André Paulo (Real SC)

lol

Do melhor que há na posição no campeonato onde a equipa B irá jogar. Final de contrato, imagino que seja um salário baixo. Mais do que suficiente para o nível onde a equipa B jogará.

1 Like

Por acaso gostava de saber se o gajo é bom ou não. Estou curioso…

Se vem com o selo do Amorim, tudo bem. Mas podemos eventualmente ter opções internas que dêem mais garantias. A “custo zero” aceita-se.

2 Likes

È verdade que ele é familiar do RA?

Familiar em inglês quer dizer que o conhece, não que são primos. :+1:

9 Likes

esclarecido…

1 Like

Real SC. Um dos clubes (segundo o livro do Pippo Russo) utilizado pelo mestre Mendes… É desta forma que pagam os jogadores ao Varandas… Abrir a pestana.

1 Like

No campeonato de Portugal existem bons valores…
Não conheço o jogador mas se é para a equipa b não me choca. É novo, barato se der algo fixe se for fiasco não se perde muito.
Diogo Sousa tem que jogar com regularidade pelo menos na 2ª liga para vermos se tem ou não qualidade. Quantos a Walker e Hugo não me convencem

Hum, ok não me choca mas começam as contratações dos “conhecidos”. E vir do Real Massamá, clube conhecido em festivais de negociatas, também é de ficar um pouco de pé atrás.

De resto, alguém (não croquette) conhece o rapaz? Que tal?

Agora só falta um excelente GR para titular da A, vou ficar sentado à espera. Ah e rifar o Renan.

1 Like

Ainda bem que não tem como alcunha ‘Gazela’. Se não era uma vergonha…

3 Likes

Só fico descansado se o @Ravanelli tiver no Excel uma análise detalhada. Caso contrário, é alguém que vem para pagar um favor.

O Amorim treinou o gajo o ano passado no Casa Pia.

2 Likes

O custo é baixo, mas o objetivo deve ser sempre contratar jogadores que possam ter qualidade (no presente e no futuro) para jogar na equipa principal.

Os indicadores não são muito bons (vem dos distritais e já tem 23 anos), mas quero confiar que o Rúben Amorim vê algo mais no atleta.

É natural que se contratem alguns jogadores para a equipa B. Se for baratinho e bom, não me parece haver grande problema, mas só posso opinar mais tarde. Não conheço o jogador.

Deixo aqui um tweet desta página dedicada a guarda-redes, que indica que o jogador tem qualidade:

Claro que o Amorim não teve nada a ver com isto… Nem com isto nem com o treinador escolhido para a equipa B… São coisas que vão acontecendo…

1 Like

E não achas que faz sentido o treinador da equipa principal indicar 1 jogador que conhece e que acha que pode evoluir para outro patamar?
Quanto à questão da equipa B, o clube andava à procura de uma solução.
Havendo 1 aposta clara na formação, segundo o pateta do presidente, não fará sentido ter alguém que o treinador principal conhece e que confia para fazer evoluir os jogadores e estabelecer a ponte para a equipa A?
A pseudo estrutura é que deveria filtrar as recomendações do treinador da equipa principal, mas como a “estrutura” é uma anedota, é rezar para que o treinador seja mais competente nas suas recomendações que o resto dos incompetentes nas decisões que têm tomado.

São entrevistas pá…

Acho pois. Assim como acredito que há muitos tachos e compadrios no Futebol Português. Mas isso é porque tenho mau feitio e acredito muito em teorias da conspiração. O treinador da A foi escolhido por puro talento e qualidade (coincidência ser amigo do director desportivo e vir de um Clube do circuito Gestifute), por sua vez o treinador da B foi escolhido porque foi muito bom na entrevista (coincidência ser amigo do treinador da A) e este Guarda-Redes, que aos 23 anos ainda não tinha chamado a atenção de ninguém, aparece porque explodiu agora e vai ser melhor que o Hugo Cunha e o Diogo Sousa (coincidência também ter sido treinador pelo treinador da A anteriormente e deve ter-lhe chamado tanto a atenção que era suplente e nem sempre).