Apito Dourado, os 171 "magníficos"

O CM publica a lista completa das 171 pessoas que vão aparecer na acusação do ‘Apito Dourado’. Há oito árbitros de 1.ª categoria, três assistentes internacionais e ainda o presidente do CA da FPF, Carlos Esteves.

A acusação do processo ‘Apito Dourado’ será deduzida nos próximos dias e inclui, entre 171 arguidos por alegados crimes de corrupção no futebol, para além de Pinto da Costa e Valentim Loureiro, o presidente da Naval 1.º de Maio, Aprigio Santos, bem como dezenas de árbitros, oito dos quais actualmente da primeira categoria nacional.

João Vilas Boas (Braga), Carlos Xistra (Castelo Branco), Cosme Machado (Braga) são nomes de árbitros de topo que ainda não eram conhecidos como arguidos neste megaprocesso, tal como Mário Mendes, que se retirou há pouco. Carlos Esteves, o único elemento do CA da FPF que não foi incluído na lista inicial faz, afinal, parte dos arguidos e vai ser acusado. Estes nomes juntam-se aos já conhecidos, como Jacinto Paixão e os internacionais Paulo Paraty e Lucílio Batista, além de Artur Soares Dias e Paulo Pereira. Há ainda três árbitros assistentes internacionais – António Perdigão, Devesa Neto e Serafim Nogueira, todos do Porto.

Com a divulgação integral desta lista, o Correio da Manhã esclarece finalmente quem é arguido e quem não é. O procurador de Gondomar, Carlos Teixeira, deverá ter a acusação pronta antes das eleições autárquicas. Valentim Loureiro (Gondomar), Isabel Damasceno (Leiria) e Avelino Ferreira Torres (Amarante) são candidatos à presidência das respectivas Câmara.

Entre vários nomes novos está o de Cosme Machado, de Famalicão (AF Braga), agora na primeira categoria, e que apitou o Gondomar-Dragões Sandinenses que, poucos dias depois do início da operação ‘Apito Dourado’, decidiu a subida dos gondomarenses à Liga de Honra.

António Araújo, o empresário ligado ao FC Porto, é um dos principais arguidos por corrupção.

Ao todo estão 110 árbitros de futebol, 27 dirigentes de clubes, um empresário de futebol (António Araújo), três empresários (entre os quais Sousa Cintra), todos os elementos do Conselho de Arbitragem da FPF, dois dos três vogais da Comissão de Arbitragem (Júlio Mouco e Mário Graça – a excepção é Luís Guilherme) e vinte observadores da arbitragem, a maioria dos quais da FPF.

Da Liga são ainda arguidos António Rodrigues da Silva, Fernando Mateus e Pinto Correia.

O presidente do Conselho de Arbitragem da AF Porto, Carlos Carvalho, também está na lista e terá beneficiado o Sousense, de Gondomar e terra de José Luís Oliveira, que foi o único arguido preso preventivamente. São ainda arguidos dois dirigentes do Sousense, Agostinho Silva e Américo Neves.

Confirmam-se entretanto os nomes dos autarcas Valentim Loureiro, Isabel Damasceno e Avelino Ferreira Torres, do ex-presidente do Sporting, Sousa Cintra, e dos empreiteiros Alberto Couto Alves e Joaquim Camilo, este último construiu em terrenos anexos aos estádios do Bessa e Dragão.

Os presidentes do Boavista, da União de Leiria, do Nacional e do Paços de Ferreira, João Loureiro, João Bartolomeu, Rui Alves e Hernâni Silva, figuram no libelo acusatório.

O procurador Carlos Teixeira entende ter prova suficiente para acusar os dirigentes e árbitros, já que além de 19 telemóveis sob escuta foram fotografados e filmados encontros comprometedores entre alguns arguidos.

A lista de 171 arguidos, à qual o CM teve acesso, refere-se à corrupção no futebol, tendo sido enviadas certidões, relativamente à eventual corrupção de magistrados, ao Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP) do Ministério Público, em Lisboa.

Noticia completa em:
http://www.correiomanha.pt/noticia.asp?id=172743&idselect=181&idCanal=181&p=0

cumps,
VCoelho

Sousa Cintra tb está na lista, nâo sei é se é devido a factos que terâo acontecido aquando da presidência do Sporting.
Vamos aguardar, daqui a 5 anos saberemos mais!

Sousa Cintra tb está na lista, nâo sei é se é devido a factos que terâo acontecido aquando da presidência do Sporting. Vamos aguardar, daqui a 5 anos saberemos mais!

Não, creio que tem a ver com terrenos e favores prestados a Valentim Loureiro ou vice-versa, não tenho bem a certeza. :!:

http://www.correiodamanha.pt/noticia.asp?id=172883&idselect=181&idCanal=181&p=0

Pobre verme… :cry: :roll: :twisted:

Sousa Cintra tb está na lista, nâo sei é se é devido a factos que terâo acontecido aquando da presidência do Sporting. Vamos aguardar, daqui a 5 anos saberemos mais!

O Sousa Cintra está como empresário, não como presidente do Sporting, acho que foi por causa de uns terrenos e isso aconteceu a 2/3 anos.

cumps,
VCoelho

Segundo ouvi algures, o SC foi indiciado por ter pedido ajuda ao Valentim Loureiro para desbloquear umas obras no Algarve.

Não sei que influências terá o Major naquelas paragens, mas segundo o SC, as obras continuam por fazer. :slight_smile: