Relatório e Contas - 10/11

SPORTING CLUBE DE PORTUGAL - Futebol, SAD
Relatório e Contas
Exercício 2010/2011

Relatório: [url]http://web3.cmvm.pt/sdi2004/emitentes/docs/PC35509.pdf[/url]

[size=11pt][b]COMUNICADO[/b][/size]

Resultados do Exercício 2010/11
A Sporting Clube de Portugal - Futebol SAD, nos termos do disposto na al.e)
do nº 1 do art. 289º do Código das Sociedades Comerciais, colocou hoje à
disposição dos accionistas o Relatório e as Contas do exercício de 2010/11,
que compreende o período de 1 de Julho de 2010 a 30 de Junho de 2011,
dele destacando os seguintes aspectos:

  1. Os resultados da Sociedade no Exercício de 2010/11 foram de 43 991
    milhares de Euros negativos, reflectindo a performance desportiva
    negativa da época.
  2. Os resultados foram agravados em relação ao que seria expectável,
    por ajustes contabilísticos resultantes:
    a) da reestruturação financeira efectuada que, se por um lado
    correspondeu a um acréscimo nos Capitais Próprios da Sociedade,
    por outro obrigou ao reconhecimento total de custos que vinham a
    ser reconhecidos anualmente.
    b) da contabilização de custos não recorrentes, relacionados com a
    profunda remodelação no futebol do Sporting efectuada no final da
    época.3. Os Proveitos Operacionais estão em linha com os verificados no
    último Exercício, apesar de haver uma diminuição dos proveitos
    associados à participação nas provas da UEFA pelo facto de, neste
    Exercício, não termos recebido o prémio correspondente à
    participação no Play-Off da Liga dos Campeões.
  3. Os custos Operacionais sofreram um agravamento de 25%,
    justificados por um aumento nos “Custos de Pessoal” resultante do
    investimento efectuado na época 2010/11, e pelo referido lançamento
    de custos relacionados com a remodelação efectuada no final da
    época.
  4. De referir também o valor assinalável (cerca de 18 Milhões de Euros)
    dos “Proveitos com Transacções de Passes de Jogadores”.
  5. Em termos Patrimoniais, o Activo Líquido da Sociedade cresceu 21%
    (de 140,4 para 169,9 Milhões de Euros), e, apesar dos Resultados
    negativos, o Passivo só cresceu 4,5% (de 190,9 para 199,5 Milhões
    de Euros).
    Lisboa, 9 de Setembro de 2011
    O Conselho de Administração

Para tais acto de “gestão” claramente Danosa ao Sporting no que toca aos activos, sinto-me completamente num espaço legitimo de o pedir :

“-Exijo a demissão desta Direcção!”

Ainda vou na página 16 (desta vez quero ler isto com mais atenção do que aquilo que tenho feito, porque há imensa coisa por explicar) mas sobressai à vista esta vergonha:

Tendo como finalidade aliviar o esforço financeiro correspondente ao investimento considerado imprescindível para o reforço da competitividade desportiva da equipa principal, manteve-se e aprofundou-se a política de parceria com Fundo “ Quality Football Ireland Limitted (QFIL) que, na época passada havia já contratado 50% dos direitos económicos dos jogadores Marco Torsiglieri, Eric Dier e Tobias Figueiredo. Nesta época adquiriu metade dos direitos económicos detidos pela Sociedade dos jogadores Fabian Rinaudo, Ricky Van Wolfswinkel, Diego Rubio e Elias Trindade, estando ainda outros jogadores em negociação.

Já agora, quando na página 15 falam em “Demonstração dos Resultados para os exercícios findos em 30 Junho de 2011
e Pró-forma a 30 Junho de 2010”…

o Pró-forma a 30 Junho de 2010 são os proveitos que a 30/JUN/10 esperavam ter para o exercício de 2010/2011 ou são os proveitos do exercício de 2009/2010?

Ponho cá o que pus no do Godinho …

50% dos passes de Elias, Rinaudo, Wolfwinkel e Rubio já foram vendidos ao fundo Quality Football Ireland Limitted (QFIL) :cartao: , sendo que outros passes tão a ser negociados.

Não são mencionados valores :cartao: como sempre.

este tópico ainda vai dar molho

O Que é que a direcção de 10/11 tem a ver com esta??? Pedir Demissões??? A uma direcção que não tem nada a ver com a outra que fez o prejuízo???

Mas tu sabes ler sequer?! Vai lá ler o que o chuck_norris escreveu e depois vem tentar redimir-te um pouquinho, vá…

Oh Cosa Nostra pensei que tivesses a ser irónico até…

Estes números não são propriamente bonitos de se ver… 400 mil euros anuais perdidos em quotização em meros dois anos (08-09 para 10-11). Quando a política desportiva é tão má e a política directiva é a de afastamento total dos sócios e adeptos, o resultado é este…

[mod]Relembro a todos que existem regras no fórum. Discutam o assunto evitando infringir as mesmas.
Todos ganhamos com isso.
[/mod]

Verificou-se um agravamento importante nos custos operacionais (10,7 Milhões de Euros correspondente a um agravamento de 25%), dos quais cerca de 6 Milhões de Euros são custos que não se irão repetir: [b]rescisões contratuais até 30.06. 2011 (2 Milhões de Euros) e provisionamento de estimativa com rescisões que ocorreram após 30.06.2011 (3,8 Milhões de Euros).[/b]

Descontando este efeito, o agravamento real explica-se pelo acréscimo de “Custo de Pessoal”,
e foi motivado pelo investimento feito na equipa principal que se traduziu em 4,7 Milhões de
Euros de “Custos de Pessoal” adicionais.

Juro que ainda não percebi… O Chuck disse que exigia a demissão da actual direcção… Se isto tem a ver com o ano passado… Tem alguma coisa a ver com activos… O que é que são activos?? Se estão a falar de rescisões então não apoiavam a rescisão de alguns jogadores???

:rotfl: :rotfl: :rotfl: :rotfl: :rotfl:

Sporting tem 70% do passe de Rodriguez …
Rodriguez, jogador livre, custou 1,2 Milhões €

Sporting tem 50% do passe do Arias …
Arias, jogador livre, custou 920 Mil €

Marcelo afinal custou quase 1 milhão … foi comprado ao Maritimo por 959 Mil € (75% do passe).

E olha lá, esta direcção não entrou em Março da época 2010/2011?

já leste ao menos o comentário do Eminem?

:xock: :xock: :xock: Não sabia!!! :o :o :o :o :o scusa

Então não tinha vindo a custo zero em final de contrato? :inde:

EDIT: Só temos metade do passe do Carrillo?

Isto…

e isto:

No exercício 2010/2011 foram pagas pela sociedade do Grupo Sporting denominada SPORTING PATRIMÓNIO E MARKETING, SA, as seguintes quantias:

Eng.º José Filipe Nobre Guedes: quantia total de € 80.000,00, a título de remuneração pelo cargo de Administrador da Sporting Património e Marketing, SA;

Dr. José Eduardo Bettencourt: a quantia total de € 57.856,00, a título de remuneração pelo cargo de Presidente do Conselho de Administração da Sporting Património e Marketing, SA;

Dr. Francisco Sousa Louro: a quantia total de Euros 46.666,67, a título de remuneração pelo cargo de Administrador do Conselho de Administração da Sporting Património e Marketing, SA.

Não sabia que o Conselho de Administração da SPM era remunerado.

RIR PARA NÃO CHORAR!!!

Este documento é uma vergonha!