Tópico das Informações Jurídicas

O meu puto de 5 anos entrou para a pré-primaria este ano.

Mesmo com pedido de prolongamento só o “aceitam” na entrada da escola as 8h30, porque o horário de entrada normal é as 9h. (é uma escola publica)

Como actualmente eu demoro cerca de 45/50m a chegar ao meu trabalho, ando a entrar todos os dias cerca de 15/20m atrasado…e á conta disso já levei 2 rebocadas dum boss e uma dúzia de olhares reprovadores.

O que manda a lei neste casos?

Os pais têm tolerância ?

Fala com o teu boss acerca do regime de horário de trabalho flexível.

1 Curtiu
  1. Regime de trabalho flexível: https://dgrsp.justica.gov.pt/Instrumentos-de-gestão/Recursos-humanos/Modelos-de-Formulário/Enquadramento-legal-e-requerimento-para-obtenção-de-Horário-de-trabalho-de-trabalhador-com-responsabilidades-familiares
  2. Tenta negociar com eles começar 30 minutos mais tarde e sair 30 minutos mais tarde;
  3. Procura outro trabalho.

Já agora, sais sempre a horas, ou ficas sempre mais tempo no fim?

1 Curtiu

Passei só para dizer que o meu fetiche favorito é com advogadas.

2 Curtiram

Obrigada.

Compenso sempre.
Entro 30m mais tarde, saio 30m (ou mais) mais tarde.

A hipótese 3 está fora de questão. Já são 25 anos de casa. :sweat_smile::sweat_smile:

1 Curtiu

Certo, mas convem teres um acordo certo para compensar. Não respondeste a uma das perguntas: Costumas trabalhar fora de horas, ou ficar fora de horas? Porque se sim, podes sempre ser correcto e pedir-lhes para te começarem a remunerar essas horas, caso não o façam.

Costumo, mas tenho isenção de horario (22%) para compensar isso.
Aos fins de semana pagam-me as horas todas.

1 Curtiu

Em relação ao acordo eu não queria chegar a esse “ponto” até porque sempre fui um gajo regular em relação ao horário de trabalho e nunca aqui tive chatices, mas se tiver de ser…
Daí eu querer saber previamente o que diz a lei.

Pah, um acordo entre ambas as partes, por escrito, seria o melhor. Assim todos ficam felizes. Se já tens isenção de horário creio que nem precises de fazer nada, depende do acordo actual:

Já o estou a escrever.
Fica já pronto para a próxima tentativa de “intimidação”.

Muito obrigado.

1 Curtiu

Arranjar um centro de estudos que o receba e depois o leve à escola.

É uma solução, mas isso implica eu ter de gastar mais dinheiro.
Se o estado/lei “protege” os pais vou fazer uso disso.

As vezes mais vale gastar o dinheiro que arranjar uma “guerra”.

Concordo.

Mas o empregado também não pode estar sempre a abrir a perninha ao patrão.
Convém haver ali um equilíbrio.

No meu caso especifico trabalho aqui há 25 anos, este administrador está cá há 2 anos… :fu:

Ele está a full time e efectivo, compensa as horas e está a tentar resolver a bem. Não podemos vergar sempre à entidade patronal e um administrador que opera assim não vai ter funcionários felizes e produtivos.

Ora bem. :+1:

@Nightwish76

Eu, à cautela, pedia ao infantário uma declaração para o efeito de em que estivesse expresso que deixas o menino às 08:30 AM porque o estabelecimento só recebe crianças a partir dessa hora e entregava na empresa.

1 Curtiu

Já tenho.
Obrigado. :+1:

1 Curtiu

@Nightwish76 tenta fazer ver ao “boss” que na prática o teu atraso tem pouca influência no desempenho do teu trabalho e no trabalho dos outros. Se tiver influência terão de encontrar uma solução diferente, porque um bom “chefe” é alguém que permite o “subordinado” ter uma vida profissional conciliada com a pessoal. Não é que andes a beber copos à noite e por isso não consigas chegar a horas de manhã.

Se o teu chefe for um cretino, pede para trocar de chefe. Assumindo que ao trabalhares 25 anos a empresa é porreira, porque o que não falta por aí são maus chefes e más empresas.

Não tem influencia nenhuma, é que o pior é mesmo isso.
Eu trabalho directamente com 2 colegas e elas por norma estão cá sempre ás 9h, e desde que esteja 1 dos 3 não há problema nenhum.
Um dos dias que levei a rebocada alinharam-se os astros e não estava nenhum no escritorio as 9:15, como eu fui o 1º a chegar levei eu por tabela.

Isto agora anda “tranquilo” mas como eu já percebi a besta que ali está tenho de me precaver para o futuro.