SAD destacada no ranking das empresas

Num dos Pasquins:

A Sporting SAD consta do ranking do Guia das 1000 maiores empresas portuguesas do semanário “Expresso”, ontem publicado.

O futebol leonino surge em segundo lugar de duas listas de 25 empresas agrupadas por critérios: segundo o ranking, a SAD verde e branca é a segunda em rentabilidade das vendas e em rentabilidade do activo.

Aqui há gato, de certeza… só pode… 8)

Num dos Pasquins:
A Sporting SAD consta do ranking do Guia das 1000 maiores empresas portuguesas do semanário “Expresso”, ontem publicado.

O futebol leonino surge em segundo lugar de duas listas de 25 empresas agrupadas por critérios: segundo o ranking, a SAD verde e branca é a segunda em rentabilidade das vendas e em rentabilidade do activo.

Aqui há gato, de certeza… só pode… 8)

Isso conta-se facilmente. No ano passado facturamos 100 MEUR, dos quais 66 MEUR foram a venda da Desporto e Espectáculo, SA, à Sporting Comércio e Serviços. A DE tem os direitos televisivos e de marketing do contrato com a TBZ. Esta injecção, que é apenas um rearranjo entre empresas do Grupo (da Sporting SAD para a Sporting CS), fez com que a facturação fosse 3 vezes a esperada, e fez saltar o Sporting para o ranking das 1000 maiores.

Mas a noticia diz que foi a Sporting SAD que entrou para a lista. Se o rearranjo foi entre a Desporto e Espectaculo e a Comercio e Serviços, como é que isso afecta as contas da SAD ?

Que eu saiba, as receitas de Merchandising e TV não entram para os cofre da SAD.

Mas a noticia diz que foi a Sporting SAD que entrou para a lista. Se o rearranjo foi entre a Desporto e Espectaculo e a Comercio e Serviços, como é que isso afecta as contas da SAD ?

Que eu saiba, as receitas de Merchandising e TV não entram para os cofre da SAD.


certissimo…acho que tem mais a ver com a rentabilidade das vendas e do activo.

Se mantiverem esse destaque por mais dois anos, aí eu aplaudo. Até lá, resta ver se não houve condições excepcionais e irrepetíveis ou artifícios contabilísticos nesse exercício.

Se mantiverem esse destaque por mais dois anos, aí eu aplaudo. Até lá, resta ver se não houve condições excepcionais e irrepetíveis ou artifícios contabilísticos nesse exercício.

Ora bem. :arrow:

Mas a noticia diz que foi a Sporting SAD que entrou para a lista. Se o rearranjo foi entre a Desporto e Espectaculo e a Comercio e Serviços, como é que isso afecta as contas da SAD ?

Que eu saiba, as receitas de Merchandising e TV não entram para os cofre da SAD.

Lê de novo as minhas palavras. A venda foi da SAD à CS. A SAD era dona de 100% da DE e vendeu esses 100% à CS. Pelo valor de 66 MEUR. Quase tudo lucro. Como a empresa DE foi criada do zero, o lucro deve ter sido brutal, 100% ou lá perto. O que faz com que a rentabilidade dos activos e dos resultados liquidos seja brutal também, mas é apenas uma jogada contabilística. Se ela, o lucro seria transformado em prejuizo, 5 M EUR, embora o que mais interessa, os resultados operacionais, fossem positivos. Por seu lado, na CS os resultados não se devem ter ressentido porque esta “compra” deve ter sido considerada investimento, logo caiu do lado do activo e do lado do passivo, lucro zero.

Mas a noticia diz que foi a Sporting SAD que entrou para a lista. Se o rearranjo foi entre a Desporto e Espectaculo e a Comercio e Serviços, como é que isso afecta as contas da SAD ?

Que eu saiba, as receitas de Merchandising e TV não entram para os cofre da SAD.


certissimo…acho que tem mais a ver com a rentabilidade das vendas e do activo.

