Coronavírus (SARS-CoV-2) - O perfil do doente com COVID-19 e até onde a epidemia pode chegar - Parte 2

Continuação da discussão em Coronavírus (SARS-CoV-2) - O perfil do doente com COVID-19 e até onde a epidemia pode chegar - Parte 1 - #15082 por Paracelsus.

Tópico prévio:

Ainda têm duvidas de onde veio a variante Delta , vejam os nºs de Odemira , anda nisto há semanas.

506 casos por 100 mil habitantes.

O lock down na AML serviu para mais uma campanha “este governo tem tomado todas as medidas necessárias” ou seja serviu para nada.

1 Like

Certificado Covid digital em Portugal para ir a futebol, casamentos e eventos, e governo ainda a pensar se não o aplica também para ir a restaurantes, e com Marques Mendes a recomendar que fosse aplicado também para dar liberdade de circulação.

Para quem dizia que não percebia porque é que um certificado destes a nível europeu era problemático, e porque é que se perdia tempo a discutir isto que antes de ser aplicado já tinha desaparecido, aqui está a resposta.

Já agora, se isto pode ser aplicado agora, realmente não sei porque é que se deram ao trabalho de aprovar tantos estados de emergência. Pode-se restringir tudo na mesma…

1 Like

Isto é chumbado imediatamente. Uma merda destas não passa se for ao tribunal constitucional.

Até pode ser logo chumbado, mas só o facto de se estar a falar disso, mostra o nível de elevada perigosidade para a democracia em que nos encontramos. É que é preciso não esquecer de que já banalizamos o estado de emergência (tanto que tudo critica o Marcelo por dizer que já acabou o seu tempo e é preciso andar para a frente), continuamos com medidas agressivas de limitação de liberdade de circulação (ver AML ao fim de semana), passamos por uma app de monitorização de contactos que queriam que fosse obrigatória, e vamos para um sistema de “castas sanitárias”.

2 Likes

Eu vi a notícia no outro tópico e até estou admirado com a atitude do Marcelo, que não deixa de ser verdade, não vamos continuar com esta merda de confina, desconfina para o resto das nossas vidas.

Uma app que controla quem pode aceder ao quê, criando oficialmente uma distinção entre cidadãos de bem e “os outros”?

1 Like

Eles podem querer isso à vontade, mas a discriminação é contra a constituição logo essa merda cai por terra.

Ontem Marques Mendes falou em “certificado para permitir aos cidadãos aceder a restaurantes, poder circular livremente na vida pública”…
Até fiquei mal disposto a ouvir isto. Este indivíduo é extremamente perigoso!

4 Likes

Eram teorias da conspiração, diziam alguns…

:slight_smile:

3 Likes

Haha, para “poder circular livremente na via pública”. :joy: Num país normal, isso nunca iria andar para a frente, porque em condições de normalidade (ie, sem haver estado de emergência), não é possível provar que um cidadão sem certificado seja “nocivo” para a sociedade pelo simples facto de circular normalmente pela via pública.

Quem propõe ou sequer pensa neste tipo de coisas ou é doente da cabeça ou então sonha é com um estado policial.

1 Like

Pelos vistos na parte dos restaurantes dizem que o governo de facto está a pensar nisso.
A parte da via pública foi só mesmo um devaneio do indivíduo.

Mesmo na parte dos restaurantes o pensamento de base é dúbio. O Marcelo se calhar já comecou a perceber a razão.

É que a malta agora diz: ah e tal só com passe de vacina para entrar em restaurantes. Depois lá vem nova onda de casos e metem umas quantas restricões extra, apesar do certificado de vacina. Ou seja, é a mesma merdinha do fecha e abre, fecha e abre, só que a outro nível. Portanto, das duas uma, ou se confia que a vacina e/ou medidas resultam ou não se confia… se se confia na vacina, a partir do momento em que 70% ou mais da populacão está vacinada, então não há razão absolutamente nenhuma para se limitar o acesso seja o que for. Um indivíduo não vacinado pode apanhar covid, mas se tiver 9 em 10 vacinados à volta num restaurante, então isso não vai resultar em nada de mais (porque se assume que a vacina resulta). Não é preciso certificado pra isso nem treta nenhuma.

2 Likes

Concordo.
Mas parece-me que estas medidas serão precisamente para esta fase em que já há bastantes vacinados, mas ainda estamos longe da imunidade de grupo… Creio eu.

Esse tipo de medidas, depois de aplicadas é para sempre. É só pensar na conversa das variantes. Ia-se aprovar que só se entra em restaurantes com vacinação, depois aparece uma variante omega que se diz muito contagiosa, e só se passa a poder entrar com a nova versão da vacina mRNA xyz, e por aí fora.

Mas mesmo tirando a parte de estado policial, qual é a justiça deste processo no imediato? Uma pessoa por ter mais idade já é vacinado de forma gratuita, e pode fazer a vida normal. Alguém mais novo, por virtude da sua idade, tem que andar meses a pagar testes forte e feio para ter uma vida normal, até ter processo de vacinação completo??

Jantar a 15€, 25€ de teste para entrar? Cinema a 7€, mais 25€. E isto contando que pode ser teste antigénio e não PCR.

Mais vale dizer que é para fechar os restaurantes e eventos, de vez…

1 Like

Era tudo mentira… Tudo invenções… Voces são uns maluquinhos das teorias da conspiração. Ora aqui está à vista de todos, quero ver quem ainda vai dizer que é mentira.

3 Likes

Já faltou mais para andarmos todos de pulseira eletrónica.

3 Likes

O governo do Costa pode querer fazer o ■■■■■■■ a oito, que é contra a constituição portuguesa, logo esta merda nunca vai passar. Tu não podes discriminar acesso a estabelecimentos a doentes de HIV/Hepatite e agora ias proibir aos do Covid? (ou pessoas que não tenham a vacina) Se esta merda por um milagre (mal de nós), passar na assembleia e não for vetado pelo Marcelo e não for chumbado pelo tribunal constitucional, é porque este país deixou de fingir que era uma democracia para passar a ser oficialmente uma ditadura.

O Marques Mendes que vá encher a cara de merda e se reduza à sua insignificância.

2 Likes