Plágio

É triste, mormente quando está em causa uma banda portuguesa. Eu tinha alguma afeição por esta rapaziada, pois a cena musical tuga necessita de bons músicos e boa música, mas não assim. Isto é grave, muito grave e ainda não teve ecos na comunicação social, sei lá porquê.

Afinal, sermos «pequenininhos» e desconhecidos, não traz só desvantagens. Fôssemos um país com maior visibilidade em termos de mercado de música e estes senhores já estavam com um processo e uma multa que não era brincadeira. Isto só é possível, porque a banda ainda é praticamente desconhecida fora de portas. Escusado será dizer que para mim, perderam qualquer crédito. :arrow:

Expensive Soul - O Amor e Magico

THE IMPRESSIONS - I’ll Always Be Here

Uma vez estava a trabalhar numa discoteca e encontrei um dos gajos dos Expensive Soul e disse-lhe que não curtia a música deles. O gajo até foi porreiro e disse que todos temos gostos diferentes e que respeitava a minha honestidade. :lol:

Era o gajo de chapéu.

Mais descarado é impossível :lol: :lol:

Não são o meu género mas até acho a música bastante porreira.É pena

Não atribuíram a música ao autor original?
É porque o que não faltam são casos de músicos portugueses que cantam músicas estrangeiras com letras portuguesas…

Não sei, mas isso não faria muito sentido. Ou se faz uma cópia total com outra roupagem e com o conhecimento do autor (e neste caso estamos perante aquilo que se designa por «cover»), ou então, estar a incluir num suposto tema, apenas uma entrada, uma base rítmica, uma linha de baixos, etc., é no mínimo suspeito.

:xock:

Desta não fazia ideia. Também não gosto de Expensive Soul.

Já vi que nunca ouviste falar de hip hop. :mrgreen:

Nada disso, não há plagio nenhum, mas sim sampling… eles utilizam o que se chama um ‘sample‘ de uma música já existente, como é típico no hip hop.

Para mais informações:
http://en.wikipedia.org/wiki/Sampling_(music)

http://audio.tutsplus.com/articles/web-roundups/8-most-overused-samples-in-hip-hop-history/

Não sei se é assim tão pouco habitual…

O Tony Carreira fez isso com a agravante de que parece que atribuía as músicas a si.
Neste caso não sei se dão os créditos aos autores e pagam por isso…
E há uma quantidade de canções em Portugal aproveitando musicas de outros. Quero imaginar que com a devida permissão.

Num outro plano o Barco Negro de Amália vem da canção brasileira Mãe Preta que acho que foi censurada em Portugal no tempo da ditadura quando Amália a cantava. Bendita censura nesse caso ;D .

Já agora para ilustrar, três com samples mesmo muito óbvios:

[hr]
edit: O tópico ficou uma confusão. Não consigo colocar o link para os vídeos do youtube sem ficar o embbed. Basicamente coloquei a música de hip hop em questão e de seguida a música samplada.

Planet Rock dos Afrika Bambaataa samplou o Trans Europe Express dos Kraftwerk entre outras músicas dos Kraftwerk e YMO.
2Pac no Changes samplou The Way It Is do Bruce Hornsby.
E o Vanilla Ice no Ice Ice Baby samplou o Under Pressure dos Queen e David Bowie.

[hr]

Afrika Bambaataa & Soul Sonic Force - Planet Rock

Trans Europe Express - Kraftwerk

2Pac - Changes

The Way It Is - Bruce Hornsby and the Range

Vanilla Ice - Ice Ice Baby

Under Pressure - Queen & David Bowie

Mas como é que pode ser um plagio, se os Expensive Soul sao dois putos que cantam (um é MC, correto) e os The Impressions eram uma banda em que tocava, por exemplo, o Curtis Mayfield que era um multi-instrumentista??

Para ser plagio terias que ter pessoas a tocar, ou a mesma melodia no mesmo instrumento ou quanto muito a mesma melodia num outro instrumento.
Aqui temos é sampling, e bem fixe, diga-se de passagem.

É isto. Sampling é muito utilizado principalmente no hip-hop e R&B.

Eu acho que é como no caso dos Coldplay e o Viva la Vida… e penso que eles admitiram o plágio na altura.

Coldplay VS. Joe Satriani

Nesse caso do Satriani eles “copiaram” a melodia e a progressão de acordes descaradamente e continuamente sem dar crédito ao autor, é diferente.

Quanto aos Expensive Soul, à primeira vista não me parece plágio. Parece-me sampling como já foi dito, a única coisa igual é o “hook” dos metais, de resto nem a batida é a mesma, nem a linhas vocais seja nos versos ou nos refrões, etc.

Yazalde70, isso não é bem assim, o Tony Carreira (por exemplo) também só canta (que eu saiba não toca nada) e isso não o impede de plagiar com fartura. O plágio pode ser da melodia, da letra, de todas as partes instrumentais, etc etc. Neste caso ambos os artistas têm uma banda que toca com eles as músicas deles.

Sinceramente, parece-me ir um pouco “além” do sampling. O instrumental tem demasiado em comum.

E atenção, o gajo que fez o “beat”, o Max, é um produtor do caraças e faz sons muito à frente. A meu ver, neste caso levou o sample longe demais.

Para mim, isto é um sample bem feito:

[youtube=650,535]http://www.youtube.com/watch?v=UFCsbzp4LH0[/youtube]

[youtube=650,535]http://www.youtube.com/watch?v=unfzfe8f9NI&ob=av2e[/youtube]

O Sam sacou uma partezinha da música, que mal se dá conta, e construiu o seu instrumental em torno disso.

A mim parece-me que sampling é usar como inspiração algo feito por outros. Mas transformá-lo em algo com uma identidade diferente. As duas músicas do inicio do tópico se não são iguais têm muito pouco de diferente.

Se é assim eu pego no meu reco-reco e posso vir a ser um compositor de sucesso.

Também me lembrei do exemplo do Sam the Kid.

Por exemplo nesta homenagem a Carlos Paredes que eu acho que está linda.

[youtube=650,535]http://www.youtube.com/watch?v=XF5fa4bWr-E[/youtube]

Está certamente muito diferente… se calhar há casos de sampling mais próximos dos originais… mas se me perguntassem a mim. se o exemplo inicial deste tópico é plágio se não autorizado e com os devidos créditos eu diria que é. Mas também eu não sou especialista e é uma coisa um pouco confusa.

Lamento que tenham entrado por estes caminhos, mas aquilo não é um simples sampling do beat ou de algum loop. Aquilo é a música escarrapachada. Está lá tudo: o grove, a progressão de acordes, a estrutura.

Não são exactamente a minha coisa favorita, mas (derivado de gostos por vezes demasiado ecleticos e pela presença de duas filhas na minha vida) não me repugna nada ouvir.

É pena. Não teriam perdido nada se tivessem logo dado os créditos (pensando bem, se é que não deram pois nunca vi a identificação declarada dos autores nos créditos da música).

mas deram o crédito ou não? O que é que está escrito no disco? Sem saber isso, é difícil saber se é plágio ou não… versões de temas com letras diferentes e em línguas diferentes é o que não falta!

[/b]

Yep…

Triste realidade. Se fosse pela homenagem, ou se quiserem pela “inspiração” era de valor. Mas, maioritariamente, não é o caso.

Para mim é plágio se não for atribuído o crédito a quem cria.

Vem-me sempre à memória os Queen com o Vanilla Ice.
[youtube=650,535]
Queen.avi[/youtube]

[youtube=650,535]http://www.youtube.com/watch?v=sAN2P3tb7c4&feature=player_embedded#![/youtube]

Os Queen ficaram fdds e só após um acordo fora dos tribunais em que Vanilla Ice pagou um valor desconhecido é que os Queen deixaram passar. Não sem antes pregar a sua alfinetada no álbum Classic Queen onde escrevem nos liners que a música foi uma colaboração entre os Queen e David Bowie e que foi posteriormente usada por Vanilla Ice.

VEjam só a cara de pau

[youtube=650,535]http://www.youtube.com/watch?v=1s0hEi8zhmg[/youtube]

:rotfl: :rotfl: :rotfl: