A cronologia de uma mala que andou pelo Estoril

Tinha isto no tópico do César Boaventura, mas acho que merece um tópico novo, pois isto ainda pode dar pano para mangas no futuro.

Qualquer informação / correção que considerem pertinente, por favor, não hesitem…

Vamos a uma cronologia dos últimos tempos:

09 de Agosto de 2017:
Primeira jornada da primeira liga, joga-se o Estoril-Porto. O primeiro golo da equipa azul e branca é marcado da seguinte forma (falha grave do jogador lateral-direito Mano):

Profile Transfermarkt do jogador Mano.

Nota 3/5, pelo jornal A Bola
Nota 5.7/10, pelo SofaScore
Nota 4.1/10, pelo GoalPoint

Video com resumo do jogo (exibição interessante do Mano, LOL! Aconselho a verem! :twisted: ).

Mano jogaria depois a polémica 2ª parte do jogo no dia 21 de Fevereiro de 2018.

15 de Janeiro de 2018:
O jogo Estoril - Porto é interrompido após uma invasão de campo durante o intervalo. O porto perdia por 1-0, e a segunda parte do jogo seria adiada para o dia 21 de Fevereiro de 2018.

Abatimento de parte da bancada norte do Estádio António Coimbra da Mota causou o pânico entre os adeptos do FC Porto que ali assistiam ao jogo. Clubes e Liga e autoridades decidiram que não estavam reunidas condições para que a partida continuasse.

(link)

14 de Fevereiro de 2018
O porto faz o pagamento de uma suposta dívida de 780k€ ao Estoril, cerca de 8 dias antes de jogarem a segunda parte do jogo.

O blogue mercado de benfica onde eram publicados mails e outra informação confidencial sobre o benfica anuncia o seu fecho, desculpando-se com o desinteresse geral com o seu conteúdo.

Face ao crescente silêncio protagonizado pelos órgãos de comunicação social, e à acentuada diminuição de downloads dos documentos aqui disponibilizados, deixou de fazer sentido prosseguir este trabalho de divulgação.

O polvo continua forte e dominante, os seus agentes impunes, e a justiça teima em não se libertar de influências externas.

Todos tiveram uma oportunidade única para investigar e ajudar a limpar a podridão nacional-benfiquista. Muito pouco foi feito, sendo inclusive lamentável que grande parte da informação aqui divulgada tenha sido tão mal aproveitada.

Hoje o “mercado” fechou, e muitos vão respirar de alívio. Mas não se enganem, isto não fica por aqui, aliás, vai ser muito pior…
(link para o post no blogue)

15.02.2018
BLOGUE CONTRA BENFICA CHEGA AO FIM
Divulgou alegados documentos oficiais do clube da Luz nos últimos tempos

O blogue ‘Mercado de Benfica o Polvo’, no qual foram divulgados nos últimos tempos alegados documentos oficiais do clube da Luz, chegou ao fim.

No último texto publicado, esta decisão justifica-se com “o crescente silêncio protagonizado pelos órgãos de comunicação social, e a diminuição de downloads dos documentos disponibilizados”.

link para notícia no record

19 de Fevereiro de 2018:
O blogue mercado de benfica afinal regressa, “após muita ponderação”.

https://opolvo.pt/2018/02/16/afinal-o-jornal-record-conhecia-o-site-mercado-de-benfica/

Eis um fino exemplo de jornaleiragem à Portuguesa.
Boicotes é pouco, o jornalismo Português precisa de uma vassourada. Os bons jornalistas escasseiam, as linhas editoriais são delineadas consoante certos e determinados interesses, e o profissionalismo deu lugar à vassalagem. O verdadeiro trabalho de investigação deixou as capas de jornais, e passou para os blogues.

Para tristeza de muitos, e após muita ponderação, o “mercado” está de novo de portas abertas. Desta vez com uma nova abordagem: os arquivos de dimensões consideráveis serão divulgados apenas uma vez por mês. Dia 18, às 18:00.

A guerra contra o nacional-benfiquismo e seus vassalos precisa da ajuda de todos. O polvo há de cair!

(link)

20 de Fevereiro de 2018:
César Boaventura surpreende com este post no seu FB:

"AMO-TE FUTEBOL, MAS NÃO MEREÇO ISTO: JOGO - DE ONTEM DE Á 1 MÊS E DE AMANHÃ

Triste, mas não derrubado … a segunda parte do jogo foram os descontos… Ja acabou?

Mas com a alma tranquila.

Dentro de X dias farei 39 anos, sozinho, a pensar, de Luto pelo futebol e longe da minha família

Isto é demais…

Como se pode acusar de viciação de resultados (sporting tv), alguém que vive do seu trabalho como agente, tem 2 filhos e não vai nascer mais nenhum!

Como se pode chamar de homem da mala, alguém que vive do seu trabalho no futebol, tem 2 filhos e não vai nascer mais nenhum!!!

Como se pode dizer que alguém que deu, e dá, 24h por dia da sua vida ao futebol aos adeptos e atletas, o difamam?

Chega desta palhaçada, e vou apenas deixar uns tópicos, para além de convidar a polícia judiciária a vir falar comigo, pois infelizmente até hoje não me quiseram chamar!

  • O presidente Gilberto do CD Tondela é enorme… pois hoje demonstrou que não se vende ao poder, perante as suas declarações.

  • Fui abordado por um administrador da SAD do FC Porto para mentir relativamente a jogos viciados ou comprados, ao qual lhe disse que não aceito pagamentos para mentir.

  • Trabalho no futebol de consciência tranquila, e a determinada altura vi-me difamado por indignos que vendem a alma acusando-me de coisas insólitas praticadas pelos mesmo, aos quais deixo vídeo a baixo!

  • Nasci com humildade e dignidade, e sempre acreditei que no futebol existia gente pura e digna, o que infelizmente não é verdade! Depois do Pápa vem o Hitler e depois dos 2 juntos vem a polícia judiciaria… O futebol em Portugal é tripartido, não pela lei mas sim pela cor clubista de quem temos a frente dos destinos do futebol nacional.

  • Infelizmente perante tanta palhaçada e difamação para quem estiver atento, retiro uma dilação muito real… O DINHEIRO MANDA MAIS QUE O FUTEBOL!

  • Vende-se guarda redes por um golo… jogada estudada em laboratório que não tinha “REDES” <no post que fez no FB publica um video de um golo que Cásssio, gr suspeito de match-fixing, e de estar associado a CB, sofreu contra o porto a 18 de Fevereiro de 2018: http://videos.sapo.pt/ypvLnzqyIBIgZNrOI9Rv >

  • Na verdade enveredei pelo caminho errado, pois se fosse o gajo da mala estava rico, mas não estou, sou uma rica pessoa!

  • Estou disponível para ser chamado pela Polícia Judiciária, pois até hoje não obtive essa sorte, mas espero por ela para poder falar das propostas indecentes que me foram feitas por clubes que me difamam por eu não jogar na mentira deles.

  • O futebol Português é o circo do futebol europeu, pois consegue reconstruir a 2 guerra Mundial com o Hitler e também consegue remontar ao tempo da “BRANCA DE NEVE E OS 7 ANÕES”!

GANHEM VERGONHA,

PS.: ALGUÉM VAI FAZER ANOS?

Desculpa ao verdadeiro autor deste texto BDC, mas só o adaptei a verdadeira realidade!"

Pouco tempo depois, o CB altera a denúncia, retirando a ligação feita ao porto:

(link)

O porto é impedido de divulgar mais emails sobre o benfica.

FC PORTO ESTÁ IMPEDIDO DE REVELAR MAIS E-MAILS DO BENFICA NO PORTO CANAL
Tribunal da Relação do Porto proibiu divulgação de correspondência eletrónica do Benfica no Porto Canal.

O FC Porto não pode voltar a divulgar alegada correspondência privada do Benfica no Porto Canal, por intermédio do seu diretor de comunicação e informação Francisco J. Marques, avança esta quarta-feira o diário JN na sua edição online.

Segundo escreve o referido jornal portuense, o Tribunal da Relação do Porto deu razão ao Benfica no recurso do procedimento cautelar interposto pelo clube da Luz de forma a proibir o FC Porto de divulgar correspondência privada dos dirigentes da Luz através do seu programa no Porto Canal ‘Universo Porto - Da Bancada’.

De acordo com os dados recolhidos pelo JN, os juízes-desembargadores da secção cível decidiram por unanimidade revogar a sentença proferida pelo juiz Fernando Cabanelas, do Tribunal Cível do Porto, que recusou o procedimento cautelar interposto pelo Benfica tendo em vista a proibição de divulgação de mensagens de correio eletrónico de vários dirigentes do clube da Luz por parte de Francisco J. Marques, diretor de comunicação do FC Porto.

Perante a revogação da sentença proferida pelo juiz Fernando Cabanelas, o FC Porto, a SAD do FC Porto, o FC Porto Media, sociedade Avenida dos Aliados (que detém o Porto Canal) e o diretor de comunicação Francisco J. Marques ficam proibidos de voltar a divulgar correspondência de dirigentes da SAD do Benfica 10 meses depois do início das revelações veiculadas no programa Universo Porto - Da Bancada, no Porto Canal.

Recorde-se que em outubro de 2017, o Tribunal da Comarca do Porto rejeitou a providência cautelar avançada pelo Benfica contra o FC Porto no caso dos emails.

Na altura, o juiz Fernando Cabanelas escreveu que, “considero não verificados os pressupostos da providência cautelar requerida e indefiro os pedidos formulados”, podia ler-se na sentença, que analisou apenas a “eventual concorrência desleal”, deixando de parte “alegadas ilicitudes na obtenção dos elementos”, algo que poderá ser julgado em sede penal, mas não “em sede do instituto da concorrência desleal”.

No documento de 60 páginas, o tribunal considerava que não tinha ficado provado que a situação constituísse “o instituto da concorrência desleal”, um argumento utilizado pelos encarnados que pressupunha “sempre uma economia de mercado, isto é, a existência de concorrência entre empresas na luta pela captação e fidelização da clientela por forma a expandir a sua atividade e ganhar e manter a quota de mercado, sendo certo que são empresas que disputam a mesma clientela”.

“Manifestamente, não é concebível uma transferência de adeptos ou sócios de um clube para o outro”, apontava o Tribunal Cível do Porto, que se referia à providência cautelar interposta pelo clube lisboeta em setembro.

A providência incidia sobre o FC Porto, a SAD do clube e ainda as empresas FC Porto Media e Porto Canal, pedindo que fosse proibida a divulgação de mais emails e o pagamento de um milhão de euros de cada vez que a proibição fosse infringida.

A sentença explicava ainda que a “alegada lesão dos interesses concorrenciais das requerentes é feita por meio de órgãos de comunicação social, no caso e em primeira linha, pelo Porto Canal”, pelo que está também “em questão a ponderação que tem de ser feita sobre aquilo que poderá ser, na prática, uma hipotética censura a um meio de comunicação social”.

“É inequívoco que algumas das afirmações, a ser comprovada a sua veracidade, revestem manifesto interesse público, a despeito da forma como às vezes são transmitidas”, acrescentava o documento, que explicava que a forma como foram obtidos os emails “será apurada em sede de processo crime e não nesta providência cautelar”.

As revelações divulgadas pelo FC Porto deram origem a uma investigação ao clube da Luz por suspeitas de crimes de corrupção desportiva e tráfico de influências tendo sido realizadas buscas à casa de Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, e ao Estádio da Luz.

(link)

21 de Fevereiro de 2018:

Joga-se a segunda parte do Estoril - Porto, que tinha sido interrompido em Janeiro. O porto dá a volta ao resultado, e passa de um 1-0 para um 1-3. No final do jogo, o treinador Ivo Vieira, sai-se com umas declarações sobre a atitude dos jogadores do Estoril que deram que falar: “Até metia dó ver o Estoril em campo”

Ivo Vieira: “Até metia dó ver o Estoril em campo”

Indignado com a prestação da equipa, o treinador do Estoril carregou nas críticas e assumiu que o FC Porto esteve muito perto de golear. “Poderia ter sido catastrófico”, afirmou Ivo Vieira.

Facilidades: "Este jogo foi preparado de forma natural, como os outros. Sabíamos que estávamos em vantagem no marcador, mas não podíamos ficar à sombra disso. E sabíamos que tínhamos de ser intensos. Preparámos isso nos treinos, em exercícios, mas o FC Porto teve mérito. É uma equipa forte. Como responsável, dou o corpo às balas e se calhar, mas até metia dó ver o Estoril em campo. Não conseguia dar dois toques na bola. Ficámos muito aquém. Tenho muito que pensar porque sou o responsável, mas os jogadores também devem pensar no compromisso que têm com o clube".

Reflexão: “Não basta vestir a camisola, há que dignificá-la. Têm de dar mais em campo. Uma coisa é perder, mas sendo competentes em campo; com um comportamento destes, temos que refletir. As alterações na equipa não justificam este comportamento, quando vínhamos de uma vantagem. Talvez seja uma questão mental. Os meus jogadores, com esta atitude, jamais poderão alcançar outro patamar. Houve alterações, é verdade, por causa dos regulamentos, mas quem vai defrontar uma equipa com a dimensão do FC Porto tem de jogar com grande motivação e intensidade”.

Compromisso: “Ainda hoje de manhã falei disso aos jogadores. Tem de haver um compromisso muito grande. E o FC Porto até podia ter feito mais dois ou três golos. Poderia ter sido catastrófico. Não ganhámos primeiras e segundas bolas, jogámos muito recuados. Esta equipa não é isto. Se estes jogadores querem caminhar em termos profissionais, devem pensar se este é o comportamento adequado. Quase que não disputávamos uma bola. O FC Portro, com dois avançados poderosos, pareciam que eram muitos mais contra quatro jogadores do Estoril. Devíamos ter feito mais pelo jogo”.

(link)

A diferença entre a primeira parte, e a segunda parte:

(link: sofascore)

Video com o resumo do jogo.

24 de Fevereiro de 2018:
O orelhas aparece nas capas dos jornais do regime. Entre vários ataques, refere o seguinte:
“Era bom que a Judiciaria começasse a ir a mais casas de dirigentes de futebol”


26 de Fevereiro de 2018:
CÉSAR BOAVENTURA INSINUA QUE JOGADOR DO ESTORIL FACILITOU DIANTE DO FC PORTO

“Relativamente ao jogo Estoril-FC Porto da última quarta-feira, existe um jogador que foi titular e que no último jogo nem para o banco do Estoril foi! Este mesmo jogador contabiliza até ao momento 17 jogos na liga Portuguesa, cerca de 1.453 minutos, fazendo dele um jogador bastante utilizado na equipa. De louvar a atitude da direção e treinador do Estoril. O que me deixa realmente apreensivo é que este atleta é agenciado pela PPSports, empresa do agente Pedro Pinho, o tal agente que me levantou uma calúnia que não tem perdão, com relações privilegiadas no FCP, antigo sócio do filho do presidente!”, afirmou César Boaventura, virando depois a agulha para Francisco J. Marques, com quem tem mantido várias trocas de palavras através das redes sociais.

“Agora pergunto Francisco J Marques, não és capaz de me responder aos motivos de tudo isto acontecer e ser tão verídico? Pelo bem do futebol Português, a única coisa que te peço é que deixes de te fazer de santo e sejas correto com os portugueses que te ouvem. Portistas, Sportinguistas, Benfiquistas e todos os outros. Sê correto!”

(link)

27 de Fevereiro de 2018

A página de FB Baluarte Dragão vai à vida…
https://twitter.com/BaluarteDragao/status/968465947341344768
https://twitter.com/BaluarteDragao/status/968869011470671873
Depois de o mercadodebenfica ter acalmado nas denúncias contra o regime lampião, poucos dias depois, é o baluarte dragão a tb sair de cena… entretanto, lá vai mandando umas larachas no twitter essencialmente focando o caso do Estoril…

Líder da SAD dos canarinhos desmente inquéritos e explica saída de Abner

27.02.2018
FREDERICO PENA: «NÃO VAMOS ALIMENTAR AS GUERRAS DOS OUTROS»
Líder da SAD dos canarinhos desmente inquéritos e explica saída de Abner

O Estoril vive dias de desassossego. Depois de três vitórias, os canarinhos perderam três jogos seguidos, um deles contra o FC Porto, e as notícias dos dias seguintes especularam sobre a existência de um inquérito aos jogadores e a saída de um, o defesa Abner. Ontem, Record falou com Frederico Pena, presidente da SAD, que desmentiu tudo e explicou o silêncio: “Não vamos alimentar as guerras dos outros.”

“Esse processo já estava em andamento há semanas. O Abner pediu-nos para sair por ter convites do Brasil. Como não era muito utilizado cedemos, na condição de ele ficar até ao jogo com o FC Porto porque o Joel tinha sido substituído e o Ailton não estava inscrito”, começou por explicar. “Depois, pedimos ao Abner para ficar mais uma semana, porque o Joel e o Ailton estavam lesionados e não podiam jogar em Chaves. Ele não quis e teve de ser o Mano adaptado à esquerda”, resumiu.

Para o presidente da SAD, as últimas notícias sobre o clube surgiram porque jogaram contra um candidato ao título. “Não houve nenhum inquérito aos jogadores, isso não existe. A equipa esteve mal, mas pior nesse dia estiveram o árbitro, o bandeirinha e o VAR, ao validarem o primeiro golo do FC Porto, em fora-de-jogo”, frisou.

Sobre as especulações do empresário César Boaventura em relação ao jogador Pedro Monteiro, insinuando que o defesa facilitou frente aos dragões – em causa parece estar o facto de o jogador ser representado por Pedro Pinho, com quem o agente está em litígio – Frederico Pena reiterou confiança no plantel: “Não podemos andar a desmentir o que qualquer um diz sobre os jogadores. Nada disso interessa ao Estoril, não vai haver qualquer reação oficial.”

Monteiro processa César Boaventura

Pedro Monteiro, defesa-central do Estoril, vai avançar com um processo por difamação contra o empresário César Boaventura. Em causa está um post desse agente no Facebook, no qual acusa o defesa, embora sem dizer o seu nome – escreveu os jogos e minutos de Monteiro nesta 1.ª Liga – de ter facilitado contra o FC Porto. O jogador esteve incontactável e também não estava autorizado a prestar declarações, mas ‘Record’ falou com fonte próxima do defesa, que nos garantiu: “O Pedro vai processar esse sujeito! Não é admissível que alguém esteja a brincar com o seu profissionalismo e a sua dignidade. Pessoas assim não podem estar no futebol e vai ter de responder em tribunal.”

(link)

28 de Fevereiro de 2018
Saiem os R&C do primeiro semestre 2017/2018 dos 3 grandes. O porto é o último a apresentá-lo ao público, e o único dos 3 que apresenta um prejuízo (link).
Nesse relatório, encontra-se identificada uma dívida ao Estoril de 780k€ que ninguém percebe ao certo qual a sua origem. Para aumentar a estranheza, no Verão de 2017 não havia dívidas identificadas ao Estoril-Praia:

01 de Março de 2018:
É feita uma denúncia anónima de corrupção sobre o Estoril-Porto:

[spoiler]Capa do Jornal A Bola:

A notícia com a denúncia é a seguinte:

PGR RECEBEU DENÚNCIA DE CORRUPÇÃO NO ESTORIL-FC PORTO
LIGA 01-03-2018 10:39

Deu entrada na terça-feira na Procuradoria-Geral da República (PGR) uma denúncia anónima, de atos de corrupção e fraude, que coloca em causa a segunda parte do jogo entre Estoril e FC Porto, que teve lugar no passado dia 21 - o desafio, recorde-se, foi interrompido ao intervalo, a 15 de janeiro, numa altura em que a equipa da Linha vencia por 1-0.

Segundo A BOLA, a referida queixa dá conta de uma suposta reunião entre um executivo da Traffic, empresa que detém a maioria do capital da SAD do Estoril, um empresário e um dirigente do FC Porto, que terá tido lugar num hotel de Lisboa, na véspera da segunda parte do jogo, dia 20 de fevereiro, portanto, para combinação de resultado.

Na denúncia - com o número 406/18, de 27 de fevereiro - é apontada também uma alegada transferência bancária para a Estoril, SAD, no valor de €730 mil, efetuada dias depois do desafio.

O Ministério Público irá agora analisar os factos denunciados e só dará início ao procedimento criminal se neles encontrar consistência.
link
[/spoiler]

Os cartilheiros naturalmente que fervilham:
https://twitter.com/OArtistaDoDia/status/968848917839339520

O porto responde.

F.C. Porto esclarece pagamento de dívida ao Estoril antes do jogo

Francisco J. Marques, diretor de comunicação do F.C. Porto, garantiu nesta quinta-feira, no programa “Universo Porto”, no Porto Canal, que os dragões não compraram o resultado do jogo com o Estoril, em 21 de fevereiro.

O responsável assegurou que não se verificou qualquer encontro entre dirigentes dos dois clubes, na véspera do encontro, mas confirmou uma transferência de dinheiro para o Estoril Praia.

“Não houve depois do jogo mas sim antes. Em 14 de fevereiro, o F.C. Porto realizou uma transferência de 784 mil euros. Porque o fez? Tivemos liquidez com a venda de bilhetes do jogo com o Liverpool e pagámos valores que tínhamos em dívida com o Estoril”, explicou, acrescentando que o F.C. Porto se tinha comprometido a pagar o montante até março de 2018. “Para se obter licenciamento da UEFA, não se pode ter dívidas com jogadores e treinadores”, explicou

Nesta quinta-feira, a Procuradoria-Geral da República confirmou que recebeu uma denúncia anónima sobre a segunda parte do jogo e que a encaminhou para o Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa.

O F. C. Porto mostrou o documento do Novo Banco, onde está descrito o valor e a hora da transferência, e Francisco J. Marques explicou o motivo da dívida. “São valores relativos à saída de Carlos Eduardo para o Al Hilali, visto que o Estoril tinha direito a 20%, cerca de 380 mil euros, 40% da cedência temporal de Licá, 90 mil euros, outra de 95, outra de 119 mil e outra de 100 mil. Outros clubes receberam valores que tínhamos de pagar”, defendeu.

O responsável explicou ainda que o clima com o emblema canarinho não era sequer o melhor, nos dias antes do jogo, devido ao problema da troca de bilhetes relativamente à primeira parte do duelo. “O F.C. Porto jamais comprou algum jogo. Só espero que seja gasolina para a equipa para o restante campeonato. A equipa só teve quatro empates na prova, três foram consequências das equipas de arbitragem. Se assim não fosse o campeonato estava praticamente resolvido”.
(link)

A estranheza vai aumentando nas redes sociais:
https://twitter.com/trainmaniac/status/969505926607769600

Luis Filipe Vieira vai ao Supremo Tribunal de Justiça… Como é normal nestas situações a envolver figuras públicas, esta notícia aparece em todos os cabeçalhos dos noticiários em Portugal, e havia uma imensidão de jornalistas à espera do presidente do benfica para ouvir algumas declarações públicas sobre o assunto. Ou então, como estamos no benfiquistão, tlvz não…

É que só no dia seguinte a CS notícia esta visita:

LUÍS FILIPE VIEIRA PRESENTE A TRIBUNAL
Segundo o Benfica, o presidente não foi ouvido
02.03.2018
O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, foi esta quinta-feira presente a tribunal. Na Sporting TV, o diretor de comunicação dos leões, Nuno Saraiva, adiantou que o líder das águias deslocou-se ao Supremo Tribunal de Lisboa, acompanhado de três elementos da Judiciária e três advogados, para ser interrogado.

Segundo o Benfica, no entanto, o líder encarnado não foi ouvido e apenas esteve presente devido a um ato processual, não explicando qual o processo.

(link)

Teve que ser o Mister do Café, no dia anterior, a dar a novidade:
Como estamos no benfiquistão a vdd é que este assunto só se sabe ao fim da noite através do blogue Mister do Café:
https://twitter.com/Mister_do_cafe/status/969357977139470341
:lol:

2 de Março de 2018
Novamente o jornal A Bola, publica uma notícia com a evolução das dívidas do Porto ao Estoril-Praia, em que conclui que analisados os relatórios financeiros do clube azul e branco dos últimos três anos, constata-se que uma dívida, no valor de 705 mil euros, aparece no relatório de 2015/16 como tendo sido paga em junho de 2016.

A EVOLUÇÃO DAS DÍVIDAS DOS PORTISTAS AO ESTORIL
FC PORTO 02-03-2018 16:55

Após a denúncia anónima na PGR sobre um pagamento de 784 mil euros por parte do FC Porto ao Estoril, na semana anterior à realização da segunda parte do encontro da 18.ª jornada da Liga, no passado dia 21 de fevereiro, Francisco J. Marques esclareceu, no Porto Canal, que se trataria do pagamento de uma dívida relativa às transferências de Carlos Eduardo e Licá para o Dragão.

Analisados os relatórios financeiros do clube azul e branco dos últimos três anos, constata-se que uma dívida, no valor de 705 mil euros, aparece no relatório de 2015/16 como tendo sido paga em junho de 2016. Consultado o relatório referente a 2016/17, o nome do Estoril não aparece na lista de clubes a quem o FC Porto devia dinheiro em junho de 2017.

Já no relatório do 1.º semestre de 2017/18, publicado há dois dias, o montante de 784 mil euros, esmiuçado por Francisco J. Marques, aparece, de facto, na lista de clubes com quem os portistas estavam em falta.



(link)

3 de Março de 2018
O porto mostra a famosa factura de pagamento.

Fatura mostra verbas pagas pelo F. C. Porto ao Estoril

A transferência de pagamento, endereçada pelo F. C. Porto ao Estoril, foi efetuada em 14 de fevereiro às 16.01 horas, segundo um comprovativo do Novo Banco, uma semana antes da realização da segunda parte do duelo entre as equipas no Estádio António Coimbra da Mota.

Francisco J. Marques, diretor de comunicação do F. C. Porto, explicou que foi numa altura em que a SAD tinha liquidez, resultante da receita de bilheteira do jogo com o Liverpool.

Na fatura, emitida em 26 de outubro de 2017 e que indica o pagamento de 784 mil euros, estão diferenciados os montantes pagos por cada atleta: a transferência de Carlos Eduardo em 2015 para o Al-Hilal rendeu 380 mil euros aos canarinhos, que tinham 20% do seu passe; a venda de Tozé, de quem tinham 50%, ao V. Guimarães teve um proveito de 190 mil euros; de Licá receberam 214 mil euros (95 mil respeitante ao empréstimo ao V. Guimarães e 119 mil pela cedência ao Nottingham Forest, pois o Estoril detinha 40% do passe).

(link)

PJ vai investigar as suspeitas no Estoril-FCP
Inquérito deverá ir parar às mãos da mesma equipa anti-corrupção que tem os processos relacionados com o Benfica

Os contornos da transferência bancária de mais de 700 mil euros do FC Porto para o Estoril, nas vésperas do jogo entre os dois clubes, vão também ser investigados pela Polícia Judiciária. Segundo soube o Expresso, o inquérito, que atualmente está nas mãos dos procuradores do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa, deverá igualmente ser alvo da atenção da equipa da unidade contra a corrupção que investiga os e-mails do Benfica.

Na última terça-feira, chegou à Procuradoria-Geral da República uma denúncia anónima que levantava suspeitas sobre a segunda parte do jogo realizado na Amoreira, a 21 de fevereiro, e que deu a vitória aos dragões, por 3-1. Nessa queixa terá sido referido um alegado encontro num hotel entre um administrador da SAD do Estoril, um empresário e um dirigente dos azuis-e-brancos com vista à combinação do resultado dos últimos 45 minutos do jogo que tinha sido interrompido a 15 de janeiro devido a problemas na estrutura de uma bancada do estádio António Coimbra da Mota.

O FC Porto negou que o dinheiro depositado numa conta bancária do Estoril Praia fosse para comprar o resultado do referido jogo. Na data da transferência, a 14 de fevereiro, “houve o jogo com o Liverpool que deu liquidez” para fazer o pagamento a “outros clubes”. No caso do Estoril, foi o dinheiro pela transferência de Carlos Eduardo para o Al-Hilal e da cedência do Licá. “Foram 748 mil euros”, explicou o diretor de comunicação do clube Francisco J. Marques.
(link)


Analisando agora melhor os contornos das transferências, vamos analisar o seguinte:

Transferência de Carlos Eduardo em 2015 (05/07/2015) para o Al-Hilal rendeu 380 mil euros aos canarinhos, que tinham 20% do seu passe.
https://www.transfermarkt.de/carlos-eduardo/profil/spieler/110078

Há pano para mangas. Primeiro, parece que quando o Carlos Eduardo se transferiu do Estoril para o porto, houve comissões irregulares pagas ao filho do PdC:

(...) O filho de Jorge Nuno Pinto da Costa detém uma empresa chamada Energy Soccer, que, segundo o Expresso, violou a lei nacional que regula as transferências de jogadores (Lei 28/98), ao receber comissões de dois clubes no mesmo negócio.

Em concreto, o jornal revela dois casos. O primeiro é relativo à transferência de Carlos Eduardo do Estoril para o FC Porto. Em Junho de 2013, os “dragões” pagaram uma comissão de 100 mil euros à empresa de Alexandre Pinto da Costa e em Outubro do mesmo ano o Estoril pagou à Energy Soccer 68.400 euros relativos à mesma transferência.
(…)


https://www.publico.pt/2016/12/10/desporto/noticia/filho-de-pinto-da-costa-recebeu-comissoes-irregulares-1754322


fonte: http://weareallfcporto.blogspot.pt/2017/06/as-relacoes-do-fc-porto-com-energy.html

Depois, parece que não é a primeira vez que há polémica a envolver o Carlos Eduardo e o R&C do porto:

O portal Football Leaks revela esta quarta-feira que o FC Porto apenas recebeu 2 milhões de euros pela transferência de Carlos Eduardo para o Al Hilal, ao contrário dos 5,5 milhões que comunicou à CMVM no Relatório e Contas Consolidado relativo à temporada 2014/15.

Segundo o contrato divulgado por aquele portal, o FC Porto receberá aquele valor em quatro prestações de 500 mil euros, tendo igualmente direito a 50% de uma futura venda do médio brasileiro de 24 anos, isto caso a mesma seja feita até 31 de junho de 2016. Para lá dessa data… o contrato nada especifica. De resto, o FC Porto salvaguarda um encaixe de 10 milhões de euros caso o jogador seja transferido para uma equipa portuguesa.


http://www.record.pt/futebol/football-leaks/detalhe/afinal-carlos-eduardo-so-rendeu-2-milhoes-de-euros-ao-fc-porto.html

Se forem ao R&C de 2015/16, por exemplo, página 64, no que diz respeito à rúbrica sobre o saldo das rubricas corrente e não corrente de “Clientes – Transações, com passes de jogadores” inclui, essencialmente, as seguintes contas a receber, em 30 de junho de 2016 e 2015, verão que indica lá que o Al Hilal tinha a pagar 5.5M€ em Junho de 2015. LOL

Infelizmente o link para o pdf no football leaks já não se encontra disponível:
https://footballleaks2015.wordpress.com/2015/12/30/fc-porto-al-hilal-carlos-eduardo/

Ou seja, pagaram aproximadamente 20% do valor indicado no contrato do football leaks (2M€), e não o valor que indicaram anteriormente no R&C (5,5M€), e só em 2018… está certo!

Resumindo, houve irregularidades nas comissões, nas informações dadas à CMVM, e agora esta dívida foi paga a 8 dias de um jogo polémico com o Estoril, quase 3 anos depois, da transferência.

Como diria o outro, “investigue-se”!

A venda de Tozé, de quem tinham 50%, ao V. Guimarães teve um proveito de 190 mil euros.
https://www.transfermarkt.pt/toze/profil/spieler/203654
Foi transferido em 16/07/2015. Não percebo como o Estoril tinha 50% do passe, se ele foi formado no Porto. Foi emprestado em 2014, tudo bem, mas ainda conseguirem garantir 50% do passe?! Acho estranho…

O TM fala numa transferência de 1.5M€. Tb não é uma fonte oficial, e por isso, está sujeita a erros. Mas se for vdd, então o Estoril teria direito a 750k€. Mas ok, a fonte não é muito fiável… e tb vdd seja dita, 1.5M€ é um quantia considerável para o Vitória investir.

Analisando novamente o saldo das rubricas corrente e não corrente de “Clientes – Transações com passes de jogadores” inclui, essencialmente, as seguintes contas a receber em 30 de junho de 2016 e 2015 (R&C da SAD em 15/16) não está lá nada do Vitória Sport Clube (Guimarães). Acho estranho ter que pagar alguma coisa ao Estoril, sem ter que receber nada do V. Guimarães, mas ok… tb me confesso mto básico a ler R&C, e por isso, quem estiver mais à vontade, que se chegue à frente para me corrigir. E novamente, lembraram-se de pagar só quase 3 anos depois…

De Licá receberam 214 mil euros (95 mil respeitante ao empréstimo ao V. Guimarães e 119 mil pela cedência ao Nottingham Forest, pois o Estoril detinha 40% do passe).
https://www.transfermarkt.pt/lica/profil/spieler/51058
Segundo o TM, Licá foi contratado ao Estoril em 01/07/2013, por 1,5M€. Em 16/07/2015 foi emprestado ao Vitória S. Clube (precisamente no dia em que o Tozé foi vendido ao VSC), e em 31/08/2016 é vendido ao N Forest por 358k€ (40% dá 143k€, próximo do valor que indicaram na factura, ok).

O contrato de Licá tb apareceu no Football Leaks:

OPÇÃO DA SAD DO FC PORTO SOBRE LICÁ Dragões podem comprar mais 20 por cento dos direitos por 500 mil euros

O FC Porto pode comprar mais 20 por cento dos direitos económicos sobre Licá por 500 mil euros, de acordo com um documento divulgado ontem pelo Football Leaks.

O direito de opção pode ser exercido pela SAD ao longo da vigência do contrato do extremo, que se estende até 2017. Neste momento, os dragões detêm 60 por cento do passe, a mesma fatia que adquiriram ao Estoril em 2013. De resto, o documento confirma que o FC Porto adquiriu os tais 60 por cento por 1,5 milhões de euros, tal como a SAD já tinha informado através da comunicação das suas contas.

Por fim, diga-se que, do contrato celebrado à altura, consta ainda um direito de preferência do Estoril para o empréstimo de Licá relativamente ao mercado português. Quer isto dizer que os canarinhos tiveram de dar o seu aval sobre a a atual cedência do extremo ao V. Guimarães.


http://www.record.pt/futebol/football-leaks/detalhe/opcao-da-sad-do-fc-porto-sobre-lica.html

Licá foi contratado pelo porto em 2013 no mesmo dia que o Carlos Eduardo.


R&C 2015/2016:
http://www.fcporto.pt/pt/clube/grupo-fc-porto/Pages/r-c-2015-2016.aspx#ancora_topo


Tópico dedicado à personagem César Boaventura:
http://www.forumscp.com/index.php?topic=68975.0

Anda muita gente a (u)ma mala anda!

Todos sabemos que aqui houve corrupção!

Mas eu já nem vou pela mala! A partir do momento em que o relatório do LNEC diz que não houve danos e não houve razões para a bancada tremer, então isto tem que ser considerado pela justiça desportiva como uma invasão de campo a atribuir as devidas sanções!

Bom resumo.

Não te esqueças da data do Estoril x Sporting, porque também entra.

Muito bem feito! :clap:
E com aspetos muito estranhos…andavamos todos focados nos lamps e quem sabe se serão os fruteiros a cair primeiro

Se calhar temos que ir um pouco mais para trás:

:whistle:

Só contra nós é que não há disto. :think:

Se houvesse, nas segundas era tudo o que é paineleiro a atacar o profissionalismo do jogador em causa… :inde:

Alguém consegue ver se o artista é o tal Abner? :think:

Obrigado pelos contributos.

Parece que o jornal Record hoje fala sobre o tema tb, dizendo que afinal a dívida sempre esteve declarada. Quero ver se confirmo isso.
Esqueci me tb de pôr na cronologia o facto de o orelhas ter ido ao STJ. É que se é vdd que isto cheira a esturro para caraças (então os contornos das movimentações a envolver o Carlos Eduardo fazem mm comichão), não posso pôr completamente de parte a hipótese de isto ter sido uma manobra de diversão para esconder um escândalo ainda maior (a imagem de ver o orelhas a entrar no STJ acompanhado de 3 PJs).

Logo à noite actualizo isto.

Foooooda-se :o

Data disto, e qual é o jogador envolvido? Confesso que nem me lembro do lance…

Foi logo para começar bem… ^-^

Jornada…1 e foi o 1º golo, aos 35 min…

O jogador é o Mano.

Mano

Há imagem do orelhas a entrar no STJ?

Isto do porto pode mesmo ser uma manobra de diversão…

Obrigado! Ui, mm interessante isto!

Foi uma entrada à FC Porto, muita forte. É por isso que ganham, nesse jogo entraram a ganhar.

Pessoal temos de fazer alguma coisa…afinal de contas somos tantos, que pensado alguma ideia deve surgir…

Os dirigentes da FPF, LFP e afins estão a assobiar para o lado com tudo isto…para nao falar da nossa justiça…somos um país à imagem do futebol, ou seja, corrupto e se estamos à espera que surjam consequências bem que podemos ficar sentados!

Onde podemos fazer ferida? nos patrocinios, por exemplo, certo?

Então porque nao fazer uma compilação de tudo isto e fazer chegar ao maximo de meios de comunicação de todo o mundo para expor a vergonha do nosso futebol? Eu sei que na FIFA e UEFA tambem nao constam santinhos, são corruptos tambem mas expondo o caos do nosso futebol talvez fizessem algo…

Talvez com esta propaganda, os patrocinadores olhassem 2 vezes para o nosso futebol…

Volto a afirmar…somos tantos que parando para pensar um pouco, alguma ideia deve aparecer…

Para mais parte acrescentar:

http://www.record.pt/multimedia/fotogalerias/detalhe/cesar-boaventura-divulga-imagem-de-pinto-da-costa-com-empresario-de-jogador-do-estoril.html#/0

https://www.record.pt/futebol/futebol-nacional/liga-nos/estoril/detalhe/frederico-pena-nao-vamos-alimentar-as-guerras-dos-outros.html

http://foradejogo08.blogspot.pt/2018/03/disse-jj-para-ter-calma-e-dar-carinho.html

Não metas links do Record?!

benfica 2010s = porto 1990s

Obrigado pelas contribuições. Ainda nem vi metade do que partilharam, e já ultrapassei o limite de caracteres no primeiro post, LOL.

Vou continuar a cronologia por aqui… se vir que isto se extende mto tlvz abra um novo thread…

4 de Março de 2018
As páginas de FB do Baluarte Dragão, do César Boaventura e do Hugo Gil não se encontram activas neste dia, foram sendo eliminadas durante os últimos dias: ataques concertados com denúncias de FB dizem… a vdd é que nas redes sociais leoninas não há surpresas destas.

5 de Março de 2018
A capa do jornal record afirma que as contas da SAD do porto sempre referiram as dívidas ao Estoril-Praia.


A alegada ocultação por parte da SAD do FC Porto dos 748 mil euros em dívida para com o Estoril nos Relatórios e Contas de 2015/16 e 2016/17 adensou o clima de suspeição pelo facto de o pagamento ter sido efectuado apenas a 14 de fevereiro, a uma semana de ser disputada a 2ª parte do encontro interrompido a 21 de janeiro.
A questão é que, segundo o Record, os valores a pagar aos canarinhos estiveram sempre nas contas e não surgiram de ‘pára-quedas’, como já se ouviu, na contabilidade do último semestre apresentada à CMVM.
Embora Franciso J. Marques nunca o tenha dito, o facto é que indo ao capítulo “Outros passivos-Acréscimo de gastos-Encargos com transações de passes de jogadores não vencidos” nas contas anuais de 2016/17 (tal como no ano anterior), é possível encontrar dois itens respeitantes a “valores a pagar relativos à proporção de venda do passe detido por terceiros aquando da respectiva alienação” onde o caso de Carlos Eduardo é mencionado a par de situações que envolvem, “entre outros”, frisa a SAD, André Silva, Rúben Neves, Walter, Depoitre, Defour e Danilo. Isto num montante total comunicado de 7,847M€.
Carlos Eduardo, vendido ao Al-Hilal em julho de 2015, por dois milhões de euros, obrigou ao pagamento de 390 mil euros ao Estoril, que detinha 20% do passe. O brasileiso é ainda citado numa dívida do mecanismo de solidariedade. O detalhe do “entre outros” permite compactar verbas menores onde, ao que apurámos, estarão Tozé e Licá.
Recorde-se que foi apresentada uma queixa anónima na PGR, que por sua vez fez transitar o caso para o DIAP, denunciando uma reunião entre dirigentes destinada a facilitar o triunfo do FC Porto, bem como o pagamento de uma verba que Francisco J. Marques confirmou, mas explicando dizer respeito a uma fatura emitida a 28 de outubro pelo Estoril e já vencida.

(link)

(link record - notícia exclusiva para assinantes Record Premium)

César Boaventura divulga imagem de Pinto da Costa com empresário de jogador do Estoril

O empresário César Boaventura voltou ao Facebook e divulgou um frame da Sport TV, alegadamente relativo à segunda parte do Estoril-FC Porto, no qual se vê Pinto da Costa ao lado de Pedro Pinho, empresário do jogador do Estoril Pedro Monteiro que Boaventura acusou de ter facilitado no jogo contra o FC Porto. “Nunca fui mentiroso quando disse que a relação era próxima! Ela é mesmo encostada… Mandem-me uma foto minha assim com qualquer que seja o presidente!”, escreveu na legenda