As coisas mais estúpidas em que pensaste ou acreditaste!

Quando era bem pequeno, tive um carro telecomandado daqueles ainda com fios. Um belo dia, cortei os fios junto ao comando, atirei o comando para trás das costas e enfiei os fios numa tomada eléctrica. BUMMM! É desnecessário dizer que a parede ficou preta e, depois de me passar o estado de choque provocado pelo esticão, ainda ouvi das boas!

:wall:

Também em pequeno, lembro-me de me dizerem que se falasse com as flores elas cresciam. Muito boa gente graúda se riu à minha conta por me apanhar sozinho a falar com flores.

:wall:

Lembro-me também de uns vizinhos uns aninhos mais velhos que eu me dizerem que os gnomos existiam. Na altura dava o “David, o gnomo” e eu adorava aquilo! Mais uma vez enganaram o pobre puto, que andava desesperado à procura de gnomos.

:wall:

A minha foi recente: pensei que o “rumor” da contratação do Paulo Sérgio não passava disso mesmo e fazia parte do plano para apanharem o bufo… Sou tão ingénuo :-[

uma vez tambem meti o dedo dentro de uma lampada partida o que tambem nao foi muito agradavel :mrgreen:

disseram-me que a festa do avante ia mudar para beja e eu acreditei ^-^

EDIT: na primeira vez que abri o capot do carro quando ia a fechar achei estranho ter de fazer tanta força. quando reparei tinha a vareta de metal que segurava o capot dobrada ao meio :mrgreen:

:lol:

Quando era puto não fiz essa dos fios do carro mas fiz outra tão ou mais idiota.
Na altura do Natal entretinha-me a substituir as lâmpadas fundidas da árvore. Mas era uma grande chatice colocar a lâmpada, ligar a gambiarra, verificar se a lâmpada acendia ou não, para a manter ou trocar por outra. Ainda por cima sempre a piscarem.
Então peguei numa ficha e num resto de uma gambiarra que adaptei para apenas uma lâmpada, que supostamente serviria para testar as lâmpadas individualmente.
E pronto, tive um resultado semelhante ao teu. Mas eu ainda disfarcei escondendo a gambiarra quitada, e dizendo que tinha sido com a outra. :mrgreen:

Lembrei-me agora de uma:

Na sala a minha mãe tinha uma jarra com umas plumas…e eu, hummmm, deixa cá ver se isto arde?!

Com um isqueiro aproximo a chama de uma das plumas e (como estavam tingidas com uma cor qualquer) instantaneamente ardeu tudo o que estava na jarra e uma fumarada negra lá em casa… :wall: :wall:

Outra bem mais recente:

Quis descongelar pão fatiado no micro-ondas, mas enganei-me e em vez de carregar no botão de descongelar carreguei no de aquecer. 3 minutos depois tinha o pão completamente em carvão, o prato estalado ao meio, o micro-ondas todo amarelo por dentro e uma nuvem de fumo que demorou mais de 15 minutos a sair pela janela da cozinha. :wall: :wall:

Também quando era puto tive a (só por si estúpida) ideia de simular um acidente de carro com playmobils. Uma das coisas que fiz foi espetar com um boneco dentro de um pneu de uma camioneta da playmobil e, quando acabei de brincar, estava com sérias dificuldades de retirar de lá o boneco. Não fui de modas e peguei num x-acto, comecei a cortar a roda até que o x-acto me foge e me acerta em cheio no indicador esquerdo…

Corri para a casa de banho para lavar, não conseguia estancar aquilo, os meus pais levaram-me para o hospital e os resultados foram:

  • Uma bofetada do meu pai que ainda hoje me lembro
  • Uma cicatriz no indicador esquerdo que ainda hoje está bem visível!

:wall:

  • A primeira aconteceu nos tempos da primária. Todas as semanas tinhamos de requisitar um livro da biblioteca e o pessoal andava todo a levar para casa uns livros de personagens conhecidas do fantástico e imaginário e também de algumas personalidades históricas. Na primeira semana levei para casa um do Robin Hood e adorei, na contra-capa do livro estava a habitual lista dos " outros títulos desta coleção " e como a minha irmã andava toda interessada nos vampiros ( na altura não havia luas vermelhas mas havia a Buffy) pediu-me para na semana seguinte eu trazer para casa um do Drácula. Nem metade do livro consegui ler, apanhei um cagaço tão grande com as ilustrações daquilo (não me lembro de ver em qualquer filme/livro uma representação tão assustadora do príncipe da noite) que fiquei quase 2 semanas traumatizado. Durante essas semanas perdi o apetite, fiquei com medo do escuro, não me conseguia concentrar nas aulas porque tava sempre com medo e para ir para a cama era um sarilho. A minha mãe para me tranquilizar comprou-me um terço para eu levar ao pescoço e lá me convenci que assim ficava protegido e nenhum " sanguessuga" me ia atacar. Ainda hoje só consigo ver os filmes mais " softs " de vampiros tipo Underworld, Van Helsing e Blade, uma vez que os " old school " tipo Entrevista com o Vampiro ainda me causam um arrepio na espinha visto estarem para minha infelicidade bem mais assustadores e realistas do que os de hoje em dia carregados de efeitos especiais.

  • A segunda foi durante os meus tempos de infantário. Eu andava sempre com uns mini-power rangers no bolso do bibe e quando era a hora da sesta eu não queria dormir porque adorava brincar com eles e não queria adormecer. Certa tarde, incrivelmente adormeci e a minha educadora tirou-me os bonecos do bolso sem eu dar por nada. Quando acordei e vi que não estavam lá chorei baba e ranho e disseram-me que tinha sido o João Pestana que os tinha tirado porque eu não queria dormir. Escusado será dizer que a partir daí passei a ser o primeiro a fechar os olhos nas sestas com medo que o Pestana me gamasse :stuck_out_tongue:

Estávamos para aí em 1980.
Eu era um puto com 6 anos e ainda não gostava muito de futebol.
Para mim SCP e slb era a mesma coisa e nenhum me interessava.
O meu pai fazia de tudo para eu me interessar pelo futebol e para ser do SCP.
Uma vez, acho que a seguir a uma derrota do SCP com o varzim, perguntei-lhe admirado por aquele resultado: “Quem é o melhor clube de Portugal afinal?”
Ele respondeu: “É o SCP! Claro…Hoje perdeu só por azar!”
Eu acreditei nisso até há não muitos anos… Foi preciso ser burro.

Estávamos em 1984.
João Rocha era o presidente. Em Alvalade viviam-se tempos em que o clube era muito prejudicado pelas arbitragens. Nao tem nada a ver com o que acontece agora. Na altura éramos mesmo muito prejudicados…
A Juventude Leonina era talvez a melhor claque da Europa e uma das melhores do Mundo.
Eu ia aos jogos, principalmente às famosas noites europeias com o meu pai, muito por causa do ambiente único que as claques naquela era criavam. Era verdadeiramente mágico!
Bandeiras gigantes, mantos, fumos, lasers, música excelente,… Nenhum clube em Portugal tinha um ambiente tão entusiasmante no estádio. Disso vos garanto!!!
Mas nesse ano, depois do 3ºlugar da época anterior, o SCP tinha construido uma equipa fantástica.
Tinha contratado um treinador que prometia mundos e fundos e que tinha um curriculum invejável no então super-competitivo futebol britânico. Era um tal de…John Toshack.
Do porto tinham vindo 2 grandes jogadores (Jaime Pacheco e Sousa) que tinha brilhado no último europeu a grande nível para vir fazer companhia a grandes estrelas como Damas, Oliveira, Jordão, Manuel Fernandes, etc…
Perante isto, ingénuamente, acreditei na pré-época que o campeonto já estava ganho, disso nem havia dúvidas. A única questão que se colocava era se também ganhariamos a Taça UEFA…
Na Taça UEFA, na 2ªeliminatória apanhámos uma equipa soviética, o D.Minsk.
Num Alvalade, mais uma vez com ambiente de noite mágica, uma vitória por 2-0.
Lembro-me de no caminho para casa o meu pai ter dito que ainda não estava seguro…
Eu respondi: "Ahhahahaha…Isso é que era bom perdermos por 3 na 2ªmão…Impossível!!!
O jogo da 2ªmão foi à tarde enquanto eu tinha aulas.
Estava um dia de temporal. Eu, que na altura não usava guarda-chuva, vim à chuva na boa, mas a pensar em como é que teria ficado o SCP. Cheguei a casa e perguntei à minha mãe. Ela disse que achava que tinha sido eliminado, mas não tinha a certeza.
Respondi-lhe mal. Como podia não ter a certeza de uma coisa tão importante para o mundo? Além de que não podia ser…Como podia o SCP ter sido eliminadio. Isso era impossível.
Resp+ondi-lhe tão mal que ela me pos de castigo…
Quando o meu pai chegou, perguntei-lhe imediatamente o que se tinha passado.
Ele teve que me dar a má noticia.
Tinham perdido por 2-0 e sido eliminados por penalties.
Fiquei em estado de choque! Era quase o fim do mundo como eu o conhecia…
Umas das melhores equipas de sempre eliminada depoiis der ganhar na 1ªmão por 2-0… Que escandalo!!!

No campeonto acabariamos por ficar em 2ºlugar atrás do porto do futre…

Podem-me chamar de burro mas de 1984 até 2003, só por uma vez não acreditei que éramos favoritos a ser campeões.
Sempre tive uma razão para acreditar, por muito estúpida que fosse.
A única vez em que não acreditei foi, creio que em 1986, quando o clube sofreu uma sangria de jogadores sem substituição adequada. Ainda hoje me pergunto como é possível um clube ser gerido assim?
Dois dos que sairam foram o Jaime Pacheco e o Sousa.
Nesse ano veria, pela 1ªvez, o SCP ficar abaixo dos 3 primeiros.

A explicação que encontro para ter deixado de acreditar no pai natal em 2003 creio que tem a ver com 2 coisas:

  • a experiência acumulada a ver futebol (obviamente)
  • o ter já sido 2 vezes campeão, acompanhando os campeonatos com muita atenção, o que me permitiu perceber melhor o que era preciso para o ser —> nunca mais tivémos o que é preciso

Hove 2 épocas em que acreditei muito no SCP.
De uma já falei. Foi a época em que vieram Toshack, Pacheco e Sousa.
Mas de longe, o momento em que mais me entusiasmei com o SCP, foi o momento da chegada à presidência do flop Jorge Gonçalves.
O SCP tinha caído no marasmo, como agora…
E apareceu JG com promessas de tudo e de mais alguma coisa.
Era o Rijkaard.
Eram as unhas onde se contavam internacionais brasileiros.
Era um discurso galvanizador de campeão…
Parecia possível o SCP um dia vir a ser o melhor clube do mundo!
Vi alguns amigos mudarem do porto e do slb para o SCP!!!
Isto vale muito…E ao menos isso ele conseguiu com todo aquele entusiasmo à volta do clube!
Na comunicação social só se falava do SCP!
As eleições do clube foram as mais concorridas até então de um clube desportivo. O SCP era o clube com mais sócios em Portugal. Muito diziam que era o maior clube português por causa disso. Era uma definição como outra qualquer. A verdade é que eramos o maior clube por uma definição de maior clube. Hoje o slb é o maior em qualquer definição…
Ninguém pode negar que tinhamos um plantel fabuloso.
Lembro-me de termos esmagado o Ajax na 1ªeliminatória.
Mas depois começou o inferno e a desilusão…
O plantel não era financeiramente sustentável.
Na altura as receitas não compensavam aquele tipo de investimentos.
Desportivamente, a roubalheira tinha atingido o seu pior momento para nós, e acabariamos por ficar em…4ºlugar outra vez!
Foi a maior decepção de sempre. É que eu tinha mesmo acreditado naquele projecto.
Tinha acreditado como nunca no SCP… Uma lição para avida aquela época!

Mas digo-vos já que nem 10 JG poderiam fazer tão mal ao SCP como a actual ralé que por lá anda!!!
Nem 10 JG…

Nem uns nem outros têm ou tiveram resultados, quer financeiros, quer desportivos.
Os actuais, nem o património pouparam…
Ao menos com o JG acreditei em alguma coisa em algum momento… Obrigado JG!
Com estes, é um suplicio constante sem qualquer esperança no futuro…

A coisa mais estupida e que ainda hoje me envergonho, foi de a minha vizinha, na altura com uns 40 anos, estava a estender a roupa, e apanhou-me a masturbar á janela á conta dela… :-[ A portada de aluminio estava entreaberta e abriu-se de repente com o vento. Apanhou-me em cheio com o nabo na mão, a descascar limões…

A tua vizinha era boa ou fizeste isso só porque eras miudo? :mrgreen:

:rotfl:

E qual foi a reacção dela? Ficou chocada, riu-se, ou escondeste-te e não chegaste a ver?

Também sempre tive uma tara por Milf’s. :mrgreen:

:twisted: :twisted: :twisted:

Tinha para aí uns 16 anitos… tenho 34… Era um hábito que eu tinha. ela abaixava-se para o alguidar da roupa e… Nhec nhec nhec nhec… Lá estava eu… Até um dia. Ela não me disse nada, tentei disfarçar ao maximo, mas ela apanhou-me pq a portada fez um estrondo ao bater na parede e ela estava de frente… Que vergonha só de me lembrar.

Depois de estender a roupa ainda te estendeu a mao nao :smiley:

Julgo que quando somos putos, fazemos as coisas sem pensar nas consequências… Apanhado a descascar pêssego, fui apanhado aí umas 4 vezes… No meu tempo não havia sexyhot nem internet… Tínhamos que recorrer á imaginação. O filme Emmanuel ou o Império dos Sentidos era do melhor. :mrgreen:

Aqui no Fórum é só argumentistas de porno-barato… :mrgreen:

:rotfl: :rotfl: :rotfl: :rotfl: :rotfl: :rotfl: :rotfl: MORRI!!!

Esta história fez-me lembrar um camarada meu ainda à uns meses. Fomos a casa dele ver o Ventspils - Sporting (é o único gajo da turma que tem SportTv) e uns 15 minutos antes do jogo começar o gajo diz que vai lá acima fazer não sei quê. Uns 6/7 minutos depois chega o irmão dele a casa e vinha-se a rir que nem um perdido. You know why? Digamos que o moço foi lá para cima " espancar o careca " e deixou a janela do quarto aberta… Nada disso seria grave se a janela não fosse do lado do passeio, então o irmão dele vinha a caminho de casa quando olhou pa janela e encontrou o rapaz naqueles preparos. Todos os dias gozamos com ele :rotfl: :rotfl: :rotfl:

:rotfl: :rotfl: :rotfl:
podem bloquear o tópico, a taça já é tua :victory:

:rotfl: MORRI 2 !!

OMG :xock: :xock: :xock:

MORRI :rotfl: :rotfl: :rotfl: :rotfl: