S. Nuno de Santa Maria (Nuno Álvares Pereira)

Hoje foi canonizado o Nuno Álvares Pereira, um facto que incrivelmente foi passado ao deleve pelas nossas televisões :naughty:
É pena que por o Estado Novo o ter usado como simbolo (ele não o escolheu como é obvio) e por essa razão ser uma figura de certo modo esquecida na nossa história. Infelizmente não é a unica…

Estamos num país e numa situação em que necessitamos de modelos e acho que aqui temos um excelente para seguir.

Fica aqui o link para o artigo na Wikipedia

http://pt.wikipedia.org/wiki/Nuno_%C3%81lvares_Pereira

É pena estar muito pobre… existe um excelente livro sobre a sua vida do Oliveira Martins cujo o título é “A vida de Nun’Álvares”. Penso que é um livro que devia de ser leitura obrigatória para qualquer português pois dá-nos a ver o espirito e a indole de um dos maiores portugueses de sempre.

Acho extraordinário como se canoniza um sanguinário como o Condestável!

Um homem que foi um grande português, um dos primeiros apoiantes de D. João contra Castela, o vencedor de Aljubarrota, mas também o exterminador de castelhanos. Ao que consta, nunca perdeu as raízes guerreiras, e que por baixo do manto eclesiático usava a malha de guerra.

Um grande homem, um grande patriota, um grande português, sim senhor!

Agora santo, nunca o foi.

Finalmente! :clap:

Para mim, um dos maiores portugueses de sempre!

Sempre gostei muito da sua história, e sempre o vi como um grande exemplo, e vê-lo canonizado é muito bom! :great:

Aí é que te enganas, Atlantian!

Como todos sabem, ou deviam saber, S.Nuno de Santa Maria era um grande devoto e renunciou a uma vida boémia.
Depois da guerra, despojou-se da sua imensa fortuna e foi para a Ordem dos Carmelitas, e aí tomou o nome de Nuno de Santa Maria, onde acabaria por falecer, em 1431. Nessa última fase da sua vida dedicou-se à ajuda dos desprotegidos, dos pobres, dos famintos. Mas mesmo quando foi militar, nunca deixou para trás seja um companheiro de armas ou um adversário ferido.

[hr]

Só uma curiosidade:

No casamento de D.Beatriz com D.João I de Castela, D.Nuno Álvares Pereira, como convidado, no actualmente designado “copo de água”, quando chegou à sua mesa, viu-a ocupada por castelhanos!
D.Nuno no seu grande patriotismo, chegou perto da mesa sem palavras, e sem mais nem menos, agarrou na mesa e virou-a ao contrário! ;D
D.João I de Castela aplaudiu!E disse,algo parecido:“Se esse lugar lhe pertencia, muito bem fez este senhor!”

Pensem bem no que é uma sala cheia de nobres espanhóis, e ele chegar lá do nada e virar a mesa ao contrário! :lol:

Bem o Fransil já disse parte do que ia dizer.

Se não me engano nesse episódio foi ele e o irmão que viraram a mesa. E realmente deve ter sido algo de rir e chorar por mais!

Sim realmente ele foi um extreminador de Castelhanos, mas sanguinário?? Foi uma guerra de defesa! Era matar ou morrer. Além de que não usou táticas sujas nem tentou subornar os adversários (já o contrário não é verdade, sendo que até o tentaram comprar…).

Como sabemos a religião hindu deve ser das religiões mais pacificas que existem, mas eles próprios dizem que às vezes matar não é “pecado” pois o próprio Krishna era um guerreiro.

Não foi santo e esse episódio que contas prova-o. Não é ensinamento da igreja perdoar, dar a outra face?

nunca deixou para trás seja um companheiro de armas ou um adversário ferido.
Os Marines americanos fazem o mesmo, se calhar deviam ser todos santos.

A igreja ensina “Não matarás”, mas a igreja católica é hipócrita e desonesta. O Vaticano é o maior centro de corrupção e falsidade da história do mundo moderno, onde claramente o provérbio “Faz o que eu digo, não faças o que eu faço.” atinge a sua verdadeira definição.

E folgo em saber que o Vaticano continua a canonizar italianos, vá lá que já deixaram de escolher italianos para Papa, até parece que toda a virtude se encontra na “bota”.

Hipócrita essa igreja, que desvirtua a mensagem de Cristo.

Por mim podem beatificar e canonizar quem quiserem, mas reconheço mais mérito a Ghandi e Teresa, esses sim, apregoavam a paz e o bem dos outros, não reconhecendo lugar à matança, fosse porque circunstância fosse.

Glória ao homem, ao Condestável, que foi um grande português. Agora santo nunca o foi.

:clap:

Atlantian, calmex aí! Com que autoridade é que afirmas que o D. Nuno não é santo?

Conheces os critérios usados pela Igreja para definir um santo e estás em posição de dizer que esses critérios não foram cumpridos? Ou o juízo que fazes é baseado naquilo que segundo a tua própria concepção deve definir um santo? A mim cheira-me que é a 2ª hipótese. Ora se foi a Igreja a “inventar” a condição de “Santo”, também deve ser a Igreja a melhor entidade para avaliar quem é e quem não é santo. Se calhar era melhor deixar os pareceres para as entidades idóneas, não?

Mais: ainda não vi aqui ninguém falar do acontecimento fulcral na conclusão do processo de canonização. Aqui há uns anos uma cozinheira de Ourém estava a fritar peixe, saltou-lhe um pingo de óleo a ferver para o olho e pimba ficou cega. Todos os médicos lhe diziam que ela nunca mais ia recuperar a visão, até que se dedicou a rezar a Dom Nuno (já era beato) e numa questão de meses ficou curada sem qualquer explicação médico-científica. A cura foi considerada um milagre e o milagre foi atribuído a D. Nuno. Portanto, os méritos de D.Nuno não se resumem à dedicação que teve à Igreja e à espiritualidade durante a sua vida mas também ao facto de conseguir fazer milagres depois de morto. É tudo isso que, aos olhos da Igreja faz dele um Santo.

Agora a cereja no topo do bolo era procederem à Canonização da Padeira de Aljubarrota e ao reconhecimento desse milagre que foi ter mandado desta para melhor 7 espanhóis às pazadas. Os espanhóis ficavam fulos. :lol:

precisavamos de um português destes hoje em dia para poder virar as mesas da subserviencia aos espanhois em termos economicos e as mesas de negociação do abrasileiramento da lingua portuguesa… entre outras coisas!

:clap: :clap: :clap:

Apesar de não ser católico praticante percebo que é uma honra para Portugal a canonização de D. Nuno Álvares Pereira porque é a maior homenagem que a Santa Sé poderia dar a um homem que contribuiu imenso para a permanência de Portugal como Estado independente. É uma vitória para o Estado português porque isto nunca foi bem visto em Espanha, já que recorda aos espanhóis uma derrota histórica. Logicamente que em Portugal este acontecimento é desvalorizado porque vêem logo os sectários de esquerda com a conversa da separação entre o Estado e a Igreja, como se isso estivesse em causa. Acho que mesmo as pessoas não religiosas têm a noção da importância política, e não apenas espiritual da Santa Sé, e é também à luz disso que se deve ter a noção do interesse para Portugal do que ocorreu ontem no Vaticano. Claro que há sempre aqueles que são tão tapadinhos que não vêem um boi e é deixá-los falar, que não há pachorra. Eu fico contente com a canonização.

Só uma pergunta, és católico?

Eu não sou, por isso o assunto não só não me diz respeito, como me é indiferente. Agora porque diabo uma instituição religiosa não pode decidir como quer e quando quer quem sãos os seus santos? E se os critérios da Igreja para elevar alguém a santo são os de uma vida de dedicação aos outros e despojo de valores (algo que ele fez na parte final da sua vida, em gesto de nobreza e redenção), tendo de haver uma cura sem explicação científica e evocada em seu nome, porque raio não poderá ele ser santo?

Depois quando vens falar da Madre Teresa como exemplo, sorri. Aconselho-te só a ler isto:

http://www.slate.com/id/2090083/

http://books.google.de/books?id=PTgJIjK67rEC&dq=the+missionary+position+mother+teresa+in+theory+and+practice&pg=PP1&ots=Ul2EZPuilL&sig=hveLEquahtnLFe_pQX9qwGGOV-8&hl=en&prev=http://www.google.de/search?q=The+Missionary+Position:+Mother+Teresa+in+Theory+and+Practice&ie=utf-8&oe=utf-8&rls=org.mozilla:en-GB:official&client=firefox-a&sa=X&oi=print&ct=title&cad=one-book-with-thumbnail#PPP1,M1

Vocês que criticam , ou menos conhecem os procedimentos da igreja católica?

A canonização do Nuno Álvares Pereira entronca no conceito que a igreja aceita de Guerra Justa , que está enraizado na Igreja desde S. Agostinho Sec.IV.

Atlantian, e então sabias que D.Nuno era o homem mais rico de Portugal, na altura?!

E que ele deixou TUDO, mas mesmo TUDO, e foi para a ordem carmelita, para andar descalço a dar a sua comida aos pobres?!

E sabias que foi ele que construiu o Convento do Carmo?!

E sabias que ele já era para ter sido canonizado há muitas décadas atrás?!A maior parte das vezes não foi, porque os espanhóis sentiam-se humilhados, e na última vez não o foi porque nessa altura começou a I ou II Guerra Mundial(não tenho a certeza de qual)

E sabias que foi percursor do diálogo inter-religioso mandando construir mesquitas e sinagógas para além de várias igrejas?!(pois porque como se vê, a Igreja Católica é a única que se preocupa em ter diálogos inter-religiosos)

E acho que o Green Lion, o Ricardo Martins Pereira e o lionheart disseram o resto… :great: