A Oligarquia

Vale a pena ler …

"Oligarquia

do Grego oligarchía

s. f., forma de governo em que o poder está nas mãos de um pequeno número de indivíduos ou de uma família poderosa.
Há cerca de dez anos atrás, foi apresentado aos sócios do Sporting Clube de Portugal um plano de recuperação do clube, que atravessava então grande agonia devido a míngua prolongada de títulos no futebol, que visava a reestruturação de toda a administração do mesmo, passava por conceber um Estádio novo, uma Academia de jovens com centro de estágio para todos os escalões e ainda um espaço comercial adjunto ao novo Estádio que, segundo os mentores, seria a derradeira tábua de salvação do clube.
Acrescentado ao mesmo estava por inerência a valorização desportiva, através de resultados, óbviamente, do futebol do clube.
Foi uma votação pacífica, poucos discordaram do modelo, principalmente porque foi pioneiro e como tal era mais a curiosidade em ver como funcionava que as dúvidas em relação ao mesmo.
Esse plano, com o passar do tempo foi apelidado de “Projecto Roquette”, principalmente devido ao abandono deste da presidência do clube, e para que os sócios e adeptos se lembrassem dos desígnios do citado. Depois de Estádio, Academia e Espaço comercial estarem prontos e ainda devido a grande desgaste, erosão e infelizmente confusão, ficou nesta última forma a que vulgarmente se chama Projecto.

O projecto nasceu com bom auspício, uma Taça de Portugal ganha por Carlos Queiroz e uma equipa de nível indíscutivel que continha nomes como Ivkovic, Valckx, Naybet, C.Xavier, Balakov, Iordanov, Figo e outros que injustamente esqueço, ou acho que não merecem menção, essa equipa não tinha sido construída pelo projecto.

Ganhou a Supertaça referente a esse troféu, e depois andou disfarçado o projecto, nada ganhou, muita asneira cometeu, só mesmo os sportinguistas se lembram amiúde das apostas em nomes como Carlos Manuel, Octávio Machado, Robert Waseige, Vicente Cantatore, ou dessas pérolas com nome de jogadores que foram César Ramirez, Viveros, Kmet, Giménez, Missé-Missé, Assis, Outtara e outros que justamente para a minha sanidade mental me esqueça deliberadamente.
Com o avançar dos projectos imobiliários e das novas infraestruturas que se avizinhavam, ainda que para cépticos como eu, que apostaram em como nunca veriam um Estádio novo no seu tempo de vida (e só tinha vinte e cinco anos), começar a ver em papel, e acabar na inauguração foi diga-se verdade uma das sensações mais espectaculares que experimentei, e acho que todos vocês que possam ler isto, independentemente da côr, sentiram o mesmo quando foi a vossa vez.
Entretanto, venderam-se Valckx, Naybet, Figo, Juskowiak, Balakov, Nélson, Ivkovic, Dani, Porfírio, etc, por razões várias, inclusivé dispensa, ou não acautelar de contrato, perderam-se Oceano, C.Xavier, Caneira, Cadete e foi vendida a maior esperança do clube, Simão Sabrosa.
No virar do século, e com uma equipa remodelada, em cujo principal intérprete era Pedro Barbosa (uma das coisas boas do projecto), contratam o treinador do Piacenza de seu belo nome Materazzi, perante a chacota geral, depois de humilhante eliminação da Taça Uefa por um “colosso” chamado Viking Stavenger, o projecto rejeitou a sua escolha, e numa medida desesperada daquelas em que dizemos “Ás vezes pega…”, foram buscar um homem da casa, Augusto Inácio, com três reforços para posições fulcrais na reabertura do mercado, e apoiado num veterano ciático que desatou a marcar golos e no que mais tarde seria votado sétimo melhor guarda redes do Século XX (outra coisa boa do projecto), Peter Schmeichel, fez a coisa pegar mesmo.
Quebrou-se um grande jejum, partiu-se com a misantropia, o projecto estava para ficar.
Depois disso e já sem Inácio, mais uma pérola de treinador chamado Lazlo Boloni, que deveria ter sido despedido à terceira jornada, mas com a chegada de um extra terrestre duas vezes recusado pelo rival do outro lado da rua, que fez cinquenta e dois golos numa época e deu Campeonato, Taça e Supertaça na mesma época, acabou por se salvar, lembro-me de dizer na altura que seria o momento certo para saír, iria pela porta grande, quase era linchado pelos meus correligionários, foi o que se viu, saíu a chorar e a perguntar porque não podia ficar, nunca, mas nunca percebeu porque foi despedido, ninguém foi capaz de lhe explicar, ninguém sabia…
Mais uma opção espectacular, Fernando Santos, para os sportinguistas “O Timex”, que faz grande parvoíce numa época só e acaba achincalhado e despedido pelos jornais que chegavam um dia atrasados aos Estados Unidos, onde entretanto a equipa do projecto se deslocara.
Muita escolha, dizem eles, em todos estes casos, inclusivé Materazzi, e tirando Inácio, e muita investigação é feita para delinear o perfil do candidato. Essa aturada escolha recaíu por último nesse aboençado ser, criatura única chamada José Peseiro. Que estudo tão aturado, reparem neste padrão; Materazzi, Boloni, F.Santos e J.Peseiro, claro que no meio disto tudo venderam Ronaldo, Quaresma, Hugo Viana e Simão voltou a Portugal para o slb, porque não souberam acautelar um valor que lhes fosse acessível na cláusula de opção, acreditem se quiserem, mas Simão horas antes de assinar pelos vermelhos, ainda telefonou a Aurélio Pereira a perguntar se havia novidades, mais tarde aconteceu o mesmo com Quaresma para o porto, mesmo motivo, mesmo telefonema para a SAD…
Mas o projecto tinha um Estádio novo, e uma academia e um centro comercial às moscas, e um desinvestimento cada vez maior na equipa de futebol, e um extinguir de modalidades amadoras que vão cerceando a maior riqueza do clube que é o ecletismo, e uma completa falta de qualidade em tudo o que se compra, um desprimor completo em tudo o que se faz, uma falta de respeito pelas figuras do clube e pelos sócios e adeptos que mais ninguém toleraria, um autismo, uma arrogância, uma ignorância, tudo isto atroz, e ficam ali e não saem, veja-se como as próximas eleições estão marcadas para Setembro, impedindo assim uma hipotética nova direcção de planear uma época com rigor. Tudo porque um homem quer ser o presidente do centenário, mais de três milhões, a apanhar com a quimera de um ser que já não tem explicação.
Instalou-se uma Oligarquia à frente dos destinos do Sporting Clube de Portugal, são sempre os mesmos, e quando acabam de rodar chamam os amigos para a festa, pobre João Rocha nem na comissão do centenário teve lugar, mas o director da Coca-Cola na Peninsula Ibérica que por acaso nem é português e deve ser tão sportinguista como eu do “Pode ser F.C.”, esse, está lá.
Este projecto já não existe, sobretudo este projecto não foi o que nós votámos, não votámos na miséria, mas ainda que fosse, não votámos na anarquia, o projecto vota favorável, com todos os seus accionistas presentes (por acaso na sua maioria representado pelo presidente, num grupo que reúne mais de 70% das acções) Um lucro de 16 Milhões de Euros, e congratula-se do primeiro ano de sempre com lucro, lá fora quem sente a sério, vai descarregando a raiva do caos em que lhe aparece à frente, uma equipa à deriva, sem timoneiro, mas a oligarquia está feliz.
Eles não mentem, o perfil do treinador é simples, sem provas dadas, inexperiente, que aceite todas as condições explicadas, mas, mesmo necessárias, são, não reclamar e acima de tudo não ter ideias, este é o perfil, este é o padrão, só não vê quem não quer.
Por isso, é que quando vejo Liedson a mandar Peseiro comer no cú, tal como já vi outro, ou Polga a defesa esquerdo numa táctica com quatro centrais, ou a oligarquia a fugir de um estádio dez minutos mais cedo para não apanhar com a “turba”, deixando a equipa à mercê, quando os vejo eliminados da Europa por uma equipa, em que mesmo que não tivessem treinador, só o grupo de onze jogadores que entrassem tinham obrigação de golear, ou até mesmo quando leio que o Capitão de equipa deu dois socos num dos sub-capitães devido a um fora de jogo mal tirado na peladinha, tal como acontecia com a malta como quando jogávamos na rua, sinceramente, eu já não ligo. Perdi a capacidade de me irritar, já chega.

Querem a cabeça de Peseiro? Cuidado com o que pedem, este não vale nada, mas não se esqueçam do padrão, quem vier, será um bocadinho pior, a não ser que alguém se disponha a tomar conta do PROJECTO extinção, acabadinho de baptizar por mim…"

» http://bnrb.blogspot.com/2005/10/oligarquia.html

Monarquia - governado pelo Rei
Oligarquia - governado por Poucos
Aristocracia - governado pelos Melhores
Tirania - governado por um só (ditadura)
Plutocracia - governado pelos mais Ricos

DEMOCRACIA - “governado pelo povo” (Demo - Poder ; Cracia - Povo ) :lol:

Uma aulinha de história… :lol:

Excelente post

Muitas verdades, algumas imprecisões.

