Voleibol Masculino - Época 2021/2022

Tem algum parentesco com a nossa Amanda do voleibol feminino?

Estás a perguntar se existe algum parentesco entre esse reforço argentino e a brasileira Amanda Cavalcanti?

Outro que nunca ouvi falar. Não faço a mais pequena ideia se poderá ser uma das mais valias que está secção tanto precisa.

Ainda assim, que seja bem-vindo a Alvalade.

Presumo que seja com o Rafael Cavalcanti :rofl:

E a Amanda nasceu em Portugal, é cidadã portuguesa e joga na nossa seleção.

Salvo erro, a Amanda é prima deste Rafael.

Amanda é filha do Marcelo Cavalcanti. Rafael é filho do Maurício.

1 Like

A Amanda é irmã do Alexandre Cavalcanti, internacional de andebol que jogava nos lamps, certo?

Yep

O Gallego não é um reforço top. É um jogador de plantel que vem com o objectivo de crescer na sombra do Tiago Barth e do Victor Hugo. O Gersinho gostava imenso do Hélio mas o jogador estagnou, não deu mais que aquilo, embora nesta última época tenha tido pormenores interessantes. Ainda assim, sempre me pareceu um pouco conformado.

Neste momento o Hélio é melhor, mas o Gallego tem mais potencial. A cena de vir de Espanha mexe um pouco comigo, a Liga espanhola não é nada de especial, eles ligam pouco àquilo, nem o Barça reconhece a sua equipa. Por outro lado, tem um bom curriculum jovem, é alto, e até se mexe bem.

Será o terceiro central. O primeiro será o Barth que vem para o lugar do lesionado crónico Éder Levi, que mesmo assim ainda nos deu uma Taça com aquele jogão na final. O Barth era titular de uma equipa de qualidade no Brasil, tem 2,09m, e é tão bom a atacar como a defender/blocar. Ficamos a ganhar nesse capítulo. Só espero que não tenha nenhum problema de joelho, porque é o nosso melhor central, mas não me parece. Será dos nossos melhores reforços a par do Gelinski.

Em relação ao Frederico Santos, conheço pouco, só vi as highlights no insta dele, parece-me um distribuidor certinho e tem curriculum nas selecções jovens. Pode ser uma boa surpresa mas não vou opinar porque não vi jogos completos.

5 Likes

O que tens a dizer sobre os outros que chegaram, nomeadamente os cubanos?

O Yohan Leon é um z4 mais de recepção. É um jogador fiável desse ponto de vista, muito mais fiável que o Renan, que para mim era extremamente irregular. Não tenho nada contra o jogador mas só o trabalhar muito não chegava. O Yohan e o Bob vão complementar-se, esta para mim vai ser a dupla titular com o Tiago Pereira à espreita.

O Yohan é um jogador na linha do Bob, certinho, mas com mais explosão e melhor salto, por isso ataca muitas vezes da pipe/zona 6. O Bob não tem capacidade para isso, as pipes do Bob fazem-no levantar os pés uns 10 cms para aí.
A vantagem do Yohan é ser mais novo, ter 2 metros, o que ajuda bastante (O Rojas por exemplo era muito explosivo mas tinha 1,89, faz diferença).
Precisamos de um zona 4 finalizador, estilo Luke Smith, mas esses jogadores são caros, daí o Gersinho preferir 2 que lhe dêem segurança na recepção, e vamos estar melhor nesse capítulo.

Já o Israel Masso, esse gajo é central de formação que foi sendo empurrado para oposto por ter um salto de chamada impressionante, ele contacta a bola a quase 3,70, uma média brutal para a realidade do voleibol, o máximo que tivemos foi o Marshall que rematava a 3,80! Faz as 2 posições embora ao dia de hoje jogue sobretudo a oposto. Será ele o 4º central, poupámos essa vaga e quando precisarmos metemo-lo a central, porque também é um excelente blocador. Tem 2 metros, o que para oposto na realidade nacional é “grandinho”.

Mas isto é dos jogos que vi, vale o que vale. O Yohan é mais regular e certinho, o Masso tem de ser trabalhado mais como oposto, até porque os joelhos do PV e a sua falta de eficácia às vezes fazem-se sentir.

8 Likes

THIAGO GELINSKI REFORÇA VOLEIBOL

Por Sporting CP
20 Jul, 2021

VOLEIBOL

Distribuidor brasileiro de 34 anos

Thiago Gelinski, distribuidor de 1,93 metros, é o mais recente reforço da equipa principal de voleibol do Sporting Clube de Portugal para 2021/2022. Depois de duas épocas nos turcos do Spor Toto Spor Kulübü, o experiente brasileiro chega a Alvalade com “muito orgulho e felicidade”, disse em declarações ao Jornal Sporting .

Thiago Gelinski vai encontrar no plantel várias caras conhecidas, inclusive a do treinador Gersinho, com o qual já trabalhou no Brasil. Além disso, mostrou-se conhecedor da realidade verde e branca.

“Tenho vários amigos no Sporting CP, por isso já acompanhava bastante o Clube. A época passada foi de muitos títulos e glória nas várias modalidades”, disse o reforço Leonino, antes de elogiar também os Sportinguistas, os quais ainda só conhece através de vídeos, mas destacou “a ligação que existe entre os adeptos e os jogadores”.

