Relatório & Contas do 1º trimestre 2016/2017: 63M de lucro

Relatório & Contas do 1º trimestre. Lucro de 62,9M €


PCT62374.pdf (1.52 MB)

62.9M€ de lucro!!! wow :mais:

Histórico

Histórico e exagerado é o custo com pessoal.

Alguns dados


Screenshot_2016-11-30-19-49-01-1.png

Há uma coisa que me faz confusão… O Passivo… Aumentou 27M€ assim do nada, praticamente todo nas rubricas “Outros passivos” correntes e não correntes…

Porquê?

Valores na ordem de grandeza do que se esperava por aqui, mas mesmo assim, ainda tenho que esfregar os olhos para acreditar.

O que éramos, e aquilo no que nos estamos a tornar… Incrível!

Realmente há gajos que gostam de falar apenas e só para preencher o vazio. Os custos com pessoal históricos ainda assim são substancialmente inferiores (para não dizer largamente) aos dos rivais. E mesmo assim, sem vendas, o Sporting daria lucro. Portanto é porque esse aumento é sustentável e não apenas “porque sim”.

Resultados financeiros que demonstram o perigo em que se encontra o Sporting liderado por Bruno de Carvalho…

Ai estão os donos da verdade. Os custos são exagerados, posso ter essa opinião? Não gostas, não lês e não comentas. O Sporting não vai fazer todos os anos 70M€ em vendas para continuar a suportar estes custos. Se o fizer estará constantemente a hipotecar vencer o campeonato, porque siginifica que perde os melhores.

Ainda nem sabias o que era Sporting e já eu e muitos andávamos a correr com os croquettes. Não venhas agora armado em herói que te vens esticar para o lado errado.

Excelentes resultados.

Realço novamente o trabalho do nosso presidente e de restante direção.

Desculpa lá, mas os resultados nesta ordem de grandeza são desvalorizados por ti, além da tua referência aos custos com o pessoal que são claramente inferiores ao histórico dos rivais.

Podes ter defendido o bem quiseres, não é por isso que o teu post tem mais lógica.

E sim, os custos com o pessoal são exagerados. Basta olhar para o plantel e sua dimensão. Não é preciso o RC.

Não precisa

Estás equivocado, os custos com pessoal neste momento são praticamente iguais. A única diferença é que eles investem muito mais dinheiro nas contratações e não com salários. Extrapolando linearmente (que não é porque há sempre ajustes, quer em Janeiro, quer no mercado de verão), podemos estar a falar de 60M€ por ano (ligeiramente superior aos lampiões) sem prémios de final de competições. É de facto um exagero para a realidade tuga. Mas quem tem resultados deste nível, tem que subir o investimento neste campo, por isso nada a dizer. Agora, isto não é sustentável no médio termo sem vendas altas no verão (sem contar com a champions, claro). Temos de ter cuidado para não entrar em loucuras.

quase 3 meses após o timeline do relatório e dado o cenário actual, posso considerar exagerado na equipa principal de futebol vs o rendimento de uns quantos elementos (e aqui volto a frisar o “até agora”).
elementos como Jefferson - zeegelar (se bem que aqui o custo salarial absoluto não deve ser alto mas vs o rendimento a coisa é outra), petrovic, Markovic, Alan ruiz, (Campbell ainda pode ser que" se safe, se calhar douglas também não recebe assim tão pouco… ) acrescentaram muito pouco até agora para o que custam…

Sent from my Redmi Note 3 using Tapatalk

[member=11692]Lion73, o que me interessa o que os outros fazem? Eu olho para dentro da minha casa e estou-me borrifando para os outros. Espero, aliás, que eles gastem o dobro ou o triplo de nós, porque nenhum clube português viverá muito tempo com esse tipo de custos.

É inequívoco que os resultados são muito bons. Vir aqui escrever que é um grande resultado é contatar o óbvio. É preciso é ver para além disso.

Tens comentários meus no tópico sobre a lista de jogadores com contrato que acho elevado o número. Não tinha era ideia que seriam 15M€/trimestre, o equivalente a 60M€/ano (se nada for alterado em janeiro).

Cada um lê e interpreta como quer. Não venham é para aqui feitos Pedro guerras com a cartilha, obrigando as pessoas a dizer que este relatório é o melhor de sempre.

Um tem a ver com a divida ao fundo que detinha o Elias, QFIL, (não está explicado a que se refere este passivo, apenas diz o credor) e o resto refere-se às prestações que ainda não pagaste dos passes dos jogadores que compraste (investiste mais em contratações que nos anos anteriores e por isto essa subida de 10M neste campo)
Muito provavelmente a parte da QFIL refere-se ao valor que devemos ao fundo pela venda do João Mário (acho que eles detinham 25% dele). Como o Inter ainda não pagou as prestações ao SCP, nós tb ainda n pagámos ao fundo, já que é o clube que vende que tem que ajustar contas com o fundo que detinha parte do activo.

amigo, num mercado de concorrência como é o futebol nunca podes ignorar os outros.

Outras informações


Screenshot_2016-11-30-21-01-06-1.png

Screenshot_2016-11-30-21-00-11-1.png

Pensava que as contratações dos jogadores iam para a rúbrica de “fornecedores”… :think: