A Falácia do verdadeiro Não Candidato

Muito temos discutido a dicotomia "projecto Pipinho vs. Marasmo oposicionista. A posição há muito assumida por pipinho e reafirmada hoje contradiz no entanto muito do que aqui diz quem ainda consegue elogiar a “coragem” de pipinho.

É que neste momento temos muitas incertezas mas apenas uma certeza clara: se pipinho não conseguir ser “eleito” dia 23 e dessa forma condicionar o futuro do clube desde já às suas ideias NÃO SERÁ CANDIDATO. Sai logo. O mesmo o reafirma novamente hoje.

Ou seja, no meio dos elogios de coragem a verdade é que pipinho não quer ir a votos caso a última fase do golpe de estado não resulte.

No meio disto tudo ainda há quem consiga de alguma forma elogiar um homem que:

  1. Lidera uma equipa que assumiu um compromisso que só podia assumir após consultar os sócios: vender património.

  2. Traiu quem lhe permitiu assumir o cargo que tem hoje.

  3. Recusa-se a disputar democraticamente a aprovação dos sócios, exigindo pré-eleição em AG e consequente limitação da acção de qualquer opositor.

Como exemplo do ponto a que podemos chegar deixo este tímido e expremido elogio a pipinho, do nosso colega forista bullie. Alguns sportinguistas ainda tentam encontrar alguma coisa que os motive a acreditar nesta personagem mas já só sai disto… é sintomático do ponto a que chegámos e de como pipinho constitui tudo menos uma opção segura a quem ainda procura por tudo acreditar no rapaz.

A verdade, quer queiramos quer não, é que FSF, bom ou mau, é o único que tem algo que se pareça com um projecto, neo-projecto, pseudo-projecto. Dias Ferreira, além do que fala (bem por vezes, mal por outras), a única medida concreta que assumiu foi... pedir uma auditoria. Os outros, têm apresentado o nome deles e nada mais.

Em primeiro lugar, a atitude do FSF, vulgo “pipinho” é até natural, senão vejamos:
• Ele tem um projecto;
• Vai apresentá-lo em sede de AG;
• Se for aprovado, aplica-o e candidata-se para continuar à frente dos destinos do SCP;
• Caso contrário, não se candidata, pois seria um contra senso continuar.

Quem é que gosta, ou melhor, quem quer ser presidente de uma instituição sem poder aplicar as suas ideias e os seus pensamentos sobre o que considera melhor. Tu gostarias?

Cabe aos sócios julgar agora se as ideias do vulgo “pipinho” são aceitáveis ou não, ou seja, em bom rigor, o vulgo “pipinho” está a se colocar nas mãos dos sócios, ou não? Queres maior democraticidade que esta?

Já a quem se opõe ao “projecto” do vulgo “pipinho” cabe arguir as suas razões, mas não basta dizer que o património que este propõe alienar pode ser rentabilizado, tem é de dizer em que moldes isso pode acontecer e o que tem de ser feito para tal.

Quanto à traição ao DC, ó Mauras tem lá paciência, mas o DC tem alguma moral para se sentir traído? Abandonou o clube e entregou-o ao vulgo “pipinho” porque quis. O que deveria ter feito na altura era continuar até as eleições, as quais, em virtude de o mesmo se sentir “violentado”, deveriam ser marcadas para o mais breve trecho de tempo possível. Vir agora mostrar repúdio como se fosse uma virgem ofendida, faça-me o favor…
Repara que não discuto o direito dele de discordar do projecto do vulgo “pipinho”, mas que apresente e fundamente a sua discordância na AG, perante todos os sócios presentes, se tiver coragem de aparecer.

Só mais uma coisa, estou a escrever isto com um todo a vontade, e sabes porquê? Porque não acho o FSF (esqueçamos lá o “pipinho”) o homem indicado para presidente do SCP. O presidente do SCP tem de ser, no mínimo, um sportinguista a 100% e não me parece que o FSF o seja … é que para um sportinguista a 100%, o Sporting foi, é e sempre será o maior e o melhor de todos, o resto é conversa.

