Sr Luís Sobral - anti sportinguista assumido?

Peço desculpa se este tópico está no sítio errado.

Por acaso já leram o artigo dele no site maisfutebol?

Um monte de bosta, é o que é! Só faltou dizer que o Sporting está a ser levado ao colo!

:cartao:

Sem o artigo dele não consigo avaliar nada…

http://www.maisfutebol.iol.pt/noticia.php?id=860290&div_id=1498

Arbitragem: queixam-se de mais [ 2007/09/30 | 22:45 ] Luís Sobral

Se fizermos a lista das equipas que estão a desiludir neste início de temporada encontramos Benfica, Sporting, Sp. Braga, Boavista e Paços de Ferreira.

À excepção do Benfica, as restantes equipas têm outro ponto em comum: acabaram os jogos deste fim-de-semana aos gritos por causa dos árbitros. Se o leitor acredita em coincidências, parabéns.

Como qualquer observador atento concluirá, Sporting, Sp. Braga, Boavista e Paços não estão a começar mal por causa de duas ou três decisões discutíveis de árbitros. O problema está no futebol que praticam e em lapsos próprios.

Isto não significa que estas quatro equipas (e as restantes doze…) não tenham, eventualmente, razões de queixa. É provável que sim. Mas essa contabilidade que só os treinadores parecem interessados em fazer (lance a lance, apitadela a apitadela) seria sempre tão subjectiva que se tornaria vã.

As jogadas discutíveis do «derby» da Luz são um bom exemplo. Se Pedro Henriques tivesse assinalado três grandes penalidades o ruído seria idêntico e isto obviamente não é sério.

É verdade que o episódio entre árbitro e auxiliar deveria ter sido evitado. Mas não é culpa do auricular. Pelo contrário. Os juízes poderiam ter conversado de forma bem mais discreta, por segundos, mas o facto de a bandeirola ter sido levantada de imediato (à «moda antiga», sem beneficiar das novas ferramentas) tornou inevitável o diálogo.

Já sabemos que os árbitros portugueses são pelo menos tão maus como a maioria dos jogos, jogadores, treinadores e dirigentes que merecemos. Pressioná-los de uma forma que chega a ser deselegante só vai piorar a situação.

É bom que os adeptos compreendam o essencial. Quando criticam, as equipas querem sobretudo retirar o peso dos maus resultados dos seus ombros. O árbitro é sempre a solução óbvia. E já era assim antes de haver auriculares.

Quem deseja discutir com profundidade a arbitragem deve fazê-lo durante a semana e não a seguir aos jogos que saem mal.

Do meu ponto de vista, é o trabalho de Vítor Pereira que deve ser analisado ao detalhe. Quem nomeia, o que sucede aos árbitros que cometem erros (sim, é evidente que erram) e qual o trabalho que está a ser feito para uniformizar critérios e harmonizar a qualidade do corpo de árbitros e auxiliares. O presidente da Comissão de Arbitragem da Liga está obrigado um bom trabalho e é fundamental que todos entedamos os critérios que utiliza.

E, já agora, é preciso analisar com isenção e rigor os relatórios de observadores e conhecer melhor estas pessoas e quais as competências que possuem. A arbitragem é o conjunto de tudo isto, não apenhas um conjunto de indivíduos que fazem publicidade a uma imobiliária.

P.S. : Se o Sporting quer contabilizar os erros dos árbitros é justo que inclua os de Bruno Paixão, na final da Supertaça. E a grande penalidade perdoada a Gladstone, no empate com o Vitória de Setúbal. Para que todos compreendamos em que momento exacto a arbitragem perdeu a vergonha, como diz Paulo Bento. Custa a crer que tenha sido na quarta-feira.

O Sobral apesar de lampio costuma primar (na minha perspectiva) pela seriedade nos comentários, sendo até mtas vezes ofendido e atacado pelos “seus” (um pouco pelas mesmas razões fanatizadas pelas quais se cruxifica Rui Santos por criticar coisas que passado umas jornadas muitos Sportinguistas já apontam mas isso é outro tema).

Neste caso concreto até penso que ele tem alguma razão… para podermos fazer barulho temos também de reconhecer quando a benesse nos bate à porta, e esta época já vi pelo menos dois exemplos. Além disso (e Sobral não o refere, refiro-o eu) um clube que se comporta institucionalmente como se comportou após o (esse sim maior) escândalo das Antas perde toda a face para se queixar, a não ser na base da queixa que sempre apresentámos até hoje: a choraminguice calimérica de quem ainda está para um dia se dar ao respeito nos momentos e locais onde realmente se ganha o respeito dos árbitros.

À excepção do Benfica, as restantes equipas têm outro ponto em comum: acabaram os jogos deste fim-de-semana aos gritos por causa dos árbitros.

Mas a orcalhada tem moral para criticar a arbitragem?

Bah!!

Devem é agradecer aos bois de preto e à vaca gloriosa isso sim :arrow:

Já sabemos que os árbitros portugueses são pelo menos tão maus como a maioria dos jogos, jogadores, treinadores e dirigentes que merecemos.

Esqueceu-se de referir o jornalismo desportivo que se encontra claramente na mesma sacola. Este artigo é uma prova.
Ele começa a falar que existem 4 clubes na mesma situação mas faz a sua dissertação apenas sobre 1 deles, curiosamente o Sporting. Estranho.

P.S. : Se o Sporting quer contabilizar os erros dos árbitros é justo que inclua os de Bruno Paixão, na final da Supertaça.

Eu não percebo nada de bola, mas o que é a final da Supertaça :rotfl: e nessa tal competição o árbitro foi o Bruninho?
É galinha e basta …

Concordo. Temos de ser superiores a isso tudo e deixar de lamúrias! Já não era sem tempo…

Tirando a história da Supertaça - porque não me lembro do que ele está a falar - não vejo nada que não concorde com o artigo. Também eu estou farto da choraminguice calimérica (esta do Mauras foi em cheio) que se tornou imagem de marca do Sporting nos últimos 10 anos e que esquece quando habilmente quando somos beneficiados, como aconteceu com o Setúbal - há mesmo falta do Gladstone e o penalty sobre o Abel é mergulho. Já disse aqui que dou de barato mandar umas bojardas de vez em quando para proteger um jogador que faz uma asneira (tipo Stojkovic no Dragão) ou mesmo a equipa depois de uma exibição fraca. Mas nós transformámos a lamúria numa obsessão! Chega! Que tal falar de futebol, para variar um pouco?

Se vamos estar à espera que não existam jogos em que o Sporting seja benefeciado para poder reclamar, então esperem sentados. O problema não são esses jogos, porque todas as equipas no final do campeonato passam por isto.

O grave é como o Sporting é prejudicado ! Que me lembre nos ultimos anos, erro verdadeiramente grosseiro que tenha beneficiado o Sporting aconteceu em Alvalade no tempo de Peseiro numa partido com o Leiria, quando o Ricardo defende já entro da baliza um remate, que só o arbitro e assistente não viram.

Mas como estava a dizer, o grave é como prejudicam o Sporting, porque um fora de jogo mal tirado, um penaltie por marcar acontece a todas as equipas em todos os campeonatos.

Mas há situações com a arbitragem que só acontecem a este clube:

  • Digam-me um clube que tenha sofrido um golo escandaloso com a mão que decide um campeonato ?
    Sporting !

  • A qual clube um corte que o GR agarra, origina um livre indirecto ( que resulta em golo e consequente derrota)?
    Sporting !

  • Quantos clubes viram o seu GR, ser penalizado com a regra dos 6 segundos ?
    Sporting no tempo de Schemeichel !

  • A qual clube um arbitro mente descaradamente num relatório, as imagens mostram que está a mentir e não se passa nada ?
    Sporting, castigo a Liedson, a epoca passada em Leiria.

  • Qual foi o clube que viu os arbitros fazerem greve e não aparecerem para apitar um jogo de campeonato ?
    Sporting, o arbitro foi o Sr Paulo Costa, num jogo para o campeonato há muitas epocas atrás em Faro.

E podia ficar aqui o resto da tarde.

Os outros clubes tem queixas, acredito que sim. Mas a este clube acontece o que não acontece a mais nenhum.

Essa tua impressão resulta precisamente do facto de seres adepto deste clube. E óbvio que nos lembramos melhor das situações em que o Sporting foi prejudicado porque a) é o clube o que vemos mais vezes e b) é o único que nos importa. Eu, quando vejo um golo a ser marcado contra o Benfica com a mão, não falo em “erro” - falo em prova da justiça divina :slight_smile: .

Mais a sério, se fores falar com um lamp ou com um andrade, aposto o que quiseres que eles terão as suas histórias e se consideram tão vítimas de uma conspiração nacional como nós (o que nos lamps tem particular piada - se eles são tantos como reclamam, não sobra muita gente para conspirar… :slight_smile: ).

Depois o que me irrita não é a reacção a erros grosseiros, como a mão do Ronny no ano passado ou os três golos em fora-de-jogo de metros do Nacional em Alvalade na última jornada de 2004-05; é óbvio que erros desses, em decisão fáceis, são motivo para protesto e deviam ter consequências para os árbitros (p.ex. x jornadas sem apitar). Agora, pegar em cada decisão difícil - daquelas que mesmo com 20 repetições continuam suscitar dúvidas ou que só num ângulo impossível para árbitro é que se resolvem - e, à custa de o martelar mil vezes na TV, rádio e internet, transformá-la num erro de palmatória que supostamente toda a gente viu e que é por isso numa prova irrefutável de conspiração, não é sério.

E cansa porque cai facilmente para o disparate. “Se a opinião do auxiliar não conta, não valia a pena vir”, diz o Paulo Bento. Desculpe? :o Que eu saiba, desde a alba do futebol que, em caso de discordância, é a opinião do árbitro principal que é soberana. É por isso que um é auxiliar e outro principal… ::slight_smile:

Não sei se os árbitros que cometem erros estão comprados ou não - vou assumir que uns estão e outros não. Mas seja qual for a situação, a choraminguice calimérica (é mesmo boa este expressão!) só revela duas coisas:

  • Mau perder, se o árbitro não estava comprado
  • Distracção ou falta de poder, se o árbitro estava comprado.

Seja qual for a hipótese correcta, o choradinho é mau sinal e não serve para nada.

Portugal e os portugueses devem viver nalguma realidade paralela onde tudo é ao contrario.
Só assim faz sentido que no Pais do Apito Dourado se adjective umas das maiores vitimas da corrupçâo instalada de calimero. :lol:
Mas pra relembrar assuntos recentes: a rabula da Lei 12- com honras de memo interno secreto e tudo, onde se re-escreve uma das leis do jogo- tambem nâo aconteceu. :angel:

Só uma correcção,foi já com PB no comando esse jogo.
De resto,de acordo,o problema não são tanto questões técnicas,é o modo como depois os árbitros e os seus chefes “gozam” com o clube,tentando justificar o injustificável muitas vezes.

Li até ali e parei imediatamente!
Impressôes??? Nada disso, meu caro. Indicios fortes- nâo digo provas por uma questâo de formalidades- de que o Sporting foi prejudicado objectiva e sistematicamente pelas arbitragens.
Eu tb tinha essa impressâo ha uns anos atras, hoje em dia nâo. Hoje em dia tenho a certeza (quase que) absoluta.

Do Porto lembro-me de um jogo onde eles foram escandalosamente roubados, foi em campo-maior numa celebre arbitragem do Bruno Paixão.

Eu não discuto lances que após 30 repetições não há certezas. Dou-te um exemplo o segundo penaltie na Amadora, eu admito que o arbitro tenha tido duvidas se foi fora ou dentro da área, porque eu mesmo com as repetições tambem as tive.

Mas não são desses lances que eu falo, ou dos fora-de jogo de centimentros, porque esses vão acontecer sempre.

O grave são as arbitragens que tu percebes serem tendenciosas. Mais um exemplo, tu duvidas que o PH, não marca penaltie no lance do Adu, porque ficou compremetido por causa do que se tinha passado antes com Katsuranis ? Eu pergunto é justo um arbitro ter como critério a compensação ?

E mais grave são estes jornalistas que não sabem despir a camisola e escrevem estas porcarias, dando a ideia que o Sporting é clube mais benefeciado do planeta, porque num jogo com Setubal o Gladstone fez um suposto penaltie…

Para terminar, alguem já viu a capa do Paquim Mor, já começou a limpeza ao erro do PH.
No final do jogo os jogadores do SCP, afirmaram que arbitro tinha lhes dito que não marcava penaltie porque não tinha visto, daí a observação do PB quando disse, que assim sendo ele podia vir apitar sozinho.
Hoje, afinal, já vem escrito que o PH viu tudo, mas que parou o jogo, porque houve uma falha de comunicção com o seu assistente…
Agora riam-se, o que dizem as “fontes” da arbitragem ao jornal é que o auxiliar gritou falta utilizando o sistema de comunicação, mas como não disse falta do Katsuranis ::), o PH pensou que se estava a referir a outro lance e como ele levantou a bandeira o arbitro teve de parar o jogo… :o
Eu não estou a inventar leiam a página 48 do jornal, está lá escrito !!! Agoram digam-me se isto não é gozar é o quê ???

Eu acho q ele só não marcou o penalty do Adu porque o que lhe foi encomendado foi o empate. Do mesmo modo gamou-nos 2 cantos, e 1 aos orcs.

Quanto à explicação que surge hoje nos pasquins… é provocação.
Esses gajos merecem mesmo um arraial de porrada, para já que não têm vergonha ao menos ganhem medo. >:D

Isso eu nunca vi…será que é porque não há justiça divina?? :twisted:

:naughty: Estás a colocar as declarações do Paulo Bento fora do contexto, porque antes dessa frase ele afirmou que o árbitro tinha dito aos jogadores do Sporting que não marcava penalti porque não tinha visto

E já agora, diz-nos quando é que viste um golo ser marcado com a mão contra o Benfica ou o FC Porto…

Não sabes? Porque não aconteceram.

O que aconteceu foi o FC Porto a vencer um jogo (FC Porto 2 Paços de Ferreira 1), no primeiro ano do Mourinho, com 1 golo com a mão marcado nos descontos (!!) pelo Jankauskas. Um erro que originou grande polémica na altura, como não podia deixar de ser.

Ou então o MAIOR ROUBO da história do futebol português: supertaça, jogo entre FC Porto e Benfica, o jogo está já nos descontos e empatado. Um jogador do Benfica isola-se, o Baía sai e faz alta defesa (COM AS MÃOS) à vontade metro e meio fora da área. O árbitro manda seguir. No seguimento imediato do lance, um jogador do Benfica remata para a baliza (o Baía não estava la, porque tinha saído fora da área) e um jogador do FC Porto, na tentativa de cortar o lance, chuta a bola para a própria baliza. AUTO-GOLO! O fiscal de linha levanta a bandeirola e anula o auto-golo por FORA DE JOGO POSICIONAL. Estavam 4 ou 5 jogadores do Benfica a festejar o golo junto à bandeirola de canto (não se tinham apercebido que fora anulado), o árbitro mandou seguir e o FC Porto fez um ataque com 4-5 jogadores do Benfica parados lá no canto do relvado.

O FC Porto tem sido constantemente ajudado pelas arbitragens, da forma mais vergonhosa possível.

O Sporting, regra geral (com uma ou outra excepção), é o cristo.

A propósito, esqueci-me de colocar o link do tal erro.

http://www.youtube.com/watch?v=QXu7kU-BHFY

n vejo nada de anormal na analise. É preciso é jogar à bola…

De bodes expiatórios tou eu farto…

N vejo nenhum anti-sportiguismo na analise…