Euro 2020 - Organização

O Comité Executivo da UEFA aprovou em 2012 a realização do Euro 2020 em vários países da Europa, em vez da prova se realizar apenas em um. A ideia tinha partido de presidente da UEFA, Michel Platini, no final do Euro 2012, que teve lugar na Polónia e Ucrânia. Os grupos do Euro 2020 deverão ser organizados por área geográfica.

Basicamente este europeu decorrerá em 13 cidades de vários países, em vez de ser num só (ou em dois) países.

Gostaria de saber opiniões. Concordam com este modelo de organização? Acham que pode resultar?

Nhé

É diferente. Não acho má a ideia.

A ideia não é má, o problema é que as federações vão gastar mais dinheiro em viagens, jogadores mais cansados etc…

Por outro lado, o comercio não fica tão centrando numa só país.

Acho que é uma boa idea.

Hoje em dia são poucos os países com capacidade para ter ou construir infra estruturas para acolher um Euro. Outros países há que jamais na vida teriam hipoteses de acolher um Euro (Ex: Armenia, Sérvia, Irlanda etc etc)

Com este sistema, muitos países sem capacidade de construir 8 ou 10 estadios e restantes infraestruturas, podem receber e acolher jogos do EURO sem ter de investir o que não têm. Basta-lhes 1 ou 2 estadios compativeis com as exigencias da UEFA.

Depende…

Podes ter um grupo a jogar, por exemplo, só na holanda/belgica, outro a jogar entre alemanha e Polonia talvez e por aí.

Pois, essa parte ainda não percebi como funcionará. Cada grupo estará entre duas cidades obrigatoriamente, pois cada cidade receb 3 jogos + 1 de uma fase mais avançada.

Mais dois países que desistiram: Polónia e Republica Checa :think:

Será que vão haver candidaturas suficientes?

The 32 countries interested in hosting Euro 2020 games:

Armenia (Yerevan), Azerbaijan (Baku), Belarus (Minsk), Belgium (Brussels), Bulgaria (Sofia), Croatia (Zagreb), Czech Republic (Prague), Denmark (Copenhagen), England (London), Finland (Helsinki), France (Lyon), Macedonia (Skopje), Germany (Munich), Greece (Athens), Hungary (Budapest), Israel (Jerusalem), Italy (Rome and Milan), Kazakhstan (Astana), Netherlands (Amsterdam), Poland (Warsaw and Chorzow), Portugal (Lisbon and Porto), Republic of Ireland (Dublin), Romania (Bucharest), Russia (St Petersburg), Scotland (Glasgow), Serbia (Belgrade), Spain (Madrid, Barcelona, Bilbao and Valencia), Sweden (Solna), Switzerland (Basel), Turkey (Istanbul), Ukraine (Kyiv and Donetsk) and Wales (Cardiff).

http://www.bbc.com/sport/0/football/24174069

Em Setembro eram 32 interessados. Entretanto varios caíram, entre eles Portugal, Rep. Checa e Polonia…

Mal seja que não se arranjem 13 cidades. :great:

Pena por Portugal. Bruno de Carvalho bem que insistiu com a Câmara de Lisboa para estes avançarem com uma candidatura, mas Antonio Costa não esteve para aí virado.

Terminou, esta sexta-feira, o prazo estabelecido pela UEFA para a entrega das candidaturas das cidades que pretendem receber jogos do Campeonato da Europa de 2020, que pela primeira vez será disputado por 13 cidades diferentes.

Portugal, depois de Lisboa e Porto não terem apresentado as suas candidaturas, não será palco do Euro 2020, mas ainda assim a UEFA recebeu propostas de 19 países, sendo que as 13 cidades que vão acolher o certame serão conhecidas a 19 de setembro.

Londres e Munique apresentaram candidaturas apenas às meias-finais ou final da competição, sendo que as outras cidades que decidiram tentar receber jogos da prova são:

Baku (Azerbaijão), Minsk (Bielorrússia), Bruxelas (Bélgica), Sófia (Bulgária), Copenhaga (Dinamarca), Skopje (Macedónia), Budapeste (Hungria), Jerusalém (Israel), Roma (Itália), Amesterdão (Holanda), Dublin (República da Irlanda), Bucareste (Roménia), São Petersburgo (Rússia), Glasgow (Escócia), Bilbau (Espanha), Estocolmo (Suécia) e Cardiff (País de Gales).

de 32 interessados, 19 apresentaram candidaturas… :o

Baku? Minsk? Jerusálem?

