[Reflexão] Planeamento Estratégico para o Futebol

De acordo quanto ao resto do teu post, mas nesta parte estás a leste. As cláusulas de rescisão protegem o clube. Se não tiveres cláusula, basta o clube vir e bater e virar a cabeça ao jogador, tendo o clube direito apenas a uma indemnização que não sei exactamente como se calcula mas que inclui a idade, número de anos que faltam para concluir o contrato, e o valor do ordenados actuais. Um valor que dificilmente será superior a 2 ou 3 M EUR.

Isso é uma miragem. O Sporting nunca poderá rivalizar financeiramente com os principais clubes das principais ligas.

A diferença é que poderemos negociar os jogadores por valores mais condizentes com a sua qualidade (e não negócios como o do Quaresma ou Ronaldo). Depois, poderemos usar esse dinheiro para reforçar VERDADEIRAMENTE a equipa.

Mas há uma coisa que os sportinguistas não se podem esquecer: quanto melhor financeiramente estiver o Sporting, menor será o aproveitamente de valores da sua formação. Porquê? Ora, mais dinheiro --> mais dinheiro para contratações --> mais contratações --> menos jovens da formação no plantel.

Este ano o Sporting esteve um pouco mais desafogado financeiramente. Resultado? Comprou 8 jogadores estrangeiros e não aproveitou seriamente um único jovem da formação (para já, pelo menos, e não auguro mudanças).

A questão passa um bocado por aí e vou só dizer isto para não entrar em demasia em off-topic:

  • Sendo nós um clube que aposta na formacão e partindo do pressuposto que o nosso “peso” não é tão grande que motive os jogadores de alto gabarito a ficarem por cá, temos duas situacões: uma em que estamos financeiramente desafogados e outra em que não. Se na primeira significa que temos de vender os nossos recursos e contentar-nos com uma perda de potencial, na segunda gastamos o dinheiro em contratacões no mínimo duvidosas que nunca, de forma alguma nos vão dar poder competitivo acrescentado para competirmos com os grandes da Europa (porque essa não é a estratégia de CF).

  • Resultado? Estamos condenados a um nível competitivo baixo e a única grande realizacão a que os Sportinguistas podem aspirar é a de terem a marca Sporting espalhada pelo mundo inteiro devido ao perfume dos seus jogadores (e esquecam lá isso dos troféus de uma vez por todas).

Isso que dizes faz de facto algum sentido. Por isso é fundamental haver a tal estratégia e política desportiva muito bem definida e levada a cabo com competência. É preciso ter a noção que a formação é importante, mas não chega. É preciso sempre mesclar com jogadores de qualidade e “feitos”. Fazer isto é que é mais difícil. Pelo menos no Sporting parece.

Também acho difícil absorver as investidas dos tubarões, mas tenho a certeza absoluta que é possível fazer-se muito mais do que se tem feito em Alvalade para conservar os talentos durante maiores períodos de tempo. E já agora, fazer-se muito mais para os “reaver” em condições especiais.

Repara: O Nani que foi considerado por todos “um negócio da China” e que “O Sporting é que tinha feito um grande negócio ao contrário do porto”, vê lá qual é a situação real. Afinal quem é que fez um “negócio da China”??

O Sporting fez um negócio da China - até eu concordo com esta frase.

Mas ao ficar sem Nani, um jogador com peso enorme nos resultados da equipa principal, podia perfeitamente ter gasto metade desse dinheiro em reforcos de qualidade, sem a lenga-lenga do “potencial” e “investimento desportivo”… porque isso é mesmo só lenga-lenga - jogadores “descobertos” podem na melhor das hipóteses VIREM a ser bons jogadores, porque se já o fossem não precisavam de ser “descobertos”. Ou seja, o Sporting raramente ganha a nível desportivo ou até financeiro com esse tipo de contratacões… mas alguém ganha e quem é quem é? (esta deixo para responderem)

Ou seja, eu concordo contigo Toca quando falas na mescla, mas já não acho que a estratégia passe por mantê-los cá mais tempo… isso depende da diferenca de peso entre um Sporting e um Manchester e não me parece que se consiga alterar isso tão depressa. A meu ver, a mescla tem de ser da seguinte forma: jogadores muito bons pagos a peso de ouro se for preciso (e lógico que não podem ser muitos porque não há assim tanto dinheiro) e o resto desenvencilhamo-nos com a formacão.

Assim, o pior que pode acontecer é termos uma equipa de nível assimétrica com valores muito bons e muito maus, o que pode ser semelhante a uma com valores medianos, sendo que ainda corremos o “risco” dos valores “muito maus” poderem revelar-se e vir a ter um nível como o do Nani ou melhor. Paga-se mais em ordenados? Nem por isso, os jogadores da formacão seriam em maior quantidade (baixo salário) e as contratacões seriam em menor quantidade (menor número de altos salários).

