[UEFA EURO 2012] Destaques: Revelações e desilusões do torneio

Nota: O onze ideal já estava a ser discutido noutro tópico, contudo achei melhor criar outro que englobasse mais temas (os referidos no título da thread, entre outros associados).

[hr]

Pois bem, a final entre a Espanha e a Itália pôs fim ao Campeonato da Europa de 2012. Agora, é altura de fazer as tradicionais retrospectivas do histórico torneio, comentar os temas de maior relevância, dando maior destaque às exibições individuais e colectivas dos atletas e selecções, respectivamente.

O objectivo deste tópico é “convidar” os foristas a darem a sua opinião em relação às seguintes temáticas:

  • Onze ideal do torneio (“ignorando” a lista da UEFA, ou seja, uma equipa apenas baseada nos gostos de cada um);
  • Melhor do torneio (equipa e jogador);
  • Revelação do torneio (equipa e jogador);
  • Desilusão do torneio (equipa e jogador).
    Entre outros assuntos que possam vir “ao de cima”.

[hr]

Para dar o exemplo, começo eu: :mrgreen:

Onze ideal:

GR: Iker Casillas (Espanha);
DD: Sergio Ramos (Espanha);
DC: Pepe (Portugal);
DC: Mats Hummels (Alemanha);
DE: Jordi Alba (Espanha);
MD: Andrea Pirlo (Itália);
MC: João Moutinho (Portugal);
MC: Andres Iniesta (Espanha);
ED: Mario Balotelli (Itália).
EE: Cristiano Ronaldo (Portugal);
PL: Mario Gómez (Alemanha).

Salvo as devidas nuances nas posições do Sergio Ramos e do Balotelli.

Melhores do torneio:

Selecção: Espanha (por ter sido mais regular, e claro, por se ter sagrado bicampeã europeia);
Jogador: Andres Iniesta (exibiu-se num nível fantástico em quase todos os jogos da competição, sendo decisivo para a classificação final da sua equipa).

Revelações do torneio:

Selecção: Itália (era candidata ao título apenas pelo seu histórico, porque em jogo jogado quase ninguém dava nada por eles);
Jogador: Mandzukic (avançado croata que teve claro destaque na sua selecção, marcando 3 golos em 3 jogos).

Desilusões do torneio:

Selecção: Holanda (nem é preciso argumentar…);
Jogador: Robin van Persie (depois da época fantástica que fez no Arsenal, foi um falhanço completo neste Europeu).

Sem os referir nos 3 parâmetros anteriores, Pepe, Debuchy, Dzagoev, Gerrard, Ronaldo, Buffon, De Rossi, Khedira e Pilar também se destacaram pela positiva, enquanto que Robben, Sneijder, Huntelaar, Benzema foram figuras pelo lado negativo.

[hr]

Vá pessoal, toca a opinar :mrgreen:

SL :great:

Ora bem…

Aqui vão os meus 5 tostões:

Onze ideal:

GR: Gianluigi Buffon (Itália); -----> Aquelas defesas…aiiiiiiii!
D: Sergio Ramos (Espanha);
D: Pepe (Portugal);
D: Philipp Lahm (Alemanha);
D: Jordi Alba (Espanha);
M: Andrea Pirlo (Itália);
M: Sami Khedira (Alemanha);
M: Andres Iniesta (Espanha);
A: Cassano (Itália).
A: Cristiano Ronaldo (Portugal);
A: David Silva (Espanha).
.

Melhores do torneio:

Selecção: Espanha (por razões óbvias…ganhou :wall: :wall: :wall: :wall: :wall:);
Jogador: Andres Iniesta (o motor…o todo o terreno, correu, lavrou, construiu…enfim…nada a dizer…por mim escolhia outro mas não há grandes dúvidas).

Revelações do torneio:

Selecção: Itália (crise…descrença…escândalos…e quase que ganhavam aquilo hein?!);
Jogador: Jordi Alba (11 internacionalizações…primeira grande competição internacional…1 golo na final…transferência para os catalães durante o torneio…).

Desilusões do torneio:

Selecção: Holanda (há dúvidas…);
Jogador: Equipa da Holanda (Sim…todos os 23 jogadores…).

E pronto…

Agora quais destes queria no Sporting…TODOS!!! :beer:

Melhor Jogador: Pirlo

Melhor Jogo: Itália-Espanha (1ª jornada da Fase de Grupos), Alemanha-Itália, Espanha-Portugal

Melhor Golo: Zlatan Ibrahimovic (Suécia-França)

Revelação: Selassie/Mandzukic/Pilar

Desilusão: Todas as estrelas holandesas

Melhor 11:

GR - Casillas (Buffon)
DD - Selassie (Lahm)
DE - Alba (Coentrão)
DC - Pepe (Hummels)
DC - Sérgio Ramos (Bruno Alves)
MC - Pirlo (Xabi Alonso)
MC - Moutinho (Marchisio)
MCO - Iniesta (Ozil)
AV - Ronaldo (Fabregas)
AV - Silva (Cassano)
AV - Balotelli (Gomez)

Não escolhi o Iniesta como melhor jogador, porque acho que apesar de ter sido provavelmente o melhor jogador da fase de grupos nos outros 3 jogos seguintes não foi tão influente como fora na fase de grupos. Acho que o Pirlo foi mais regular e por isso se fosse eu dava o prémio ao Pirlo :great:
Não escolhi o Jordi Alba como revelação porque para mim foi mais uma confirmação do que uma revelação mas se acharem o contrário claro que não levo a mal e de certa forma percebo :great:

Onze ideal:

GR: Gianluigi Buffon (Itália);
D: Sergio Ramos (Espanha);
D: Pepe (Portugal);
D: Hummels (Alemanha);
D: Jordi Alba (Espanha);
M: Andrea Pirlo (Itália);
M: João Moutinho(Alemanha);
M: Andres Iniesta (Espanha);
A: Torres (Espanha).
A: Cristiano Ronaldo (Portugal);
A: David Silva (Espanha).
.

Melhores do torneio:

Selecção: Espanha (embora pudesse colocar Itália)
Jogador: Andres Iniesta (palavras para quê…)
Seleccionador: Prandelli (empatado com Paulo Bento. Decido pelo italiano porque chegou à final)
Árbitro: Pedro Proença (empatado com Rizzolli. Mesmo motivo do anterior…)

Revelações do torneio:
Selecção: Itália (já que não é o melhor, pelo menos é a revelação… A par de Portugal, toda a gente apostava que não passava da fase de grupos.)
Jogador: Torres (depois de uma época bastante má, não estava à espera…)

Desilusões do torneio:
Selecção: França
Jogador: Van Persie
Seleccionador: Laurent Blanc

Acrecentei três items Melhor e Pior seleccionador e Melhor árbitro. Sugiro também o melhor golo!

Boas ideias :great:

Em relação à equipa desilusão, a França esteve mal, mas compará-la à Holanda ???

SL

Tem uma explicação. A holanda esteve muito mal, mas eu já esperava isso, pelo grupo e pela esperança em Portugal. Agora da França esperavas muito mais. Daí ser a desilusão para mim…

SL

Só agora reparei que também querias sugestões Blitz sorry :lol:
Tal como podes ver eu tenhoi na minha lista o Melhor Golo e o Melhor Jogo :great:

Onze ideal:

GR: Iker Casillas (Espanha);
DD: Sergio Ramos (Espanha);
DC: Pepe (Portugal);
DC: Mats Hummels (Alemanha);
DE: Jordi Alba (Espanha);
M: Andrea Pirlo (Itália);
M: João Moutinho (Portugal);
M: Andres Iniesta (Espanha);
M: David Silva (Espanha)
AV: Cristiano Ronaldo (Portugal);
AV: Mario Gómez (Alemanha).

Melhores do torneio:

Selecção: Espanha
Jogador: Cristiano Ronaldo (Sem qualquer patriotismo, vi poucos jogadores a exibirem-se a nivel semelhante a CR7 e a terem a preponderancia dele numa selecção.
Seleccionador: Vicente Del Bosque. Logico. Junta o Titulo Europeu ao mundial e ganha este torneio apresentando ao Mundo um novo conceito de jogo. Tiki Taka em 4-6-0.

