Nélson Pereira - Treinador de guarda-redes da equipa A de futebol

https://www.sporting.pt/pt/noticias/futebol/2019-05-28/e-o-reconhecimento-do-meu-trabalho

“É O RECONHECIMENTO DO MEU TRABALHO”
Por Sporting CP
28 maio, 2019
FUTEBOL
Nélson Pereira renovou o seu vínculo com o Sporting CP

O treinador de guarda-redes da equipa principal do Sporting Clube de Portugal renovou esta terça-feira o seu vínculo com a formação Leonina por mais três anos.

Em declarações ao Jornal Sporting, Nélson Pereira afirmou estar muito satisfeito com esta renovação: “Estou muito feliz. É o reconhecimento do meu trabalho e isso para mim é o mais importante – as pessoas acreditarem no que faço diariamente.”

“Aquilo que posso dizer é que vão continuar a ter o mesmo Nélson: empenhado, focado e a querer fazer sempre mais e melhor”, terminou o técnico dos Leões.

O reconhecimento merecido de um Grande Leão :clap: :clap:

https://twitter.com/UltimaaBarreira/status/1133112299324092417

Boa notícia

Mais que merecido. :clap:

Uma filha da putice o que a CG fez com ele.

Deve ter sido das poucas coisas que concordei com a Comissão de Gestão, o despedimento / dispensa do Nélson. Continuo sem ver a mais-valia técnica que representa, vejo os nossos guarda-redes a mostrarem pouca ou nenhuma evolução, repetem erros. Nada surpreendido com a renovação e seria expectável, dado que o recuperaram assim que entraram.

Ainda bem que voltou.

Competente e trabalhador. O Patrício ficou um grande guarda-redes e o Renan parece outro face a quando chegou, em minha opinião.

Tou contigo Chown e ja o referi por duas vezes.
As debilidades do Rui Patricio que nao o permitiu ser sem qualquer sombra de duvida um dos top3 da actualidade, prende-se pelo facto do seu mentor tambem possuir as mesmas.
Acredito que seja um gajo muita porreiro, humilde e com imenso respeito e carinho pelo Sporting, mas ja’ o JJ berrava com o Nelson quando o Patricio metia os pes pelas maos.

Um pequeno exemplo: Quando um GR se tem que lancar para um dos lados para defender uma bola bem colocada, deve sempre dar um passo antes de dar o salto. Rui, tardou e muito ate usar essa tecnica e nao conseguia chegar 'a bola…



Sporting TV

Ontem às 14:55 ·

:tv: #SóEuSeiPorqueFicoEmCasa

:memo: Tire notas e aproveite as sugestões de Nelson Pereira, hoje será o Francisco Amiel.

:sparkles: Não perca.

“Um clube com a história do Sporting tem de ganhar muito mais vezes”

2020-04-28 17:30:00

Nélson Pereira foi campeão em 2001/02

Nélson Pereira, coordenador do gabinete de formação de guarda-redes do Sporting, recorda o último campeonato conquistado pelo clube leonino, em 2002.

Em declarações ao jornal Record, o guardião titular na temporada 2001/02 confessa que nunca pensou que o Sporting ficasse 18 anos sem vencer a I Liga e assume que um clube com a história do emblema verde e branco “tem de ganhar muito mais vezes”

“O Sporting é um clube com muita história muito grande, que tem de ganhar muito mais vezes”, afirmou Nélson.

Com Laszlo Bölöni no comando técnico, o Sporting conquistou, para além do campeonato, a Taça de Portugal e a Supertaça Cândido de Oliveira.

Para Nélson, o segredo foi os jogadores entenderem que tinham de colocar toda a sua qualidade em prol do coletivo.

“Tanto talento junto tinha de formar uma melhor equipa. Ter só grandes jogadores não chega. É preciso que esses grandes jogadores ponham todo o seu talento ao serviço da equipa, e foi isso que aconteceu”, comentou.

O ex-guarda-redes destaca também a importância do treinador romeno na caminhada rumo ao título.

“Ele dizia que não havia campeões sem exigência e sem rigor. Independentemente da frieza com que, por vezes, nos tratava, sabíamos que tínhamos ali alguém que poderia retirar o máximo de nós”, salientou.

Em 2001/02, o Sporting conquistou o título com 75 pontos, mais cinco que o Boavista, segundo classificado. FC Porto e Benfica acabaram em terceiro e quarto, respetivamente.

Mário Jardel foi o melhor marcador do campeonato, com 42 golos.

Bancada

Nélson Pereira: «Com Jorge Jesus houve alterações na participação dos guarda-redes»

Ex-guardião recordou histórias antigas que viveu com António Medeiros e Peter Schmeichel

Nélson Pereira, coordenador do departamento de formação de guarda-redes do Sporting, participou este sábado numa videoconferência promovida pelo grupo de Facebook ‘Futebol na Ilha Terceira’, na qual revelou que, nos anos em que desempenhou funções de treinador de guarda-redes da equipa principal, houve poucas as alterações no que diz respeito ao envolvimento dos guardiões na manobra da equipa.