Ou muito me engano, ou isto vai ser um fiasco…

Espero bem que não mas tudo aponta para isso.
Se era haver um maior e mais rápido acesso às cidades organizadoras, então não me parece possível com este tipo de cidades devido às viagens longínquas e o facto de não haver cultura futebolística, além de haver cidades que apenas querem receber as fases mais adiantadas.

Ao olhar para a lista final fico a pensar que provavelmente o caderno de encargos seria “à la UEFA”. Paris, Madrid, Barcelona entre tantas outras que não se candidataram…

Se antes de ler esta notícia achei idiota Lisboa ou Porto não apresentarem candidaturas (que diabo, porque não rentabilizar o enorme investimento do EURO 2004??), talvez as exigências fossem incomportáveis para as cidades.

Eduzão, pelo contrário, estou é admirado serem tão poucas as cidades que querem receber as meias finais ou a final. Madrid, Barcelona, Milão, Dortmund não concorrem?

E as distâncias? Se for para a frente, vai ser um euro de loucos…

Segundo Antonio Costa, o caderno de encargos para as cidades organizadoras tinha… 300 paginas. Coisa pouca. :angel:

Bruno de Carvalho bem que insistiu com a Câmara de Lisboa para estes avançarem com uma candidatura, mas Antonio Costa não esteve para aí virado. Justificou entre outros pelo pesado caderno de encargos que tinha, e pela factura que os contribuintes Lisboetas iriam pagar sem haver garantias deste pacote de jogos ser viavel.

Só podia concorrer uma cidade por país… Alemanha - Munique. Espanha - Bilbao. Italia - Roma. Inglaterra - Londres. E as vagas ficaram ocupadas. França nem concorreu porque receberão o EURO 2016.

Nop, poderiam concorrer as cidades que quisessem. Tanto que a determinada altura, Lisboa e Porto iriam apresentar candidatura. A não ser que a Federação só apresentasse uma candidatura, depois de escolhida a cidade…

O Euro 2020 vai ser uma coisa assim:

13 Cidades.

8 Cidades acolhem 3 jogos da Fase de Grupos + 1 jogo 1/8 F (Cidade 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7 e 8).
4 Cidades acolhem 3 jogos da Fase de Grupos + 1 jogo 1/4 F (Cidade 9, 10, 11 e 12).
1 Cidade acolhe os 3 jogos finais (2 Meias Finais + Final) (Cidade 13).

6 Grupos de 4 Equipas. 24 Selecções.

  • Apuram-se 16 selecções para os 1/8 Final. (2 primeiros de cada grupo + os 4 melhores 3ª Classificados)
  • 1/8 Final, 1/4 Final, 1/2 Finais e Final.

Euro2020.JPG

As duas meias finais vão ser na mesma cidade da final? Não percebi isso…

Não acho em nada uma medida positiva. Primeiro, para organizar um Mundial ou um Europeu, a maioria dos países tem já infraestruturas mais do que suficientes para suportar os jogos e adeptos. Ao descentrar os jogos deixa de haver uma saturação num só país mas em que é que esse país chega a usufruir sequer do jogo que lá se realizar? Por outro lado, aumentará, em muito as despesas de cada selecção e sabem de que bolso isso sai, certo?

Vão ser mesmo. Os 3 jogos finais (1/2F + F) realizam-se no mesmo estadio.

Candidataram-se Munique (Allianz Arena) e Londres (Wembley, Olimpico, Emirates?) para esses 3 jogos finais.

Eu pessoalmente estou curioso e a favor deste novo modelo por varios factores:

  • Descentralização. Permite a varios paises sem capacidade de acolher a fase final de um EURO (Ex: Azerbeijão, Bulgaria, Israel), a possibilidade de com um estadio apenas, poderem receber jogos de um EURO. Evita que sejam sempre os mesmos.

  • Despesismo. É complicado e pode ser inviavel para um país receber um campeonato da Europa. É demasiado investimento para uma prova tão curta. Com esta descentralização, o investimento será substancialmente menor, e será repartido por varios países/cidades.

Primeiro ponto. Faz-me confusão que meio grupo de um Europeu possa decorrer em Israel. Consigo perceber as implicações políticas que levam Israel a jogar “pela” Europa, mas daí a aceitar um Euro em Israel, bem… como é que posso dizer…Israel não é na Europa!

Segundo ponto. Posso concordar que é um meio de baixar os custos, mas nada impedia uma candidatura com 3 ou 4 países, pois não? Já baixava bastante os custos. Agora assim, com grupos em Dublin e outros em Baku, passando por Estocolmo e Skopje? Bem, as companhias aéreas devem estar felicíssimas com esta ideia.

Não concordo, e não acho que vá resultar. Felizmente, penso que a existir, será one night stand, e em 2024 já será um Euro normal…