Os piores da Liga Sagres 2009/2010

No seguimento do tópico relativo aos melhores de cada equipa nesta época, aqui fica o tópico onde podem indicar os piores. Flops ou desilusões, resumindo, jogadores de quem se esperava mais e que por um motivo ou outro acabaram por falhar a época ou fazer pior do que se esperava.

Sporting: Postiga (Infelizmente podiam ser vários, mas escolhi-o porque apesar de não ter jogado muito, é impensável o Sporting ter um avançado com um indíce de aproveitamento tão fraco)

porcos: Cristián Rodríguez
galinhas: José Shaffer (Depois daquela guerra toda entre porcos e galinhas pelo Alvaro Pereira, acabaram por contratar este que não fez nada)

Sp. Braga: Mossoró (tendo em conta o que custou, tinha que fazer bem mais)
V.Guimarães: Douglas (Depois daquele início de época de 2008/2009 interrompido pela lesão grave, esperava que fosse capaz de dar continuidade a essa boa forma em 2009/2010 mas falhou completamente)

Nacional: Pedro Oldoni (Estava à espera que este gajo se destacasse)
Marítimo: Claudio Pitbull (Não fez grande coisa ainda foi a tempo de nos lixar…)
Naval: Davide (Já na época passada votei nele, cada vez pior)
Olhanense: Yazalde (Esperava muito mais dele, e tinha espaço para conquistar o lugar)
V.Setúbal: Regula (Depois de ter aparecido na época passada, esperava que conquistasse o lugar)
Académica: Amaury Bishoff (Este nem devia estar aqui porque não é flop não é nada. Sempre disse que não valia um tomate, apesar de muito boa gente o querer no Sporting no início da época. Este moço sempre teve um grande empresário… :mrgreen:)

Paços Ferreira: Roncatto
Leixões: Braga (Depois do que fez na época passada, este ano foi uma desilusão completa)
João Paulo (Chegou em Janeiro com a esperança de golos… e nada)

U. Leiria: Tiago Luís
Rio Ave: ??
Belenenses: Zé Pedro (Deve ter feito a pior época da carreira)

Sporting - Existem muitos, mas nenhum como o Angulo. Não é que esperasse algo quando chegou, mas a sua passagem pelo clube foi no mínimo rídiculo.

Braga - Rodrigo Possebon. Vindo do Manchester, onde na época anterior havia feito alguns jogos , era um reforço surpreendente para um clube que “não um grande”.

Corruptos - Diego Valeri. Foi durante muitas aberturas de mercado associado aos corruptos, sendo apelidado como o novo Lucho, mas a verdade é que tem sido uma nulidade total.

Merdosos - Shaffer e Patric. O primeiro foi em resposta ao falhanço de Alvaro Pereira e era considerado um grande craque e o segundo era o novo Maicon. Pois…

Guimarães - Jorge Gonçalves. Poderia citar Douglas, pois realizou uma temporada muito fraquinha, mas escolho o português pois era visto como um grande reforço mas acabou nas ruas da amargura…

Nacional - Edgar Silva. O novo Jardel, regressou a Portugal depois de uma passagem anterior fraca, sendo considerado o sucessor de Nene, que havia sido o melhor marcador do campeonato. Perante tanta falta de eficácia, ainda o colocaram a marcar penalty’s, mas a verdade é que ficou a anos luz do que se pedia…

Maritimo - Pitbull. Considerado um flop nas Antas, ganhou estatuto de grande estrela no Sado, sendo que as expectativas estavam elevadas neste seu regresso. Desiludiu.

Leiria - Tiago Luis. Era visto como uma contratação impensável e muito se falou do interesse que o Real Madrid demonstrou a certa altura. A verdade é que nem para um Leiria mostrou credenciais…

Paços de Ferreia - Ciel. Era visto como um jogador de elevada qualidade, mesmo sabendo que era uma aposta de risco. A verdade é que esse risco prevaleceu…

Naval - Davide. Fraco, fraco, fraco. Ainda prometeu quando apareceu, mas agora…

Rio Ave - Poderia citar o “grande goleador” Nelson Oliveira, o senhor “trinta milhões” Valdir, mas prefiro escolher Bruno Moraes. Até um João Tomás de cadeira de rodas mostrou muito mais.

Académica - Claramente… Amaury Bischoff. Hoje no Aves, era à um ano considerado o craque que muitos desejavam, sem nunca o ter… visto. Já teve os seus minutos de fama.

Setubal - Alvaro Fernandez. Considerado uma estrela no Uruguai, onde é internacional A, o médio nunca mostrou qualquer apontameno de interesse. E assim nem num Setubal agarrou… o lugar.

Olhanense - Yazalde. Prometeu muito na pré-temporada onde despertou o interesse de diversas equipas, mas a verdade é que teve um ano a passear, não pela areia do deserto, mas sim das praias do Algarve.

Leixões - Braga/Pouga. O primeiro pelo que fez o ano passado, onde despertou a atenção até dos grandes, tinha a cotação alta, mas este ano já voltou à estaca zero. O segundo dava a ideia que seria um reforço de peso, mas foi apenas mais um peso para afundar a equipa…

Belenenses - José Pedro/ Fajardo/ Celestino. O primeiro realizou a pior temporada que me lembro e os dois últimos, com destaque para Fajardo, pouco ou nada trouxeram à equipa.

Sporting - Angulo … acho que nem preciso de dizer o porque

Braga - Rafael Bastos - Jogador que prometia bastante, mas que quando a sua equipa precisou mais (apos o castigo de Vandinho) fez jogos completamente miseraveis ao nivel de um jogador da segunda divisao

porto - Rolando - fez uma epoca muito abaixo daquilo que os tecnicos e adeptos esperavam dele … ate porque esta foi talvez das epocas em que se sentiu a defesa do porto mais fragil nos ultimos anos

enfique - cesar peixoto - nao me vou alongar muito mas parece-me de longe o pior jogador esta epoca daqueles lados …

leiria - carlao - e nao o coloco aqui como pior jogador … mas como a maior desilusao, falava-se ate no interesse do sporting em avançar para a contrataçao … a verdade e que esteve mais de metade da liga sem marcar um unico golo …

Mossoró???

Sporting: Caicedo
carnide: shaffer
porto:fucile(a anos luz do que já fez)
braga: possebon
Académica: Éder( parecia promissor mas é um autêntico cepo com a bola nos pés)
Belém: Celestino
Guimarães: Douglas
Leiria: Ronny
Leixões: Braga
Marítimo: Pitbull
Nacional: Pecknic
olhanensel: Rabiola
Paços:roncatto
Setubal: rui fonte
rio ave: nelson oliveira

Sporting: Angulo
carnide: Shaffer
porto: Diego Valeri
braga: Olberdam
Académica: Rui Nereu
Belém: Zé Pedro
Guimarães: Custodio
Leiria: Zé Antonio
Leixões: Braga
Marítimo: Pitbull
Nacional: Pecknic
Naval: Baradji
Paços: Roncatto
Setubal: Zoro
rio ave: Evandro
Olhanense: Nwokolo

McCandless - Rabiola joga no olhanense e não na naval

Sporting - Moutinho (não tinha expectativas com Angulos ou Caicedos, mas com o nosso “capitão” tinha e, para mim, fez uma época miserável)

Braga - Possebon (vindo de onde vinha esperava-se muuuuito mais dele. pseudo-vedette).

Corruptos - Cristian Rodriguez (as lesões não desculpam tudo. e foi muito caro).

Carnide - Shaffer (escolha óbvia, obrigou à adaptação de um médio).

Guimarães - Douglas (época muito fraquinha).

Nacional - …

Maritimo - Pitbull (depois de Setúbal…).

