MOVIJOVEM, BENFICA E O ATUAL SECRETÁRIO DE ESTADO DO DESPORTO E DA JUVENTUDE


15 de Setembro de 2019

Na semana passada surgiu nas redes sociais uma thread interessante sobre a proximidade existente entre a empresa pública Movijovem, do atual Secretário de Estado do Desporto e da Juventude, João Paulo Rebelo, e o SL Benfica. Podem ler a thread aqui abaixo.









De forma a perceber melhor a thread, ficam aqui vários documentos e e-mails que foram revelados no Mercado de Benfica, no decorrer deste ano e do ano passado.

O presidente da direção da Movijovem, João Paulo Rebelo

João Paulo Rebelo foi vogal em 2006 e presidente da Direção da Movijovem, CIPRL entre Junho de 2007 e 2 de Março de 2012. Nos anos seguintes João Paulo Rebelo e outros dois ex-administradores viriam a ser constituídos arguidos por suspeitas da prática dos crimes de corrupção, administração danosa, infidelidade e abuso de poder pelas práticas entre 2013 e agosto de 2015 — altura em que os autos dizem que João Paulo Rebelo estava a ser investigado enquanto presidente do organismo público Movijovem.

Apesar de posteriormente terem sido ilibados, o Ministério Público (MP) censurou-os por “imprudência na gestão” e pelas decisões “arriscadas ou erradamente ponderadas”. Além disso, lê-se ainda no despacho de arquivamento que o MP critica uma “falta de cuidado em desagrado das melhores regras de gestão, o que, noutra perspectiva, poderia ser relevante em termos de apreciação do mérito do seu desempenho profissional nos cargos”. Apesar desta chamada de atenção viria a ser nomeado Secretário de Estado do Desporto.

Para relembrar, entre 2011 e 2014, a Movijovem chegou a ter uma comissão liquiditária. Estava tecnicamente falida. A comissão foi criada depois da chegada da ‘troika’ que exigiu a extinção de institutos públicos. Na altura, a dívida da Movijovem – que era desde 2007 presidida pelo atual secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo – chegava aos 16 milhões de euros.

Incrivelmente, a Movijovem, então com uma dívida crescente, faz ( não assina ) um protocolo com o SL Benfica para que o clube passasse a beneficiar de condições vantajosas sempre que os seus atletas pernoitassem nas pousadas de juventude, atitude louvável, não fossem essas condições especiais, serem extremamente danosas para a cooperativa.

Através deste e-mail, percebe-se que o Benfica usufruiu, entre 2007 e 2011, gratuitamente das pousadas da juventude, chegando ao cúmulo de reservar 63 quartos e não pagar sequer uma estadia, sendo unicamente cobradas as refeições. E agora vem a questão: o protocolo que nunca foi assinado, previsa estas condições “especiais”?

A resposta é simples, não! Para além de que de 2007 a 2011 este mesmo protocolo nunca foi sequer assinado como se pode ver no e-mail seguinte.




Portanto, quando a Direcção das pousadas de juventude mudou, o SL Benfica passou apenas a usufruir de um desconto máximo de 15%.
Neste caso em particular, por “AFINIDADE INTERNA” a Movijovem presidida por João Paulo Rebelo lesou o Estado em dezenas de milhares de euros do erário público.
Houvesse vergonha, e este Senhor, nunca poderia ser recompensado com um cargo de Secretário de Estado de Desporto e da Juventude. Isto é mais uma vergonha deste Governo, um Governo de mãos dadas com o Benfiquistão.

As recompensas habituais

E claro que com tanto compadrio e ajudas, os empregados da Movijovem têm direito aos habituais convites para ver o clube do regime benfiquista.

O Secretário de Estado do Desporto e da Juventudes já teve várias oportunidades para se demitir, será que é desta?

O João Paulo Rebelo é Sportinguista, infelizmente.

Thread
1 - Parece que mais alguém descobriu a careca a @jprebelo_sejd , o atual Secretário de estado do desporto e antigo gestor da Movijovem que foi destituído e feito arguido por más práticas, mas que ainda assim conseguiu chegar ao Governo. Hoje o @JornalNoticias faz capa com

2 - mais uma suspeita lançada, desta feita sobre Vítor Pataco, o homem que preside ao @IPDJ_IP e que terá sido nomeado pelo gabinete de João Paulo Rebelo. Ora, após está nomeação, Augusto Baganha, ex-presidente do IPDJ fez várias denúncias, entre elas um favorecimento claro ao

3 - Benfica. Para Baganha já a nomeação de Vítor Pataco criava alguma estranheza, e só poderia ser explicada por Vítor Pataco adotar uma postura pró-Benfica. Baganha também denunciou várias pressões exercidas por membros do Governo, nomeadamente por João Paulo Rebelo por causa

4 - dos inúmeros processos de interdição do Estádio da Luz. Aqueles processos que chegam ao TAD e são automaticamente suspensos. Baganha recorda até um SMS que terá recebido de João Paulo Rebelo com o número de telefone de um dos advogados do Benfica, de modo a aligeirar o 5

5 - processo. É este o nosso Secretário de estado do desporto, um benfiquista primário que confirma o Benfica como o clube do regime, um clube tão próximo do Governo e de pessoas de poder que se rege por regras e leis que só existem para os favorecer. João Paulo Rebelo

6 - já havia sido denunciado nas redes sociais, e em Setembro de 2019 pelo @PortoCanalpt . Quando presidia a Movijovem, fez um protocolo com o Benfica, seria atribuído um plafond de 15 000 euros para estadia de atletas das modalidades nas Pousadas de Juventude de Portugal, por

7 - troca de duas lonas de publicidade nas piscinas do Benfica, no entanto, esse protocolo nunca foi assinado e de 2007 a 2011, sensivelmente até a saída de João Paulo Rebelo, o clube nunca pagou estadias de qualquer atleta nas pousadas de juventude em todo o país. A

8 - a todos nós, adeptos comuns e apaixonados por futebol, parece-nos que não é só Vítor Pataco que tem uma postura mais favorável para o Benfica, e também nos quer parecer que @jprebelo_sejd além de perceber muito de mirtilos também percebe muito do benfiquismo de Luís F Vieira.

1 Like