Imprensa desportiva em Portugal

A nossa imprensa gosta muito de se vestir de vermelho, são páginas atrás de páginas de dedicação ao clube de carnide, joguem eles bem ou mal, a mensagem é sempre positiva. Quando falam do nosso Sporting é sempre a bater, sempre atentar destabilizar. Está na hora dos sportinguistas deixarem de comprar esses diários. O nosso presidente tem de começar a fechar a porta aos jornalistas, temos o nosso jornal, a nossa TV, temos de aproveitar os nossos meios para informar os sócios e adeptos. Nas conferências de imprensa é deixá-los a falar sozinhos, façam as perguntas aos árbitros, aos adversários. Temos de deixar de dar a ganhar dinheiro a quem nos trata mal.

Encontrei isto aqui:

[b]Sindicato dos Jornalistas repudia proibição do Sporting[/b]

Jornalista do ‘Público’ não pôde entrar no estádio no clássico com o FC Porto.

O Sindicato dos Jornalistas (SJ) repudia o comportamento do Sporting, que não deixou entrar no seu estádio o jornalista do jornal ‘Público’ que iria fazer a cobertura do último Sporting-FC Porto. Em comunicado, o SJ anuncia que vai solicitar intervenção da Entidade Reguladora para a Comunicação Social e da Liga Portuguesa de Futebol Profissional.

A proibição do Sporting ficou a dever-se ao artigo publicado pelo ‘Público’ na véspera do Sporting-FC Porto, sobre as alegadas imagens de adeptos em poses agressivas colocadas no túnel de acesso aos balneários da equipa visitante.

[b]COMUNICADO DO SINDICATO DE JORNALISTAS[/b] 1. "A Direcção do Sindicato dos Jornalistas (SJ) tomou conhecimento de que o Sporting Clube de Portugal impediu o acesso dos jornalistas destacados pelo jornal «Público» para a cobertura do jogo do passado sábado.
  1. De acordo com a nota da Direcção do «Público» emitida pelo jornal, o argumento invocado para impedir o acesso dos jornalistas foi a alegada falta de pedido de credencial, pedido este que o «Público» sustenta ter feito logo o início da semana.

  2. Congratulando-se com o anúncio, pela Direcção do «Público», de que «accionará todos os meios ao seu dispor para repor a legalidade», a Direcção do SJ repudia o comportamento inaceitável e ilegal do Sporting e manifesta a sua solidariedade para com os jornalistas e o jornal, discriminados no acesso à informação e impedidos de cumprir adequadamente a sua missão.

  3. Face à gravidade da conduta do clube e sem prejuízo das iniciativas do «Público», a Direcção do SJ vai solicitar a intervenção nomeadamente da Entidade Reguladora para a Comunicação Social e da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, no âmbito das respectivas competências.

  4. Finalmente, a Direcção do SJ recorda a necessidade de atitudes de firmeza, de solidariedade e de unidade de todos os jornalistas no terreno e, especialmente, das direcções dos órgãos de informação, no sentido de combaterem concertada e activamente actos de discriminação no acesso à informação.

Lisboa, 9 de Janeiro de 2012

A Direcção"

Fonte: Relvado.Aeiou.pt

Já se esperava

O jornal A Bola vai avançar para um lay-off que ronda os 50 profissionais, incluindo jornalistas, gráficos e administrativos, confirmou ao Expresso o diretor do jornal, Vítor Serpa.

Descrevendo a situação atual da imprensa desportiva como “calamidade pública”, o responsável referiu-se a uma quebra de vendas na ordem dos 40%.

O lay-off, que para já terá a duração de um mês, foi “a solução encontrada pela administração como a menos danosa, tendo em conta os efeitos devastadores da atual situação”.

A quebra da publicidade, designadamente das apostas desportivas, o encerramento de grande parte dos postos de venda e o facto de todas as modalidades desportivas estarem “no congelador” são apontados por Vítor Serpa como os motivos para a decisão tomada.

A Tasca do Cherba

A Cofina Media informou que os sites do Record, Correio da Manhã, CMTV, Sábado e Jornal de Negócios retomaram a atividade desde o início da tarde e que “os demais títulos passarão a estar disponíveis nas próximas horas”.

Acrescenta que, “em nenhum momento, os sistemas da Cofina Media ou do seu ‘site’ institucional (cofina.pt) estiveram indisponíveis” e garante que, “independentemente da origem que venha a ser apurada”, os dados dos assinantes e dos jornalistas, “nomeadamente ‘emails’, estiveram sempre salvaguardados”.

A Unidade Nacional de Combate ao Cibercrime e à Criminalidade Tecnológica (UNC3T) da Polícia Judiciária (PJ) está a investigar se esta situação resulta de um “eventual ataque informático” e a avaliar indicadores que possam levar aos autores, segundo afirmou fonte da instituição à agência Lusa.

De momento, segundo a mesma fonte da PJ, ainda “não está comprovado” que o ataque informático tenha sido causado pela organização Lapsus$, os ‘hackers’ que em janeiro atacaram o grupo Impresa, nomeadamente o Expresso e a SIC, impossibilitando-os de publicarem notícias nas redes sociais durante dias.

O “Público” noticiou, contudo, que, poucos minutos após a falha, no grupo de Telegram dos Lapsus$ foi destacada a publicação feita pelo Correio da Manhã, que referia “problemas técnicos” para a indisponibilidade da página na internet.

Não sei se será o tópico ideal, mas mais uma notícia “brilhante” com chancela de Abola…

A BOLA - Ambiente vazio de Alvalade fez lembrar... ‘bons’ velhos tempos (Sporting)

VERGONHOSO!

Jornal mais porco e inquinado como esta merda da abosta não existe.
Pah, haverá mesmo sportinguitas que comprem este papel higiénico? Fdx, nem para limpar o bujo eu usaria aquilo.
A primeira página daquela merda, no dia seguinte a um jogo que termina empatado, e bem, não me pareceu nenhuma das equipas ter sido tão superior à outra ao ponto de merecer a vitória, aqueles filhos duma grandessissima ■■■■ de pasquineiros metem um dos golos dos lampiões.
Porque não a merda do bah ou la como se chama o gajo a meter a bola na própria baliza? Porque não o penalty muito bem marcado pelo Pote? Porque tinham de colocar na primeira página um dos golos dos cagalhões?
Se o jogo até foi equilibrado, mais posse de bola deles na segunda parte, mas ocasiões claras de golo nem tiveram, porque não dar uma imagem de isenção clubistica e colocarem uma foto de jogadores a dividir um lance, uma foto dos treinadores a cumprimentarem-se por exemplo…?
País de gente de merda.

1 Curtiu