Juniores: Sporting 8 - Corroios 0 (Crónica)

O Sporting recebeu o Corroios, último classificado, numa belíssima tarde de céu limpo, algum calor e um ventinho refrescante. O forista Turco voltou a fazer-nos companhia! :wink:

Entre a pouca assistência presente, vimos o júnior Fábio Paim, os juvenis Adrien Silva, José Mário, Rui Lopes e André Gonçalo, e também o mesmo emissário do Chelsea que já tínhamos visto em Setúbal, no jogo contra o Vitória local.

O treinador Luís Martins e o habitual delegado ao jogo Mário Lino estiveram ausentes, daí que foi o adjunto Justino que se encarregou de orientar a equipa.

Os nossos jogadores à saída do aquecimento.

O capitão Zezinando durante a escolha de campo e bola, com a observação atenta do guarda-redes Rui Patrício.

Da esquerda para a direita, o capitão Zezinando, Rui Patrício, André Nogueira, Daniel Carriço, Alison, Tiago Pinto, Pedro Celestino, Tomané, Bruno Pereirinha, Paulo Renato e David Caiado.

O Sporting apresentou-se em 4-3-3, com Rui Patrício na baliza, André Nogueira a defesa direito, Daniel Carriço e Paulo Renato como dupla de centrais e Tiago Pinto a defesa esquerdo. A linha de meio campo apresentou Zezinando (capitão de equipa) a trinco, Bruno Pereirinha na direita e Pedro Celestino na esquerda. Na frente estiveram Alison sobre a ala direita, David Caiado sobre a esquerda e Tomané a ponta de lança. O banco do Sporting apresentou o guarda-redes juvenil André Martins, o defesa Vasco Campos, os médios André Pires, João Martins e João Gonçalves e os avançados Sebastião Nogueira e Ricardo Nogueira. O trio de arbitragem veio de Santarém.

O Sporting entrou mais forte no jogo, conquistando alguns pontapés de canto. No entanto, os primeiros minutos da partida mostraram um caudal ofensivo pouco esclarecido e inconsequente. Ao minuto 6, David Caiado isolou-se e rematou à entrada da área à figura do guardião adversário. O Corroios defendia com quase toda a equipa à frente da sua grande área, provocando grandes dificuldades ao ataque leonino. À passagem do quarto de hora, Tomané não conseguiu aproveitar uma saída em falso do guarda-redes do Corroios. Do canto consequente, Bruno Pereirinha rematou por cima da baliza. Logo a seguir, o SCP fez a sua primeira jogada com cabeça, tronco e membros. Alison cruzou da direita para o remate de David Caiado, no coração da área, com a bola a ser afastada pela defesa.

Alison voltou a ter uma boa iniciativa individual pelo flanco direito mas rematou muito por cima. Depois foi David Caiado que rematou de meia distância, ganhando um canto. Aos 28 minutos, surgiu o 1-0. Pedro Celestino marcou um livre directo, o guarda-redes defendeu para a frente e Bruno Pereirinha, livre de marcação, só teve que encostar. Dez minutos depois, David Caiado teve uma boa iniciativa pela esquerda mas rematou ao lado. Aos 41 minutos, Pedro Celestino fez o 2-0, na conversão de um livre directo frontal com a bola a embater na trave e a descer para dentro da baliza. Não deu qualquer hipótese de defesa.

A segunda parte abriu com o 3-0. Bruno Pereirinha cruzou da direita e Tomané finalizou. Três minutos depois, foi novamente o médio leonino que construiu uma jogada e assistiu Alison para o 4-0. Pouco depois, Alison voltou a destacar-se com mais um remate, do qual se conquistou mais um canto. Tomané, entretanto, falhou um golo de forma muito displicente. Com o jogo já decidido, Justino tirou Pedro Celestino e fez entrar André Pires aos 56 minutos.

Aos 58 minutos, Alison fez uma boa abertura pelo lado direito para Bruno Pereirinha. Este cruzou para a área, Tomané apoderou-se da bola, enquanto que o guarda-redes do Corroios tinha saído em falso, deixando a baliza deserta. De forma incrível, Tomané rematou ao poste, a bola voltou para ele e, ao segundo remate, mandou ao lado, irritando a assistência da Academia. No minuto seguinte, o Corroios teve finalmente um lance de perigo, com um cruzamento da esquerda para um cabeceamento ao lado da baliza à guarda de Rui Patrício. O 5-0 chegaria logo a seguir, num cruzamento de David Caiado e remate de Tomané.

Aos 62 minutos, saiu David Caiado e entrou Sebastião Nogueira. Aos 65 minutos, um avançado do Corroios isolou-se mas rematou ao lado, perante a saída de Rui Patrício. Aos 69 minutos, o Sporting fez o 6-0 por Tomané, que aproveitou um bom cruzamento de André Nogueira. Logo no minuto imediato, saiu Bruno Pereirinha e entrou João Martins. O 7-0 chegou aos 73 minutos, com Tomané a rematar à entrada da área do Corroios. Daniel Carriço viu o cartão amarelo por uma falta na intermediária leonina, aos 77 minutos.

Já em ritmo de treino, o Sporting continuava a carrilar jogo ofensivo, aqui com Sebastião Nogueira a conduzir o lance. Só um pormenor: jogámos com as nossas bolas na 1ª parte e com as do Corroios na segunda, daí a cor vermelha da bola que aparece na foto. :sick:

Até ao final da partida, destaque para o 8-0, no primeiro minuto dos descontos, marcado mais uma vez por Tomané, após cruzamento da direita de André Pires.

Vitória justa e sem contestação do Sporting.

Trio de Arbitragem – Num jogo em que os jogadores não complicaram a missão do árbitro, tornou-se fácil conduzi-lo e dirigi-lo. No entanto, houve muitos foras-de-jogo mal assinalados.

Corroios – Equipa muito macia e fraca em todos os sectores. Não se esperava grande oposição de uma equipa já despromovida, o que se veio a confirmar com o decorrer do jogo.

Sporting – Jogámos o quanto baste, o suficiente para ganhar o jogo. Acabámos por golear, não tanto porque a equipa estivesse a jogar em ritmo acelerado, mas mais devido à debilidade do nosso oponente de hoje. Com o decorrer da partida acabámos por jogar em ritmo de treino.

Rui Patrício – Praticamente não teve trabalho, dada a inoperância atacante do adversário que nunca chegou a criar perigo.

André Nogueira – Esteve bem, quer a defender quer a colaborar no ataque leonino. Fez a assistência para o 6º golo.

Daniel Carriço – Teve um jogo tranquilo, sem problemas de maior. Esteve bem.

Paulo Renato – À semelhança do seu companheiro de sector, cumpriu sem grandes problemas. Controlou sempre a sua área de acção.

Tiago Pinto – Uma das melhores exibições de hoje. Irrepreensível defensivamente e muito interventivo no ataque. Muito bem! :slight_smile:

Zezinando – Outra das melhores exibições da tarde. Muito activo na filtragem do jogo adversário, na distribuição para os seus companheiros e na saída para o ataque. :slight_smile:

Bruno Pereirinha – O MVP!! =D> =D> Encontra-se em grande momento de forma. Muito rápido e dinâmico na construção do ataque, foi sempre um dos principais motores da equipa. Inaugurou o marcador do encontro. No segundo tempo subiu de produção e fez ainda duas assistências. Muito bem!

Pedro Celestino – Exibição regular. Menos activo do que o habitual, cumpriu o seu papel no meio campo. Marcou um excelente golo de livre directo, não dando hipótese.

Alison – Esteve algo trapalhão e inconsequente. É rápido, tem um bom drible mas falha muito no capítulo do passe. Marcou o 4º golo.

Tomané – Cinco golos! :shock: Uma mão cheia, quatro dos quais onde só foi preciso encostar o pé. Contudo, falhou mais duas ou três oportunidades de modo clamoroso, revelando bastante displicência, razão pela qual não o consideramos o MVP da partida. Teria muito a ganhar se revelasse mais objectividade e atitude competitiva. :wall:

David Caiado – Teve uma exibição um pouco intermitente. Tentou sempre fazer uso da sua velocidade mas as coisas nem sempre saíram da melhor forma. Esteve rematador e fez a assistência para o 5º golo.

André Pires – Esteve bem, revelando muita disponibilidade física e entrega. Fez a assistência para o 8º golo.

Sebastião Nogueira – Entrou para a ala direita onde ainda teve tempo para construir alguns lances de perigo. Tentou o golo num par de ocasiões. Exibição esforçada.

João Martins – Entrou para refrescar o meio campo e lançou algumas iniciativas de ataque.

Obrigado mais uma vez por esta reportagem . =D> =D> =D>

Grande Coração!!! Sempre em cima!!!

Obrigado. :wink:

Grande resultado. Mas o David Caiado continua parecido com o João Pereira! :sick: :wink:

As bolas da segunda parte parece que deram sorte LOL.

Obrigado por mais esta crónica Coração de Leão.

Mais uma crónica fabulosa.

Muito obrigado Coração de Leão

E já agora uma questão? o Paím está lesionado? Sabes porque estava ele na bancada?

Em grande novamente o nosso repórter de serviço. Obrigado!

Grande abada. Assim dá gosto!

[...]e também o mesmo emissário do Chelsea que já tínhamos visto em Setúbal, no jogo contra o Vitória local.[...]

:evil: :evil: :evil:

Que grande lata! Então permite-se que estes ladrões entrem no recinto? Devia ser proibido ou no minimo corrido a pontapé dali para fora.

Bola vermelha? Onde é que já chegámos :roll:
Obrigado Coração de Leão :wink:

[...]e também o mesmo emissário do Chelsea que já tínhamos visto em Setúbal, no jogo contra o Vitória local.[...]

:evil: :evil: :evil:

Que grande lata! Então permite-se que estes ladrões entrem no recinto? Devia ser proibido ou no minimo corrido a pontapé dali para fora.


Já estava a estranhar porque é que o Paim não jogou. :slight_smile:
Bola vermelha? Onde é que já chegámos :roll:

Ainda bem, assim andamos ao pontapé a tudo o que é vermelho :lol:

E já agora uma questão? o Paím está lesionado? Sabes porque estava ele na bancada?

Não se trata de lesão. Paim jogou na 3ª feira passada contra o Oeiras e, à semelhança de outros jogadores que têm sido mais utilizados, ficou de fora desta convocatória até porque era um jogo de grau de dificuldade muito baixo (como aliás se verificou). Vem aí a fase final e convém que eles recuperem um pouco do desgaste.

Grande resultado. Mas o David Caiado continua parecido com o João Pereira! :sick: :wink:

:wall: :wall:

O Caiado é tudo o que o João Pereira não é.

É bom jogador.

Tem cabecinha.

É profissional.

Pelo que conheço é boa pessoa.

E veste de verde.

Quem dera a essa amélia ter aquilo que o Caiado tem.

E já agora uma questão? o Paím está lesionado? Sabes porque estava ele na bancada?

Não se trata de lesão. Paim jogou na 3ª feira passada contra o Oeiras e, à semelhança de outros jogadores que têm sido mais utilizados, ficou de fora desta convocatória até porque era um jogo de grau de dificuldade muito baixo (como aliás se verificou). Vem aí a fase final e convém que eles recuperem um pouco do desgaste.

Muito obrigado pelo esclarecimento!

Continua o excelente trabalho! :smiley:

E veste de verde.
As chuteiras são vermelhas. :sick:
E veste de verde.
As chuteiras são vermelhas. :sick:

Eu sei, eu própria constatei, mas leva o leão no coração que é o que interessa.

E veste de verde.
As chuteiras são vermelhas. :sick:

É para chutar na bola com mais força e correr mais.

Se fossem verdes nao iria querer estragá-las.