R1: Rentabilidade das vendas = lucro / vendas
R1: Rentabilidade dos activos = lucro / activos

R1 dessa época: 55 MEUR / 100 MEUR = 55%
R2 dessa época: 55 MEUR / 90 MEUR = 61%

Se não considerarmos a tal venda:
R1 = -12 MEUR / 34 MEUR = -35%
R2 = -12 MEUR / 90 MEUR = -13%
(no post anterior enganei-me, o valor dos prejuizos sem essa venda teria sido de 12 M EUR e não 5 MEUR)

Vou transcrever o RC desse ano, página 4, porque a coisa ainda foi mais rebuscada do que escrevi atrás:

A Sporting SAD era dona de 100% da DE.

A Sporting SAD vendeu em finais de Março de 2005 à DE:

  1. direitos televisivos de 2008/09 a 2018/19
  2. os créditos do contrato com a TBZ (merchandising)
  3. direito de preferência nos jogos particulares que envolvam transmissões televisivas

Em final de Março de 2005 a SAD vendeu estes 100% da DE à CS por 65 milhões EUR. O LUCRO contabilistico desta operação foi de 64,950 milhões de EUR [ou seja, o custo de constituir a DE foi de 50 mil EUR, passaram para lá os direitos que no balanço do Sporting pelos vistos não valiam nada, estive a ver o activo e não vejo lá nada a descer significativamente, e geraram assim um negócio de 65 M EUR.]

Apesar de parecer uma jogada puramente financeira, eu penso que isto tem um maior alcance. Os direitos televisivos estavam escondidos algures no activo da SAD e valores irrisórios, para aparecerem com este valor foi preciso constituir uma empresa nova e vendê-la, mesmo que dentro do Grupo, por uma valor condizente.

É um pouco o que sucedia, e não sei se sucede ainda, com o valor contabilístico dos jogadores formados na academia: o que está contabilizado é o valor de custo da formação desses jovens, e não o valor de mercado ou o valor potencial que têm, por isso as SAD dos clubes formadores estão valorizadas muito abaixo do valor efectivo dessas SAD. Os activos da nossa SAD não chegam aos 100 M EUR, dos quais apenas 16 M EUR se referem a jogadores e outros direitos. Isto porque o plantel é composto pelos jovens e pelos “custo zero”. Se fossem valorizados ao seu valor de mercado (o que é sempre difícil de calcular), a SAD teria lucros enormes todos os anos, sem fazer um tostão de vendas ao mercado, apenas com a valorização destes passes dos jogadores.

“maior” para mim não quer dizer nada, aliás normalmente o que é “maior” é uma merda (vide futebol nacional). Se fosse “melhor” aí sim era de ficar admirado mas até aí… desde que vi o benfica receber o prémio internacional “superbrands” já acredito em tudo.

"maior" para mim não quer dizer nada, aliás normalmente o que é "maior" é uma merda (vide futebol nacional). Se fosse "melhor" aí sim era de ficar admirado mas até aí... desde que vi o benfica receber o prémio internacional "superbrands" já acredito em tudo.

Para ti pode não significar nada, mas felizmente isso pouco importa porque não és nem gestor de empresas nem alguém com capacidade/poder de decidir coisas que interessam a nível de empresas, senão certamente não dirias barbaridades dessas…

PS: a Sonae está na lista, vê lá como falas do patrão :lol:

Mas a noticia diz que foi a Sporting SAD que entrou para a lista. Se o rearranjo foi entre a Desporto e Espectaculo e a Comercio e Serviços, como é que isso afecta as contas da SAD ?

Que eu saiba, as receitas de Merchandising e TV não entram para os cofre da SAD.


certissimo…acho que tem mais a ver com a rentabilidade das vendas e do activo.

R1: Rentabilidade das vendas = lucro / vendas
R1: Rentabilidade dos activos = lucro / activos

R1 dessa época: 55 MEUR / 100 MEUR = 55%
R2 dessa época: 55 MEUR / 90 MEUR = 61%

Se não considerarmos a tal venda:
R1 = -12 MEUR / 34 MEUR = -35%
R2 = -12 MEUR / 90 MEUR = -13%
(no post anterior enganei-me, o valor dos prejuizos sem essa venda teria sido de 12 M EUR e não 5 MEUR)

Se a venda foi feita pela SAD tens toda a razão…mas na altura fiquei com a impressão que a SAD n tinha nada a ver com o negócio, n sabia que a SAD detinha 100% da DE.
Mas se assim foi nada a dizer.

Se a venda foi feita pela SAD tens toda a razão..mas na altura fiquei com a impressão que a SAD n tinha nada a ver com o negócio. Mas se assim foi nada a dizer.

Foi sim, eu tenho nas minhas notas essa informação relativa ao ano 2004/05, em que a facturação normal por volta dos 35M EUR subiu excepcionalmente por causa disso, e depois fui confirmar uma vez que tenho o PDF com o Relatório e Contas desse ano. Esta venda explica aparecermos nas 1000 maiores, e a sua elevada rentabilidade de 99,92% explica o nosso salto para 2º nas listagens de empresas rentáveis.

Na realidade a empresa efectivamente valorizou-se, ou seja, nem me faz particularmente “comichão” esta jogada contabilística, uma vez que acaba por ser justa, mas é mesmo isso, apenas uma jogada contabilística. Venderam direitos televisivos de 2008 a 2019 a outra empresa do grupo e isso fez aparecer no Grupo esta mais valia, mas dinheiro, zero, esse dinheiro só aparecerá quanto esses direitos forem vendidos a alguém fora do Grupo, é por isso que não me causa “comichão”, o valor está lá e acabará por entrar na empresa. Ficaria mais preocupado se já tivessem vendido esse valor por exemplo à Olivedesportos, quereria dizer que estávamos a hipotecar o futuro, neste caso o futuro está noutra empresa do Grupo, e diz que cada ano de direitos televisivos vale aproximadamente 5 M EUR - o valor real hoje anda pelos 8-9 M EUR, dentro de 10 anos valerá pelo menos o dobro, espero.

Para ti pode não significar nada, mas felizmente isso pouco importa porque não és nem gestor de empresas nem alguém com capacidade/poder de decidir coisas que interessam a nível de empresas, senão certamente não dirias barbaridades dessas...

PS: a Sonae está na lista, vê lá como falas do patrão :lol:

Lá está outro que me conhece muito bem. A minha opinião pouco importa, mas a tua imagino que seja muito valiosa, é isso?

Se tamanho para ti é sinónimo de qualidade então Freud vive em ti rapaz. Ser uma empresa “grande” é igual a ser uma grande empresa, no que realmente interessa? Explica lá isso com as tuas “contas” guru.

Quanto à Sonae dificilmente se critica o facto de ser “grande”, mas certamente, ó grande gestor, não esperes que eu te diga que tudo o que existe na sonae é bom ou bem gerido, só porque esta é “grande”.

Tem calma. Deve haver um como tu no fórum lampio a puxar pelos outros pelo seu glorigozo ter ganho o prémio “superbrands”, afirmando ser esse um “selo” da grandiosidade da gestão do coiratos auditivos. Temos de relativizar.

Se a venda foi feita pela SAD tens toda a razão..mas na altura fiquei com a impressão que a SAD n tinha nada a ver com o negócio. Mas se assim foi nada a dizer.

Foi sim, eu tenho nas minhas notas essa informação relativa ao ano 2004/05, em que a facturação normal por volta dos 35M EUR subiu excepcionalmente por causa disso, e depois fui confirmar uma vez que tenho o PDF com o Relatório e Contas desse ano. Esta venda explica aparecermos nas 1000 maiores, e a sua elevada rentabilidade de 99,92% explica o nosso salto para 2º nas listagens de empresas rentáveis.

Na realidade a empresa efectivamente valorizou-se, ou seja, nem me faz particularmente “comichão” esta jogada contabilística, uma vez que acaba por ser justa, mas é mesmo isso, apenas uma jogada contabilística. Venderam direitos televisivos de 2008 a 2019 a outra empresa do grupo e isso fez aparecer no Grupo esta mais valia, mas dinheiro, zero, esse dinheiro só aparecerá quanto esses direitos forem vendidos a alguém fora do Grupo, é por isso que não me causa “comichão”, o valor está lá e acabará por entrar na empresa. Ficaria mais preocupado se já tivessem vendido esse valor por exemplo à Olivedesportos, quereria dizer que estávamos a hipotecar o futuro, neste caso o futuro está noutra empresa do Grupo, e diz que cada ano de direitos televisivos vale aproximadamente 5 M EUR - o valor real hoje anda pelos 8-9 M EUR, dentro de 10 anos valerá pelo menos o dobro, espero.

Essa jogado foi concerteza para recompor os capitais proprios por via do R.Liquido. Não vejo outra razão.

Para ti pode não significar nada, mas felizmente isso pouco importa porque não és nem gestor de empresas nem alguém com capacidade/poder de decidir coisas que interessam a nível de empresas, senão certamente não dirias barbaridades dessas...

PS: a Sonae está na lista, vê lá como falas do patrão :lol:

Lá está outro que me conhece muito bem. A minha opinião pouco importa, mas a tua imagino que seja muito valiosa, é isso?

Se tamanho para ti é sinónimo de qualidade então Freud vive em ti rapaz. Ser uma empresa “grande” é igual a ser uma grande empresa, no que realmente interessa? Explica lá isso com as tuas “contas” guru.

Quanto à Sonae dificilmente se critica o facto de ser “grande”, mas certamente, ó grande gestor, não esperes que eu te diga que tudo o que existe na sonae é bom ou bem gerido, só porque esta é “grande”.

Tem calma. Deve haver um como tu no fórum lampio a puxar pelos outros pelo seu glorigozo ter ganho o prémio “superbrands”, afirmando ser esse um “selo” da grandiosidade da gestão do coiratos auditivos. Temos de relativizar.

Ai, ai, dizes barbaridades e depois não queres levar na cabeça. Não só não prestaste atenção à noticia (com a tua ansia de criticar, agarraste-te à palavra “grande” e não viste mais nada, depois eu é que sou amigo do Freud…).

Dizeres que ser grande não interessa nada é, em termos de gestão, ignorância pura, por isso não tneho a menor dúvida em te dizer que sim, o que eu escrevi é infinitamente mais importante do que a barbaridade que tu escreveste, porque não se trata de opinião, como escreveste (lá estás tu a desvirtuar as palavras dos outros…) mas sim conceito, função, conhecimento, e aqui é simples, tu não tens, senão não escrevias aquilo, ou então escreveste por despeito, leste aquilo e aí vai disto, “grandes? Fonix, tenho que escrever algo para deitar isto abaixo…ora bem…grande…nariz do pinóqui…não, isso não, já foi usado…hum…ah já sei, grande não interessa nada, vou escrever isso”, e realmente foi isso o que escreveste, mas esqueceste-te que a noticia refere que o destaque dado ao Sporting não foi por serem grandes mas sim por serem GRANDES e RENTÁVEIS.

Eu já desmontei aqui a noticia, e expliquei porque é que não é assim tão boa, por isso estou à vontade para dizer isto, apesar de ser projectista infelizmente poucos votaram em mim :lol:

Relativamente às tuas outras frases, deixa lá o paternalismo que só te fica mal. Eu até tenho 3 filhos, por isso não me dês lições de paternalismo. Não disse ser “guru”, mas percebo mais do assunto do que tu, nem preciso de me justificar ou andar a apresentar o CV, basta ler o que escrevi neste tópico e comparar com as asneiras que escreveste. Se escreveste por despeito, então escreve de novo e explica lá porque é que a notícia é má.

