[A CAMINHADA] - Dezembro 2015

Durante o próximo mês de Novembro temos 5 jogos em que definimos o nosso futuro em duas competições, neste caso, Liga Europa e Taça de Portugal. Para o campeonato nacional temos também 2 jogos importantes, um em casa e outro fora.

Mas vamos analisar primeiro o quadro de jogos/resultados/performance da equipa até agora.

AMPLIAR IMAGEM

Perante este quadro, podemos observar alguns dados interessantes.

Lateral Esquerda - Neste sector do terreno, tanto Jefferson [11jogos] como Jonathan Silva [6jogos] conseguem manter um baixo índice de faltas no meio campo defensivo, o que é possível comprovar com apenas 3 cartões amarelos entre os dois até este momento da temporada, a contrastar claramente com a lateral direita onde João Pereira, ao contrário de Ricardo Esgaio, totaliza 4 cartões amarelos e 1 cartão vermelho por si só. Isto também nos diz que os adversários temem o nosso lado esquerdo, preferindo atacar pela direita onde podem tirar partido do jogo faltoso de João Pereira ou ainda de alguma inexperiência de Ricardo Esgaio.

Naldo - Com 12 jogos jogados e somando já 1080 minutos, o defesa central totaliza apenas 1 cartão amarelo [Rio Ave], o que comparado com o seu antecessor, Maurício, mostra bem o quão acertada foi a sua contratação. Joga limpo, sem ser duro mas com a impetuosidade e firmeza que a posição exige, o Naldo tem sido, face à lesão de longa duração do Ewerton, um dos maiores esteios da defesa juntamente com o seu companheiro de sector.

Meio-campo a dois ritmos - Com o retorno do William Carvalho, acentuou-se uma tendência no meio campo do Sporting, tanto ele como o Adrien Silva são os tampões da equipa, os muros do miolo do terreno. Um pela sua presença e pela ocupação dos espaços e outro pela sua dinâmica e pela capacidade de pressão sobre os adversário que faz quase do primeiro ao último minuto. Os dois totalizam 7 cartões amarelos o que comparando com a outra dupla do meio campo, João Mário e Aquilani (cujas funções ofensivas são mais acentuadas), com 2 cartões amarelos e 1 cartão vermelho, mostra o quanto Jorge Jesus gosta de uma pressão intensa e de ter sobretudo o factor segurança do seu lado.

Bryan Ruiz - O Costa-Riquenho falhou apenas 2 jogos esta época, ambos por lesão, o que mostra bem o quanto o treinador aprecia as suas qualidades quer desiquilibradoras na frente quer de contenção e de ocupação de espaços mais atrás, funcionando muitas vezes como um médio-ala mais vertical que dá segurança ao seu lateral. Nas suas funções só é possível compará-lo a André Carrillo, até este ser afastado da equipa, que também merecia a preferência do treinador pela verticalidade que dava ao flanco direito. Comparando com os outros alas do plantel, quer Gelson Martins, Carlos Mané e Matheus Pereira têm substancialmente menos minutos nas pernas embora tenham uma maior capacidade goleadora.

Dupla Avançada - Não há dúvida de que Slimani e Teófilo Gutiérrez são a dupla preferida do treinador Jorge Jesus, pela capacidade de pressão e de jogo externo que ambos possuem mas também pela qualidade das suas finalizações. São, neste momento, os dois melhores marcadores da equipa com 7 e 5 golos cada, respectivamente. No entanto e embora o camisola 9 tenha concretizado mais vezes, é o experiente Colombiano que acaba por faturar nos jogos mais decisivos, nomeadamente Supertaça (embora a meias com André Carrillo), CSKA nas duas mãos, e no derby da Luz.
Quer Montero quer Tanaka vão ter que trabalhar muito para conseguir roubar a titularidade a esta dupla, com a tarefa aparentemente mais facilidade para o camisola 10 já que o Japonês apenas foi utilizado durante 47 minutos esta temporada sendo, juntamente com André Martins e Bruno Paulista, dos elementos menos utilizados do plantel.

