Matheus Nunes

principalmente em detrimento de Bragança

1 Like

Não posso aceitar que não se possa criticar um jogador porque, aqui e ali fez um bom passe, até entrou bem, marcou um golo por sinal… e tudo o mais. Mas o meio campo ficou com um vazio quando o Marítimo começou a realmente querer incomodar. Tentar fazer os passes verticais e de ruptura é muito giro e tal, mas é preciso que sejam bem feitos. Ficar no “quase” não dá com nada. E são muitos os passes do quase.

É um jogador com predicados interessantes, não é um incapaz. Mas não tem maturidade nem experiência para isto. Precisa de crescer muito, jogar muito e errar muito. E ainda concedia se fosse um puto de 17 anos a chegar da nossa formação. Não é. Foi adquirido tarde. E fazia-lhe mais do que bem 1 época numa equipa de nível médio. Porque pode dar jogador. Mas não pode, de maneira nenhuma, ser ao nível do sacrifício da equipa, como já aconteceu com muitos outros jogadores.

E não digo que não tenha lugar no plantel. Mas se calhar não neste esquema, com os jogadores que tem ao lado.

Acertar no euromilhões depois dos números saírem é fácil. Mas arrisco, arrisco muito dizer que Bragança teria sido tão mais útil no jogo de ontem.

1 Like

Este miúdo tem que ser titular.

Que intensidade e postura.

Adoro o.

Boa Entrada!! Muita atitude, boa intensidade!!

Entrou muito bem hoje

1 Like

Entrou muito bem e foi fundamental para ajudar o Sporting a dar a bola. Foi dos melhores jogos que lhe vi, sempre em jogo, quase sempre bem, sem medo, forte no 1 vs 1 e com garra.

3 Likes

Não foi só Jovane…

Tem parcialmente o perfil, já que tem uma dimensão física que o torna apto a resolver os vários problemas que o modelo exige ao 8, sobretudo quando é para arregaçar as mangas em termos defensivos, possuindo também capacidade de transporte. Faz falta a criatividade ou visão de jogo para ser um jogador superior, o que é compreensível, dada a falta de escola (Ericeirense), daí achar que se fazia mais jogador a 6.

No entanto, dentro do que há no plantel, neste tipo de jogos, onde o domínio do meio-campo se torna mais relevante, acho que é a melhor opção disponível.

Bónus por ter mandado o flop do west ham “calar a boca caraio”

1 Like

Deves andar com a boca toda viscosa de tanto sapo que tens engolido. Agora já diz que é a melhor opção possível. :sweat_smile: :joy:

1 Like

Acho que tem imenso potencial, nota se em alguns aspetos de jogo que lhe falta “escola”

Parece me ainda curto para titular(tal como o João Mário acho que rende bem mais num meio campo a 3) no entanto tem estado irrepreensível a entrar no 2 tempo, ganhamos muito mais agressividade, bola e liberta mais os nossos “extremos”.

2 Likes

O seu a seu dono. Eu que o critico constantemente, tenho de destacar a sua entrada em campo. Sem dúvida nenhuma que mudou a cara do jogo.

Está na hora do João Mário começar a mamar banquinho.

Vai que é tua miúdo!

1 Like

Não tem problema em mostrar as garras, meter o corpo e ainda se desembrulha bem e sai a jogar. Julgo que ainda tem margem para evoluir.

Gosto.

Desde o jogo com o braga que tenho gostado de o ver, sim senhor.

O Sporting tem que valorizar os ativos dos outros clubes, no entanto não consegue, pois a abordagem dos jogadores é vergonhosa e só mostra que não são 1/10 do que muitos “invisuais” deslumbram…cultura imposta no clube.

…logo a titularidade esta mais que assegurada para João Mário e Matheus Nunes e Bragança que esperem sentados, principalmente o segundo.

Nota: agora um dia…ao fim de 10 jogos a titular o temporizador faz algo de classe veem logo os defensores. Gostava de ver 10 jogos seguidos a titular do Bragança e depois comparar com os 10 jogos do João Mário.

Parece-me que tem entrado com mais “seriedade” e confiança em campo.

Grande entrada, se jogar os 90 min assim, o J.Mario não tem chances

entrou realmente com vontade e não se escondeu.

Tem algum potential mas não é de todo melhor do que o Bragança para substituir o Joao Mario.
Deve ser mais visto como alternativa ao Palhinha

Em condições normais é como é visto, mas há alguns jogos fora e alguns jogos especialmente difíceis em que o cenário é outro.

Por exemplo este, em que até podia ter jogado de início para enfrentar o duo de luta do adversário (Grujic-Uribe), para ganharmos mais divididas e ganharmos ascendente no miolo.

Tem sido melhor a entrar no decorrer do jogo. Como titular o Matheus Nunes não tem tanta preponderância no jogo da equipa, mas quando sai do banco mostra-se sempre muito disponível e acaba por ser um balão de oxigénio para a equipa.

Ontem entrou muito bem e foi graças a ele que conseguimos operar a reviravolta no jogo.