Juvenis: Sporting 0 - Benfica 0 (Crónica)

O Sporting recebeu o Benfica no jogo inaugural da fase final do campeonato de juvenis e o jogo terminou com um empate a zero.

Numa manhã muito concorrida na Academia, destaque para as presenças de Paulo Bento, Pedro Barbosa, Jean Paul, Aurélio Pereira, Carlos Pereira, Leonel Pontes, João Aroso, Ricardo Peres, Pedro Mil Homens, o seleccionador de sub-17 Carlos Dinis, Rui Fonte, Miguel Veloso, Nani, Yannick Djaló, Marco Caneira, Bruno Pereirinha, João Moutinho e os juniores João Gonçalves e Marco Lança.

O Sporting jogou em 4-3-3, com Pedro Miranda na baliza, Cedric Soares a defesa direito, Pedro Mendes e Nuno Reis como defesas centrais e Michael Santos a lateral esquerdo. Diogo Amado (capitão) jogou a trinco, enquanto que Diogo Rosado colocou-se descaído na esquerda e André Martins apareceu descaído sobre a direita. O trio mais ofensivo apresentou Diogo Viana na ala esquerda, Wilson Eduardo no meio e Luís Andrade na direita. No banco de suplentes estiveram o guarda-redes Nuno Silva, o defesa Bruno Simões, os médios André Sousa e Vasco Oliveira e os avançados Frederico Oliveira, Joshua Silva e André Gonçalo. O trio de arbitragem veio de Santarém.


Diogo Amado no exercício das suas funções.


Da esquerda para a direita e de cima para baixo: Cedric Soares, Pedro Mendes, Nuno Reis, Wilson Eduardo, Diogo Amado, Pedro Miranda, Diogo Rosado, Michael Santos, André Martins, Luís Andrade e Diogo Viana.

Resumo da 1ª parte:

O Sporting entrou mais forte na partida que o seu rival lisboeta. Logo nos instantes iniciais Diogo Rosado visou a baliza com um remate que saiu ao lado. Estava dado o aviso que o Sporting pretendia de imediato pegar no jogo. A resposta foi dada por Toumany que também rematou ao lado da baliza de Pedro Miranda, logo na jogada imediata. O sinal mais do SCP acentuou-se a partir dos 7 minutos, com Wilson Eduardo a desferir um potente remate com o guarda-redes Hugo Figueiredo a efectuar uma boa defesa. Aos 11 minutos, Diogo Viana bate um livre directo, Hugo Figueiredo defende e Wilson Eduardo remata ao lado. No minuto seguinte, Diogo Amado é vítima de uma entrada dura por parte de Toumany, que lhe valeu a amostragem de um cartão amarelo.

O Sporting insistia em busca do golo. Luís Andrade desmarcou Wilson Eduardo e este rematou mas, uma vez mais, sem sucesso aos 16 minutos. Dois minutos mais tarde, Diogo Rosado, descaído sobre o lado direito da grande área, desfere um portentoso remate em arco que embate na trave e depois sobre a linha de golo. Hugo Figueiredo estava completamente batido e só por manifesta infelicidade o marcador continuou em branco. Era o período de maior domínio leonino na 1ª parte. A partir daqui o SLB conseguiu sacudir um pouco a pressão, chegando a dispor de um par de remates que também levaram algum perigo mas saíram por cima e ao lado.

Aos 30 minutos, Diogo Rosado bateu um canto da direita com a bola a passar muito perto da linha de golo mas a defesa encarnada afastou. Até ao intervalo o Benfica equilibrou as operações, havendo apenas que destacar um remate de Luís Andrade à meia volta mas que saiu fraco e à figura.

Resumo da 2ª parte:

O segundo tempo foi praticamente todo de domínio verde e branco. Diogo Rosado voltou a rematar ao lado aos 45 minutos. O Sporting tentou sempre chegar ao golo mas as jogadas de ataque nem sempre resultavam muito bem. Aos 56 minutos, saiu Luís Andrade e entrou Frederico Oliveira para a mesma posição. O SCP continuava a rematar muito à baliza com Wilson Eduardo, Diogo Rosado e também André Martins em destaque. Foram também alguns os pontapés de canto conquistados neste 2º tempo mas a defesa do Benfica esteve sempre muito segura.

Nova infelicidade para o Sporting aos 67 minutos, com Diogo Viana a rematar à trave. Luís Dias optou por substituir um desgastado Wilson Eduardo aos 71 minutos, fazendo entrar o também ponta de lança Joshua Silva. Até ao final do jogo o Sporting tentou, embora já sem grande discernimento, chegar ao golo que lhe daria a vitória. O Benfica apenas nos 4 minutos de desconto deu um ar da sua graça, subindo um pouco no terreno mas sem criar grande perigo.

Empate a zero que soube a pouco, pois o Sporting tudo fez para vencer a partida.

Trio de arbitragem – No cômputo geral fez um bom trabalho, sem influência no resultado.

Benfica – A equipa encarnada jogou de forma a conseguir o seu principal objectivo que foi, notoriamente, o de não sair derrotada deste jogo. Deste modo, o Benfica apresentou desde início uma estratégia baseada em contra-ataques rápidos e segurança defensiva. André Soares e Nelson Oliveira foram os jogadores mais perigosos do ataque.

Sporting – A equipa realizou uma boa exibição que se traduziu no domínio verificado em grande parte do encontro. A defesa mostrou-se segura, o meio campo soube construir e destruir e o ataque criou perigo e jogadas suficientes para se colocar em vantagem o que, infelizmente, não aconteceu.

Pedro Miranda – Na primeira parte teve pouco trabalho, registando-se apenas duas ou três defesas sem grande dificuldade. No segundo tempo foi um mero espectador da partida. A sua voz comandante e incentivadora esteve muitas vezes presente, como é hábito.

Cedric Soares – Um dos melhores em campo. Após um primeiro tempo em que se destacou pelo trabalho defensivo, na segunda parte apareceu praticamente em todo o lado. Esteve activo na manobra ofensiva da equipa e revelou uma resistência e capacidade de pressing muito boas. :smiley:

Pedro Mendes – Outras das boas exibições do dia. Embora não se aventure muito, nas acções defensivas foi praticamente intransponível, não dando hipóteses ao adversário. :slight_smile:

Nuno Reis – Igualmente seguro nas suas funções, embora mais discreto que o seu companheiro de sector. Teve uma boa iniciativa de ataque subindo no terreno e cruzando para a área.

Michael Santos – Fez uma boa exibição a nível defensivo, não se tendo aventurado muito no ataque.

Diogo Amado – Esteve bem mostrando a garra habitual. Incrível o número de bolas que recupera sem recorrer à falta. No segundo tempo não foi tão vistoso embora tenho sido essencial na segurança do meio campo.

Diogo Rosado – Foi autor de várias iniciativas no ataque fazendo uso da sua capacidade desequilibradora. Contudo, em certas ocasiões as coisas não lhe saíram bem devido a alguma lentidão ou mau timing para desenvolver os lances. Fez remates portentosos e parece estar a solidificar-se como jogador de equipa.

André Martins – O MVP!! =D> =D> O nosso jovem médio foi, uma vez mais, um jogador todo o terreno. Revelou-se preponderante e eficaz tanto nas transições defesa-ataque como nas recuperações de bola e organização do meio campo. De pulmão inesgotável, teve ainda tempo para visar a baliza. Muito bem!

Diogo Viana – Começou muito bem a partida com os habituais rasgos na ala esquerda. Infelizmente, com o passar do tempo perdeu fulgor e a respectiva influência no jogo apesar de nunca ter desistido de lutar. Visou a baliza com perigo.

Luís Andrade – Fez por dinamizar o ataque pelas alas fazendo uso da sua velocidade. Tal esforço valeu-lhe algumas boas combinações e um par de remates. Na segunda parte caiu de produção, sendo substituído.

Wilson Eduardo – Bom regresso à equipa. O nosso atacante fez remates perigosos e exerceu muita pressão perante a defensiva contrária. Por vezes esteve algo desapoiado. Acabou por ser substituído acusando visível desgaste.

Frederico Oliveira – Não entrou bem no jogo e, apesar do empenho demonstrado, foram vários os lances que se perderam nos seus pés.

Joshua Silva – Praticamente não se deu pela sua presença no pouco tempo que esteve em campo.

muito obrigado pela cronica esta brilhante, so uma coisa discordo no melhor jogador em campo, pessoalmente achei o diogo amado a melhor unidade do sporting :wink:

Muito bem Ricardo.

Eu espero ainda que mudes de ideias e para o ano continues a seguir um dos teus gostos. Um abraço e obrigado.

Muito obrigado pelas crónicas semanais que vamos lendo.
Eu falo por mim, mas, já não consigo passar sem ler estas crónicas e pôr-me a par das pérolas que despontam nas nossas camadas jovens e o que fazem semana a semana. Já se tornou rotina, e já fico ansioso quando venho ao fórum e elas ainda cá não estão.
Tornei-me num fã e sinceramente, espero que alterem a vossa posição para a próxima época (sem que isso interfira com a vossa vida privada). E já agora que estas crónicas levem as nossas camadas jovens a todos os títulos possíveis na época que decorre.
Mas, se assim não for o meu obrigado por tudo o que fizeram até agora, bem hajam. =D>

Muito obrigado pelas crónicas semanais que vamos lendo. Eu falo por mim, mas, já não consigo passar sem ler estas crónicas e pôr-me a par das pérolas que despontam nas nossas camadas jovens e o que fazem semana a semana. Já se tornou rotina, e já fico ansioso quando venho ao fórum e elas ainda cá não estão. Tornei-me num fã e sinceramente, espero que alterem a vossa posição para a próxima época (sem que isso interfira com a vossa vida privada). E já agora que estas crónicas levem as nossas camadas jovens a todos os títulos possíveis na época que decorre. Mas, se assim não for o meu obrigado por tudo o que fizeram até agora, bem hajam.

Fasso minhas estas palavras do Serra Leão

Obrigado pela cronica à dupla mais uma vez.

Alem do Cedric Soares à mais alguns juvenil B na equipa?

Obrigado pela cronica à dupla mais uma vez.

Alem do Cedric Soares à mais alguns juvenil B na equipa?


Nuno Reis.
Muito obrigado pelas crónicas semanais que vamos lendo. Eu falo por mim, mas, já não consigo passar sem ler estas crónicas e pôr-me a par das pérolas que despontam nas nossas camadas jovens e o que fazem semana a semana. Já se tornou rotina, e já fico ansioso quando venho ao fórum e elas ainda cá não estão. Tornei-me num fã e sinceramente, espero que alterem a vossa posição para a próxima época (sem que isso interfira com a vossa vida privada). E já agora que estas crónicas levem as nossas camadas jovens a todos os títulos possíveis na época que decorre. Mas, se assim não for o meu obrigado por tudo o que fizeram até agora, bem hajam.

Fasso minhas estas palavras do Serra Leão

:arrow: