Liga 2014-15 [ 25ªJ | 15/3 ] Marítimo 0 - 1 SPORTING

[center][table][tr]
[td][left][/left][/td]
[td][/td]
[td][center][/center][/td]
[td] [/td][td][center][/center][/td]
[td][/td]
[td][/td]
[/tr]
[tr]
[td][/td]
[td][/td]
[td][center]Marítimo[/center][/td]
[td][center] [/center][/td]
[td][center]Sporting CP[/center][/td]
[td][/td]
[td][/td]
[/tr][/table][/center]

Ficha de Jogo

Local: Estádio dos Barreiros (Madeira, Portugal)

[center]

Data do Jogo: Dom, 15 de Março de 2015
Hora do Jogo: 17h
Televisão:

Árbitro

Rui Costa

Equipa Adversária

[table][tr]
[td][center][/center][/td]
[td][/td]
[td][center][/center][/td]
[/tr]
[tr]

[td][center]Equipamento Principal[/center][/td]
[td][/td]
[td][center]Equipamento Alternativo[/center][/td]
[/tr]
[/table][/center]

[center][table]
[tr]
[td] [/td]
[td][right]
Presidente:
Treinador:

[/right][/td]
[td][left]José Carlos Rodrigues Pereira
Ivo Vieira[/left][/td][/tr][/table][/center]

Bilheteira

[center]sem info

[left]

Mais um jogo para vencer.
Apostaria em Ewerton e Mané de início, Gauld no banco.

RP

Cédric
Paulo Oliveira
Ewerton
Jefferson

Rosell
Wallyson
João Mário

Nani
Slimani
Mané

Banco: Marcelo, Miguel Lopes, Sarr, Adrien, Gauld, Carrillo e Tanaka.

Isto era o que gostava de ver, o que vou ver:

RP

Cédric
Paulo
Ewerton
Jefferson

Rosell
Adrien
JM

Nani
Slimani
Carrillo

Banco: Marcelo, Lopes, Sarr, Martins, Montero, Capel e Mané.

Mais um jogo para ganhar! :victory:

Mostrar mais qualidade de jogo e ganhar.

Patrício, Cédric, Oliveira, Ewerton, Jefferson, Rosell, João Mário, Martins, Nani, Slimani, Carrillo

Boeck, M. Lopes, Sarr, Adrien, Gauld, Mané, Montero/Tanaka

Infelizmente, acho que Montero e Tanaka vão estar os 2 no banco e o Gauld não vai com a equipa.

RP

M. Lopes
Paulo Oliveira
Ewerton
Jefferson

Rosell
Wallyson
João Mário

Nani
Slimani
Carrillo

Banco: Marcelo, Cedric, Sarr, Adrien, Rubio, Mané e Montero.

Ganhar é essencial. Com garra.

Desta vez não há desculpa do jogo do meio da semana… nem antes, nem depois.

Marcelo

Cédric
P. Oliveira
Ewerton
Jefferson

Wallyson
Adrien
JM

Mané
Nani
Slimani

É provável que ganhando este jogo se cave um distância de 7 pontos para o 4º lugar. Uma almofada que deve dar para fazer um final de época descansado, com os olhos na TP.

ps: tenho de confessar que com os fruteiros na LC e com a saída de cena do Jackson ainda acredito no 2º lugar. Isto contradiz um bocado o que escrevi acima, mas ganhar os jogos que nos faltam não é mais do que a nossa obrigação.

Mais um jogo sem William, mais um jogo de sofrimento…

Jogo tradicionalmente difícil (não quer dizer que o seja realmente), ainda para mais sem William.

Rui
Cédric
Paulo Oliveira
Ewerton
Jefferson
Rosell
Adrien
João Mário
Carrillo
Nani
Slimani

O Adrien precisa de banco, mas mesmo em má forma prefiro o Adrien ao André Martins. E digo isto porque duvido que o Marco chame o Wallyson, muito menos para titular. Eu até gostava, mas duvido. Assim como gostava que o Gauld entrasse.

Jogo muito complicado.
Temos que estar fortes se quisermos vencer.

FORÇA SPORTING…

Todos os jogos que faltam até ao final da época vão ser finais.
Mas este pode ser determinante para nos dar um novo alento e coragem para o que ainda falta.
O mais importante é garantirmos os três pontos.
Com maior ou menor dificuldade… Com maior ou menor sofrimento… A missão é só essa: VENCER!!!

Vamos lá Sporting!
Eu acredito!!!

:mais: :mais: :mais:
SPORTING SEMPRE

Jogo sempre complicado na Madeira, estou pouco confiante dado aquilo que temos jogado ultimamente, ainda para mais sem um dos nossos melhores jogadores mas vamos ver…
No XI não mexia muito, apenas as alterações forçadas. Quanto ao Adrien não o retirava do XI neste jogo, já não vai jogar o William, 2 alterações assim de rajada no meio-campo pode não correr bem. É esperar que o Adrien esteja num dia sim.

Enfim, façam o que têm a fazer e tragam os 3 pontos! :arrow:

Jogo dificil.
Mas como sempre Confiante no desempenho da equipa.

Vamos a eles Leões com Garra.

Jogava assim:

                        Rui

Cédric Oliveira Ewerton Jefferson

             Adrien       JME

                    Nani

Carrillo Mané
Slimani

ele :twisted: o mais certo é jogar assim:

Rui, Cedric, Oilveira, Ewerton, Jefferson, Rosell, Adrien, JME, Carrillo, Nani, Slimani

seja como for é para ganhar, vamos lá ver como vai correr, deve ser mais um jogo de 90m com o credo na boca :wall:

LIKE!

Descolar de vez do braga e esperar escorregadelas da fruta!

Carrillo e Mané em guerra por uma vaga
O português jogou após o regresso de Nani
sábado, 14 março de 2015 | 08:32

As ausências forçadas de Nani têm tido o condão de reacender a luta entre Carrillo e Carlos Mané por um lugar no onze. Quando o camisola 77 parou, em dezembro, devido a um problema muscular, o português entrou no onze e manteve-se na equipa mesmo após o regresso do internacional. Frente ao Estoril, como médio-ofensivo, e diante do Famalicão, na sua posição original.

Com o passar das jornadas, Carlos Mané foi perdendo espaço (para Carrillo) nas opções de Marco Silva, reaparecendo em grande, quando Nani voltou a parar: na primeira mão das meias-finais da Taça de Portugal, devido a fadiga muscular. Foi titular frente ao Nacional e acabou por marcar o golo que fez renascer a esperança leonina numa presença na final. Na última segunda-feira, frente ao Penafiel, com o regresso de Nani à equipa titular, natural seria Mané voltar a sentar-se no banco de suplentes. Nada disso. O técnico verde e branco decidiu dar mais uma oportunidade ao número 36 e concedeu-lhe a titularidade no corredor contrário àquele que foi ocupado por Nani.

Carrillo só foi chamado ao jogo ao minuto 62, para ocupar o lugar de Carlos Mané. Com a particularidade de ter tido intervenção direta – fez o cruzamento para Nani – no golo da vitória leonina. Mais um motivo para reforçar a dúvida sobre quem vai jogar de início diante do Marítimo.

Patrício quer apagar má imagem deixada na Taça
Venceu sete dos dez jogos nos Barreiros
sábado, 14 março de 2015 | 05:24

Redimir-se da má imagem deixada na última partida disputada na Madeira, frente ao Nacional, na primeira mão das meias-finais da Taça de Portugal, é seguramente o principal objetivo de Rui Patrício, que regressa ao terreno onde se estreou como sénior do Sporting e onde tem tido desempenho positivo. Em dez partidas disputadas nos Barreiros, o guarda-redes leonino venceu por sete vezes, consentiu um empate e averbou apenas duas derrotas. Além disso, em três ocasiões, Rui Patrício regressou do Funchal sem consentir qualquer tento e, no somatório de todos os encontros no terreno do conjunto insular, permitiu 11 golos, contra 20 marcados pelos seus companheiros de equipa.

Manter este registo positivo é igualmente uma meta para o guardião da Seleção Nacional, que na última deslocação ao arquipélago, mais precisamente ao terreno do Nacional, se queixou da iluminação do Estádio Madeira, para justificar o primeiro golo consentido, e não ficou completamente isento de responsabilidades no segundo, que resultou de um cabeceamento de Lucas João, em plena pequena área, zona tradicionalmente reservada aos guarda-redes.

Uma imagem que ainda não está totalmente reabilitada, apesar de na última jornada da Liga, frente ao Penafiel, ter tido, nos instantes finais da partida, uma intervenção que passou quase despercebida à maioria dos espectadores, mas que evitou uma igualdade que seria penalizadora para a equipa treinada por Marco Silva.

Longe de estar a realizar uma das suas melhores épocas, Rui Patrício tem desempenhado papel importante na carreira da equipa, tendo ficado na retina a exibição portentosa, frente ao Chelsea, na Liga dos Campeões.

Foi a convocatória prevista, infelizmente: