Câmaras emprestam ao Fisco funcionários para cobrar impostos

Uma boa parte das câmaras do País tem vindo a «emprestar» funcionários aos serviços de Finanças, para ajudarem a acelerar a cobrança do IMI (imposto sobre imóveis) e do IMT (imposto sobre transmissões), dois impostos cujas receitas revertem directamente para os cofres dos municípios.

Apesar desta ajuda que as câmaras acabam por prestar informalmente, para colmatar insuficiências de funcionários do Fisco nos serviços, as Finanças continuam a cobrar-lhes 2,5% sobre as receitas de impostos municipais, a título de prestação de serviços de liquidação e cobrança, noticia o «Jornal de Negócios».

http://www.agenciafinanceira.iol.pt/noticia.php?id=789224&div_id=1730