Dentro de campo, Thiago Gelinski acredita que a sua técnica, intensidade e liderança podem ser mais-valias para o plantel Leonino. “Sou um distribuidor muito técnico, tentando encontrar a melhor solução para cada atacante e tenho um perfil de liderança. Acredito que sou um jogador muito vibrante também e demonstro essa intensidade nos jogos e no dia-a-dia”, detalhou.

O experiente distribuidor de 34 anos, depois de começar a sua carreira no Brasil, acumula já passagens pelo voleibol argentino, grego, romeno e turco. Agora, de Leão ao peito, confessou que chega com “bastantes expectativas” e confiante numa “grande época para todos”, sentenciando que “estar no lugar mais alto é o lugar do Sporting CP”.

“Quero estar sempre lá em cima, fazendo o meu melhor juntamente com os meus colegas de equipa para colocar o Sporting CP onde merece”, atirou, por fim, a mais recente contratação do voleibol verde e branco.

Que seja mais um que vem para somar. O discurso é positivo, é inegável.

Bem-vindo Thiago!

Benvindo ao REINO DO LEÃO!

Thiago Gelinski tem tudo para ser, a par do Maia, o melhor distribuidor que tivemos até agora.

O Hernan veio cheio de curriculum mas não podia ver o gajo nem pintado de verde. Só fez um jogo decente. O resto eram serviços pífios em andorinha que o libero agradecia e distribuição mais previsível que já vi.

O Ze Pedro nunca fui fã, nada regular, ficou cá mais 2 anos do que o suposto.

Gostava do Canhoto. Muito forte no serviço, bela mão esquerda, vantagem de ser esquerdino para poder baralhar o bloco se atacava ao segundo toque ou se fazia passe (se estivesse em zona de ataque). Tinha bom passe até, mas por vezes tornava muito previsível a distribuição, os adversários já serviam estrategicamente porque sabiam onde ele ia meter a bola. Uma certa culpa de não termos um zona 4 diferenciado no ataque. Ainda assim, sou grato por aquilo que nos deu, fez uma bela exibição na final da Taça e era bom no bloco, tinha um bom salto vertical. Além de ter bom balneário e ser contagioso em alegria. Tinha também o problema de ser psicologicamente instável, tanto fazia um bom set como a seguir eram só disparates.

O Gelinski é um jogador mais cerebral, mais experiente. Passe mais variado, usa todas as bolas possíveis. Seja para a saída (oposto), entrada (zonas 4), pipe/zona6, centro da rede ou bola 7, é seguro a jogar e consistente. O ano passado andava a meter bolinhas no Wallace Souza (que muitos aqui confundiram quando contratamos o Wallace Martins, quem me dera que fosse este), que é dos melhores do mundo e top5 de opostos para mim. Mesmo assim, tinha uma distribuição variada ainda que sabendo que estava um porto seguro a oposto.
Estaremos melhores e mais regulares no passe, na distribuição. Tem piada pelo nome, porque é um gajo que sabe meter gelo no jogo.
Ainda assim, perdemos no serviço para o Canhoto. O Thiago é um jogador que serve em andorinha praticamente para não falhar, não arriscar, e só meter a bola do outro lado. O Canhoto arriscava mais e fazia ases.

O Canhoto era melhor no serviço, no bloco acho que estão ela por ela, mas no passe e consistência o Thiago é melhor. Não é à toa que vem do 6.o classificado da Turquia, um dos 5 campeonatos mais competitivos do mundo.

3 Likes

RAFAEL CAVALCANTI É LEÃO

Por Sporting CP
22 Jul, 2021

VOLEIBOL

Zona quatro de 23 anos

Rafael Cavalcanti, zona quatro com 1,90 metros, é a mais recente contratação para a equipa principal de voleibol do Sporting Clube de Portugal. Proveniente dos suecos do Örkelljunga Volley, o novo reforço Leonino mostrou-se muito feliz por ter a oportunidade de jogar de Leão ao peito, um emblema ao qual tem uma forte ligação familiar.

“É um orgulho enorme representar o Clube onde o meu pai jogou há alguns anos. Além disso, a minha prima, Amanda Cavalcanti, também joga no voleibol do Sporting CP e é o meu Clube, onde cresci a ver o meu pai a jogar. É um orgulho representar um Clube desta dimensão”, começou por dizer na sua apresentação.

Antes de ter a sua primeira aventura no estrangeiro, Rafael Cavalcanti representou a AA Espinho e o VC Viana em solo nacional, o que, acredita, facilitará a adaptação. “Vou jogar com muitos atletas com quem já convivi e reencontrar muitos amigos. Já falei com o Gersinho, é uma pessoa muito acessível e acredito que vamos ter uma boa temporada”, realçou.

Aos 23 anos, assume que chega a Alvalade “mais experiente” e com a perspectiva de “dar mais consistência e velocidade ao jogo”, atentou. Olhando já para a temporada que se avizinha, o novo zona quatro verde e branco “quer continuar a evoluir” e escolhe “a recepção”, como o seu principal ponto forte. Em termos colectivos, os objectivos estão traçados: “quero lutar pelo Campeonato Nacional e pela Taça de Portugal”.

Jogador normalíssimo, 4 opção de zona4, vem sobretudo para ajudar nos treinos

Vão entrando jogadores e a equipa não parece estar a ficar assim tão mais forte…

Como farias a comparação, posição por posição, em relação à nossa equipa do ano passado ou à que o rival terá este ano que vai começar?