Quem é que gosta, ou melhor, quem quer ser presidente de uma instituição sem poder aplicar as suas ideias e os seus pensamentos sobre o que considera melhor. Tu gostarias?
Acabas de descrever a situação em que se encontrarão os potenciais candidatos às eleições se o FSF conseguir concretizar a golpada e vender tudo ao desbarato nos poucos meses que restam de mandato.
Cabe aos sócios julgar agora se as ideias do vulgo “pipinho” são aceitáveis ou não, ou seja, em bom rigor, o vulgo “pipinho” está a se colocar nas mãos dos sócios, ou não? Queres maior democraticidade que esta?
Haveria alguma democraticidade (e muito duvidosa, tendo em conta a proximidade do fim do mandato) se os sócios estivessem em condições de fazer uma escolha livre e esclarecida. Não estão. Já ouvimos milhentas versões sobre a actual situação económico-financeira do Sporting, sobre os rendimentos gerados pelo património, sobre o preço de venda dos imóveis e sobre o destino a dar ao dinheiro que se receba.

FSF não só recusa a auditoria global ao grupo Sporting (agora reclamada até por DC), como nega explicações públicas com um mínimo de anrecedência e detalhe. Tudo será “explicado” na AG, para que os sócios presentes “reflictam” em meia hora sobre as próximas décadas de vida do nosso Clube, se é que ainda lhe sobra tanto tempo.

Isto é querer fazer dos sócios parvos. Não fora a nação sportinguista ter uma prática de “brandos costumes”, para não dizer de “corno manso”, e FSF não só sairia derrotado da AG, como também teria que sair escoltado.

Já a quem se opõe ao “projecto” do vulgo “pipinho” cabe arguir as suas razões, mas não basta dizer que o património que este propõe alienar pode ser rentabilizado, tem é de dizer em que moldes isso pode acontecer e o que tem de ser feito para tal.
Cabe, sim senhor. Em eleições, devidamente convocadas, com acesso a todos os dados relevantes, com tempo para analisar problemas e preparar soluções, e discutindo as ideias de cada um num amplo debate público que decorra à luz do dia e sob a atenção e mobilização que caracterizam os períodos eleitorais. Isto é que é a democracia.

o pipinho não tem projecto. zero. a única ideia/medida que se lhe conhce é a alienação do património. ponto!
Espero k haja bom senso e que não se apoie esta medida do pipinho.

Oh Alvar, isso nem parece teu homem!!! :shock:

• Ele tem um projecto; • Vai apresentá-lo em sede de AG; • Se for aprovado, aplica-o e candidata-se para continuar à frente dos destinos do SCP

Podes falar em democraticidade qto quiseres, mas essa de apresentar um plano em AG, num clima de nenhuma informação ou completamente contraditoria, pertencendo a uma Direcção de Gestão, procurando aprovar um conjunto de medidas importantes para o destino do Clube, para as aplicar primeiro e só depois ir a votos… epá, sinceramente, não te estava a ver aceitar um cenário desses.

E atenção que nem sequer entrei na discussão daquilo que foi o trabalho de FSF nestes ultimos 11 anos de gestão do Clube.

Acabas de descrever a situação em que se encontrarão os potenciais candidatos às eleições se o FSF conseguir concretizar a golpada e vender tudo ao desbarato nos poucos meses que restam de mandato.

Se o FSF conseguir levar a sua avante, os potenciais candidatos deixarão de o ser, acho que isso é certinho.

Haveria alguma democraticidade (e muito duvidosa, tendo em conta a proximidade do fim do mandato) se os sócios estivessem em condições de fazer uma escolha livre e esclarecida. Não estão. Já ouvimos milhentas versões sobre a actual situação económico-financeira do Sporting, sobre os rendimentos gerados pelo património, sobre o preço de venda dos imóveis e sobre o destino a dar ao dinheiro que se receba.

FSF não só recusa a auditoria global ao grupo Sporting (agora reclamada até por DC), como nega explicações públicas com um mínimo de anrecedência e detalhe. Tudo será “explicado” na AG, para que os sócios presentes “reflictam” em meia hora sobre as próximas décadas de vida do nosso Clube, se é que ainda lhe sobra tanto tempo.

Isto é querer fazer dos sócios parvos. Não fora a nação sportinguista ter uma prática de “brandos costumes”, para não dizer de “corno manso”, e FSF não só sairia derrotado da AG, como também teria que sair escoltado.

Não sei o que impede os sócios de escolherem livremente e de uma forma esclarecida.
Das diversas versões apresentadas, acho que será válida apenas a que for formalmente apresentada na AG. Dependendo da qualidade da “explicação”, os sócios tanto poderão votar a favor como contra, ou seja, votar com consciência daquilo que está em causa.
Por outro lado, os que se dizem oposição terão também oportunidade de explanar os seus pontos de vista, que poderão até passar pela exposição da impossibilidade de se tomar uma decisão com um impacte tão grande na vida do clube, face a insuficiência das informações dadas ou até pela exiguidade do tempo dado aos sócios para amadurecerem uma opinião sobre o assunto. Acho isso perfeitamente legítimo, se for o caso, mas é preciso que o digam com todas as letras e com “olhos nos olhos”. Agora, por favor não se venham fazer de vítimas, pois cansado de chorões que fazem barulho mas ficam numa de “vai não vai”, já estou eu cheio.

Cabe, sim senhor. Em eleições, devidamente convocadas, com acesso a todos os dados relevantes, com tempo para analisar problemas e preparar soluções, e discutindo as ideias de cada um num amplo debate público que decorra à luz do dia e sob a atenção e mobilização que caracterizam os períodos eleitorais. Isto é que é a democracia.

Se o que defendes neste momento é que ao invés da AG sejam marcadas eleições antecipadas, mas bem antecipadas, para daqui a 45 dias, por exemplo … concordo!
Mas até o momento, não vi nenhum “candidato” defender isso. Porquê hein? Quem souber que responda, pois eu não sei… mas desconfio.

Oh Alvar, isso nem parece teu homem!!! :shock:
• Ele tem um projecto; • Vai apresentá-lo em sede de AG; • Se for aprovado, aplica-o e candidata-se para continuar à frente dos destinos do SCP

Podes falar em democraticidade qto quiseres, mas essa de apresentar um plano em AG, num clima de nenhuma informação ou completamente contraditoria, pertencendo a uma Direcção de Gestão, procurando aprovar um conjunto de medidas importantes para o destino do Clube, para as aplicar primeiro e só depois ir a votos… epá, sinceramente, não te estava a ver aceitar um cenário desses.

E atenção que nem sequer entrei na discussão daquilo que foi o trabalho de FSF nestes ultimos 11 anos de gestão do Clube.

Por mais asco que o homem me cause, o que escrevi é um facto Rui.
Boa ou ruim, o FSF apresentou uma idéia.
Cabe aos sócios não se deixarem enganar e decidirem segundo as respectivas consciências.
Cabe tb ao Ferreira Dias, por exemplo, pedir a palavra e dizer o que lhe vai na alma.

Não tenho nada de especial a favor de Soares Franco, mas mais vale um Soares Franco do que 1000 como os que estou a ver aqui a atacar só porque é giro.

Ele tem um projecto, e eu já vi a apresentação desse projecto. Não vi mais ninguém apresentar nada.

Obviamente ele só quer ser presidente do clube se os sócios quiserem que ele execute o seu projecto. Se à partida souber que não o vai poder fazer, nem se candidata. Perfeitamente lógico.

Dito isto, podem atacar o projecto à vontade, de preferência apresentando alternativas, mas não sejam tão básicos.

Alvar,

Ao ler o que escreves reparo com curiosidade a subversão democratica que o futebol incute nas pessoas.

O teu racicínio assim o demonstra.

Ou seja para ti está completamente fora de hipótese apresentar a venda de património aos sócios APÓS as eleições, ou seja após submeter as suas ideias a votos, validá-las no confronto com os adversários sem antes ter condicionado as mesmas a compromissos já assumidos.

Por último nem sequer tocas no facto mais saliente e indicador da má fé de toda esta corja: o facto de o que vais votar já estar assumido com os bancos sem teu consentimento.

É de facto incrível o despudor com que se subvertem princípios até MORAIS e ÉTICOS para justificar pipinho.

Sporting 100:

Portanto ficas descansado pq Soares Franco vale para ti mais que 1000 foristas, cidadãos normais, sem peso, capital ou capacidade para sequer competir pelo lugar em causa? Rico nível de exigência :). Vamos lá a haver se daqui a um ano ou dois, caso o teu pipinho vença, não vais amargar o que acabaste de escrever.

Provavelmente vais fazer como outros “1000” que pensavam como tu durante 10 anos: nunca mais cá apareces.

Podes falar em democraticidade qto quiseres, mas essa de apresentar um plano em AG, num clima de nenhuma informação ou completamente contraditoria, pertencendo a uma Direcção de Gestão, procurando aprovar um conjunto de medidas importantes para o destino do Clube, para as aplicar primeiro e só depois ir a votos.... epá, sinceramente, não te estava a ver aceitar um cenário desses.

1 - Ele vai apresentar a informação que acha importante na AG, já a apresentou a quem se interessou em estar informado.

2 - O projecto vai a votos, podes ir lá votar contra.

3 - Ele depois também vai a votos, ou seja podes aprovar o projecto e chumbar a pessoa, votando noutro para executar o projecto.

4 - Pode até acontecer ele obter a autorização dos sócios para vender, e depois não ser eleito, e o novo presidente decidir não vender.

Ou seja, o homem só quer ter a autorização dos sócios para executar o projecto, para depois se candidatar com esse mesmo projecto.
Está tudo nas mãos dos sócios, não poderia ser mais democrático.

2 - O projecto vai a votos, podes ir lá votar contra.

Ou seja, o homem só quer ter a autorização dos sócios para executar o projecto, para depois se candidatar com esse mesmo projecto.
Está tudo nas mãos dos sócios, não poderia ser mais democrático.

Lol és um comediante :).

Vai a votos? O PIPINHO JÁ ASSINOU COM OS BANCOS O COMPROMISSO DE VENDA DO PATRIMÓNIO! PAREM COM AS MENTIRAS E FALÁCIAS!

NÃO PODIA SER PORTANTO MAIS DEMOCRÁTICO?!! ESTÃO A GOZAR COM QUEM?! PORQUE NÃO PODE SER VOTADA A VENDA DE PATRIMÓNIO APÓS AS ELEIÇÕES CASO AS VENÇA?!

TENHAM VERGONHA!

PS - Perdoem os restantes foristas a gritaria, mas por vezes esqueço-me que é bem possível que cada vez comecem a surgir mais participações destas, toda a gente tem pais, irmãos, filhos e enteados e a vida está complicada.

  1. parece-me claro uma situação se o FSF fizer aprovar a sua intenção de vender o Património na AG de 23, então será muito dificil evitar que seja eleito nas eleições do sabe-se lá quando, porque nessa altura já terá reunido consensos e apoios suficientes para evitar uma derrota nas urnas. Por outro lado os possíveis candidatos mais não são do que isso mesmo nomes (por enquanto). Por isso se não se evitar que o individuo faça aprovar o seu plano de delapidação do património do Clube… então estamos entregues aos bichos :frowning:
Sporting 100:

Portanto ficas descansado pq Soares Franco vale para ti mais que 1000 foristas, cidadãos normais, sem peso, capital ou capacidade para sequer competir pelo lugar em causa? Rico nível de exigência :). Vamos lá a haver se daqui a um ano ou dois, caso o teu pipinho vença, não vais amargar o que acabaste de escrever.

Provavelmente vais fazer como outros “1000” que pensavam como tu durante 10 anos: nunca mais cá apareces.

Já percebi em apenas 4 posts que não tens nível para este fórum, para este clube, e para me dirigires a palavra. Vais ficar a falar sozinho, envergonhas-me.

8) parece-me claro uma situação se o FSF fizer aprovar a sua intenção de vender o Património na AG de 23, então será muito dificil evitar que seja eleito nas eleições do sabe-se lá quando, porque nessa altura já terá reunido consensos e apoios suficientes para evitar uma derrota nas urnas. Por outro lado os possíveis candidatos mais não são do que isso mesmo nomes (por enquanto). Por isso se não se evitar que o individuo faça aprovar o seu plano de delapidação do património do Clube... então estamos entregues aos bichos :(

É perfeitamente possivel, embora improvavel, que ele passe o projecto na AG e depois apareça finalmente um candidato convincente que ganhe as eleições. O problema é que ninguém consegue vislumbrar um candidato convincente, esse é o nosso drama.

E eis que chegámos à 5ª dimensão…

Ele tem um projecto, e eu já vi a apresentação desse projecto. Não vi mais ninguém apresentar nada.
Se já viste deves pertencer à clique e assim compreende-se que te prestes a este papel. Eu vejo, ouço e leio tudo o que sai nos media sobre o Sporting e as únicas ideias concretas que conheço são a de vender património e reduzir a participação na SAD. Objectivos estratégicos ou destinos a dar ao dinheiro, já ouvi uma meia dúzia de cada.

