Ex-jogadores do Sporting - Parte 2

Continuação da discussão em Ex-jogadores do Sporting - Parte 1 - #19123 by Invictus.

Tópico prévio:

EDMÍLSON: “MOMENTO É FANTÁSTICO. SPORTING NÃO PODE VACILAR”

Ex-jogador de Sporting e Porto diz que é cedo para festas. Na antevisão ao encontro, fala sobre o momento do Clube e que o “torcedor não merece ficar tanto tempo sem ser campeão”. Exclusivo Leonino

Maria Pinto Jorge

Texto

25 de Fevereiro 2021, 12:00

Edmílson Pimenta fez parte do plantel do Sporting que foi campeão após 18 anos de jejum. O avançado brasileiro, que também representou os dragões, fez a antevisão ao Clássico do próximo sábado, relembrando a importância do encontro, numa conversa com o Leonino.

“Um clássico é sempre um clássico, um jogo que todos gostam de jogar. Fica marcado, sobretudo vencer um clássico tem um sabor muito especial, todos os jogadores ficam à espera de um clássico. A equipa que errar menos e estiver mais concentrada ganha o jogo. Um momento de desconcentração e pode perder-se um Clássico”, começou por dizer.

“Um Clube grande não pode ficar tanto tempo sem dar títulos”

Sobre a possibilidade de os leões se sagrarem campeões nacionais, Edmílson ressalvou ainda ser cedo para festas. “O momento do Sporting, atualmente, é fantástico. Tenho acompanhado os jogos aqui no Brasil, ainda não perdeu. Para uma trajetória para o título está bastante bem encaminhado. Ainda faltam muitos jogos, o Sporting não pode dormir. Cada jogo é uma final e têm de lutar por cada três pontos para manter essa vantagem confortável porque com dois ou três jogos, a vantagem vai-se. Não podem achar que já são campeões”, referiu, dando a sua opinião sobre a eventualidade da conquista.

“É um ano fantástico para o Clube, sobretudo se voltar a ser campeão tanto tempo depois. O torcedor do Sporting não merece tanto tempo sem ser campeão. Um Clube grande não pode ficar tanto tempo sem dar títulos”.

Sobre o facto de ter representado os dois emblemas, o ex-jogador profissional diz não ter sentido qualquer diferente entre ambos: “Tive a oportunidade de jogar em ambos, são dois grandes clubes da Europa e até do mundo. Todos os anos lutam para serem campeões”.

“Estarei torcendo aqui pelo campeonato”

Enquanto recordava esses momentos, o brasileiro recordou a altura dos festejos pelo Sporting: “O título pelo Sporting, depois de 18 anos sem o conquistar, foi fantástico. Foi uma festa de Vidal Pinheiro até Lisboa, ao velhinho Estádio, e depois ao centro da cidade. Foi uma festa maravilhosa, com um sabor especial. O nosso nome fica gravado na história do Sporting”, recordou, antes de falar da lesão que o assolou nessa temporada.

“O momento do título foi o mais importante de todo o grupo. Era algo desejado por todos os jogadores, todos contribuíram para a conquista. Então também fiz de tudo, apesar de ter tido uma lesão grave nesse ano, mas sinto que fiz parte desse título memorável na história do Clube”, disse, antes de deixar uma mensagem aos Sportinguistas.

“Quero mandar um abraço para todos os adeptos Sportinguistas. Tenho tantos amigos do Sporting. Quero dizer que estarei torcendo aqui pelo campeonato. Espero que vença o melhor, mas o Sporting não pode mesmo vacilar”, terminou.

Pode ainda LER AQUI as histórias contadas por Nuno Santos, ex-guarda-redes leonino, neste pré-Clássico do Leonino.

O Risto merecia um prémio.

1 Like

image

O André finalmente a ter impacto muito num clube.

Futebol

LEÕES QUEREM DIVÍDA DE ANDRÉ PAGA NO IMEDIATO

Sport propôs saldar pagamentos em atraso por parcelas, mas Sporting pretende dinheiro a pronto

Tiago Jesus

Texto

3 de Março 2021, 17:56

André saiu do Sporting em 2017, mas permanece como um caso em aberto em Alvalade. Em causa está o pagamento por parte do Sport de uma dívida de 907 mil euros, que o clube brasileiro pretende pagar em prestações, mas que a turma leonina pretende ver paga a pronto, tendo avançado para a FIFA, que impediu o clube brasileiro de inscrever jogadores.

Em entrevista à Rádio Jornal, do Brasil, o vice-presidente jurídico do clube, Manuel Veloso explica que o Sport pretendia “pagar um sinal e depois o resto viria da Confederação Brasileira de Futebol, mas o clube português não está a aceitar o negócio. Só quer o pagamento à vista. E caso não aceitemos vão pedir outra punição. Não temos outra alternativa senão pagar”.

André chegou ao Sporting em 2016, oriundo do Corinthians. Em Alvalade fez de três golos de leão ao peito nas 15 ocasiões que apareceu com a listada verde e branca. Atualmente, representa o Gaziantep, emblema turco que é orientado por Ricardo Sá Pinto.

Fotografia de Sporting

Este sim, é Sportinguista.

Infelizmente, mais um jogador que não saiu como merecia, dado o seu inequívoco Sportinguismo.

1 Like

image

8 Likes

Já é bater no ceguinho, mas o rácio estrangeiros VS portugueses que falam assim do Sporting pende muito para os primeiros.

1 Like

Futebol

DÍVIDA POR SHIKABALA PERTO DE AUMENTAR

FIFA obriga Zamalek a saldar débito, arriscando-se a aumento exponencial de montante em dívida

Tiago Jesus

Texto

4 de Março 2021, 13:04

Shikabala abandonou Alvalade em 2015, mas permanece como problema para o emblema leonino. A saída do extremo devia ter valido aos leões 650 mil euros, mas o Zamalek não pagou o montante devido, tentando agora chegar a acordo com o Sporting, uma vez que foi obrigado pela FIFA a pagar 800 mil euros

O aumento no valor pago deveu-se aos atrasos, sendo que esse valor pode subir exponencialmente. A turma orientada por Jaime Pacheco, de acordo com a imprensa egípcia, tem 25 de março como data limite de pagamento, sendo que, caso não o faça, arrisca-se a ver o valor aumentar para o dobro e a equipa perder seis pontos no campeonato.

O extremo egípcio chegou a Alvalade na época de 2013/2014, tendo custado aos cofres leoninos cerca de 190 mil euros (Transfermarkt). Nas suas épocas que esteve ao serviço dos leões apenas vestiu a Listada verde e branca por uma ocasião, na derrota caseira frente ao Estoril, por 0-1.

Fotografia de Sporting

1 Like

DUSCHER: “É FUNDAMENTAL NÃO RELAXAR”

Em entrevista ao jornal O Jogo, antigo médio dos leões mostrou-se confiante, pedindo aos atletas que “não abrandem o ritmo”, para tornar o sonho do título numa realidade

Tiago Jesus

Texto

8 de Março 2021, 13:52

O antigo médio Aldo Duscher, mostra o seu apoio ao Sporting, demostrando a mesma paixão com que ajudou a turma de Alvalade a conquistar o título em 1999/2000. Em entrevista ao jornal O Jogo, o argentino mostrou-se emocionado ao ver os verdes e brancos na rota do título, esperando que os atletas não abrandem o ritmo e não percam a humildade, para tornar o sonho do título nacional numa realidade.

Analisando a equipa leonina, o agora técnico na formação do Deportivo da Corunha, descreve os leões como uma “equipa que sabe o que quer, esclarecida, com ideias bem definidas, com início de jogo curto para chamar o rival e depois esticar o jogo e procurar espaços na frente. Ataca rápido, com muita participação na saída para o guarda-redes e os centrais”.

Para o técnico argentino, a “chave é pensar jogo a jogo, não baixar a intensidade, e saber controlar os tempos quando não está a surgir o resultado pretendido. São equipas diferentes, nós tínhamos mais posse de bola, não fazíamos um futebol tão direto, tínhamos em cada setor jogadores de muita experiência”.

Observando o técnico verde e branco, o antigo jogador dos leões considera Rúben Amorim “um treinador com ideias claras e conta com jogadores experientes e outros mais jovens, mas com grande projeção”, tecendo também elogios a alguns craques de Alvalade: “O Nuno Mendes, um craque, jovem promessa, que mostra maturidade e uma presença de admirar. E o Pote, que tem muita técnica e um grande futuro”.

Analisando o trabalho do presidente leonino, o ex-leão mostrou-se agradado: “Quando falei com ele deu-me a sensação de estar a falar com uma pessoa muito humilde e que tinha um projeto atrativo. Foi médico do clube e trabalhou sempre dentro do universo do Sporting, além de que deu cargos a ex-jogadores em lugares chave. Por isso nunca duvidei da sua capacidade”.

Quanto ao futuro leonino, e à possível ida à Liga dos Campeões, o técnico faz um apelo aos sportinguistas: “A Liga dos Campeões é algo necessário, algo que o Sporting tem pendente. Tem todas os condimentos para pensar num grande futuro. Deixem trabalhar o presidente Varandas”.

1 Like

E já ali no país ao lado o encantador de cães está a ver desde o banco o Battaglia e companhia a dar uma aula de eficácia :joy::joy:

5 Likes

O WC a provar que não vale um piço… porque não quer!

“Depoimento de Francisco Geraldes compromete Amorim”

A ser verdade, confirma aquilo que eu sempre achei: este gajo é mesmo parvo

Duscher: “deixem trabalhar o presidente varandas”

O varandas é tipo aqueles biscateiros, dá para tudo. Um dia é presidente, no outro é militar e depois é médico.

O Zé livros deve estar aziadinho. No futuro deve festejar contra o Sporting já que é o que esses rassabiados gostam de fazer…