Que Soluções para Rentabilizar Pongolle e Bojinov?

É urgente!
É crítico!

Um clube como o SCP não pode deitar milhões à rua!
Tem que se arranjar soluções para rentabilizar estes jogadores!
E tem que ser para ontem…

Abro este tópico para vos lançar o desafio de encontrarem essas soluções.
Seja através de uma venda que faça sentido, seja através de uma permuta…
O SCP não pode queimar 10ME que foi o que custaram estes meninos…

Deixo aqui os seus dados:

Florent Sinama-Pongolle

Pagámos por ele a módica quantia de 6,5ME!

Valor Actual de Mercado (pelo transfermerkat): 3ME
Contrato até: 30.06.2013

Bojinov

Pagámos por ele 3,5ME e o empréstimo do Valdés (salvo melhor informação).

Valor Actual de Mercado (pelo transfermerkat): 4,2ME
Contrato até: 30.06.2016

Rebentar 10ME já seria uma vergonha num Real Madrid ou num Barcelona.
Não tenho palavras para exprimir o que sinto perante a possibilidade de isto acontecer ao nosso SCP…

O Pongolle deve ser um caso perdido, já para o Bojinov ainda deve haver esperança, visto ser um jogador de “engate” que pode ser que faça uma boa época algures.

Rentabilizar? :o

No can do! :naughty:

Transformar caca em ouro não é para o comum dos mortais e muito menos para os actuais dirigentes do Sporting! :idea:

Os jogadores rentabilizam-se jogando e jogando bem, nos maiores palcos e numa equipa vencedora.

Alguém prevê isto para o Sporting nos próximos tempos, com Pongolle e Bojinov na equipa?

Não me parece.

Rentabilizar é receber alguma coisa.
Ter algum retorno.

Aceitar que 10ME vão para o lixo ou dar um tiro na cabeça é igual!

Este assunto devia ser uma prioridade do SCP!
Em relação ao Pongolle já no ano passado o era e eu disse-o.

Por outro lado…
O que procuro aqui não é uma atitude derrotista de dizer “Ahh e tal não dá…”
E digo isto por 3 razões:

  1. Isso não adianta nada.
  2. Isso não é verdade. Há sempre uma saída no mercado para transacionar um jogador , nem que seja por permuta.
  3. NÃO PODE SER! :wall: :wall: :wall:

Procuro soluções, não desculpas.

Pongolle, para vender ou rifar visto que só tem mais um ano de contrato. Herança absurda de Jebardo.

Bojinov, pré-época com o Sá. Posso ser muito ingénuo, mas ainda não desisti dele.

Eu não estou a desculpar ninguém, muito pelo contrário.

Eu também quero soluções, mas não peço milagres.

Os jogadores em causa foram mal comprados, com perspectivas de retorno mínimas (para não lhe chamar outra coisa), sendo a única possibilidade de retorno a eventual utilização dos mesmos no Sporting, ou noutros clubes, de forma continuada e com rendimento desportivo acima da média, repito a pergunta, alguém prevê isto em relação a algum dos jogadores acima mencionados?

Qual o clube que vende jogadores com retorno, comprando-os caros, sem os colocar a jogar? :question:

Poderá haver excepções, mas a regra é muito simples, impossível. :arrow:

Brevemente voltarei a este tópico com soluções.
Não vou dizer que são as certas.
Serão apenas hipóteses.
O que garanto é que certamente há-de haver uma solução possível na mesma linha das minhas.

Outra coisa:
Se o Luis Duque e o Carlos Freitas não adormecem e não acordam a pensar em soluções para isto…
Se não têm e carteira 20 ou 30 soluções possíveis para cada caso…
Estamos a falar de grave incompetência.

Mas não…
Eles estão a tratar do assunto!
Certo Luis Duque e Carlos Freitas?
:angel:

Strikerr:

Mas não…
Eles estão a tratar do assunto!
Certo Luis Duque e Carlos Freitas?
:angel:

Gastámos quanto, no ano passado, em rescisões de contrato, em activos não rentabilizados? Qual foi o valor total das vendas efectuadas?

Se tratarem do assunto de igual forma ( e não era fácil, atenção, após a péssima época )…

Incluí-los num negócio qualquer para fazer baixar o valor de uma possível compra.

@Sempre tive esperança que fossem incluídos mas já estão demasiado queimados por Alvalade. Já não têem condições para nos representar.

Manifestaram os 2 vontade de sair do clube ou, pelo menos, de não regressar: porta da rua é serventia da casa.

Caso não o tivessem feito sou de opinião que deveriam fazer a pré-época com o Sá Pinto e ver se tinham qualquer utilidade para a equipa. Não são cepos nenhuns, o Bojinov mostrou, inclusivamente, fogachos de qualidade. O Pongolle não teve oportunidade de se mostrar e embora tenha sido demasiado caro para aquilo que acredito que seja o seu máximo potencial, não tem 2 tijolos nos pés.

Resumindo e concluindo: com muito boa vontade e inexistindo qualquer proposta por eles aceitaria que fizessem por cá a pré-época cabendo ao Sá Pinto a decisão de os manter ou de dar o aval à direcção para negociar a rescisão contratual com eles.

Onde é que está aí a rentabilização?

Por mim tentava inclui-los num negocio pelo Quaresma, do estilo “leve 2 pague 1”.

Mas qual rentabilizar? Rentabilizar é tirar lucro, isto é, comprar por 5 e vender por 10.

Quando muito seria uma redução de prejuízo. É o que desejo no caso destes 2

Tanto um como outro são jogadores com muito pouco - ou nenhum - mercado. Se houver quem lhes pegue muito bem, evitamos ter de pagar rescisões de contrato, poupamos em salários e ainda ganhamos uns trocos (o que dúvido), caso contrário dou oportunidade aos jogadores para que possam ser úteis à equipa. Têm 2 meses para convencer o treinador. Conseguem fazê-lo? Muito bem! Óptimo! Ganhamos 2 jogadores e ficamos todos contentes. Se não o fizerem são dados ou dispensados e não ocupam espaço no plantel.

Parece-me simples, não?

Isto seria uma óptima solução. Sendo que não tem de ser, especificamente, o Quaresma.

O Pongolle punha-o a pedir esmola.

O Bojinov já foi tão crucificado que no Sporting já não dá.Acho que 1 milhão,ou coisa do género,se consegue sem muita dificuldade

A discussão é um bocado parva e um desperdício de tempo a que me estás a obrigar mas parece-me óbvio o objectivo do tópico.
Não é certamente uma discussão semântica sobre o verbo rentabilizar ou sobre o seu significado.
Sabemos bem a utilização que os meros mortais fazem da palavra…

Acho que todos perceberam que pretendo soluções para ainda tirar o máximo benefício destes jogadores.
Isto é que é mesmo simples de entender…
Chama-lhe rentabilizar, reduzir o prejuízo, aumentar o proveito, bacalhau com azas… chama-lhe o que quiseres.
Não me interessa.
A ideia percebe-se bem.

Não percamos tempos com tretas…

Quando tu no teu post referes que se não houver proposta por eles, até se pode deixá-los fazer a pré-época e depois rescindir, para mim… Não estás ou não estavas mesmo a ver o objectivo disto!

E foi por isso que te perguntei onde é que está a rentabilização aí.
Para ti que, pelos vistos, és mais purista, não aceitas o uso do termo rentabilização, traduzindo…perguntei qual a utilidade disso.
É que não vejo nenhuma!
E não me venhas falar de poupar os salários…

Eu quero mais do que isso e o SCP tem que querer mais do que isso!

Vender ou tentar encontrar uma solução para rescisão de contrato sem custos para o clube. Não lhes pagar os salários já é uma rentabilização bem boa… :wall: :wall: :wall:

Acho que tão grave cmo ficar satisfeitos com 2ºlugares e ter essa atitude.
Não se pode ter exigência só com os resultados desportivos ou com a qualidade dos jogadores contratados.
A exigência tem que se ter em tudo o que tenha a ver com a forma como o clube é gerido.

Quando temos adeptos que ficam satisafeitos em rescindir contrato com jogadores que nos custaram 10 ME, está tudo dito sobre o regabofe em que estamos afundados…

EU NÃO ACEITO ESSA MMEERRDDAA!

Não há nada de purista aqui. Estou a ser pragmático na minha análise:
1 - São 2 jogadores com pouco mercado
2 - São 2 jogadores que não só têm, neste momento, pouco mercado como têm pouca rentabilização
3 - Não só têm pouco mercado e pouco valor nele como têm salários altíssimos que estão ao alcance de poucas equipas que possam ter algum interesse na sua contratação
4 - Se os jogadores mostrarem qualidade na pré-época iria mantê-los no Sporting CP. Porque não? Afinal, se têm qualidade, há que aproveitar e rentabilizar
5 - Se não mostrarem qualidade dar os jogadores a quem os queira: se não há quem pague por eles, ao menos que não tenhamos de ser nós a pagar para os mandar embora
6 - Se, mesmo assim, ninguém os agarrar, negociar com os jogadores a rescisão do contrato.

Não posso falar em poupar salários? Porquê? Não é uma forma de garantir melhores condições financeiras como outra qualquer? É melhor ter 2 jogadores a treinar há parte num plantel, contrariados e a criar mau ambiente? Enviá-los para um clubezeco qualquer, se for preciso para andarem lá a passear e nós é que lhes pagamos os salários? Na minha opinião não.

Portanto, atendendo aos critérios que por aí apontei, parece-me ser a opção mais razoável. Não te parece razoável?

Nem todos os clubes podem chegar, clicam com o botão direito no jogador -> oferecer a clubes -> 10 milhões = aguarda-se 1 ou 2 dias para ver se aparece alguma carta no correio com uma proposta de 10 milhões por um jogador que nunca joga.

Ó Strikerr, mas então a rentabilização ou a contenção das perdas, ou lá o que for, desses 2 jogadores, depende da atitude dos adeptos e das suas exigências?

Por um lado temos o histórico do clube nas vendas que faz e por outro os jogadores em causa. Falharam no Sporting. Pela atitude. Pelo empenho. Provavelmente também pela qualidade. Foram emprestados e continuam a ter dificuldades em convencer, mesmo em clubes de menor dimensão. Ainda desvalorizaram mais. Como desatar este imbróglio? Não depende de nós, certamente.

Quem conseguir vender estes gajos, mesmo por 50% do que custaram ao SCP, deveria ir para Primeiro Ministro de Portugal , por conseguir milagres.