Quanto ao resto, não é agora a altura de a oposição apresentar nada. Estamos a 5 meses do fim do mandato. Convoquem eleições, e logo se vê quem aparece e a propôr o quê. Lá porque FSF se lembrou de antecipar e perverter o calendário, os outros não têm que ir a reboque.

Obviamente ele só quer ser presidente do clube se os sócios quiserem que ele execute o seu projecto. Se à partida souber que não o vai poder fazer, nem se candidata. Perfeitamente lógico.
Lógico porquê? O menino não admite perder as eleições? Só aceita concorrer se já tiver o programa pré-aprovado e a certeza de que ganha?

O momento adequado para os sócios dizerem se querem que ele execute o seu projecto é nas eleições. É aí que se discutem opções de fundo.

Ele vai apresentar a informação que acha importante na AG, já a apresentou a quem se interessou em estar informado.
Ele apresentou a informação que lhe apeteceu aos grupos de cujo apoio necessita. A restante dá-la-á na AG; resta saber o que considera informação importante, a forma como a transmitirá e, sempre importante tratando-se de quem se trata, se será verdadeira.
Ele depois também vai a votos, ou seja podes aprovar o projecto e chumbar a pessoa, votando noutro para executar o projecto.
Ou seja, fica já aprovado o projecto, e depois quem apareça tem legitimidade para presidir ao Clube mas não para aplicar as suas próprias ideias...
Pode até acontecer ele obter a autorização dos sócios para vender, e depois não ser eleito, e o novo presidente decidir não vender.
O que é que sobrará para vender nessa altura?
Ou seja, o homem só quer ter a autorização dos sócios para executar o projecto, para depois se candidatar com esse mesmo projecto. Está tudo nas mãos dos sócios, não poderia ser mais democrático.
Se fosse só isso era uma redundância. FSF iria à AG recolher uma legitimidade que poderia obter em eleições. Para quê?

Eu respondo: porque quer vender o património, sem ter que dar grandes explicações, e porque quer ganhar as eleições, sem precisar de debater com ninguém. É de facto bastante democrático.

Obviamente não percebes que se ele fosse directamente a eleições e ganhasse com o projecto que tem, isso não lhe garantia que posteriormente os sócios aprovassem a venda, e que se isso não acontecesse ele ficava de mãos atadas em relação ao projecto com que teria vencido as eleições. Ele só que estar livre, ter a autorização para vender, e depois sim candidatar-se. O problema não é ter medo de perder as eleições, é ter medo de as ganhar e depois não o deixarem vender o patrimonio!

E eu não me presto a papel nenhum, não é neste fórum que se decide nada nem eu quero decidir nada, nem sequer sei ainda o que vou votar nem na AG nem nas eleições! Vocês devem ter a mania das conspirações.

Obviamente não percebes que se ele fosse directamente a eleições e ganhasse com o projecto que tem, isso não lhe garantia que posteriormente os sócios aprovassem a venda, e que se isso não acontecesse ele ficava de mãos atadas em relação ao projecto com que teria vencido as eleições. Ele só que estar livre, ter a autorização para vender, e depois sim candidatar-se. O problema não é ter medo de perder as eleições, é ter medo de as ganhar e depois não o deixarem vender o patrimonio!

E eu não me presto a papel nenhum, não é neste fórum que se decide nada nem eu quero decidir nada, nem sequer sei ainda o que vou votar nem na AG nem nas eleições! Vocês devem ter a mania das conspirações.

E assim chegaste, tu e o “vocês”, e já se entendeu tudo o que havia para entender.

Aqui discute-se, que é o que nunca foi feito no Sporting nos ultimos 11 anos…

Qto a propostas, cada um sabe de si, eu já dei as que tinha a dar e só não dou mais pq não posso… pq não tenho informação para o fazer nem tenho reuniões com o presidente em gestão, como tu pareces ter.

Mas digo-te já, que ao contrário do que afirmas, não é quem quer que pode chegar á fala com ele e receber a info… é quem ele escolhe para o fazer.

Só por aí vejo bem o “tal” nível que achas necessário ter para se discutir o Clube… e tb sei bem onde o podes meter.

Qto a propostas, cada um sabe de si, eu já dei as que tinha a dar e só não dou mais pq não posso... pq não tenho informação para o fazer nem tenho reuniões com o presidente em gestão, como tu pareces ter.

Mas digo-te já, que ao contrário do que afirmas, não é quem quer que pode chegar á fala com ele e receber a info… é quem ele escolhe para o fazer.

Eu vi num site na internet que ele estava a promover essas reuniões, e compareci. Tens acesso à internet? Tens acesso a Alvalade? Então só não foste por opção tua.

Além disso ele vai repetir na AG aquilo que tem estado a dizer nestas reuniões.

Só por aí vejo bem o "tal" nível que achas necessário ter para se discutir o Clube... e tb sei bem onde o podes meter.

Não te preocupes que se for preciso também te sei responder a esse nível, só vou tentar não o fazer aqui porque não acho apropriado.

O problema não é ter medo de perder as eleições, é ter medo de as ganhar e depois não o deixarem vender o patrimonio!

E eu não me presto a papel nenhum, não é neste fórum que se decide nada nem eu quero decidir nada, nem sequer sei ainda o que vou votar nem na AG nem nas eleições! Vocês devem ter a mania das conspirações.

Canta-me o fado que eu gosto.

Grande treta caro, grande treta. Se pipinho se apresentasse nas eleições com o seu projecto e ganhasse era ÓBVIO sinal que os sócios aprovavam as suas ideias, logo podia marcar logo AG em seguida e seguir em frente que teria concerteza o mesmo resultado.

A tentativa de fazer passar já na AG o seu projecto é a forma mais fácil de limitar a acção de eventuais opositores, comprometendo o clube com um destino que não é necessariamente aquele que desejam outros candidatos. Mais nada.

A questão não é se concordamos que se venda ou não.
A questão é se concordamos com a permanência de uma corja que não só comprometeu vender sem nos consultar
como falhou em toda a linha durante 10 anos e agora tem a distinta lata de propor uma pirueta que apenas eventuais opositores poderiam ainda ter a lata de propor.

Portanto poupa-me as tretas, se defendes tudo isto é pq tens interesse nisso, neste momento não acredito já que existam tão maus sportinguistas ao ponto de concordar com este escandalo, conheço aqui vários que defenderam o projecto com unhas e dentes e que mesmo pensando que as ideias de pipinho serão necessárias (até eu concordo com algumas, não concordo é com a permanencia dessa corja) já afirmaram que dia 23 é preciso votar NÃO e decidir em eleições.

Portanto caro, canta o fado que quiseres. A turma dos pipinhos tem muitos amigos, muitos familiares, e muitos deles a comer à custa do Sporting. Não me admira portanto que surjam muitos a defender despoduradamente esta vergonha.

Mas a mim não me comes por tolo.

O problema não é ter medo de perder as eleições, é ter medo de as ganhar e depois não o deixarem vender o patrimonio!

E eu não me presto a papel nenhum, não é neste fórum que se decide nada nem eu quero decidir nada, nem sequer sei ainda o que vou votar nem na AG nem nas eleições! Vocês devem ter a mania das conspirações.

Canta-me o fado que eu gosto.

Grande treta caro, grande treta. Se pipinho se apresentasse nas eleições com o seu projecto e ganhasse era ÓBVIO sinal que os sócios aprovavam as suas ideias, logo podia marcar logo AG em seguida e seguir em frente que teria concerteza o mesmo resultado.

A tentativa de fazer passar já na AG o seu projecto é a forma mais fácil de limitar a acção de eventuais opositores, comprometendo o clube com um destino que não é necessariamente aquele que desejam outros candidatos. Mais nada.

Portanto poupa-me as tretas, se defendes tudo isto é pq tens interesse nisso, neste momento não acredito já que existam tão maus sportinguistas ao ponto de concordar com tudo isto, conheço aqui vários que defenderam o projecto com unhas e dentes e que mesmo pensando que as ideias de pipinho serão necessárias (até eu concordo com algumas, não concordo é com a permanencia dessa corja) já afirmaram que dia 23 é preciso votar NÃO e decidir em eleições.

Portanto caro, canta o fado que quiseres. A turma dos pipinhos tem muitos amigos, muitos familiares, e muitos deles a comer à custa do Sporting. Não me admira portanto que surjam muitos a defender despoduradamente esta vergonha.

Mas a mim não me comes por tolo.

É só rir :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: