The Oscars 2017 | 89th Academy Awards

Best Picture

Arrival (Producers: Dan Levine, Shawn Levy, Aaron Ryder, David Linde)
Fences (Producers: Scott Rudin, Denzel Washington, Todd Black)
Hacksaw Ridge (Producers: Bill Mechanic, David Permut)
Hell or High Water (Producers: Carla Hacken, Julie Yorn)
Hidden Figures (Producers: Donna Gigliotti, Peter Chernin & Jenno Topping, Pharrell Williams, Theodore Melfi)
La La Land (Producers: Fred Berger, Jordan Horowitz, Marc Platt)
Lion (Producers: Emile Sherman & Iain Canning, Angie Fielder)
Manchester By the Sea (Producers: Matt Damon, Kimberly Steward, Chris Moore, Lauren Beck, Kevin Walsh)
Moonlight (Producers: Adele Romanski, Dede Gardner & Jeremy Kleiner)

Best Director

Denis Villeneuve (Arrival)
Mel Gibson (Hacksaw Ridge)
Damien Chazelle (La La Land)
Kenneth Lonergan (Manchester By The Sea)
Barry Jenkins (Moonlight)

Best Actor

Casey Affleck (Manchester by the Sea)
Andrew Garfield (Hacksaw Ridge)
Ryan Gosling (La La Land)
Viggo Mortensen (Captain Fantastic)
Denzel Washington (Fences)

Best Actress

Isabelle Huppert (Elle)
Ruth Negga (Loving)
Emma Stone (La La Land)
Natalie Portman (Jackie)
Meryl Streep (Florence Foster Jenkins)

Best Supporting- Actor

Mahershala Ali (Moonlight)
Jeff Bridges (Hell or High Water)
Lucas Hedges (Manchester by the Sea)
Dev Patel (Lion)
Michael Shannon (Nocturnal Animals)

Best Supporting- Actress

Viola Davis (Fences)
Naomie Harris (Moonlight)
Nicole Kidman (Lion)
Octavia Spencer (Hidden Figures)
Michelle Williams (Manchester by the Sea)

Best Original Screenplay

Hell or High Water (Taylor Sheridan)
La La Land (Damien Chazelle)
The Lobster (Yorgos Lanthimos, Efthymis Filippou)
Manchester by the Sea (Kenneth Lonergan)
20th Century Women (Mike Mills)

Best Adapted Screenplay

Arrival (Eric Heisserer)
Fences (August Wilson)
Hidden Figures (Allison Schroeder, Theodore Melfi)
Lion (Luke Davies)
Moonlight (Barry Jenkins, Tarell Alvin McRaney)

Best Animated Feature

Kubo and the Two Strings (Focus Features)
[b]Moana /b
My Life As a Zucchini (GKIDS)
The Red Turtle (Sony Classics)
Zootopia (Disney)

Best Cinematography

Arrival (Bradford Young)
La La Land (Linus Sandgren)
Lion (Grieg Fraser)
Moonlight (James Laxton)
Silence (Rodrigo Prieto)

Best Documentary Feature

Fire at Sea
I Am Not Your Negro
Life, Animated
O.J.: Made in America
The 13th

Best Foreign Language Film

Land of Mine, Denmark, Martin Zandvliet, director
A Man Called Ove, Sweden, Hannes Holm, director
The Salesman, Iran, Asghar Farhadi, director
Tanna, Australia, Bentley Dean, Martin Butler, directors
Toni Erdmann, Germany, Maren Ade, director

Best Costume Design

Allied (Joanna Johnston)
Fantastic Beasts and Where to Find Them (Colleen Atwood)
Florence Foster Jenkins (Consolata Boyle)
Jackie (Madeline Fontaine)
La La Land (Mary Zophres)

Best Original Score

Jackie (Micachu)
La La Land (Justin Hurwitz)
Lion (Dustin O’Halloran, Hauschka)
Moonlight (Nicholas Britell)
Passengers (Thomas Newman)

Best Original Song

Audition” (La La Land)
Can’t Stop the Feeling!” (Trolls)
City of Stars” (La La Land)
The Empty Chair” (Jim: The James Foley Story)
How Far I’ll Go” (Moana)

Best Visual Effects

Deepwater Horizon
Doctor Strange
The Jungle Book
Kubo and the Two Strings
Rogue One: A Star Wars Story

Best Film Editing

Arrival (Joe Walker)
Hacksaw Ridge (John Gilbert)
Hell or High Water (Jake Roberts)
La La Land (Tom Cross)
Moonlight (Joi McMillon, Nat Sanders)

Best Sound Editing

Arrival
Deepwater Horizon
Hacksaw Ridge
La La Land
Sully

Best Sound Mixing

Arrival
Hacksaw Ridge
La La Land
Rogue One: A Star Wars Story
13 Hours

Best Film Short

Ennemis Intérieurs (Sélim Azzazi)
La Femme et le TGV (Timo von Gunten)
Silent Nights (Aske Bang and Kim Magnusson)
Sing (Kristof Deák and Anna Udvardy)
Timecode (Juanjo Giménez)

Best Documentary Short

4.1 Miles (University of California, Berkeley)
Extremis (f/8 Filmworks in association with Motto Pictures)
Joe’s Violin (Lucky Two Productions)
Watani: My Homeland (ITN Productions)
The White Helmets (Grain Media and Violet Films)

Best Animated Short

Blind Vaysha (National Film Board of Canada)
Borrowed Time (Quorum Films)
Pear Cider and Cigarettes (Massive Swerve Studios and Passion Pictures Animation)
Pearl (Google Spotlight Stories/Evil Eye Pictures)
Piper (Pixar)

Best Production Design

Arrival (Patrice Vermette)
Fantastic Beasts and Where to Find Them (Stuart Craig)
Hail Caesar
La La Land (Sandy Reynolds-Wasco, David Wasco)
Passengers (Guy Hendrix Dyas)

Best Makeup and Hairstyling

A Man Called Ove
Star Trek Beyond
Suicide Squad

Link: The Oscars 2023 | 95th Academy Awards

La La Land a igualar o recorde de nomeações de Titanic e All About Eve. Cada vez tenho expectativas mais altas.

O único que vi até agora foi o Hell or High Water – o western moderno do escocês David Mackenzie que conseguiu captar, muito bem, o ambiente do Texas.

1. pouca simpatia para com Nocturnal Animals, reconhecimento exclusivo para o inacreditável Michael Shannon, que em 2016 voltou a ser uma lufada de ar fresco em Loving, tendo completado 10 filmes (?) em 12 meses. :mrgreen: Tenho bastantes produções para ver em diversas categorias e sou cada vez menos a favor desta paranóia das indústrias cinematográficas em publicar|propagandear as suas obras tão em cima da época das distinções colocando o espectador na pele de observador em 2017 e não propriamente em 2016. :menos:

Hell or High Water é uma peça lançada no Verão que não precisou de ser aclamada em Dezembro|Janeiro para merecer uma nomeação, o La La Land por sua vez foi lançado nos EUA ainda nem há um mês (?) e a 5|6 dias de 2017. Têm aqui um pequeno artigo de surpresas e desilusões das nomeações: [url=http://www.vulture.com/2017/01/oscar-nominations-2017-the-snubs-and-surprises.html]http://www.vulture.com/2017/01/oscar-nominations-2017-the-snubs-and-surprises.html[/url]. Aaron Tayler-Johnson, que ganhou - meritoriamente! - o Globo de Ouro não é sequer nomeado por Nocturnal Animals.

Deixa estar o Aaron Taylor-Johnson em paz, a Academia tomou a melhor decisão possível - nomeou o Shannon.

E o ‘Nocturnal Animals’ devia acabar a zeros… :mrgreen: Já muita sorte teve.

Além de um grande actor é um tipo simpático, conheci o a ele e ao Paul Rudd( super humilde e boa onda) em Nova Iorque á uns anos atrás.Estava á espera da minha namorada que tinha ido algures e deparo-me com os dois sairam de um teatro onde estavam a ensaiar uma peça.

O Shannon é um dos grandes actores da sua geração, acredito que será uma questão de tempo até vencer um oscar.

Pior mesmo é a aberração ‘Hacksaw Ridge’ sacar melhor filme, melhor realizador e melhor actor. Jeez. >:D :menos:

[member=19650]DDraper, logo após ter visto Nocturnal Animals antecipei a tua ira para com o “pretensiosismo”|“desfilar de arrogância técnica”|“tentativa artística” do Tom Ford - acertei? - mas olha que se descurarmos alguma excessiva simplicidade na profundidade de Amy Adams e a abordagem algo desinteressante ao presente, está ali uma bela peça. :mrgreen:

[hr]

[member=14186]Alexandre10, meetings com a high society em NY? :mrgreen:

E concordo contigo relativamente ao seu talento, dá sempre um toque especial e repleto de personalidade às suas personagens.

:o Que inveja. Está no meu top 3. Michael Shannon, Gary Oldman e Sam Rockwell, sem ordem específica.

Não estava à espera que ele fosse nomeado. Passei-me quando o vi na lista.

Já fui muitas vezes a Nova Iorque (e um par de vezes a outras cidades norte americanas) e foi a única vez que vi e tive contacto com uma celebridade a sério.

O Rudd na altura já era uma estrela de hollywood bem conhecida(hoje ainda mais), mas o Shannon salvo o erro tinha sido anunciado que ia interpretar o Zodd no Man of Steel(ainda não era tão conhecido como é hoje).

Eu estava á espera mesmo em frente a um teatro da minha namorada que foi fazer compras a algum sítio lá de perto, e de repente saem me os dois pela porta com mais alguns actores (só reconheci o Rudd e o Shannon).

Foi das poucas vezes que fiquei starstruck confesso(até fiquei um pouco atrapalhado, algo que não é costume), não é todos os dias que nos deparamos com actores desta popularidade.

Gente simpática, e o Rudd realmente parece não destoar muito de algumas personagens que interpreta no cinema.

O Michael Shannon já merecia mesmo. E tem sido bem inteligente nos filmes que tem feito. Entrou em quase todos os filmes do Jeff Nichols e isso só por si já é uma garantia de qualidade. E esteve bastante bem no Nocturnal Animals.

E por falar em Nocturnal Animals, por mim merecia ter sido incluído e juntar-se aos 9 nomeados. Mas já esperava, a crítica não tem sido simpática.

Ainda só vi 3 dos filmes nomeados e isso tem uma razão de ser e aqui estou inteiramente com o [member=1247]barbosa, é uma estupidez juntá-los todos na mesma fase do ano. E eu que já vi mais de 100 filmes só de 2016.

A ausência da Amy Adams para mim é uma surpresa desagradável, assim como a ausência do cinema francês do best foreign e tinham mais que uma possibilidade para ali estar. A ausência de Sillence também me surpreendeu, embora ainda não o tenha visto.

Teria nomeado a Kate Beckinsale para Actress também. Esteve brilhante no Love And Friendship.

Mas lá está, como ainda me falta ver tanta coisa, é difícil ter uma opinião concreta.

PS-Agora fiquei sem saber onde comentar os filmes, se aqui, se no outro tópico. Mas vou optar por continuar a comentá-los no tópico dos ilmes e deixar este exclusivamente para noticias dos Oscars e coisas assim.

[member=23798]Samuel_Son, comenta os dos Óscares aqui, assim qualquer pessoa que (se) interesse pode ver|ler críticas às várias películas nomeadas por parte dos membros do Fórum. :mrgreen: E … mais de 100 filmes de 2016? ***. :clap: :mais:

Ok, então comentemos todos aqui. :beer:

Sim foram mais de 100 e tenho quase a certeza que partilhei coments sobre todos eles aqui no fórum. :mrgreen:

Ainda só vi o Arrival… Tenho mesmo de me por up to speed para estas nomeações.
Sou (bastante) parcial a sci-fi e confesso que o Arrival me caiu no goto. Com estrondo. A quem ainda não o viu, e porque é um daqueles filmes que é MUITO mais do que a definição clássica de sci-fi abarca, só posso recomendar vivamente.
Do melhor que vi nos últimos tempos, e não me confino apenas ao genre.

Não sei a quantos cheguei, mas ando muito longe de há uns anos atrás, que nunca ficava abaixo dos 200 vistos por ano… Good times! :mrgreen:

Mas sim, comenta cá, que assim venho cá deixar também o bitaite! Estão a conseguir atrair-me de volta aqui ao meu cantinho do Fórum… eu culpo o [member=1247]barbosa! ;D

O ano para Melhor Atriz foi de loucos. Tanta coisa boa para escolher… :dance:

Mas o ‘Love and Friendship’ é de facto muito bom. O Tom Bennett podia ter merecido uma menção, é genial… E a Kate Beckinsale fez career best work aí. Muito bom. E mesmo o argumento adaptado também…

Chefe [member=1247]barbosa, eu não tenho telhados de vidro porque adorei o ‘A Single Man’ mas este filme é tudo o que disseste e mais além. Achei muita coisa pura tontice. Mas respeito perfeitamente quem ache o contrário, que é uma obra-prima. Tudo aquilo é tão ‘out there’ que consigo entender o extremismo das opiniões. Para mim, é um vazio. :mrgreen:

E o único que pareceu ter percebido o tipo de filme em que estava é o Shannon, que de facto é impressionante. E é uma boa nomeação (embora não teria sido uma das minhas 5 primeiras escolhas).

Eu sem contar os de 2016 acho que também devo ter andado perto dos 200. Ou mais. :mrgreen: Mas em contra-partida deixei de ver quase todas as séries. Virei-me mais para cinema.

Comenta que fazes falta. :great:


O pessoal devia perder a vergonha e comentar todo. Ás vezes o tópico dos filmes está dias e dias sem comentários. As artes são gostos, não se acanhem.

Meryl Streep já conta com 20 nomeações! A caminho da imortalidade.

A questão e falando (obviamente) apenas por mim, é que esse tópico está muito bem servido de pessoas que se dão ao trabalho de fazer reviews elaboradas e transversais. No melhor dos sentidos.
Escrever algo como um “mero” vi o filme X e gostei/não gostei parece algo tosco e “primitivo”.
Maybe it´s just me :inde: