Avaliação (futebolistica) de Carlos Freitas

[Primeira edição]: acrescentei as correcções que foram sugeridas; eliminei as contratações nas quais ele não participou; acrescentei algumas frases sobre o motivo de ter incluido ou excluido alguns jogadores.

Nota: seria útil que em vez do comodista “o jogador X não presta, como é que podem considerar positivo, assim não participo” -> birras não ajudam nada à discussão, assim não ajudam nada, o que sugiro é que façam a vossa análise, esta é a minha e acho que fui bastante claro nisso. E também pedi que não houvesse fundamentalismos, mas parece que isso é impossivel por aqui.

Serve este tópico para discussão do saldo futebolistico do Carlos Freitas como nosso “gestor de activos”. Focando apenas o êxito/inêxito dos nossos reforços, pretendo uma discussão sobre o que tem feito o célebre “Cácá” nos comandos do nosso departamento de compras.

É que muitas vezes diz-se “ah e tal, o cácá só trouxe m****”, outros defendem-no como tendo um saldo positivo (eu acho que me enquadro mais neste grupo). Vamos ver os factos/opiniões e tentar chegar a alguma conclusão, tentando no possivel deixar os fundamentalismos de lado.

Época 2007/08 (resultados só no fim…mas fica a lista):
GR Stojkovic (Sérvio, Estrela Vermelha, 2 M EUR)
DD Pedro Silva (Brasileiro, Corinthians (?), custo zero)
DC Gladstone (Brasileiro, Cruzeiro, emprestado por 0,25 M EUR)
DE Marian Had (Esloveno, Lokomotiv Moscovo, emprestado (?) 0,1 M EUR)
MO Izmailov (Russo, Lokomotiv Moscovo, emprestado, 0,15 M EUR)
MO Vukcevic (Motenegrino, Saturn, comprado 50% por 2 M EUR)
MO Celsinho (Brasileiro, Lokomotiv Moscovo, emprestado 1 ano, opção de compra 50% por 2 M EUR)
AV Derlei (Brasileiro, Dinamo Moscovo, custo zero)
AV Purovic (Montenegrino, Estrela Vermelha, 2 M EUR)

Época 2006/07:
DC Moisés (Brasileiro, custo zero) - problemas burocrático/legais, não chegou a jogar
DE Ronny (Brasileiro, Corinthians, custo zero (?))
TR Paredes (Paraguaio, Regina, custo zero)
MO Farnerud (Sueco, Estrasburgo, custo zero)
AV Alecsandro (Brasileiro, Cruzeiro, emprestado)
AV Bueno (Uruguaio, PSG, emprestado)

Época 2005/06 - acho que esta época não foi o Carlos Freitas, mas já agora confirmem por favor):
DD Abel (Português, Braga, emprestado no início da época, comprado no final por 0,750 M EUR)
DC Tonel (Português, Maritimo, 1 M EUR)
DE Caneira (Português, Valência, emprestado)
DE Edson (Brasileiro, U. Leiria, comprado por cerca de 0,75 M EUR)
TR Luis Loureiro (Português, Dinamo Moscovo)
MO Romagnoli (Argentino, Vera Cruz, emprestado, depois comprado 1,2 M EUR)
AV Koke (Espanhol, Marselha, emprestado)
Retirei João Alves, Wender e Deivid, que foram comprados por Paulo Abreu, quando o CF foi despedido. Fico com dúvidas relativamente e Tonel, Edson, Loureiro. Abel, Caneira, Romagnoli, Koke, vieram em Janeiro, já com CF novamente aos comandos.

Época 2004/05:
DC Enarkharire (Nigeriano, Standard Liége)
DD Rogério (Brasileiro, Corinthians, custo zero)
MO Hugo Viana (Português, Newcastle, emprestado)
MO Douala (Costa Marfim (?), U. Leiria, 1 M EUR)
AV Pinilla (Chileno, Celta, 1 M EUR (?) 50%)
AV Mota (Brasileiro, Chunnam Dragons, emprestado)

Época 2003/04:
GR Ricardo (Português, Boavista)
DD Mário Sérgio (Português, Paços Ferreira)
DC Polga (Brasileiro, Inter PA, custo zero)
MO Rochemback (Brasileiro, Barcelona, emprestado)
TR Tinga (Brasileiro, Grémio PA, custo zero)
AV Clayton (Brasileiro, FCP, troca com Ricardo Fernandes)
AV Silva (Brasileiro, Boavista)
AV Liedson (Brasileiro, Corinthians, 3.5 M EUR)

Época 2002/03:
DC Contreras (Chileno, Deportivo Coruña, emprestado)
DC João Paulo, (Português(?), U. Leiria, emprestado)
DC Marcos Paulo (Brasileiro, Grémio PA)
MO Danny (Português, Maritimo)
MO Ricardo Fernandes (Português, Gil Vicente(?))
AV Kutuzov (Bielorusso, Milan, emprestado)

Época 2001/02: nesta altura já não era o Carlos Freitas, por isso não coloco nada. O responsável nesta época foi o Luis Duque
Época 2000/01: obviamente que o Caca não teve nada a ver com a compra do trio maravilha do Natal de 2000. Isso é um mito. Só muito tempo depois é que Caca começou a ser o responsável pelas aquisições. Foi Luis Duque o responsável pelas aquisições.

Vamos então retirar os jogadores desta época…restam por isso 5 épocas, com um total de 36 jogadores…7 jogadores por época. É expectável que acerte pelo menos em metade…vamos então ver primeiro os sucessos indiscutíveis, ordenados cronologicamente…

  • Liedson (barato e excelente!)
  • Rochemback (emprestado, excelente)
  • Polga (custo zero por um campeão do mundo, hoje é o esteio da defesa)
  • Caneira (emprestado por um jogador titularissimo e de qualidade indiscutivel)

Outras actuações positivas…

  • Contreras (emprestado, titular toda a época)
  • Ricardo (trazer um lampião assumido e com um pé do outro lado da 2ª circular, foi um feito; não foi barato, a sua qualidade é discutivel; foi o titular da selecção, impedindo que durante um longo periodo aparecessemos lá com zero jogadores; tem que se considerar positivo; pelo menos no papel foi uma aquisição fantástica)
  • Hugo Viana (emprestado, fez a época da final da UEFA)
  • Rogério (custo zero, titularissimo na época da final da UEFA)
  • Enarkharire (barato, qualidade indiscutivel)
  • Romagnoli (primeiro emprestado, depois comprado ao preço da chuva…)
  • Tonel (titular da defesa, por 1 M EUR)
  • Abel (não sei o preço, mas a qualidade é superior)
  • Alecsandro (pode ser polémico, mas marcou 8 golos em 25 jogos)

Isto soma 4+9= 13 jogadores de boa/muito boa categoria, cerca de 1/3 dos que se compraram.

Jogadores assim-assim, ligeiramente positivos e ligeiramente negativos…
Kutuzov
Danny
Tinga
Douala

Por outro lado, os negativos:

Quase não calçaram mas também não foram caros:
Marcos Paulo
João Paulo
Clayton
Mário Sérgio
Mota
Koke
Farnerud
Ronny -> está aqui pelo que demonstrou até agora, pode vir a sair no futuro
Moisés

Claramente mal comprados, demasiado caros para o que mostraram
Silva
Luis Loureiro
Paredes (custo zero mas salário astronómico)
Bueno (custo zero mas salário astronómico)

Mauzitos, mas ao menos ainda foram bem vendidos
Pinilla

Categoria “Mas que é isto?!?”
Edson

Total de 15 “maus”.

Analisando bons (13), assim-assim (4) e maus (15), o saldo é ligeiramente negativo. Mas se tomarmos em consideração que destes 17 a maior parte veio emprestado ou a custo zero, em alturas que não havia dinheiro…o saldo acaba por se equilibrar…

Na minha opinião, o pessoal fala sempre dos muito maus, Bueno, Koke, junta alguns que até tiveram bons desempenhos mas que eram mal-amados (Alecsandro) e esquece o que de muito bom veio…

E ainda falta este ano, em que a coisa parece prometer, vamos ver como corre…

Repetindo, dos bons, até se faz um plantel razoável:
Ricardo
Abel (Rogério), Polga, Tonel, Caneira,
Tinga, Rochemback, Hugo Viana, Romagnoli
Liedson, Alecsandro

Banco:
Rogério, Enarkharire, Contreras, Danny, Kutuzov, Douala

Relembrando os muito maus, curiosamente a maior parte são avançados, e muitos deles vieram por empréstimo…
Edson
Loureiro, Paredes
Clayton, Mota, Koke, Silva, Bueno

Façam agora as vossas análises…

Bom tópico com muito bom conteudo, no entanto tens alguns erros:

O Ronny ainda não pode estar nesse grupo, até porque está a jogar …

Falta acrescentar os queimados da academia por conta de contratações pseudo boas, ou seja, duplo erro.

A não ser que ele só vá à Academia ver os treinos seniores.

Quem? Por outras palavras, fala-se dos jogadores da academia que são dispensados porque estão “tapados”. A minha questão é: quais desses jogadores se tornaram bons no plano nacional/internacional.

Não me levem a mal a pergunta. Coloco esta questão porque os únicos casos que me lembro são jogadores que, de facto, não singraram nos séniores, como o caso do Edgar Marcelino e de uma série deles que foram jogar para o Chipre, ou do Márcio Santos (creio ser este o nome) que acabou como guarda-redes do futebol de praia do Benfica.

Mas mesmo assim, há que introduzir a questão “contexto”. Ignorando por absoluto quais foram os avançados putos “queimados” com a política da SAD e ignorando, consequentemente, o seu valor actual, concordo com a tua frase para os casos de Kokes, Motas, Buenos e Silvas. Não temos a cultura de apostar em avançados mais novos e isso poderá ser evidência de um erro. Já noutros casos, como o “maravilhoso” trio de Braga (Loureiro, Wender e João Alves), tanto como me lembro, foram exigências do Peseiro, que terá sido suficientemente persuasivo para que Freitas e companhia enveredassem nas suas contratações. Até que ponto poderemos considerar estes casos como erros do Freitas? Estaremos a ser justos? Eu acho que não.

A preparação do inicio da época 2005/06 não foi da responsabilidade do Carlos Freitas. Por incompatibilidade com o presidente da altura (Alzheimer da Cunha) tinham-se afastado do clube, o Miguel Ribeiro Teles, o Carlos Freitas, o do cabelo branco que não me lembro agora o nome mas está no Santander e até a responsável pelo departamento juridico.
Quem preparou esse inicio de época, com as brilhantes aquisições que referes como os 2.5 milhões de Euros pelo João Alves, mais o Wender, etc, foi o tridente Rui Meireles, Peseiro e Rogério de Brito na altura o reponsável pela SAD.
Se bem me lembro da responsabilidade do Carlos Freitas só as aquisições de Janeiro, porque nessa altura já tinha caído a direcção e já tinha entrado a nova.

A partir da altura em que Rogerio, Tinga, Alecsandro e Danny são considerados bons ou aceitaveis, estou fora deste barco.

Ja agora em defesa de Cacá, Joao Alves, Wender, Abel, Edson e Silva não foram negocios dele, tal como Deivid.

Ricardo Fernandes foi junior promovido…

Boa sorte. :arrow:

Falta isto aí:

1999/2000 Luís Duque presidia à SAD "leonina" quando Carlos Freitas foi contratado, em Novembro de 1999, como consultor, iniciando assim uma nova fase da sua carreira na "indústria" do futebol, depois de ter sido jornalista e empresário. André Cruz Mbo Mpenza César Prates Spehar Logo na época de estreia em Alvalade, Carlos Freitas garantiu, no mercado de Inverno, a contratação de quatro reforços, três deles fundamentais - André Cruz, Mpenza e César Prates - no caminho para o título que poria fim a jejum de 18 anos.

http://oqueelesqueremseieu.blogspot.com/2005/05/credenciais.html

ps: curtam este link http://www.rsssf.com/tablesp/port00.html

Compreendo o interesse do tópico, mas como nunca se conseguiu chegar sequer a um consenso sobre quais foram as contratações da responsabilidade de Carlos Freitas, suspeito que se vá transformar em mais um tópico de defensores vs “odiadores” do Cácá. Se chegarem a uma lista definitiva e próxima de incontestável, ponham isso em Excel e deixem aqui que eu depois emito opinião. :wink:

Ricardo Fernandes foi junior promovido...

Não me parece…

http://www.zerozero.pt/jogador.php?id=290&search=1

Apesar de alguns pontos discutíveis e mesmo alguns erros, o tópico está Bom e de certa forma é mais justo, racional e lógico numa discussão que nos interessa a todos… Tentarei com mais tempo analisar e comentar, mas de facto assim será mais facil discutir este assunto.

Três notas:

não conheço, até agora nenhum Jovem dispensado da Academia que depois tenha provado ser melhor do que aqueles em quem apostamos.

O Paulo Abreu substitiu-o o Carlos Freitas na Segunda época de Peseiro e com o mister tratou das contratações

Faltava incluir o tal inicio prometedor do Carlos Freitas em Dezembro de 1999/2000 mas não entendo o “buraco” entre esta data e a Época 2001/02 que afirmam aqui não lhe pertencer, o que aconteceu?

O Ricardo Fernandes tinha sido contratado em 99/00 ao Freamunde para a equipa B e depois andou emprestado até entrar no plantel principal.

Pré-época 2005/06 não foi com ele. Em 2005/06 só entrou em acção no mercado de Inverno em que foi buscar o Koke, Romagnoli, Abel e Caneira.

O problema de muitas das nódoas que entraram em Alvalade, é que o Sporting pedia ao Freitas para ir buscar jogadores a custo zero ou por empréstimo e com um tecto salarial de 15 mil contos. Assim é complicado trazer bons jogadores.

Para ele ser posto realmente à prova teriam que lhe dar um orçamento mais folgado como o deste ano. Este ano o trabalho parece ter sido de facto melhor com a melhoria do orçamento, mas também ainda é cedo para tirar conclusões.

Mas também é redutor avaliar um Administrador da SAD só pela categoria dos jogadores que traz.

Bom tópico alemid. Claro que como já disse o Angel, haverá sempre o velho problema de saber quais foram as contratações que tiveram o dedo de Carlos Freitas e quais as que não tiveram, por isso cheguem-se à frente os que estiverem bem documentados sobre o assunto.

Esta por exemplo:

Eu sempre tive a ideia que o Cacá veio no pacote de André Cruz, César Prates e Mbo Mpenza, sendo tudo da responsabilidade de Luís Duque.

Prates,Mpenza e Cruz foram contratados por Duque a Onofrio, Cacá veio com eles…

O Carlos Freitas é, indiscutivelmente, uma grande mais valia para o Sporting. Só alguém totalmente descontextualizado poderá pôr em causa o papel de uma pessoa que já trouxe grandes jogadores para Alvalade apesar de não ter as condições financeiras do Benfica e, sobretudo, do FC Porto.

André Cruz
César Prates
Mbo Mpenza (importante na época em que fomos campeões)
Ricardo
Hugo Viana
Rogério
Enakahire
Polga
Liedson
Rochemback
Contreras
Romagnoli (comprado agora)
Caneira
Douala (o melhor jogador do Sporting na edição da Taça UEFA 2004-2005)
Tinga (apesar de tudo, é internacional brasileiro, foi campeão mundial de clubes e só saiu do Sporting por motivos extra futebol, não foi dispensado)

O Wender, João Alves e Luís Loureiro não foram contratados pelo Carlos Freitas, mas sim pela pior SAD que alguma vez passou pelo Sporting (além do défice de 17 milhões, conseguiram gastar um balúrdio em jogadores de fraca qualidade).

Pela enésima vez, Cruz, Prates e Mpenza não foram de sua autoria e Balakov2007 o Deivid não foi comprado pelo Freitas também.

Só prova que vcs querem discutir um assunto que não conhecem, se nem sequer sabem o que foi que ele trouxe ou não, como querem avaliar?

Não falem do que não sabem, pelo amor de Deus…

Uma palavra para Cacá: CORRUPTO!!!

Retirei o Deivid antes de escreveres a tua mensagem.

O Carlos Freitas veio na mesma altura que esses 3 reforços. Recordo-me de ter lido que ele chegou a contribuir para a aquisição deles. Se é verdade ou não, com certeza não somos nós que sabemos. Limito-me a basear-me no que li na altura.

Duque contratou os 3 a Onofrio que é digamos o “padrinho” de Carlos Freitas, em seguimento do negócio pediu a Duque que integrasse o “rapaz” nos quadros do SCP pq ele até tinha jeito, Duque aceitou para ter desconto no pacote dos jogadores, qdo Freitas entrou nem sequer lidava com contratações, era um género de assessor, só começou a tratar das mesmas depois da saída de Duque…

Porquê as aspas? Pensei que ele era mesmo padrinho de baptismo…

Quando alguêm coloca Douala como bom reforço, tb fico fora do barco.
Uma ervilha tem mais inteligência que esse gajo. Enfim…