Revelações do torneio:

Selecção: Croacia (Em qualquer grupo desta fase final, acredito que passavam á proxima fase. A Espanha viu-se negra para lhes ganhar, e apresentaram futebol muito bom. Pena foi terem calhado logo no Grupo da morte, dos 2 finalistas deste Euro…)
Jogador: Jordi Alba
Seleccionador: Paulo Bento (Poderia optar por Prandelli, mas os 4-0 de ontem pesaram muito, e apesar da Italia ter chegado mais á frente do que Portugal, nós fomos muitos mais “equipa” que a Italia.)

Desilusões do torneio:

Selecção: Holanda
Jogador: Karim Benzema - Estava á espera de mais, muito mais do Françês. Tal e qual a Selecção Gaulesa eclipsou-se e não foi o Benzema decisivo do RM.
Seleccionador: Dick Advocaat - Fraca prestação da Russia num grupo teoricamente acessivel. Ficar em 3º num grupo com Pol, RChe e Gré, com os argumentos de que a Russia dispunha, é uma pessima prestação.

Onze:

GR: Buffon
D: Gebre Selassie
D: Pepe
D: Sérgio Ramos
D: Alba
M: De Rossi
M; Moutinho
M: Pirlo
M: Iniesta
A: Ronaldo
A: Mandzukic

Melhor selecção: Portugal (grupo passado com justiça e sem ajuda de ninguém,o nosso melhor jogador só acordou no último jogo o que dá mais relevo,quartos de final sem espinhas e nas meias jogámos de igual para igual com “os melhores da história”)

Melhor jogador: Iniesta

Selecção revelação: República Checa e Croácia

Jogador revelação: Aqui tenho de por vários: Pilar,Gebre Selassie,Jiracek,Mandzukic,Debuchy,Krohn-Dell,Strinic,Yarmolenko,Konoplyanka

Selecção desilusão: Holanda (razões óbvias) Polónia (a pior equipa a praticar futebol quando têm jogadores para fazer bem melhor), Suécia também,embora tenham tido algum azar

Jogador desilusão: Ozil e Benzema. Van Persie não desiludiu muito porque não é tão bom como a sua época fez parecer e acabou por marcar um golo

Jogo do torneio: Em termos de entretenimento Portugal x Holanda. Em jogo jogado Itália x Espanha da fase de grupos

Então como referi no outro tópico o melhor onze:

GR: Gianluigi Buffon (Itália);
D: Lahm(Alemanha);
D: Ramos(Espanha);
D: Pepe (Portugal);
D: Jordi Alba (Espanha);
M: Andrea Pirlo (Itália);
M: João Moutinho(Alemanha);
M: Khedira (Alemanha);
A: Iniesta (Espanha).
A: Cristiano Ronaldo (Portugal);
A: Balotelli (Italia).

Melhores do torneio:

Selecção:Espanha
Jogador:Iniesta
Seleccionador:Paulo Bento
Arbitro:Pedro Proença
Melhor golo:Ibrahimovic frente à França
Melhor Jogo: Espanha-Italia(Fase de grupos)
Pior jogo:Espanha-França(quartos de final)

Tambem uma nota a todos adeptos que fizeram deste Europeu uma enorme festa dentro e fora das bancadas.

Revelações do torneio:

Selecção:Portugal, porque ninguem acreditava na nossa selecção, muita gente dizia que iamos ficar em ultimo no grupo, entre outras coisas
Jogador:Mario Mandzukic,Debuchy, Yarmolenko,Pilar, Gebre Selassie e Jordi Alba
treinador: Michal Bílek e obviamente o Prandeli.

Desiusões do Torneio:

Selecção:Holanda, pelos 0 pontos obtidos e pela qualidade de jogo bastante fraca e Polonia, por ser organizadora e por ter alguns jogadores interessantes tinha obrigação de fazer muito mais.
Jogador:Robben, um Europeu que lhe passou completamente ao lado
Selecionador:Laurent Blanc e Bert van Marwijk, este sobretudo pela pessima fase de grupos, mas pelo descalabro tactico apresentado durante os jogos.

Melhor seleccionador Paulo Bento? Até o Low fez melhor que ele… :rotfl:

Para a equipa que tinha o Paulo bento fez muito mais que o Low…
Não falo especificamente do onze inicial mas sim do banco(ou da falta dele no nosso caso).

O banco, foi o Paulo Bento que o convocou. Não serve de desculpa. O Low fez mais que o Paulo Bento, pois venceu-o. Simples. E foi eliminado por um dos finalistas, se para Portugal isso serve de desculpa, para a Alemanha serve também. Comigo todos são avaliados pelo mesmo diapasão, e não há desculpas nem atenuantes ou favorecimentos parvos para ninguém. Uma coisa é relativizar, outra é divagar.

É verdade que foi o Paulo bento que o convocou, mas mesmo se convocasse outros(as opções nem eram assim tantas) o banco de Portugal é sempre inferior ao da Alemanha, basta olhar para o banco de Portugal e ves que não há nenhum jogador que faça a diferença e que consiga subsituir um que esteja no onze titular, já na Alemanha é precisamente o contrario, pode-se dar ao luxo de trocar os 3 do ataque e ter um rendimento quase semelhante se estivessem lá os outros.
É por isso que digo que o Paulo Bento fez um trabalho superior ao do Alemão e tambem superior ao Del Bosque, que já tem a equipa feita e já tem processos de jogo bem definidos, o Paulo bento ao contrario do Espanhol por exemplo teve de construir uma equipa, definir processos de jogo, entre outras coisas.
A minha opinião é essa mas respeito a tua :great:

Melhores do torneio:

onze

GR: Casillas (Esp);
DD: Arbeloa (Esp);
DC: Piqué (Esp);
DC: Ramos (Esp);
DE: Alba (Esp);
MD: Busquets (Esp);
MD: Alonso (Esp);
M: Xavi (Esp);
M: Iniesta (Esp).
M: Silva (Esp);
M: Fabregas (Esp).

“táctica”: 424 só possível com estes executantes, aquele banco e aquele seleccionador. Não repetir em casa, sff. E eu que cheguei a pensar que isto só resultava com Messi. Afinal não é o caso

Selecção: Espanha
Jogador: Iniesta
Seleccionador: Del Bosque. Um senhor do futebol. Geriu uma constelação de estrelas tituladas. Integrou novas. Inovou qb. Sempre que foi ao banco, mexeu com os jogos
Arbitro: Kasai porque finalmente lhe caiu a máscara
Melhor golo: Ibra frente à França
Melhor Jogo: Inglaterra-Suécia
Pior jogo: Rep. Checa-Polónia

Melhores adeptos: Rep. Irlanda
Melhor jogo fora das 4 linhas: Polónia-Rússia

Revelações do torneio:

Selecção: Itália e Croácia
Jogador: Mandzukic e Alba
treinador: Prandeli
adeptas: russas e polacas. Enquanto eles andam à mocada, elas…

Desilusões do Torneio:

Selecção: Holanda (0 pontos, 2 golos) e Alemanha (banalizada pela Itália e só não foi humilhada por acaso)
Jogador: Benzema e todos os alemães, principalmente Ozil (outras fotocópia do original). Mas o grande destaque negativo deve é ir inteirinho para a armada bávara. Perderem o campeonato, a taça, a champions em casa e foram gozados por uma Itália pouco italiana. Pior época, depois de tanta expectativa, fundada (diga-se), é difícil.
Selecionador: Bert van Marwijk. Depois de ter sido a revelação há 2 anos, foi do céu ao inferno. Low tb parecia imparável mas foi só fogo de vista. Daqui a 2 anos logo se vê

Melhor onze:

Casillas

Jordi Alba (menção também para o Coentros)
Pepe
Sérgio Ramos (deixou para trás as cagadas que costuma fazer no Real)
Lahm (considerando-o na direita, apesar de não ter lá jogado) - Se não fosse ele teria de por um outro que fez um Euro interessante, Gebre Selasie.

Pirlo
Iniesta
David Silva
Dzagoev - Acho que este merece estar aqui, esteve muito bem, marcou 3 golos e até poderia ter marcado mais, e seguramente não foi por ele que a Rússia fracassou.
(Meio-campo desequilibrado, mas o que interessa são mais os jogadores e menos a táctica)

Ronaldo
Mandzukic (O Gomez também teria de estar aqui, mas acabou por só estar “presente” nos dois primeiros jogos, depois disso esperava-se mais)

Melhores:

. Selecção: A campeã, infelizmente.
. Jogador: Iniesta. Menção para o Pirlo, que estaria aqui se não fosse a final.
. Treinador: O mesmo da “selecção”, o campeão, infelizmente.
. Jogo: Espanha vs. Itália da fase de grupos

Revelações:

. Selecção: Portugal, ainda mais depois do “festival” que se viu depois dos jogos com a Macedónia e Turquia. Íamos ser humilhados, íamos fazer 1 ponto, ou zero, éramos uma trampa, e agora que acabou, para alguns chegar às meias-finais não foi grande coisa… porque pelos vistos tínhamos obrigação de ganhar o Euro. :lol:
Palavra também para a Croácia e até para a Dinamarca, apesar de não terem passado a fase de grupos (mas tinham uma tarefa bem complicada).
. Jogador: Se tivesse de escolher só um, seria o Pilar, mas concordo com os que o @Izmailov#7 referiu, definiu bem as revelações do torneio. Tiraria só o Yarmolenko que para mim já não é propriamente uma revelação, está um pouco na linha do Konoplyanka, que também já conhecia, mas este última insere-se mais de jogador revelação. O Manduzkic, que acho que excelente jogador, também não seria propriamente uma revelação, mas percebe-se no âmbito de se ter assumido num torneio deste calibre, o que não é fácil. Aplaudo a inclusão do Krohn-Dehli, que não vejo ninguém a referir, mas foi um dos destaques. Menção também para o Jordi Alba, que se exibiu a um nível acima do que eu estaria à espera, pelo menos num palco destes.
. Treinador: Não serão propriamente revelações, mas apenas um destaque pelo bom trabalho, ao Bentolas que apesar de várias coisas com as quais não concordei, para todos os efeitos cumpriu aquilo que se lhe era exigido e ainda fez mais qualquer coisa. Bateu-se de igual para igual com o bi-campeão europeu e campeão mundial. E o Fernando Santos por ter passado a primeira fase, apesar do fraco futebol da fraquinha Grécia.

Piores:

. Selecção: Holanda obviamente. Depois, destaque também para a Polónia pela falta de atitude que resultou no fracasso na fase de grupos (jogadores como Lewandowski e Piszczek mereciam bem mais, quer em termos de equipa quer de treinador) e ainda a Rússia, que falhou completamente ao não conseguir o apuramento num grupo onde isso era mais do que obrigatório.
. Jogador: Robben, e ainda destaque para Benzema e Van Persie, jogadores de quem se esperaria bem mais.
Treinador: Na mesma linha do que referi em “Selecção”, o primeiro lugar vai para Bert van Marwijk. E ainda destaque para os fracassos do Dick Advocaat, e para o miserável Franciszek Smuda, da Polónia. Por fim, com a matéria-prima que tinha, o Low também não pode ficar de fora deste grupo, já que era para mim, a par da Espanha, o maior candidato à vitória final, e na meia-final só não levou uma tareia porque os avançados italianos a certa altura já estavam com mentalidade de treino.
. Jogo: Espanha vs. França, e aqui bem mais por culpa da França, que tirou férias mais cedo.

[hr]

Quero destacar também o Steven Gerrard, que foi o melhor da Inglaterra, e acabou o Euro no grupo dos que mais assistências fizeram. Foram 3 passes para golo num total de 5 golos que a equipa marcou.

Na França destaque também para o Cabaye, que esteve muito bem, assumiu-se como um dos indiscutíveis da equipa, e acabou por não estar ligado ao fracasso contra a Suécia.

Edit: Esqueci-me de referir o Van der Vaart, na Holanda. Não fez muito, mas também não teve espaço para isso. Reclamou a titularidade, e quando lha deram fez o que melhor sabe. Marcou um grande golo contra nós e pouco depois por pouco não repetiu o feito com aquele remate ao poste.

Também quero acreditar que se pode dar a nossa opinião sem sermos “ridicularizados” por tal.

Isto.

É o que eu quero, dado que em muitos tópicos deste fórum parece que é difícil fazer isso :wall:

:great:

sem dúvida que se quase toda a gente, excepto os indefectíveis de PB, esperavam que a coisa corresse muito mal.
Desse ponto de vista as expectativas negativas foram amplamente superadas
Mas, se vamos pelos particulares, que dizer da Itália que levou 3 secos da Rússia e depois chegou à final, sem cair nos grupos frente à favorita, banalizando a Inglaterra e ainda a Alemanha de caminho?

Só não coloco Portugal entre as revelações porque:
1- tínhamos o jogador mais valioso do torneio. Fez a sua melhor fase final de sempre e cheguei, uma vez mais, a duvidar que não seria desta. Mas foi, apareceu. Quando assim é…
2- passarmos a Holanda não é nenhum feito dada a habitual facilidade com que a selecção e os clubes o fazem e, principalmente, porque a Holanda esteve muitíssimo abaixo do que se esperava (a Dinamarca nunca contou)
3- íamos casar com 1 grupo onde só a Rússia assustava (tanto como vai assustar na próxima qualificação e depois deste brilharete as expectativas ficam altas).

Portanto, entendo que chegámos onde era expectável que chegássemos.
Grato a PB, grato a CR & cia. Mas revelação só se PB & cia superassem aquilo que dele nós sportinguistas dele conhecemos. O trauma dos penaltys, o trauma do conservadorismo táctico, agressividade verbal para com imprensa e adeptos (para todos os efeitos CQ e MJ são uma espécie de adeptos), da repetição ad nauseam das substituições,… Portugal e ele, como “timoneiro”, ficaram na linha daquilo que dele eu (e muitos de nós) já conhecia.

Percebo o que dizes @farinha amparo e concordo em parte, e como se sabe também eu não sou fã do Bentolas, longe disso, mas neste Euro, apesar de ter críticas a fazer, e de as ter feito, não tenho razões para criticar o resultado final, e para mim era esse que interessava.

Claro que os particulares não interessavam para muito, ou melhor, não deveriam interessar, mas foi por aqui um grande escândalo, aliás, não só aqui, “lá fora” também. A maior parte das outras selecções fortes também teve jogos particulares menos conseguidos. A própria Alemanha, jogou com a Suíça antes do Euro, e perdeu por 5-3, e quem viu o jogo sabe que foram 5 como podiam ter sido 7, mesmo tendo em conta que a Alemanha deixou vários titulares de fora (mas também deixou contra a Grécia já no Euro, embora menos), e não teve problemas.

Podíamos ter ido ainda mais longe ? Podíamos, mas também podíamos ter feito bem pior, e aliás, as expectativas andavam bem mais para isso do que para o que acabámos por fazer. Para mim seria sempre um fracasso não passar a fase de grupos, fosse difícil ou não (e era), e é essa dificuldade que depois “obriga” a que a passagem seja enaltecida. Depois tendo em conta o adversário dos quartos também podíamos perfeitamente passar, e passámos (há muitas selecções fortes que ao longo dos anos poderiam facilmente ter feito algo… que acabaram por não fazer). Na meia-final até podíamos ter ganho, não ganhámos, fica esse amargo de boca, agora imagine-se se em vez daquele jogo que fizemos, tivéssemos perdido por 4-0 como ontem a Itália perdeu na final… era o fim do mundo (e acho que me juntava ao grupo)… mas não perdemos, e só fomos eliminados nos penaltis por uma selecção que ganha tudo de há uns anos a esta parte. Não é motivo para fazer a festa, mas também se deve ter isso em conta na altura de fazer a análise global.

Bem, mas isto já foge um bocado do assunto do tópico, e peço também desculpa por isso. Não quero centrar a discussão à volta disto, já que há tópicos para isso.