“ah… temos que baixar o passivo para nao sermos obrigados a vender os nossos jovens jogadores”… isso é treta…

um jovem jogador fica cá enquanto quiser… quando quiser ir embora vai ou entao o clube paga-lhe fortunas…

vejam o porto com o quaresma e com o lucho… faço ideia das fortunas que o pinto da costa tem de lhes dar no final do mês para os ter cá aguentado…

e com o miguel veloso é o mesmo… se houver algum clube seriamente interessado e que se aproxime da clausula o sporting so tem é de vender porque depois chegam as birras, as baixas de forma etc…

por isso é que eu dizia na pré época, o dinheiro da nani era para investir na equipa de futebol e mais nada… agora pensarem: vamos reduzir o passivo e daqui a 4 ou 5 anos as nossas jovens estrelas ficam cá todas… esqueçam…

tenho quase a certeza que o rabiu nem vai chegar a calçar nos seniores do sporting… e nao é por haver mais ou menos passivo… é pela vontade dos jogadores…

se a venda do patrimonio e dos terrenos dá para gerir a situaçao entao aproveite-se as mais valias financeiras da venda de jogadores para se investir na equipa com segurança… quando penso que com o dinheiro do nani podia ter vindo o rochemback, o roque santa cruz ou o micolli e que esse dinheiro nao nos vai servir para aguentarmos os nossos jovens talentos até me passo…

Por exemplo, só para rematar o assunto, este ano eu teria contratado:

  • 1 PL de qualidade equivalente ou acima da do Liedson (mesmo que custasse 8 ou 9 milhões)
  • 1 Médio-Ala / Volante experiente e de qualidade ao nível pelo menos do Nani actual
  • Caneira (porque nem foi pelo salário)
  • 1 Guarda-Redes de créditos firmados > 27 anos

E pronto, acabava por aqui.
Gastava 20-25 Milhões? E depois? O Nani deu-nos 30 e vendemos o património.
Os jogadores contratados não davam para ser re-vendidos (suposto mau “investimento”)? E depois? Davam resultados desportivos.

lá por contratares esses jogadores garantias que eram um sucesso? o tacuará dos lamps custou 9M e não é melhor que o puro!! podias comprar esses jogadores todos e serem todos uns barretes e ficas sem o €€

O único problema é que nem sempre dão resultados desportivos. Veja-se o Benfica. Fez praticamente o que descreves: Cardozo, di Maria, guarda-redes alemão (que não tem muitos créditos firmados…).

De resto, e mais uma vez afirmo, a cláusula de 30 milhões do Miguel Veloso é baixa. E a prova disso é estarmos em Outubro e falar-se insistentemente em clubes ingleses interessados…

Di Maria, Cardozo e o guarda-redes alguma vez são jogadores de créditos firmados? As galinhas foram é bem embarretadas.

Quando digo gastar dinheiro é fazê-lo em jogadores com provas dadas e não “promessas”.

Não é melhor que o Puro???
Sou só eu ou apesar da pouca produtividade do Cardoso, está na car que é mto melhor que o Puro?
Possante, consegue aguentar a bola de costas, remate fácil e fortíssimo, ganha efectivamente algumas bolas de cabeça…

É o puro anti lampionismo a falar mais alto.

É claro que Cardoso é um jogador de qualidade, tomara tê-lo no Sporting. Porém, neste momento, está em muito má forma FÍSICA. Mas basta um pouco de isenção para reconhecer que a valia está lá. Nenhum jogador rende se estiver em má forma física.

Já quanto ao Di Maria, se disserem que não é bom jogador, mais uma vez é o anti lampionismo a falar. O puto tem 20 anos (salvo erro), tem tiques de vedeta (é novo, tem muito a aprender) e só chegou há 1 ou 2 meses. No entanto, já mostrou excelentes pormenores em 2 ou 3 jogos.

Não faz sentido dizer que o Di Maria é fraquito e que o Izmailov e Vukcevic é que são bons. Quanto a mim, são 3 jogadores que, depois de adaptados, irão render MUITO!

mas o benfica arriscou muito nas compras…

por exemplo: o cardozo é um jogador que só rende se marcar golos… pouco mais faz para a equipa… ou marca golos ou entao nao presta e todos sabemos que isso de marcar golos nao é para todos… depende de demasiados factores para se esturrar assim dinheiro…

o di maria foi outro risco… é um jogador jovem com algum potencial e que apresenta elevados indices de risco… tanto pode-se impor e trazer muitas mais valias como se pode perder e desvalorizar…

quando se fala em investir na equipa é realmente acrescentar valor á equipa e nao trazer potenciais mais valias financeiras… era trazer o rochemback, micolli, caneira, roque santa cruz ou outros jogadores que dessem garantias…

não é trazer um ponta de lança que jogava na argentina e até marcava uns golinhos mas pouco talentoso ou um sub 20 argentino com potencial mas que ainda nao se afirmou…

não é trazer um ponta de lança que jogava na argentina e até marcava uns golinhos mas pouco talentoso ou um sub 20 argentino com potencial mas que ainda nao se afirmou...

Marcava uns golinhos? Uns golões, diz antes. É um goleador.

Quanto ao sub-20 argentino com potencial mas que ainda não se afirmou, isso é uma redundância. Em princípio, se se é sub-20 é porque ainda não se afirmou ao ponto de atingir a selecção principal (salvo raras excepções).

Ser sub-20 argentino, titular, não é para todos.

Há momentos que permitem elucidar acerca do real valor (ou potencial) de um jogador. Jogadores como Farnerud sabemos nós que não dão mais que aquilo. Jogadores como Djaló sabemos que dão mais que aquilo, porque a espaços mostram-no (embora esses “espaços” sejam enormes no caso do Djaló). Jogadores como Cardoso e Di Maria são necessariamente POTENCIAIS mais valias. Se serão EFECTIVAS mais valias ou não, o tempo o dirá. Lembro que jogadores como Diego, Luís Fabiano e Deivid (mesmo Carlos Miguel, Leandro, Gimenez, Ibarra, etc etc) não tiveram grande sucesso em Portugal, apesar de serem grandes jogadores.

Mas Cardoso e Di Maria não enganam. Ou serão grandes jogadores no Benfica OU não se adaptam (por uma ou outra razão).

Infelizmente, tudo isso é verdade.
E ainda mais infelizmente é ter a sensação de que dos 3, o Di maria ainda é capaz de ser o que tem ainda mais margem de progressão. Vê-se que tem uma técnica muito refinada. Mas posso e espero tar enganado…

No SCP, a esse nível, só tenho esperança num tal de Celsinho.
Mas o nosso amigo PB não tá na onda de o pôr…
Espero que seja por uma qualquer embiração e não por falta de valor do jogador!

Na mouche!! É engraçado como tinha feito um comentário com um amigo meu exactamente como tu descreves. Lá está, esses 4 mais 2 ou 3 da formação (estou assim de repente a lembrar-me do Adrien, do Carriço e do Tiago Pinto por exemplo) e estávamos mais que governados.

10 milhões no PL (assim de repente lembro-me do Lucarelli que é uma máquina de fazer golos…) + 5 milhões no médio-ala/volante (aqui até podiam ter feito os negócios que fizeram com o Vuk e i Iz) + 4 milhões que o Valência pedia pelo Caneira + 3/4 milhões por um GR = 22/23 milhões de euros. Era muito? Assim em absoluto talvez, mas e o retorno? E o q se poupava em caruncho? E as boxs que se vendiam? E o $ da champions? E o merchandising? E… os resultados desportivos???

Não me parece assim tão complexo. O problema, como dizes e mt bem, é que não é por aí que quem dirige o Clube quer ir. É por outro lado…

Cesses jogadores ficavas com uma folha salarial bem mais pesada, depois tinhas Liedson, Polga, Moutinho, etc. a pedirem mais dinheiro…
E se a epoca corresse mal por algum motivo? Como se pagava tudo? Aumentando a dívida já de si incomportável?
Não me digam que os dirigentes do Sporting não tiveram tentados a fazer grandes compras, há que louvar terem resistido, é que assim podemos ter hipotecado 1 ou 2 anos mas não lixámos o clube por 10 ou 20.

PS: o ordenado do Caneira era bastante elevado só que nós não pagavamos quase nada…

ou então, ganhavamos o campeonato e a liga dos campeoes! :pray:

  1. O Caneira disse que baixava o ordenado.

  2. A folha salarial mais pesada seria compensada com: mais resultados desportivos (que dão mais dinheiro); mais adesão de público; mais merchandising; mais jogadores da Academia em condições de serem vendidos.

Sublinho o último factor porque é o que, nessa cadeia, é o mais importante. Os jogadores formados na nossa Academia não querem ficar no Sporting e não vão querer ficar nos próximos 10-20 anos, mesmo que o Sporting dê todas as cambalhotas possíveis e imaginárias. Por isso, a única coisa a que podemos querer aspirar é a vendê-los por um bom preço, se possível, todos, senão, quase todos… só lá chegamos se os metermos a jogar em alta competição após completada a sua formação. Vendemos, temos dinheiro para comprar e aguentar a folha salarial - tão simples quanto isso. Imagina que naquele exemplo 20-25 Milhões de €uros, os 8-5 de sobra serviriam para suportar a folha salarial acrescida ;).

Sim mas nunca 40% para ficar ao nivel de um Liedson…
Vamos ter sempre o problema de eles querem sair, não há volta a dar, não é possível ter receitas de modo a competer com um clube de topo europeu, o país não tem dimensão.
Atenção não digo que concordo com tudo o que a direcção faz mas sim com as principais linhas de acção.
Conheço um homem que percebe a rodos de gestão e ele próprio (apesar de não gostar do do FSF) e ele concorda com as medidas, tal como a malta do Sporting na consultora onde trabalhava…
Realmente podia ter vindo um ponta de lança para fazer companhia ao Liedson :inde: