Podemos ser melhores ...

Todos nós, que “vivemos” o SPORTING, temos uma responsabilidade acrescida, relativamente aos adeptos, sócios e dirigentes de muitos outros
clubes. O nosso é um Clube que, ao longo da sua história, nos habituou à
diferença: tem uma significativa maioria de gente séria e honrada, que o
dignifica, desde o simples adepto ao mais alto dirigente.
Não basta, porém, apregoarmos este lema que tanto nos orgulha; é preciso não abrirmos mão dele, seja em que circunstâncias for e, por vezes, há elementos da “Família” que não “funcionam” como deviam… É a massa associativa que não puxa pela equipa quando ela mais precisa, são as claques que cometem alguns excessos, são os responsáveis do JORNAL SPORTING, que o renovam e que não têm um gesto de gratidão para quem saíu (leio-o atentamente todas as semanas e não vi uma única palavra de apreço aos Colaboradores afastados - estou a lembrar-me de Hub Teixeira, talvez o mais antigo). É ainda a falta de imparcialidade do Jornal, que critica severamente as muitas arbitragens que nos prejudicam, mas que se esquece de reconhecer as poucas que nos beneficiam… Enfim, ninguém é perfeito, mas melhorar não é proibido…

Se não fizeres parágrafos e espaçares o texto, arriscas-te a que pouca gente leia os teus “posts”.