Nada é novo, tudo já aqui foi discutido, alguns apontaram certos defeitos básicos há já 3 anos (eu sou um opositor do conceito de SAD desde o 1º dia, ou seja desde que se começou a discutir o fenomeno), outros preferiram fechar os olhos ou simplesmente ter esperança no futuro.

Existem aspectos positivos, embora na generalidade semelhantes ao que foi feito nos adversários, mas existe sobretudo muita incoerencia nos processos e acima de tudo muita falta de respeito pelos Sportinguistas.

Agora veremos se os Leões aprenderam a lição de vez e se ainda tem alguma paciência para o resto do caminho.

Este trabalho esta excelente,mas na verdade nao e novidade, todos nos conhecemos estas realidades.

O Preojecto foi uma boa ideia,mas nao tem sido dirigido por pessoas
conhecedoras do Sporting e com ideias para fazerem o Projecto
andar com os sucessos desejados.

Pessoas que tomaram o Poder e querem ficar na historia do Sporting

Como as pessoas do centenario, mas tudo lhe esta a sair errado.
Nao ha ideias,nao ha decisoes. em suma nao ha verdadeiro amor ao Sporting, nem aos que sustentaram o Sporting nesta longa historia.

Nao ha nada que me faca nao amar o meu Sporting.

Algumas notas:

  • esse artigo fez-me lembrar o horrível 3-2-2-2 que o Boloni apresentou com o Gil Vicente (0-3). Mesmo assim, o homem era boa pessoa e não é tão mau treinador como o pintam. A prova é o Rennes da temporada passada em França.

  • ir buscar o Materazzi ao Piacenza está ao nível das contratações de Wadsworth e Chovanec para o “meu” Beira-Mar…

  • Vicente Cantatore deve ser uma das maior nódoas do Sporting na última década. Missé-Missé, Ouattara, Belajic ou Gil Baiano também ficarão como anedota…

  • tenho saudades do Bala, do Cherba, do Figo, do Jusko e do Valckx. Fizeram-me sonhar numa altura em que tinha apenas 9 anos…

  • tenho saudades do Schmeichel, do André Cruz, do Aldo Pedro Duscher, do Rui Jorge e do Barbosa…

  • tenho saudades de outro Sporting, não deste.

Saudações Leoninas

Este trabalho esta excelente,mas na verdade nao e novidade, todos nos conhecemos estas realidades.

Alguns teimam em esquecer… é sempre bom lembrar.

Este texto do Incy é possivelmente o melhor que ele escreveu até hoje, e fez muito bem em publicá-lo onde publicou e não aqui.

Aliás, independentemente da postura que se tenha em relação ao “projecto” acho que daqui a uns anos faz todo o sentido surgir um livro com a história do mesmo. Bom ou mau (bom? :D) é um período marcante da história do clube, oxalá não seja é definitivamente marcante, como eu temo.

Este texto do Incy é possivelmente o melhor que ele escreveu até hoje, e fez muito bem em publicá-lo onde publicou e não aqui

Não sabia que era do Inci, pq evito ao máximo visitar esse blog.

Em todo o caso acho que ele o deveria ter escrito aqui e ter evitado escreve-lo lá… eu já lhe disse que ele se perde naquela trampa, mesmo se a batalhar contra os adversários. Mas neste caso é abrir demasiado a alma a gente que é básica e simplesmente estupida.

São opiniões…

Muito bom texto. Analisa de uma forma explicita, tudo o que o Incy sempre defendeu (pelo menos no que me foi dado a compreender, desde que cá ando). Concordo com tudo o que escreve, pois sou da mesma opinião.

Quanto ao local onde escreveu o texto, só o próprio Incy poderá dizer de sua justiça e razões. :slight_smile: Apesar de considerar este texto mais apropriado para ser lido por sportinguistas, do que pessoas de outros clubes.

Essa foi outra das razões de transcrever tudo para aqui 8)

Este texto do Incy é possivelmente o melhor que ele escreveu até hoje, e fez muito bem em publicá-lo onde publicou e não aqui.

Cada um sabe de si, mas escrever um texto desses para lampião ler… Eh!

E realmente o meu unico reparo.

Deitar as nossas magoas ao veneno das aves rapinas,nao posso concordar.

Vcs já estão fartos de ler aquilo, não por atacado mas às “postas”.
Ainda que o quisesse fazer aqui não podia devido a extensão do post.
Eu escrevo num blog de futebol, por sinal um dos mais visitados da Blogoesfera, escrevo sobre o que quero, e quando quero, não me interessa se são lampiões que estão lá, ou sejam outros, interessa-me passar a mensagem ao maior nº possivel de pessoas.
Todos com blogs neste forum não publicam aqui metade do que escrevem nos seus blogs, e ainda ha os que publicitam os mesmos com links.
Se eu escrevesse aquilo aqui era bem mais “crucificado” que lá, ja estou “queimado” e nao kero levantar mais confusoes neste forum…

Inci tu nao estas queimado se alguem nao gosta de ler o que tu escreves
e,porque nao esta nada interessado em discutir os reais problemas do Sporting.

Sao do genero, deixa andar!

Quem vive o Sporting como tu vives nao pode pertencer a esse grupo.

Continua a escrever,mas de preferencia aqui neste Forum.

Sabes,que eu fui la espreitar e li logo uma ave rapina a dizer que podiamos contiunar assim por mais cem anos.

E eu que desejo o mesmo para eles,nao gosto de ler isto!

E confuso,mas e a realidade!

... Se eu escrevesse aquilo aqui era bem mais "crucificado" que lá, ja estou "queimado" e nao kero levantar mais confusoes neste forum...

Inci, é-se sempre incómodo quando se é desalinhado, devias saber isso… :wink: :arrow:

pobre João Rocha nem na comissão do centenário teve lugar, mas o director da Coca-Cola na Peninsula Ibérica que por acaso nem é português e deve ser tão sportinguista como eu do "Pode ser F.C.", esse, está lá.

De facto, quando comecei a ler a lista dos 100 nomes e não vi lá o nome de João Rocha até me passei…e fiquei muito sensibilizado pela maneira humilde e altruísta como ele aceitou o facto…os abutres foram logo pairar em cima dele para imprimir a reacção dele nas primeiras páginas dos pasquins e ele limitou-se a dizer que o que queria é que o Sporting ganhasse…

veja-se como as próximas eleições estão marcadas para Setembro, impedindo assim uma hipotética nova direcção de planear uma época com rigor.

Mais uma boa razão para convocar eleições antecipadas ASAP…já agora,alguém sabe quantas assinaturas de sócios são necessárias para levar a proposta de eleições antecipadas à assembleia geral?

Será assim tão utópico imaginar a saída daqueles vermes dali o mais rápido possível?

... Se eu escrevesse aquilo aqui era bem mais "crucificado" que lá, ja estou "queimado" e nao kero levantar mais confusoes neste forum...

Inci, é-se sempre incómodo quando se é desalinhado, devias saber isso… :wink: :arrow:

O problema amigo decano é que aqui, acabamos por nos aborrecer, e lançar farpas a quem não merece, e já estou cansado de as mandar e de as receber…

O problema amigo decano é que aqui, acabamos por nos aborrecer, e lançar farpas a quem não merece, e já estou cansado de as mandar e de as receber...

O homem tem razão, o engraçado é que no blog onde mijam todos está a receber elogios, aqui o mais provável era ser classificado de escroque e esgoto verde e branco :twisted:

Não partilho da postura do “temos de esconder as nossas opiniões”. É verdade que por vezes me escuso a partilhar com adversários as mágoas mas acho que a elevação está exactamente em sermos os primeiros a reconhecer e apontar as nossas misérias, e é exactamente isso que nos pode diferenciar de uma orcalhada propensa a aplaudir cegamente e a nunca criticar os seus sumos sacerdotes.

O problema amigo decano é que aqui, acabamos por nos aborrecer, e lançar farpas a quem não merece, e já estou cansado de as mandar e de as receber...

O homem tem razão, o engraçado é que no blog onde mijam todos está a receber elogios, aqui o mais provável era ser classificado de escroque e esgoto verde e branco :twisted:

Não partilho da postura do “temos de esconder as nossas opiniões”. É verdade que por vezes me escuso a partilhar com adversários as mágoas mas acho que a elevação está exactamente em sermos os primeiros a reconhecer e apontar as nossas misérias, e é exactamente isso que nos pode diferenciar de uma orcalhada propensa a aplaudir cegamente e a nunca criticar os seus sumos sacerdotes.

No meu caso não falei em esconder a opinião, mas apenas discuti-la com quem interessa.

O que é que vale o elogio de um lampião? Podes-me explicar? :-s

Zed,

Ali não desaguam só lampiões, aliás criou-se o estigma que o Blog é lamp, até talvez seja, mas o facto é que existe uma larga franja de Sportinguistas que também lá estão.
Além disso um blog é algo público, quase como que um jornal nos dias que correm, podia dar-te vários exemplos de pessoas que deixaram de comprar pasquins pq lêm os blogs, como tal aquilo não passa de um artigo de opinião, como qq um que possamos escrever se trabalharmos num jornal.

Fikem bem, sempre bem