Juvenis - 2022/2023

Mamadu Queta, Rafael Mota, Eduardo Felicíssimo, João Simões, Gabriel Silva e Geovany Quenda

Também falta aqui o Ivanildo Mendes, pode estar com os Juniores tambem.

1 Curtiu

falhou me o rafael mota,mas o narrador do canal tv era para saber tambem,s.l.

O Denilson também podia ter subido aos A, é melhor que o Diogo Pereira. Não estou a gostar muito dele, mas pode ser só um mau jogo.

1 Curtiu

Gabriel, o diferenciado.

1 Curtiu

Tinha de ser o Gabigol a abrir a temporada.

O Eduardo felicíssimo tem estado muito bem. Para mim o melhor da primeira parte. Muito forte na recuperação.

2 Curtiram

Felicíssimo, Simões, Camacho é um meio campo MUITO bom.

2 Curtiram

O redes deles parece ter muita qualidade.

1 Curtiu

O Gonçalo Dias continua ou saiu?

Gabigol continua on fire. Este miúdo tem um potencial tremendo.

E desta vez um escalão acima.

Acho que saiu, não está inscrito pelo menos

Foto José Lorvão

ENTRADA COM O PÉ DIREITO EM 2022/2023

Por Sporting CP
06 Ago, 2022

JUVENIS

Sub-17 vencem Real SC no primeiro jogo do Campeonato Nacional

A equipa sub-17 de futebol do Sporting Clube de Portugal deu este sábado o pontapé de saída oficial na temporada 2022/2023 com uma vitória diante do Real SC por 1-0, no Estádio Aurélio Pereira, em encontro da jornada inaugural da série C do Campeonato Nacional da categoria.

O treinador da formação verde e branca José João apostou numa equipa titular bastante jovem, onde se incluíam cinco jogadores juvenis ainda de primeiro ano, sendo que muitos deles tinham-se sagrado Campeões Nacionais ao serviço da formação sub-15 no decorrer da época passada.

Os Leões, actuais detentores do título nacional de juvenis, não fizeram por menos e arrancaram com uma toada muito ofensiva a encostar o adversário às cordas. Gabriel Silva, logo num dos primeiros lances do duelo, ameaçou com um remate à boca da baliza, após cruzamento de Mamadu Queta, mas o guardião Denilson Cabral impediu o 1-0 com uma defesa à queima-roupa.

Apesar do claro domínio dos homens da casa, que jogaram toda a primeira parte praticamente acampados no meio-campo da turma de Massamá, permitindo que estes saíssem apenas em contra-ataque um par de vezes, o Sporting CP demonstrou algumas dificuldades em traduzir essa superioridade em jogadas de perigo, cenário que se manteve durante a primeira meia-hora.

A partir daí, as situações sucederam-se, com o guarda-redes Denilson Santos a assumir-se como a grande figura do Real SC com várias defesas providenciais. Manuel Kissanga ficou perto do 1-0 num tiro travado com uma boa defesa, e Mamadu Queta também obrigou o guardião a mostrar serviço, seguidos do reforço ex-CF “Os Belenenses” João Infante, que tentou a sorte de fora da área, e Gabriel Silva, que atirou cruzado com o remate a passar muito perto do poste.

Adivinhava-se o golo da turma Leonina e foi isso mesmo que aconteceu à passagem dos 43 minutos. Na sequência de uma (rara) desatenção do guarda-redes adversário junto à pequena área, que deixou a bola escapar, Gabriel Silva, muito oportunista, aproveitou para abrir o livro com um golo de fácil execução, em que teve apenas de empurrar o esférico para o 1-0. Até ao descanso, João Infante e Manuel Kissanga podiam ter ampliado a vantagem, mas sem sucesso.

No regresso, o Sporting CP continuou a controlar as operações e reduziu novamente o adversário aos contra-ataques. Ainda assim, desta vez os jogadores da casa mostraram-se mais efectivos no ataque à baliza contrária, criando várias oportunidades logo no arranque. João Simões e Gabriel Silva tentaram a sorte de fora da área, e logo a seguir João Infante viu o guardião impedir o 2-0 com uma defesa providencial em resposta a um remate com selo de golo.

Já dentro dos últimos 20 minutos, Manuel Kissanga e Geovany Quenda beneficiaram das melhores ocasiões registadas em toda a segunda metade, mas atiraram ambos com estrondo ao ferro e viram o perigo passar. À medida que o cronómetro avançava, o Sporting CP mostrou-se mais conservador a atacar e privilegiou a posse de bola, tendo ainda assim ficado perto do segundo através de Quenda e do recém-entrado Atanásio Cunha, que não conseguiram marcar.

Os Leões entram assim com o pé direito no Campeonato Nacional 2022/2023 e voltam a jogar já no próximo domingo, dia 14 de Agosto, na visita à AD Oeiras. Recorde-se que esta época o Campeonato Nacional da categoria apresenta um formato diferente, com duas fases. Na primeira, as dez equipas de cada uma das três séries jogam entre si a duas voltas, passando à segunda fase, de apuramento de campeão, os três primeiros de cada série e o melhor quarto.

Sporting CP : David Ivanov [GR], Mamadu Queta, Francisco Machado, Rafael Mota (Atanásio Cunha, 75’), Diogo Pereira (Daniel Costa, 67’), Eduardo Felicíssimo, João Infante (Fernando Sadjó, 83’), João Simões [C], Gabriel Silva (Rodrigo Viola, 75’), Manuel Kissanga (Gabriel Melo, 83’) e Geovany Quenda.

JOSÉ JOÃO: “FOI UM JOGO BEM CONSEGUIDO PARA PRIMEIRA JORNADA”

Por Sporting CP
06 Ago, 2022

JUVENIS

​Técnico mostrou-se satisfeito com a exibição da equipa no jogo de estreia

No rescaldo do triunfo deste sábado sobre o Real SC (1-0), no duelo que marcou a estreia em 2022/2023, o treinador da equipa sub-17 de futebol do Sporting Clube de Portugal, José João, considerou que este foi “um jogo característico de primeira jornada”, devido ao pouco tempo de trabalho que os Leões levam, mas mostrou-se satisfeito com a exibição dos seus jogadores.

“Temos três semanas de trabalho e quinze treinos, é muito pouco. Notou-se alguma indecisão em certos momentos, mas no geral acabámos por fazer uma partida minimamente conseguida. Ainda está longe do que queremos, mas é natural. Na parte final estivemos um pouco intranquilos porque não conseguimos materializar a avalanche ofensiva em golos, o que fez com que o Real SC acreditasse que nos podia roubar pontos”, começou por considerar à Sporting TV.

“Tivemos uma bola em que podíamos ter sofrido golo, mas no fundo fica uma primeira jornada em que estivemos já num patamar q.b. para aquilo que são as nossas ambições e ideias. Agora vamos continuar a trabalhar, treino a treino, para desenvolvermos estes jovens e conseguirmos dotá-los com as ferramentas necessárias para cumprirem o sonho de chegar à equipa principal”.

O técnico Leonino apontou depois as notas positivas a retirar desta partida. “Já se notou alguma circulação de bola pelos cinco corredores que desenvolvemos nos treinos, mas depois falhou um pormenor nas definições no último terço. Por outro lado, estivemos consistentes e rigorosos no processo defensivo. Com o passar do tempo, sentiu-se a fadiga e começámos a chegar atrasados aos lances, a bola começou a ficar mais descoberta e o controlo da profundidade causou-nos alguma preocupação. Ainda assim, conseguimos neutralizar esse ascendente do Real SC e para primeira jornada foi um jogo bem conseguido da nossa parte”, sublinhou.

Já Gabriel Silva, avançado que foi titular e marcou o golo decisivo da partida aos 43 minutos, falou num teste “muito positivo”. “Temos pouco tempo de trabalho na pré-época e o que fizemos lá dentro é uma boa demonstração do que temos feito nos treinos. Temos de continuar a trabalhar para no próximo jogo conseguirmos ganhar por mais golos de diferença”, afirmou.

“A linha defensiva esteve bem, temos trabalhado muito esse aspecto nos treinos para conseguirmos deixar os adversários fora de jogo. Também estivemos bem a sair das zonas de pressão, mas agora temos de melhorar um pouco na finalização”, concluiu o jovem de 15 anos.

Alguém sabe como ficou a novela do Sana Fernandes?

Está sem contrato, o mais provável é fazer companhia ao Djalo e ao Alfa Balde no Porto :eyes:

O Gabriel é um craque. Tem tudo para ser fantástico.

O Felicíssimo fez um enorme jogo.

2 Curtiram

Gabriel é fenomenal. Não me admirava nada que mais para o final da época, ou antes, estivesse a fazer uma perninha nos juniores, apesar de ser juvenil de primrio ano.

2 Curtiram

O Gabriel se tiver cabecinha e continuar a trabalhar, mais época menos época vai ser o grande PL do futebol Português!