Gabinete Paraolímpico

O gabinete do Paraolímpico é composto actualmente por 12 atletas em 5 modalidades!

Atletismo:
Luis Gonçalves
Gabriel Potra
Hugo Cavaco
Eduardo Dança

Natação:
Teresa Neves
Susana Lourenço
Simone Fragroso
Joana Caldas

Goalball:
Lemone Moreno
Genrik Pavliukianec

Paracanoagem:
Norberto Mourão

Paraciclismo:
Luis Costa

Mais uma grande aposta desta direção que quer ir para Tóquio com 20 atletas!

Os próximos estar aqui neste projecto devem ser:

Ténis de Mesa = João Soldado

Atletismo = Carina Paim, Érica Gomes

Goalball = João Mota, Hadiley Sacramento

REFORÇO NO SECTOR PARALÍMPICO Por Jornal Sporting 20 Out, 2017 DESPORTO ADAPTADO Renovação de Érica Gomes e contratação de Carina Paim no atletismo paralímpico

A secção de desporto paralímpico do Sporting CP está a ser reforçada com o objectivo máximo de levar 20 atletas aos Jogos Paralímpicos de Tóquio, em 2020, bem como trazer o máximo de medalhas possíveis com atletas leoninos. Para este efeito, o Clube leonino assinou contrato com Carina Paim e renovou com Érica Gomes.

Carina Paim assinou contrato como atleta leonina até 2010. O novo valor dos leões no atletismo adaptado é vice-campeã europeia de juniores, na prova de 400 metros. Carina não podia estar mais radiante com esta nova etapa na carreira: “É um orgulho representar o Sporting CP. É um grande Clube, com grandes atletas nacionais e estou feliz por estar aqui junto das minhas companheiras e amigas. É uma grande oportunidade e acho que vai ser bom. Estou aqui para melhorar de ano para ano, em cada competição, até Tóquio. É sempre bom ter o apoio do Clube que representamos”, explicou.

Depois de uma nova contratação, foi altura para uma renovação. Érica Gomes prolongou a sua ligação com o Clube leonino até 2020, ela que é vice-campeã do Mundo de salto em comprimento. A atleta mostrou-se plenamente satisfeita em prolongar os seus laços com os leões: “Sinto imenso orgulho, é bom voltar a assinar contrato com o Sporting CP e é uma honra estar aqui. Vou dar o meu melhor, como sempre dei, e se possível trabalhar sempre mais. Quero ir a Tóquio ganhar tudo e atingir um patamar alto, batendo os meus recordes pessoais, se possível mais ainda e, acima de tudo, ser feliz a fazer aquilo que gosto”, admitiu.

Ambas as atletas assinaram sobre o olhar atento de Luís Gestas, membro do Conselho Directivo do Sporting, que reforçou a importância do fortalecimento dos desportos paralímpicos: “É uma aposta clara que o Sporting CP tem vindo a desenvolver, desde a criação do Gabinete Paralímpico, para dar as melhores condições aos atletas portugueses e, obviamente, sendo estas das melhores atletas mundiais, faz todo o sentido que estejam no Clube. O reconhecimento dos atletas quererem vestir a camisola verde e branca é, para nós, motivo de orgulho”.

Para concluir, esteve ainda presente Carolina Duarte, Presidente da Comissão de atletas paralímpicos – e também atleta dos leões – para reconhecer a importância do apoio do Clube para com esta secção: “É fundamental realçar que o Sporting CP é o maior clube em Portugal a apoiar os atletas paralímpicos e, obviamente, que para todos isso é relevante pois têm todas as condições para treinar e para as suas deslocações”, rematou.

http://www.sporting.pt/pt/noticias/modalidades/desporto-adaptado/2017-10-20/reforco-no-sector-paralimpico

Não é preciso insultar os familiares do Gabriel barbosa… Escreve-se “Gabinete”! Fora de brincadeiras, bom tópico :arrow:

Na natação João Vaz conquista Ouro no Open de Paris DSISO!
Bateu o record nacional!

Parabéns ao João Vaz!
:victory: :venia: :victory: :venia:

Mas não há ninguém que corrija o nome do tópico?

Não assassinem ainda mais a língua portuguesa… Corrijam o nome do tópico s.f.f.

GABINETE PARALIMPICO!!

De resto bom tópico…

Luís Gonçalves, Catarina Duarte e Érica Gomes ganharam o Prémio Stromp 2017 na categoria “Mundial”. :clap:

Este Gabinete Paraolímpico não para de ganhar!
:venia: :venia: :venia:

Luis Gonçalves
Catarina Duarte
Erica Gomes
João Solnado
João Vaz

:venia: :venia: :venia:

[facebook]https://www.facebook.com/SportingParalympics/posts/1583935148369526[/facebook]

DIA PARALÍMPICO À MESA PRESIDENCIAL Por Jornal Sporting 01 Dez, 2017 DESPORTO ADAPTADO Gabinete paralímpico leonino juntou vários atletas para celebração do seu dia no Clube com a presença de Bruno de Carvalho

Neste 1.º de Dezembro celebra-se o Dia Paralímpico do Sporting Clube de Portugal, com várias iniciativas que envolvem mais de 80 dos 200 atletas paralímpicos que defendem as cores do emblema lelnino.

Antes do encontro de logo, frente ao Belenenses, no qual haverá mais surpresas relacionadas com o evento, seis atletas estiveram à mesa com o Presidente do Sporting CP, Bruno de Carvalho. Luís Miguel (capitão da equipa de golaball); Pedro Gonçalves (capitão de equipa do basquetebol em cadeira de rodas); Luís Gonçalves, Carolina Duarte, Carina Paim (atletismo); e Luís Costa (paraciclismo) estiveram, juntamente com Luís Gestas, elemento do Conselho Directivo e responsável pela área do desporto paralímpico, Márcia Ferreira (coordenadora do Gabinete) e Cátia Varela (assistente de coordenação), em conversa sobre os objectivos para esta época, durante o almoço que decorreu num camarote do Estádio José Alvalade.

“Mais importante do que a celebração é o convívio com os atletas. Não sou muito apologistas de traçar diferenças. Este tipo de eventos é algo que costumo fazer com alguma regularidade – ainda há pouco tempo estive com os atletas veteranos do atletismo, que tanta glória nos proporcionou – e agora é vez destes atletas, que tantas alegrias nos têm dado ao demonstrar todo o seu valor, não apenas no Sporting CP mas também a nível nacional e já com títulos de relevo. É estar em família, juntar o útil ao agradável, podendo assim homenagear um dia que é importante para tantos. São uma aposta forte do Clube, que desde o primeiro dia que tenho dito que têm de assumir essa grandeza e responsabilidade. É uma alegria enorme estarmos aqui todos juntos, porque isto é o Sporting CP”, começou por explicar Bruno de Carvalho.

Já para Luís Gestas, este não é o dia paralímpico uma vez que todos os dias do ano o são no Sporting CP. “Neste Clube, primamos pela igualdade de tratamento a todos os atletas. Obviamente que é um dia importante, que marcamos para homegear todos aqueles que, dia-a-dia, representam o Clube. Como qualquer atleta, será um motivo de orgulho poderem hoje pisar o relvado e receberem o calor de mais de 40 mil Sportinguistas nas bancadas. Será um momento único e que se repita no futuro, sinal que poderão vir mostrar as medalhas que vão conquistando nas várias épocas até Tóquio”.

Luís Costa, medalha de bronze nos últimos Mundiais de paraciclismo que se realizaram na África do Sul (Maio de 2017), sublinhou igualmente a importância das celebrações deste dia especial. “Este Clube investe muito no desporto paralímpico e nós, atletas, damos o melhor por este emblema e fazer parte destas comemorações é muito importante para mim. Não há comparação possível com o apoio que o Sporting CP dá aos seus atletas paralímpicos em relação a outros clubes. É do conhecimento público que este Clube e dos que mais aposta nesta área, mesmo a nível mundial”, adiantou.

Luís Gonçalves, bicampeão do Mundo nos 400m T12, na Nova Zelândia (2011) e Doa, Catar (2015), e medalha de prata nos Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro (2016), revelou as sensações que vive em data assinalada não apenas com ida ao relvado como com um almoço com o Presidente Bruno de Carvalho. “Este dia ser celebrado no Clube é um sinal do reconhecimento de tudo o que se tem feito dentro desta área específica do desporto paralímpico. Felizmente, é o Clube onde se tem registado um maior investimento a nível nacional e internacional, o que é notável. Ainda por cima, poder ver a equipa do clube do meu coração entrar em campo é algo sempre bom, seja hoje ou em qualquer outro dia”, rematou.

http://www.sporting.pt/pt/noticias/modalidades/desporto-adaptado/2017-12-01/dia-paralimpico-a-mesa-presidencial

[facebook]https://www.facebook.com/SportingParalympics/posts/1594789920617382[/facebook]

[facebook]https://www.facebook.com/photo.php?fbid=1591021174324434&set=a.783977365028823.1073741825.100002496997912&type=3&theater[/facebook]

ESTRELA AMERICANA REFORÇA CONSTELAÇÃO PARALÍMPICA DO SPORTING CP Por Jornal Sporting 08 Fev, 2018 DESPORTO ADAPTADO Roderick Townsend-Roberts, actual campeão do Mundo no salto em altura, assinou pelos leões

Roderick Townsend-Roberts. É este o nome a fixar. Nascido em Stockto, Estados Unidos, a 1 de Julho de 1992, Roderick Townsend é, actualmente, campeão paralímpico no salto em altura e salto em comprimento (Rio 2016) e campeão do Mundo do salto em altura nos mundiais o IPC (Londres 2017), onde bateu o já seu recorde mundial, com a marca de 2,14m.

Roderick assinou contrato com Sporting CP até aos Jogos Paralímpicos de Tóquio. Nas suas primeiras palavras de leão ao peito afirmou: “É uma honra e um orgulho tremendo. O Sporting CP é falado em todo o Mundo como o melhor Clube paralímpico e claro, todo o atleta gosta de representar os melhores clubes. Agora estou no melhor. Quero agradecer ao Presidente esta oportunidade, mas acima de tudo a coragem de apostar no desporto paralímpico. É um exemplo para todos. Aos Sportinguistas só lhes prometo muito trabalho e honra ao Clube. Quero levar o leão cada vez mais alto e retribuir com medalhas a confiança depositada".

Márcia Ferreira, directora do departamento paralímpico do Clube, explicou a estratégia do Sporting CP. “É o melhor do Mundo na sua categoria, vem para ajudar o Clube a alcançar novas conquistas internacionais e certamente contribuirá na evolução dos atletas portugueses. Trata-se de um atleta completo [faz salto em altura, salto em comprimento, triplo-salto e 100m] e prova disso é o estatuto de líder da poderosa equipa de atletismo dos Estados Unidos. Quando trabalhamos todos para um Sporting CP tão grande como os maiores da Europa, o resultado natural é um Sporting CP tão grande como os maiores do Mundo”, sublinhou.

A equipa paralímpica de atletismo do Sporting CP conta com Luis Gonçalves, Carolina Duarte, Gabriel Potra, Erica Gomes, Eduardo Sanca e Carolina Paim. Roderick é só mais uma estrela nesta constelação de atletas paralímpicos do Sporting Clube de Portugal.

http://www.sporting.pt/pt/noticias/modalidades/desporto-adaptado/2018-02-08/estrela-americana-reforca-constelacao-paralimpica

Seja muito bem vindo mais um campeão!

Repetir aqui a notícia, pois nunca é demais.

Nem imaginam o que isto significa para mim. Um atleta destes a dizer que o Sporting é o melhor clube paralímpico do mundo. Vêm-me as lágrimas aos olhos. E não é só pelo Sporting. Tenho um filho (o meu primogénito) que nasceu surdo e a quem sempre me dediquei e apoiei. Hoje já foi Chefe de Missão Olímpica. O orgulho que sinto nele estende-se ao orgulho que sinto pelo meu clube acompanhar e apoiar os atletas paralímpicos.
Eles bem que merecem.

Estive nas Olímpiadas do Rio como supervisor de transportes e posso dizer-vos que é tudo muito bom, mas o espírito olímpico vive-se muito mais nas Paralimpíadas.

"O norte-americano Roderick Townsend-Roberts, campeão paralímpico no salto em altura e no salto em comprimento no Rio2018, vai representar o Sporting até Tóquio2020, anunciou hoje o clube no seu sítio.

“É uma honra e um orgulho tremendo. O Sporting é falado em todo o mundo como o melhor clube paralímpico e claro todo o atleta gosta de representar os melhores clubes. Agora estou no melhor”, disse Roderick Townsend-Roberts.

Para além dos títulos alcançados no Rio2016, Roderick Townsend-Roberts, de 25 anos, sagrou-se campeão mundial do salto em altura nos Mundiais2017 (IPC), em Londres, onde bateu o seu anterior recorde mundial, com a marca de 2,14 metros.

Roderick Townsend-Roberts agradeceu ao presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, “a coragem de apostar no desporto paralímpico” e prometeu “muito trabalho para levar o leão cada vez mais alto e retribuir com medalhas a confiança depositada”.

“É o melhor do mundo na sua categoria, vem para ajudar o clube a alcançar novas conquistas internacionais e certamente contribuirá na evolução dos atletas portugueses”, defendeu a diretora do departamento paralímpico leonino, Márcia Ferreira.

Para Márcia Ferreira, Roderick Townsend-Roberts “é um atleta completo, dado que faz salto em altura, salto em comprimento, triplo salto e 100 metros, e a prova disso é o estatuto de líder da equipa de atletismo dos Estados Unidos”.

“Quando trabalhamos todos para um Sporting tão grande como os maiores da Europa, o resultado natural é um Sporting tão grande como os maiores do mundo”, sublinhou Márcia Ferreira.

Roderick Townsend-Roberts junta-se a Luís Gonçalves, Carolina Duarte, Gabriel Potra, Erica Gomes, Eduardo Sanca e Carolina Paim na equipa paralímpica de atletismo do Sporting."

https://desporto.sapo.pt/modalidades/atletismo/artigos/campeao-paralimpico-dos-saltos-em-altura-e-em-comprimento-representa-sporting-ate-toquio2020

CAMPEÃO PARALÍMPICO RODERICK TOWNSEND-ROBERTS REPRESENTA SPORTING ATÉ TÓQUIO'2020 Atleta assume orgulho imenso por representar o "melhor clube paralímpico"

O norte-americano Roderick Townsend-Roberts, campeão paralímpico no salto em altura e no salto em comprimento no Rio’2016, vai representar o Sporting até Tóquio’2020, anunciou esta quinta-feira o clube no seu site.

“É uma honra e um orgulho tremendo. O Sporting é falado em todo o mundo como o melhor clube paralímpico e claro todo o atleta gosta de representar os melhores clubes. Agora estou no melhor”, disse Roderick Townsend-Roberts.

Para além dos títulos alcançados no Rio’2016, Roderick Townsend-Roberts, de 25 anos, sagrou-se campeão mundial do salto em altura nos Mundiais’2017 (IPC), em Londres, onde bateu o seu anterior recorde mundial, com a marca de 2,14 metros.

Roderick Townsend-Roberts agradeceu ao presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, “a coragem de apostar no desporto paralímpico” e prometeu “muito trabalho para levar o leão cada vez mais alto e retribuir com medalhas a confiança depositada”.

“É o melhor do mundo na sua categoria, vem para ajudar o clube a alcançar novas conquistas internacionais e certamente contribuirá na evolução dos atletas portugueses”, defendeu a diretora do departamento paralímpico leonino, Márcia Ferreira.

Para Márcia Ferreira, Roderick Townsend-Roberts “é um atleta completo, dado que faz salto em altura, salto em comprimento, triplo salto e 100 metros, e a prova disso é o estatuto de líder da equipa de atletismo dos Estados Unidos”.

“Quando trabalhamos todos para um Sporting tão grande como os maiores da Europa, o resultado natural é um Sporting tão grande como os maiores do mundo”, sublinhou Márcia Ferreira.

Roderick Townsend-Roberts junta-se a Luís Gonçalves, Carolina Duarte, Gabriel Potra, Erica Gomes, Eduardo Sanca e Carolina Paim na equipa paralímpica de atletismo do Sporting.

Record

Bem-vindo!

É um orgulho sermos a maior potência desportivo do mundo no que diz respeito a desporto paralímpico.

:clap:

Fui descobrir isto há uns dias atrás e fiquei deslumbrado com esta modalidade.
Gostava muito que o Sporting apostasse nela :pray: :drool: :clap:

https://www.youtube.com/watch?v=wzU_A3PyV6I

Luís Gonçalves aponta a nova medalha nos Jogos Paralímpicos de Tóquio'2020

Medalhado nos Jogos do Rio’2016, Luís Gonçalves pretende voltar a festejar em Tóquio’2020.

O medalhado paralímpico português Luís Gonçalves disse esta segunda-feira que irá trabalhar para voltar a subir ao pódio dos Jogos Olímpicos, desta vez em Tóquio’2020, salientando que já atingiu o “auge” das suas capacidades físicas.

A medalha de bronze no Brasil, em 2016, e a de prata em Pequim, em 2008, ambas na vertente dos 400 metros da classe T12 (deficiência visual), dão confiança ao atleta do Sporting para continuar a dar medalhas a Portugal.

“Aumenta a responsabilidade, aumenta o querer, a vontade lutar por mais e de levar o nosso país e nossa bandeira alem fronteiras e, de preferência, aos lugares do pódio”, começou por dizer, prosseguindo: “Vou trabalhar para isso [conseguir nova medalha], fazer o que faço sempre, dar 100% de mim e melhorar os resultados pessoais”.

Para voltar a repetir a proeza de subir a um pódio olímpico, Luís Gonçalves pretende encarar da melhor forma possível todas as competições até viajar para o Japão.

“O meu objetivo pessoal passa por ultrapassar meta a meta. Já estou numa fase do auge das minhas capacidades e quero tentar segurá-las. Quero manter-me assim o mais tempo possível”, concluiu.

O Jogo