Leiria - Carlão (onde andam os 4 milhões agora?!?!).

Paços de Ferreia - Roncatto (lento, pesado, etc etc. só mesmo no FM!?).

Naval - …

Rio Ave - …

Académica - Amaury Bischoff (e pensar que andou pelo Arsenal).

Setubal - Rui Fonte (poderei estar a ser injusto, mas estava à espera de o ver crescer, mas afinal…).

Olhanense - Yazalde (esperava bem mais).

Leixões - …

Belenenses - José Pedro (está na fase descendente da carreira. merecia ter tido uma oportunidade num clube maior/melhor. agora é o fim com a descida à 2ª)

Sporting: Postiga, pela fraquíssima eficácia, é impensável um clube que luta pelo título ter um avançado tão fraco. E o duo-maravilha, Caicedo e Angulo. Que autênticos tesouros. Para não falar do puto pseudo-capitão, que deve ter feito a pior época de sempre no Sporting.

Porco: Podia falar numa série deles, mas o Fucilhe e o Valeri foram os piores dos piores. O Super Maxi, de cadeira de rodas, é melhor que aquele trolha. E o Bibliotecario, só se for mesmo para isso que tem vocação.

Carnide: Shaffer e Eder Luís. Com o 1º, tanta guerra com o Porco por causa do Alvaro Pereira, foram buscar um monte de bosta autêntico. Com o brasileiro, era um fenómeno, melhor que o Di María, até para ser chamado à selecção. Vale 0.

Braga: O Possebon, que era um craque de primeira categoria, pffff. O Filipe Oliveira é muito fraquinho, muito mesmo. Meu rico JP.

Guimarães: Jorge Gonçalves prometia muito, desde a época passada, mas nada fez para aqueles lados.

Académica: Bischoff, por todas as razões e mais algumas.

Belenenses: José Pedro não jogou 1/10 daquilo que fez noutras épocas. A idade já pesa . . .

Leiria: Tiago Luís, perseguido pelo Real . . . só se for de Alcorcón.

Leixões: Fernando Alexandre, criou grande expectativa, mas foi só.

Paços: Pizzi, que vinha com o rótulo de craque, nada fez que merecesse tal designação.

Setúbal: Alvaro Fernandez, internacional pelo Urugai, só o Tabarez é que o deve conhecer.

Rio Ave: O menino de ouro dos orcs, que vale 30 milhões de nada.

Naval: Marinho. Que arrepio de jogador. É um Quaresma 500.000 vezes pior.

Marítimo: Pitbull. Mais parece um canixe, coitado.

Nacional: Pecnik, tanto prometeu, tanto prometeu, e 0.

Não é uma escolha muito natural eu sei, mas tendo em conta o que o vi fazer no Marítimo, achei que fez uma época mais fraca. Tive também em conta o valor elevado que pagaram por ele e o facto de até agora não ter feito um único golo o que é um pouco estranho para um jogador na posição dele. Comparando com a 1ª época que fez em Portugal, esperava mais.

[hr]

Já agora, eu não votei no Angulo para pior por uma razão muito simples, como aqui disse várias vezes quando foi contratado, o homem para mim estava completamente acabado por isso não esperava rigorosamente nada dele. Se me contratassem a mim também era normal que eu fosse o pior jogador da equipa… :mrgreen:

Sporting: Angulo
benfica: Shaffer
Braga: Possebon
porto: Prediger
Guimarães: Douglas
Nacional: Anselmo
Marítimo: Pitbull
Leiria: Carlão
Paços de Ferreira: Ciel
Naval: Gomis
Rio Ave: Bruno Moraes
Académica: Licá
Setúbal: Rui Fonte
Olhanense: Zequinha (esperava que mostrasse bem mais…aliás, já o vi a fazer muito melhor)
Leixões: Braga
Belenense: Fajardo

Muito injusta essa nomeação, e penso que poucos jogos deves ter visto do Paços de Ferreira para dizeres isso. O Pizzi é um jovem em crescimento, só assim se explica que em pouco tempo tenha passado de um empréstimo a um clube da 2ª divisão a uma equipa da Liga Sagres. Tem velocidade e técnica, apenas precisa de amadurecer um pouco mais em termos futebolísticos, mas penso que o Braga tem um futuro titular em mãos.
Comparando, se o Pizzi é um flop, o Pereirinha é um loser da vida, porque vendo os dois jogar, não há nada no Pereirinha que lhe faça inveja. Só mesmo o clube.

Este ano já concordo contigo. :stuck_out_tongue:

SPORTING - Angulo

porto - Valeri

filhos de uma p***a - Sidnei

Braga - Possebon

Vitória Sport Clube - Douglas

Maritimo - Baba

nacional - Amuneke

Naval - Davide

Vitória de Setubal - Rui Fonte

Leiria - Carlão

Paços de Ferreira - Manuel José

Rio Ave - Bruno Fogaça

Académica - Bruno Amaro

Olhanense - João Gonçalves

Leixões - Braga

Belenenses - Freddy Adu

Cá está um bom tópico.

As grandes desilusões de cada equipa desta Liga.

FêCêPê: junto-me aos críticos do Valeri. Veio com uma alta reputação (e ainda para mais, parece que os nortenhos já tinham tentado contratá-lo na época passada), mas em termos práticos, rendeu pouco mais que zero!
Sporting: Caicedo. Foi uma escolha complicada, entre Angulo e Caicedo, mas como Angulo já veio com a época a correr e sem grandes expectativas de ser titular. O equatoriano, por seu lado, era para ser o parceiro de Liédson e foi o que se viu…
Recreativo do Colombo: Keirrison. Um excelente avançado, com uma média de golos admirável no Brasil, mas que foi preterido pelo gigantone da luz e pelo coelho. Nunca conseguiu mostrou no Colombo aquilo que ele vale realmente e ainda bem, digo eu…
Nacional: Amuneke. O irmão do Emmanuelle não conseguiu mostrar as credenciais quando passou pelo Vitórrria Setúbal. Era uma boa aposta da equipa presidida pelo “Rui 500”, mas nunca conseguiu engatar.
Sporting de Braga: Rodrigo Possebon. Promessa do Manchester United, uma grande aquisição no início da época. Um médio centro de enorme futuro, com técnica e qualidade de passe. Tudo bonito da teoria. Na prática, não me lembro de ter efectuado qualquer minuto e na Liga Intercalar, segundo rezam as crónicas, a displicência foi sempre sua companheira. Voltou para Inglaterra, com menos fama e nenhuma glória.
Leixões: era impensável fazerem uma época igual à anterior. Mas mesmo assim, José Mota mostrou-se muito abaixo do que pode fazer. Mas o destaque negativo (apesar da tentação de escolher José Mota) vai para o capixaba Faioli. Chegou cotadíssimo a Matosinhos e correspondeu 0 e foi-se embora. Mas como eu o conhecia dos seus tempos de Vasco da Gama, honestamente, acabou por nem me surpreender. Mas quem diz Faioli, poderia também dizer o Wênio, que teve o mesmo comportamento: chegou, 0, saiu.
Académica de Coimbra: por todas as razões anunciadas pelos outros colegas foristas, Bischoff. Zero mais zero dá zero. É isto que Amaury Bischoff mostrou até agora na sua carreira profissional.
Vitória de Guimarães: Jorge Gonçalves. Esperava-se mais de um jogador que prometia no seu início de carreira, que foi fazendo boas temporadas em Matosinhos e que tem experiência de Liga BBVA. Simplesmente, na cidade-berço não correspondeu…
Marítimo: ia apostar em Carlos Carvalhal, visto que o Van der Gaag fez melhor que ele. Mas tal como no caso do Leixões, vou escolher um jogador: Cláudio Pitbull. Um jogador com a qualidade dele, não se consegue impôr na equipa da Madeira. Sabe-se que ele é bom, mas nesta fase do Marítimo, tem sido pouco mais do que despercebido. Até o nipónico Taka tem tido mais rendimento que o antigo jogador do Rapid Buchuresti.
Paços de Ferreira: Ciel. Acho inadmissível um clube profissional português contratar um jogador vindo do Brasil, com histórico de problemas de saúde, relacionados com o alcool. Ainda para mais, esta situação ter vindo um clube que até é dos mais honestos em Portugal. Ciel, apesar de ter bons pés, não tem cabeça. A sua situação de alcoolismo, que já se verificava no Brasil e era conhecida pelos clubes de onde passou, nunca deveria ter tido uma hipótese em Portugal, enquanto não se provasse que ele tinha ultrapassado o problema. Não aconteceu, ele reincidiu (mais do que uma vez, consta-se) e rescindiu, com mais um clube na sua carreira onde teve este tipo de problemas.
Rio Ave: Bruno Moraes ou Bruno Fogaça. Falar dos dois, é como falar da mesma pessoa. Chegaram ambos com fama de saberem marcar golos, porque já tinham dado nas vistas anteriormente, mas nenhum deles consegue fazer de João Tomás. E nenhum deles tem mostrado nesta Liga, capacidade para marcar golos. E quem perdeu com isto foi o Rio Ave, que andou lá por cima e agora, já anda na 11ª posição.
Naval 1º de Maio: Davide. Uma antiga promessa do futebol português, que passa agora mais tempo a aquecer o banco de suplentes do que a jogar. E num clube como o Naval, ele tinha que fazer bem mais, mesmo ser o patrão da equipa, porque tem capacidade para isso. Não o é e está a ser completamente inconsequente na sua carreira. E é uma pena…
Vitórrria de Setúbal: Agora sim, vou escolher Carlos Azenha. Maior falhanço do que este na actual Liga, não existiu. Com uma época de bitaites num canal televisivo, quando foi escolhido para se apresentar neste projecto, ele teve mão em praticamente tudo. E foi um falhanço tão grande como o buraco de ozono. Como treinador, acabou praticamente com a sua carreira, mal tinha começado. E como homem, mostrou pouca capacidade de analisar o seu trabalho, visto que acabou sempre por considerar que o erro era do clube e que ele não tinha tido culpa nenhuma. Em termos de jogadores, escolho Kazmierczak, visto que seria teoricamente o motor do meio-campo, mas nunca mostrou um bocadinho daquele Kaz que apareceu no Boavista.
Os Belenenses: muito complicada a escolha. Desde as várias lesões de jogadores importantes (Gabriel Gomez, Nelson, Rodrigo Arroz), a decisões que não se mostraram acertadas. A minha escolha recai em Fellipe Bastos, jogador que na pré-época prometia muito, mas que na prática passou ao lado. Aliás, tal e qual como o seu colega de empréstimo: Freddy Adu.
Olhanense: Zequinha. Confesso que nunca gostei deste gaijo, e ainda para mais com as fitas que sucessivamente faz por onde passa. Mas teve uma hipótese no Olhanense para jogar na Primeira Liga e mais uma vez mostrou uma fraqueza confrangedora. Nunca entendi o porquê de já o terem considerado uma das grandes esperanças em Portugal. Deve ter sido uma altura mesmo negra no futebol de formação…
União de Leiria: Stélvio. Contratado para ser teoricamente titular no meio-campo defensivo, nunca mostrou ser uma alternativa séria ao futebol apresentado por André Santos, Ricardo Pateiro e amigos. Como tal, tem vindo a descer na carreira: Braga --> Leiria --> 1º de Agosto de Angola.

Sporting - Hélder Postiga

Merdosos - Kerrison

Corruptos - Valeri

Braga - Possebon