CALENDÁRIO DE NOVEMBRO

05/11 - Skënderbeu x SPORTING
08/11 - Arouca x SPORTING
22/11 - SPORTING x Benfica
26/11 - Lokomotiv x SPORTING
30/11 - SPORTING x Belenenses

Ainda antes, temos o embate com o Estoril já no sábado mas ainda dentro do mês de Outubro, que é imperioso vencer.
Depois temos uma partida de grau de dificuldade aparentemente menor, e digo aparentemente porque embora o Skenderbeu seja a mesma equipa que perdeu 5-1 em Alvalade, jogar em Lisboa não é nem pode ser a mesma coisa que jogar na Albânia, no entanto e se queremos seguir em frente na Liga Europa não há outro resultado possível que não seja a vitória. Segue-se o Arouca, fora de portas, jogo que ao que tudo indica será no Municipal de Arouca em vez do de Aveiro. Num terreno sempre complicado, bastante pesado e apenas 3 dias depois da deslocação a terras Albanesas, este jogo afigura-se de grau de dificuldade bastante elevado em que temos de puxar pelo espírito de sacrifício dos jogadores e pela disponibilidade física e mental daqueles que são menos utilizados para poderem também dar o seu contributo se necessário.

Seguem-se duas semanas de paragem das competições internas para compromissos das selecções nacionais, mas o retorno do Sporting não podia ser mais decisivo, já que se segue o derby eterno com o Benfica em Alvalade para a Taça de Portugal, jogo que antecede também um decisivo encontro da Rússia para a Liga Europa onde jogamos o apuramento para a fase seguinte.
Fechamos o mês a receber o Belenenses, jogo que, a confirmarem-se as vitórias com Estoril e Arouca e se o Benfica cair em Alvalade e sairmos de Moscovo com um resultado positivo, pode, em caso de vitória, alavancar de uma vez por todas o Sporting rumo ao título de campeão nacional.

Aceitam-se prognósticos, apostas e análises a este complicado, mas aliciante, mês de Novembro.

Para começar, tenho que elogiar a excelente análise que fizeste. Tocaria nos pontos todos que referiste e acrescentaria o P.Oliveira no mesmo pârametro que o Naldo. Têm sido duas rochas que têm sido muito importantes e que têm a total confiança do técnico.

Vai ser um mês complicado, duro. Não espero que consigamos sair de Novembro 100% vitorioso, mas olhando para o calendário não vejo um jogo em que seja “menos mau” perder pontos. Todos têm graus de importância bastante elevados, tendo em conta os objectivos da equipa e não quero abdicar de algo, apesar de saber que JJ irá rodar o 11 nos jogos da LE (principalmente o próximo). Em termos psicológicos, vencer o encontro com o Benfica poderá dar um boost bastante importante à equipa para as restantes competições.

PS: O encontro com o Arouca deverá mesmo ser em Arouca, mas ao que tudo indica com um piso completamente novo. O que pode ser bom ou mau. Depende de como o relvado vai assentar nesta primeira fase.

É este o nosos caminho, a nossa caminhada, e nada nos tirará o foco. Se fosse fácil, não seria para nós. - Vitória, R. 2015.

Boa análise.

Face ao que aconteceu agora para a Luz, teremos mais um dia de recuperação entre jogos nacionais e europeus, e um dia em termos de treino faz sempre muita diferença.

Creio que o treinador optará por rodar jogadores apenas contra o Skenderbreu, onde poderão alinhar elementos como Montero, Jonathan Silva e Esgaio, caso não jogue já contra o Estoril. Ewerton e Matheus, em virtude da indisponibilidade de Naldo e Adrien, podem jogar já no fim-de-semana.

Apostaria, contra o Estoril, em Patrício, Esgaio, Paulo, Ewerton, Jefferson, William, João, Matheus, Ruiz, Teo e Slimani.

Contra o Skenderbreu em Boeck, João Pereira, Oliveira, Naldo, Jonathan, William, Adrien, Gelson/Mané, Ruiz, Montero e Slimani.

Só não poupava Paulo Oliveira, William, Ruiz e Slimani pela importância enorme que têm na equipa (Paulista não tem a qualidade de William, não há nenhum extremo com a tarimba de Ruiz, Slimani é essencial neste momento, claramente, e o Paulo neste momento é o esteio da defesa, com grande serenidade e já experiência em confrontos destes).

Como a não vitória pode complicar muito o apuramento, e como o Sporting tem mais um dia de recuperação face ao que teve agora, espero poupanças na Europa, sim, mas não uma revolução, como na recepção aos albaneses.

Excelente!

Se ‘A Caminhada’ terminar como todos nós sonhamos, este espaço tem todas as possibilidades de se tornar épico!

Este mês de Novembro promete, que corra tudo como nós desejamos, aquela pausa antes do jogo da Taça vem mesmo a calhar, JJ mais uma vez não vai facilitar e vai saber fazer a rotação necessária á equipa, se correr tudo bem pode vir a ser um mês histórico :great:

Arouca, é em Aveiro ou mesmo em Arouca? Alguém sabe?

Fundamental vencer Estoril, Arouca e Belenenses. Essa é a prioridade.

Rodar contra o Skenderbeu e Lokomotiv. Vencer os albaneses é obrigatório mesmo com equipa secundária. Com os russos um empate pode levar-nos a discutir o apuramento em Alvalade (com casa cheia) frente ao Besiktas.

Para a Taça é o regresso de duas semanas de intervalo, temos de entrar com tudo e conseguir a 3ª vitória sobre as galinhas.

EU QUERO UM SPORTING CAMPEÃO!

É importante não excluir deste ciclo o jogo de amanhã. Numa primeira fase temos 3 jogos numa semana. Estoril, Skenderbeu e Arouca.

“Meter a carne toda no assador” contra o Estoril e Arouca e poupar o máximo possível contra os Albaneses. E temos qualidade no plantel para o fazer.

Depois a pausa para as selecções também é importante. Temos pelo menos 10 jogadores com fortes possibilidades de serem chamados. Portugal joga no dia 13 com a Rússia e dia 17 com o Luxemburgo. Veremos como será feita a gestão dos jogadores do Sporting, mas antecipo já polémica.

Depois há Slim, Téo e Ruiz.

Argélia joga a 2ªeliminatória da qualificação para o Mundial na Tanzânia no dia 14 e joga em casa a 17 a 2ªmão. Pode ser que a eliminatória fique logo resolvida na 1ªmão e dê para o Slim descansar na 2ªmão. Era o ideal.

Costa Rica recebe o Haiti a 14 e vai ao Panamá a 17 em dois jogos de qualificação. Será difícil o Ruiz ser poupado.

Colômbia vai ao Chile a 12 e recebe a Argentina a 17 na Qualificação para o Mundial. Não acredito que o Téo seja poupado.

São 3 jogadores que chegarão provavelmente no dia 18 e só poderão treinar com a equipa a 19,20 e 21. Dá para recuperar mas não é o ideal quando temos um jogo tão complicado pela frente e onde até pode ser preciso prolongamento.

Se o Besiktas perder ou empatar com o Lokomotiv ficamos a precisar de ganhar o último jogo em casa contra os turcos para assegurarmos a qualificação, independentemente do resultado que fizermos na Rússia. Isto claro desde que se vença os Albaneses. Pode haver aqui alguma margem para poupanças.

Com isto tudo temos 4 jogos complicados até ao fim do ano. Carnide para a Taça. Lokomotiv em Moscovo (pode até não ser preciso pontuar), Besiktas (a qualificação na minha optica está dependente de uma vitória neste jogo) e Marítimo na Madeira para a Liga.

O resto é OBRIGATÓRIO GANHAR!

O mês de Janeiro é de loucos com 8 jogos. O primeiro objectivo tem de ser chegar ao final do ano em primeiro. Gozarmos o Natal e Ano novo em 1ºlugar na Liga e continuarmos na liga Europa e Taça era o ideal. :mrgreen:

http://www.zerozero.pt/match_stadium.php?id=4516739

Pelos vistos é em Arouca.
Bah

Calendário actualizado. Este não é tão completo, mas era o guia rápido que eu comecei a fazer há uns meses para a malta se orientar com os dias de jogo.


CALENDÁRIO_2015_11.png

Só não estou de acordo com o amarelo do Ajax Cape Town. Aquilo era jogo a eliminar e os penaltis estão incluídos: é vitória para nós! :wink:

Seja como for, estamos com 70% de vitórias, 15% de empates e 15% de derrotas.

Só em competições nacionais (Liga e Taça) temos 83% de vitórias (10), 17% de empates (2) e 0% de derrotas (0)

Só na Liga, 80% de vitórias (8.), 20% de empates (2) e 0% de derrotas (0)

Sabe bem!!!

Julgo que a IFFHS conta como empate os jogos que vão à desempate por penalties…

Mas isto é que interessa:

«
[i][b]​Na análise ao que estão a ser os comportamentos das várias equipas, existem comportamentos similares (já aqui destacamos o do FC Porto, que se mantém inalterado), mas também outros claramente díspares.

É o caso do Sporting, líder do campeonato e autor de um percurso quase perfeito - só perdeu quatro pontos em 30 possíveis. Relativamente ao mesmo período, na época passada os leões de Marco Silva já tinham perdido 13 e eram oitavos na classificação.

​Um rendimento claramente superior, de mais nove pontos, que também o é nos golos: mais um marcado e menos cinco sofridos do que em 2014/15.

Se os leões estão na melhor curva ascendente, o Vitória de Guimarães é quem mais desce. Na época passada, a equipa então treinada por Rui Vitória perseguia o líder Benfica e tinha mais 13 pontos do que agora.[/b][/i]
»

in zerozero.pt
2015/11/11 14:55

;D ;D ;D

Assim foi o Novembro…

Um saldo muito positivo num ciclo de 6 jogos com 5 vitórias e 1 derrota, num mês em que defrontámos o Benfica e Lokomotiv na Rússia e ainda fomos ao batatal de Arouca com mais dois jogos entre eles com os sempre complicados Estoril e Belenenses.

No Campeonato Nacional somos líderes isolados, mantendo a diferença pontual para os rivais (pese embora o jogo a mais).

Na Liga Europa só dependemos de nós para seguir em frente, vencendo o Besiktas em casa iremos marcar presença na fase seguinte da prova.

E na Taça de Portugal continuamos em prova depois de mais uma brilhante vitória ante o rival Benfica em Alvalade após prolongamento, jogo em que fomos superiores, uma vez mais, durante os 120 minutos jogados.

[hr]

CALENDÁRIO DE DEZEMBRO

05/12 - Marítimo x SPORTING
10/12 - SPORTING x Besiktas
13/12 - SPORTING x Moreirense
16/12 - Braga x SPORTING
20/12 - U. Madeira x SPORTING
29/12 - SPORTING x P. Ferreira

Um mês intenso com 6 jogos num curto espaço de tempo, alguns deles espaçados em apenas 3 dias. Será um ciclo muito complicado com duas viagens à Madeira e uma a Braga e com jogos decisivos em casa como é o do Besiktas para a Liga Europa e com dois jogos para o nosso foco principal que é o campeonato nacional, contra Moreirense e Paços de Ferreira, mais dois clubes patrocinados pela Carris…

Percebem melhor agora as palavras de Jorge Jesus depois da vitória em Moscovo?

Com Bruno César ainda sem poder competir e com um Schelotto ainda em adaptação, com a lesão do Teófilo Gutiérrez e Carlos Mané, a suspensão do Slimani para o jogo da Madeira e o cansaço acumulado de tantos jogos em tão pouco tempo, diria que será um mês absolutamente decisivo para definir as nossas reais aspirações nesta época. A garra e determinação da equipa vai ser posta à prova este mês.

Que estejam todos connosco assim como nós estaremos sempre com eles…!

FORÇA SPORTING!

[

Outro mês bastante intenso, sobretudo as próximas 2 semanas em que decidimos a continuidade na LE, na TP e na liderança do campeonato.

Ciclo bastante exigente, e no qual o objetivo terá que passar por vencer todos os jogos.

Em Janeiro, iniciará outro ciclo também muito exigente com 8 jogos para realizar. Porto ©, Setúbal (F) e Braga © na 1ª semana de Janeiro.

Excelente tópico!

Realmente o panorama não estã fácil, mas temos capacidade para dar a volta a este calendário. Ao menos apanhamos o Marítimo numa má fase, podendo ter um bom início. Depois, penso que Besiktas e Moreirense está no “papo”.

O deal breaker vai ser o jogo da taça, lá temos mesmo de ganhar. Sem contemplações! Se o conseguirmos, o União e Paços ficam mais “fáceis”.

Qual o boletim clínico da equipa? Quando voltam os lesionados?

Dezembro e Janeiro serão meses decisivos na nossa época.

Não dá para fazer planos a longo prazo nesta fase, e fazer o jogo a jogo. Temos um dos jogos mais difíceis da Liga na Madeira já no sábado e temos de ganhar. O resultado deste jogo define muito do que serão as escolhas e eventuais poupanças no resto do mês.

Jogar na madeira sem Slimani,Teo e Jefferson é complicado. Temos que jogar com as armas que temos.

v

Vamos ver como sobrevivemos a estes dois meses que serão, de facto, totalmente decisivos para a época em curso.

Começa sábado e terá um grau de exigência muito elevado.

Mais um mês muito intenso e repleto de jogos, o que é bom sinal, visto que significa que continuamos em várias frentes.

A chave para mim será fazer alguma rotatividade, mantendo sempre 15/16 jogadores com níveis competitivos muito altos. O que lixa isto tudo são as lesões. Esperemos que não seja um mês muito sobrecarregado nesse aspecto, e que os jogadores que estão lesionados voltem à competição rapidamente.

Atenção aos casos de Adrien e Ruiz que são jogadores preponderantes na equipa e podem ter tendência a acusar algum cansaço nestes ciclos mais intensos. É gerir com pinças a condição fisíca destes dois jogadores.

A mim, interessa-me o Marítimo, o Moreirense e o União.
Besiktas e Braga é importante, mas desde que não comprometam os outros.
Paços… nada de nada. É equipa B lá para dentro! Ainda por cima 4 dias antes de receber o FC Porco