“Na fase de construção, não houve assim tantas mudanças. Quando veio o Jorge Jesus houve algumas alterações, em termos da participação do guarda-redes. Depois, houve treinadores que acrescentaram algo, mas sem retirar o que de bom tínhamos feito. No Sporting, todos os treinadores gostam de jogar com uma defesa subida e há uma outra situação na forma como a equipa defende, mas não foi preciso mudar muito no guarda-redes”, revela o antigo guardião dos leões, explicando que, cada vez mais, o trabalho dos guarda-redes é valorizado.

“Em cada um dos momentos de jogo, o guarda-redes tem ações específicas, que são trabalhadas e que a equipa conhece”, assegura Nélson, que recorda tempos antigos, em que António Medeiros, no Torreense, o obrigava a chutar a bola para o mais longe possível: “Se pões a bola no central para sair a jogar, és substituído!”

Em tempo de recordações, o diretor leonino lembrou uma máxima que era frequentemente utilizada por Peter Schmeichel, com que trabalhou na temporada 1999/2000. “Ele costumava dizer que nós não temos de fazer muitas defesas. Nós temos é que posicionar bem os defesas para impedir que os adversários façam muitos remates”, relembra o antigo guardião.

Record

Na capa Ojogo diz que passa a director para o futebol???

Coordenador dos treinadores de guarda-redes do clube assume novas funções nos Sub-23 e equipa B, reportando ao diretor desportivo Hugo Viana.

Nélson Pereira, até então coordenador dos treinadores de guarda-redes do Sporting, vai assumir um novo cargo dentro da estrutura do futebol do clube.

Segundo O JOGO apurou, o antigo guardião será o diretor para o futebol das equipas de sub-23 e equipa B, ficando a responder diretamente ao diretor desportivo Hugo Viana. Esta mudança surge no decurso de outras que têm vindo a ser efetuadas no seio leonino em temos de formação, área que o elenco liderado por Frederico Varandas pretende apostar cada vez mais em termos de recursos humanos.

Figura presente no plantel que venceu o último campeonato nacional, há 18 anos, então às ordens de Laszlo Boloni, Nélson Pereira ingressou na equipa técnica de Ricardo Sá Pinto em 2011/12, então na formação de juniores. Em fevereiro de 2012 acompanhou o antigo chefe de equipa, a par de Tiago Moutinho, para a equipa principal, aquando da saída de Domingos Paciência do comando técnico dos leões. Desde então, manteve-se sempre em funções como treinador de guarda-redes, passando pelas diversas equipas técnicas. Com a chegada de Silas ao comando da equipa principal, Nélson Pereira, em outubro de 2019, tornou-se coordenado dos treinadores de guarda redes do Sporting até ao momento.

Cada vez a piorar, em vez de melhorar…🤦

Dá-me mais nojo ver Hugo Viana como diretor desportivo e bananas como presidente do que ver o Nélson na estrutura do futebol, só não sei se será o cargo certo, mas antes ele do que parasitas, tachistas e rabolhos!

Dos poucos tipos que estão neste momento no clube com o qual consigo simpatizar, mas o princípio será o mesmo de sempre, currículo zero, venha o cargo.

Já agora quais são afinal as funções do Couto? Quem é que lidera o departamento de Scouting? Quem é que constitui o departamento de scouting? O centro de performance desde a saída do supra sumo ficou entregue a quem? E já agora que trabalho tem desenvolvido? Etc etc

Raio, conheço clubes de bairro mais organizados

1 Like

Nem quero imaginar como funciona a cabeça do Frederico Varandas… Acho que em cerca de 2 anos de mandato j´+a fez rolar mais cabeças que as anteriores direcções todas juntas.

Para a comunicação já contratou / despediu / substituiu umas 3/4 chefias (fora os quadros abaixo);
Para treinador já contratou / despediu / substitui, entre equipa principal e restantes, à vontade mais de uma dezena de treinadores;
Para restantes cargos tem sido uma fartura, inventa cargos, acaba com cargos, contrata pessoas, despede pessoas…;
Já nem falo de jogadores…

Só o Hugo Viana!!! é que mantém-se de pedra e cal, de resto…

Presidente mais perdido é impossível.

1 Like

Precisamente, uma desorganização completa!

Espera… Ele era “coordenador dos treinadores de GR”? Precisava de coordenar o quê? 3 ou 4 tipos? Também treinava?

E agora é director do futebol? Dirige o quê?

Há cargos que me causam muita confusão. E a pomposidade nos seus nomes também, mas isso é outro assunto.

Ainda ontem: sra. X é back Office na nossa sucursal"… Amigo, é secretária. :grin:

Boa pergunta, enquanto treinador de GR fez sempre um bom trabalho, depois vieram Silas&co e ficou um amigo no lugar dele. Para o Nelson não sair inventaram o coordenador :man_facepalming:

Aparentemente agora vai ser uma espécie de diretor desportivo das equipas u23 e B reportando ao diretor desportivo da equipa A que alegadamente é o Viana (ainda lembro de ele ser qualquer de relações internacionais)

Sinceramente nem ligo muito a estas coisas por isso só peço que contratem bem (com tanta gente a trabalhar na mesma área não pode ser assim tão difícil…)