Finalmente, a Sonae, onde é que eu critiquei a Sonae? Faltavam neste país mais Sonae’s e mais Belmiros, não sou propriamente adepto do estilo e de algumas coisa eticamente menos próprias no homem, mas não posso deixar de admirá-lo, e à Sonae, foi mais uma alfinetada, mas como já te disse no outro post, ao contrário do que pensas (ou então não pensas mas achas que é bonito dize-lo), não gostas que te contrariem, não gostas que se riam de ti, assim que alguém te diz alguma coisa começas logo a desatinar, a escrever coisas que os outros não escreveram, a inventar, a ofender (sim, porque o “guru” foi para isso, mas caiu em saco roto, porque sem ser guru percebo do assunto - gestão do ponto vista geral e contas do SCP SAP em particular - o suficiente para escrever o que escrevi, depois do que escreveste acho que qualquer um aqui é um guru de gestão.

Descansa lá um pouco rapaz, a pressão do jogo deve estar-te a fazer ferver os nervos.

Se a venda foi feita pela SAD tens toda a razão..mas na altura fiquei com a impressão que a SAD n tinha nada a ver com o negócio. Mas se assim foi nada a dizer.

Foi sim, eu tenho nas minhas notas essa informação relativa ao ano 2004/05, em que a facturação normal por volta dos 35M EUR subiu excepcionalmente por causa disso, e depois fui confirmar uma vez que tenho o PDF com o Relatório e Contas desse ano. Esta venda explica aparecermos nas 1000 maiores, e a sua elevada rentabilidade de 99,92% explica o nosso salto para 2º nas listagens de empresas rentáveis.

Na realidade a empresa efectivamente valorizou-se, ou seja, nem me faz particularmente “comichão” esta jogada contabilística, uma vez que acaba por ser justa, mas é mesmo isso, apenas uma jogada contabilística. Venderam direitos televisivos de 2008 a 2019 a outra empresa do grupo e isso fez aparecer no Grupo esta mais valia, mas dinheiro, zero, esse dinheiro só aparecerá quanto esses direitos forem vendidos a alguém fora do Grupo, é por isso que não me causa “comichão”, o valor está lá e acabará por entrar na empresa. Ficaria mais preocupado se já tivessem vendido esse valor por exemplo à Olivedesportos, quereria dizer que estávamos a hipotecar o futuro, neste caso o futuro está noutra empresa do Grupo, e diz que cada ano de direitos televisivos vale aproximadamente 5 M EUR - o valor real hoje anda pelos 8-9 M EUR, dentro de 10 anos valerá pelo menos o dobro, espero.

Essa jogado foi concerteza para recompor os capitais proprios por via do R.Liquido. Não vejo outra razão.

Opa, temos guru :lol: , mas acho que aqui o termo se aplica bem, porque é uma conclusão que pode ser correcta, e é bem visto, nem me tinha passado pela cabeça.

Fui ver o RC e tens absoluta razão: sem essa mais valia, os CP seriam negativos! Ficaram em 33,9 MEUR, sem isso ficariam em -20 M EUR.

Mas olha, “guru”, baixa-te senão o Mauras ainda te atira com um GRANDE tijolo. :lol:

Se a venda foi feita pela SAD tens toda a razão..mas na altura fiquei com a impressão que a SAD n tinha nada a ver com o negócio. Mas se assim foi nada a dizer.

Foi sim, eu tenho nas minhas notas essa informação relativa ao ano 2004/05, em que a facturação normal por volta dos 35M EUR subiu excepcionalmente por causa disso, e depois fui confirmar uma vez que tenho o PDF com o Relatório e Contas desse ano. Esta venda explica aparecermos nas 1000 maiores, e a sua elevada rentabilidade de 99,92% explica o nosso salto para 2º nas listagens de empresas rentáveis.

Na realidade a empresa efectivamente valorizou-se, ou seja, nem me faz particularmente “comichão” esta jogada contabilística, uma vez que acaba por ser justa, mas é mesmo isso, apenas uma jogada contabilística. Venderam direitos televisivos de 2008 a 2019 a outra empresa do grupo e isso fez aparecer no Grupo esta mais valia, mas dinheiro, zero, esse dinheiro só aparecerá quanto esses direitos forem vendidos a alguém fora do Grupo, é por isso que não me causa “comichão”, o valor está lá e acabará por entrar na empresa. Ficaria mais preocupado se já tivessem vendido esse valor por exemplo à Olivedesportos, quereria dizer que estávamos a hipotecar o futuro, neste caso o futuro está noutra empresa do Grupo, e diz que cada ano de direitos televisivos vale aproximadamente 5 M EUR - o valor real hoje anda pelos 8-9 M EUR, dentro de 10 anos valerá pelo menos o dobro, espero.

Essa jogado foi concerteza para recompor os capitais proprios por via do R.Liquido. Não vejo outra razão.

Opa, temos guru :lol: , mas acho que aqui o termo se aplica bem, porque é uma conclusão que pode ser correcta, e é bem visto, nem me tinha passado pela cabeça.

Fui ver o RC e tens absoluta razão: sem essa mais valia, os CP seriam negativos! Ficaram em 33,9 MEUR, sem isso ficariam em -20 M EUR.

Mas olha, “guru”, baixa-te senão o Mauras ainda te atira com um GRANDE tijolo. :lol:


:smiley:
Não há crise.
CP? what tha fuck is CP…lol

CP = “comunist party”

a noticia refere que o destaque dado ao Sporting não foi por serem grandes mas sim por serem GRANDES e RENTÁVEIS.

Tás a ver o ridículo de teres perdido tanto tempo a escrever para me responderes? O Sporting surge numa lista de empresas RENTÁVEIS? Perdeste a conta aos últimos meses? Ou já és mais um dos donos de 7 fatos iguais prontos a entrar no carrocel dos números fabricados, passado tão pouco dempo do duro e crú retrato fotográfico que nos foi apresentado sobre a REALIDADE do Sporting como empresa?

Percebes agora porque quero lá saber do ranking onde surge o Sporting?

Relativamente às tuas outras frases, deixa lá o paternalismo que só te fica mal. Eu até tenho 3 filhos, por isso não me dês lições de paternalismo. Não disse ser "guru", mas percebo mais do assunto do que tu, nem preciso de me justificar ou andar a apresentar o CV,

aqui já tás muito nervoso.

Finalmente, a Sonae, onde é que eu critiquei a Sonae?

Em lado nenhum. Quem disse que criticaste a Sonae? Muito nervoso…

a ofender (sim, porque o "guru" foi para isso, mas caiu em saco roto, porque sem ser guru percebo do assunto - gestão do ponto vista geral e contas do SCP SAP em particular - o suficiente para escrever o que escrevi, depois do que escreveste acho que qualquer um aqui é um guru de gestão.

Ao que ficou ofendido por ser classificado de “guru” :). Mas tu és um guru destas merdas, pelo menos comparado comigo. O que não quer dizer que não seja ridículo dares seguimento a uma notícia, lista ou qualquer outro pedaço de papel higiénico que subitamente coloque o Sporting no topo das “bem geridas & rentáveis” ainda por cima passado tão pouco tempo de ficarmos a saber que nos últimos 10 anos nos mentiram à grande nesse capítulo.

Descansa lá um pouco rapaz, a pressão do jogo deve estar-te a fazer ferver os nervos.

The text speaks for itself acerca de quem estava muito nervoso antes do jogo, mas tu tens desconto pois vives no meio deles.