R&C Sporting SAD - 3º Trimestre 2012/13 (29,76 M€ de prejuízo)

Sporting SAD apresenta o Relatório e Contas relativo ao 3º Trimestre de 2012/2013 (até 31/03/2013)

[b][u]29,76 Milhões Prejuízos Acumulados

-105 Milhões € de Capitais Proprios[/u][/b]

[b]A Sporting Clube de Portugal - Futebol, SAD vem cumprir os seus deveres de prestação de informação económica e financeira referente ao primeiro semestre do Exercício em curso, período compreendido entre 1 de Julho e 31 de Março de 2013, destacando-se em seguida os seguintes factos:[/b]

1- Em 12 de Abril de 2013, conforme foi publicamente anunciado, a Sociedade informou sobre a conclusão das negociações entre o Sporting Clube de Portugal (que detém directa e indirectamente cerca de 90% do Capital da SAD) e os Bancos financiadores, Banco Espírito santo, SA e Banco Comercial Português, SA, em que foram definidas as bases gerais do plano de reestruturação financeira. A reestruturação financeira permitirá à Sociedade elevar os seus Capitais Próprios, criar condições para assegurar o cumprimento dos requisitos do Fair Play Financeiro exigidos pela UEFA e dotar a Sociedade dos meios necessários à prossecução da sua actividade.
Parte importante deste plano de recapitalização inclui a fusão por incorporação na Sporting Clube de Portugal – Futebol, SAD da sociedade SPM – Sporting Património e Marketing. Esta operação foi aprovada pelo conselho de Administração da Sociedade em 10 de Maio de 2013 tendo sido efectuado o seu registo provisório no dia 20 de Maio de 2013.

2- Os resultados dos primeiros nove meses são negativos em 29.760 milhares de Euros, tendo sofrido uma ligeira melhoria relativamente ao mesmo período do Exercício anterior.

3- Os Proveitos Operacionais (excluindo Proveitos com Transacção de Passes de Jogadores) situaram-se em 25.701 milhares Euros, o que implica uma quebra de 4.180 milhares de Euros em relação ao 3º trimestre de 2011/12.

Esta quebra explica-se por decréscimo de bilheteira (consequência da fraca performance desportiva), por ausência de receitas na pré-época, e pela mudança na contabilização das quotas em relação aos primeiros 9 meses do ano anterior (a alteração de 75% para 25% das quotas totais de sócios do SCP atribuídas à Empresa, ocorreu no final do 1º trimestre do 2011/12) e ainda pelo ligeiro decréscimo em receitas de publicidade e patrocínio.

4- Os Custos Operacionais sofreram um agravamento relativamente ao exercício anterior, fundamentalmente devido à rubrica “Outros Custos Operacionais”, que aumentou 1.416 milhares Euros nos nove meses em análise, como consequência de maiores despesas suportadas com transferências de jogadores e despesas com Imposto de Selo sobre juros e sobre operações de crédito, na sequência do aumento da dívida financeira verificado e de contratos de crédito associados.

5- O valor do Activo manteve-se ao nível de 30.06.2012, tendo-se verificado no semestre um aumento do Passivo de 29,2 milhões de Euros.

6- O Passivo Financeiro sofreu um acréscimo de 28,9 milhões de Euros, correspondente ao défice resultante dos Resultados negativos do período em análise

http://web3.cmvm.pt/sdi2004/emitentes/docs/FR45465.pdf

Relatorio e Contas:

http://web3.cmvm.pt/sdi2004/emitentes/docs/PCT45476.pdff

Obrigado Godinho!!!
Que grande presidente que tivemos!!!

Ainda vamos ler por essa net fora que nos 8 dias da nova direcção houve tempo mais que suficiente para inverter a situação. :arrow:

Só?!?

Já me perdi no somatório. Total de prejuízo acumulado no mandato do Engenheiro = a?

Prefiro não fazer mais comentários (é do modo que a moderação não tem de apagar mais mensagens minhas :shifty:)

Só de olhar para isso apetece-me vomitar.

Aí minha nossa senhora… ^-^

Excelente trabalho Godinho & Cia., excelente!

Já vai em quanto o prejuizo?

Fonix… até já temos anos com TERCEIRO Semestre? Xiça… :twisted:

Como é possível depois de tudo que aconteceu em Janeiro, os custos com pessoal terem aumentado? Isto é case study.

Ai que já não durmo direito hoje, raios te parta @Gtony :twisted:

Aumentaram porque se passaram mais 3 meses :smiley:

Mas não aumentaram. Diminuiram exactamente naquilo que se esperava. Fechamos o semestre a 21. O 3º trimestre a 30 e pouco e vamos acabar nos 38-40. Portanto no maximo baixou-se dos 21 para 18-19. O godinho falou em 2 milhoes e tal de poupança. Confirma-se. Não se confirma as visões mais mirificas que os custos iam ser fechados no final do ano nos 30 e pouco. E vamos ver se não se guarda prémios para o final.

O resto aumentou exactamente na mesma linha do que vinha a acontecer.

É o resultado da maior calamidade financeira que o Sporting Clube de Portugal foi submetido. Isto vai muito além da mera incompetência. E ainda falta fechar o ano .

Espero boas noticias só lá para Dezembro deste ano.

Ainda que não seja o problema maior, é pena não virem indicadas as percentagens dos passes.

se alguém rouba uma lata de atum para comer vai logo a tribunal e estes ladrões que ROUBARAM o nosso Clube anos após anos nada lhes vai acontecer??? Para quando um relatório que tenha resultados positivos?

Numa época onde nao estamos envolvidos em competicoes europeias (que normalmente obriga a ajustamentos nos salarios) desde á muito tempo , onde temos um plantel pauperrimo que já levou um valente corte em dezembro-janeiro…mesmo assim gastamos mais que no ano passado :wall: Ano esse onde fizemos uma carreira europeia de grande destaque e por isso também mais onerosa. É preciso um qualquer talento especial pa fazer tanta m.erda.

Continuamos com custos estupidamente excessivos em serviços externos , e de forma engraçada (ou não) , a rubrica outros custos operacionais em 3 meses mais do que duplica nos outros 6 anteriores. Rescisões , ou algo do género.

Entretanto continua-se sem saber para onde foram as percentagens dos jogadores, isto é INADMISSÍVEL !!!

A brincar que o digas tenho que dizer que acredito que tenhas razão, já que se vai lendo com cada parvoíce principalmente no facebook que é de bradar aos céus.

Temos por hábito dizer que os lampiões são estes e mais aqueles, mas o certo é que por vezes fico muito, mas mesmo muito confuso em saber quem é pior dado tanta parvoíce que infelizmente tenho lido.

Existem muitos a querer que a direção em exercício, resolva tudo em 2 meses, e mais, consigo até ler que se falhar a renovação do Bruma ou não conseguir contractar o Avançado do Moreirense que no momento não me está a lembrar o nome e nem tenho pachorra para a ir ver dada tamanha estupidez a direção pode marcar eleições, pois está mais que visto que não tem qualidades, como é obvio isto que acabei de escrever estou apenas a citar um pouco daquilo que já li.

Com tanta estupidez acredita que as tuas palavras estão certas, infelizmente. :great:

“Izmaylov”

Muito dinheirinho nos bolsos de alguém…

É bem EnGodinho …FDGP.

notas:
Setembro YTD = Q1
achei por bem nao fazer um breakdown muito grande. acho que mesmo assim dá para ter uma ideia.
peço desculpa pela cor, mas tem que ser assim. fossem os resultado positivos e aquela cor apareceria menos.

esqueçam o RLE, custos financeiros, impostos, amortizações com passes e transferencias.
enquanto o Sporting nao equilibrar os seus resultados operacionais, nunca poderemos olhar o futuro mais descansados e pensar em outros voos a nivel desportivo (e aqui é ombrear taco a taco com as outras 2 bestas).

acredito que o futuro poderá ser diferente. as coisas nao mudarão amanhã, nem daqui a 1 mes, nem daqui a 6 meses…mas espero estar a fazer esta analise daqui a 1 ano e apresentar resultados comparativos com o periodo homologo bem melhores :great:

Resultados verdadeiramente desastrosos… Isto é mau de mais e naturalmente coloca o clube numa situação deplorável… A divida é gigantesca e assim, naturalmente, fica cada vez pior. Infelizmente não é surpresa nenhuma e por isso apenas uma confirmação, uma confirmação também de que tomamos a decisão certa em mudar. Pior do que isto é impossível, o clube com estes senhores ia acabar num instante, por isso mudar para pior era impossível.

Por outro lado é importante perceber que estes resultados urgem em mudar e equilibrar. É fundamental já no próximo ano por esta altura os resultados serem bem diferentes. Contudo é igualmente importante perceber que as coisas não mudam do dia para a noite, não se corta despesas e aumenta-se receita ao clicar num botão. Para mudar de rumo são necessárias mudanças estruturais e mudanças estruturais não se consegue do dia para a noite.

É igualmente importante compreender que no próximo ano os resultados podem ainda ser negativos, isto porque para lá da ausência das competições europeias o Sporting terá este ano de gastar muito dinheiro em indeminizações para dispensas. Infelizmente a grande maioria dos excedentes do plantel não têm mercado e o sporting só se pode ver “livre” deles pagando indeminização, ou seja, deslocando os custos das suas saídas para o exercício deste novo ano.

Esperemos que não se volte a cometer os mesmos erros. Comprar pouco, com muito cuidado, jogadores que deem o mínimo de garantias, baratos e com contratos realistas é mais do que meio caminho andado para mudar de rumo.