um Clube que nunca existiu.

Foi isso que em 2007 me fez escrever uma série tópicos onde tentei contar a história do Sporting, o que acabou por ser uma das melhores coisas que fiz em toda a minha vida, pois em parte esteve na génese da Wiki Sporting.

Passados que são estes anos todos e numa altura em que o futebol entrou de férias e as modalidades para lá caminham, resolvi escrever no meu blogue alguns artigos sobre figuras e momentos históricos que na minha opinião foram marcantes na vida do Sporting Clube de Portugal.

Será uma abordagem diferente do simples desfilar de acontecimentos que aqui fiz há 15 anos atrás, versando alguns episódios menos conhecidos, porque hoje conheço muito melhor a história e vida do Sporting Clube de Portugal que julgo que deve ser contada sem medo nem vergonha do nosso passado, que não é perfeito, mas deve ser respeitado tal e qual como é, e também para que não se repitam os mesmos erros e se possa compreender como é que chegámos aonde estamos.

Convido-vos, pois, a visitarem o primeiro desses artigos que irei publicar regularmente no mais tranquilo blogue do universo sportinguista. Obrigado.

29 Curtiram

texto interessante. sempre bom ver pessoal que dedica tempo a divulgar a riquíssima história do Sporting Clube de Portugal.
boa sorte com o projeto :muscle:

3 Curtiram

Força nisso ca estaremos para ler e para recordar :muscle::muscle:

1 Curtiu

Parabéns pelo trabalho que tens feito e obrigado por mais esta iniciativa.

E que é, de facto, uma obra extraordinária! :clap:

4 Curtiram

Parabéns por todo o teu trabalho destes anos e por esta nova iniciativa. Para quem adora história, como eu, é uma preciosidade.

Os teus textos lêem-se muito bem e espero que um dia retomes uma participação mais ativa no fórum. Ainda me lembro de ler com atenção as tuas análises aos jogos, quando andava por aqui com outro nickname, já lá vão uns 15 anos.

Um abraço e saudações leoninas.

@to-mane isto eleva, e de que forma, o nome do Sporting e o nome do fórum.

Lido e partilhado. Parabéns!

Fantástico trabalho, de muito fácil leitura.

Parabéns e boa sorte!

Um novo episódio

5 Curtiram

Este artigo na wikipedia parece correto e credível do ponto de vista histórico? Apanhei algumas referências duvidosas a “prostitutas”, como os moderadores da wiki portuguesa são admitidos lampiões torna-se mais complexo alterar a página.

Está bastante completo. Quanto à prostitutas, o homem era solteiro é possível que fosse freguês.

Obrigado.

Quais as fontes que recomendas para investigar mais sobre a história do Sporting? Por exemplo, até o ano em que Stromp nasceu não é totalmente certo, é 1891 ou 1892?

Acho que a fonte mais completa é a Wiki Sporting que está associada a este fórum.

2 Curtiram

O terceiro capitulo

4 Curtiram

O quarto episódio

4 Curtiram

Certo, mas lá por ser possível não significa que seja relevante para o artigo. Era como escrever um artigo sobre um homem que morreu de sida nos anos 90 e depois escrever que muitos homossexuais apanharam sida. Não significa que o fosse e só o facto de ter sida não nos diz nada sobre a sua sexualidade.

Tens razão, essa informação não é relevante, mas também não quer dizer que haja má intensão da parte de que escreveu o artigo.

Temos que enquadrar a situação na época em que aconteceu. Atualmente atendendo à facilidade nos relacionamentos até pode ser embaraçoso ir às prostitutas e mesmo na minha adolescência já o era, mas no início do século passado era normal. Nesse tempo mulher séria casava virgem, por isso era natural que os rapazes solteiros fossem às meninas da vida.

Uma questão pouco conhecida

2 Curtiram
3 Curtiram

Cheguei agora a isto, parabéns pela iniciativa que enriquece muito este espaço. Bem-hajas!