«Deus», a tradução brasileira para «Paraty»

Desculpem-me o regresso ao assunto, mas a raiva ainda vive em mim:

Luisão "Golo ao Sporting foi uma prenda de Deus"

O JOGO | O golo que marcou ao Sporting, e que acabou por ser decisivo para o título, gerou muita polémica. Passado algum tempo, mais a frio, e sem possibilidades de haver uma alteração do que já está feito, houve ou não contacto entre si e o Ricardo?
LUISÃO | Não houve contacto entre mim e o Ricardo. Ao saltar, atrapalhei o guarda-redes do Sporting, julgo que ele perdeu a noção do espaço porque ficou sem possibilidades de ver a bola. Foi um golo limpo - aliás, como os próprios dirigentes do Sporting admitiram logo depois do jogo. Toda a gente viu no estádio que não houve qualquer falta e tiveram oportunidade de confirmar isso nas imagens televisivas. Mesmo assim, algumas pessoas tentaram desvalorizar o triunfo do Benfica. O que eu digo em relação a isso? Olhe, foi um golo que marcou a minha carreira, pois aconteceu numa partida decisiva, em que o adversário tinha a oportunidade de ganhar o Campeonato se tivesse marcado. Assim, tudo ficou em aberto para o Benfica. Esse golo foi um presente de Deus. O jogo estava complicado e tive a sorte de aparecer no sítio certo a marcar. Agora, sempre que o Benfica ganhava, havia alguém que aparecia com a intenção de minimizar os nossos feitos. Na verdade, tivemos sempre noção das nossas responsabilidades, soubemos gerir muito bem a liderança e ganhámos com todo o mérito.


As passagens a bold, da minha responsabilidade, são um tiro certeiro na dignidade do nosso Clube. Uma autêntica vergonha, perder um título num lance roubado e assistir ao respectivo branqueamento tendo por fundamento as palavras de quem devia defender-nos. :evil:

Este assunto para mim já terminou, custou mas já lá vai, até porque o dirigente em causa, FSF, parece estar mais fora do que dentro e o outro que também se pronunciou, M. Vidal, também devia ir pelo mesmo caminho! :arrow:

Este assunto para mim já terminou, custou mas já lá vai, até porque o dirigente em causa, FSF, parece estar mais fora do que dentro e o outro que também se pronunciou, M. Vidal, também devia ir pelo mesmo caminho! :arrow:

Rui, aqui não estou de acordo contigo. Assim como “eles” estão sempre a querer limpar o ónus de desconfiança e desonestidade que pende sobre a caminhada “triunfal” até ao miserável título falsificado, assim nós devemos, em qualquer altura, circunstância e oportunidade, massacrar com a verdade, apenas a verdade e só a verdade.

Vê lá se o inocentinho do “cotonete” não trouxe à liça o facto de os próprios dirigentes do Sporting terem avalizado a legalidade do golo?
E assim, estamos a beber do nosso próprio veneno.

O que já não estou de acordo com o Francisco é a afirmação de que este foi o lance que nos fez perder o título. Deu, apenas, um forte contributo, o resto foi de nossa própria autoria…

Este assunto para mim já terminou, custou mas já lá vai, até porque o dirigente em causa, FSF, parece estar mais fora do que dentro e o outro que também se pronunciou, M. Vidal, também devia ir pelo mesmo caminho! :arrow:

Realmente, o que é mais estranho aqui, é o facto de Manolo Vidal, um eterno defensor do balneário e elo de ligação entre o mesmo e as direcções do clube, “afinar pelo mesmo diapasão”. Dá mesmo a entender que foi obrigado a dizer aquilo por razões de estratégia. :shock:

Esse porco ainda diz que estorvou o guarda redes e ele perdeu a nocao
do espaco.

Mesmo que seja so estorvar o guarda redes que o faca perder a nocao do espaco. Nao e falta?

Acho que algo esta, ou esteve muito errado na validade deste golo!

No entanto e como todos dizem, ja passou!

Mas a magoa no meu coracao ainda ca esta!

O Paraty fez pior, chamou mentiroso ao Ricardo.

Disse que o Ricardo lhe tinha jurado que o Luisão tinha marcado golo com a mão.

O Paraty fez pior, chamou mentiroso ao Ricardo.

Disse que o Ricardo lhe tinha jurado que o Luisão tinha marcado golo com a mão.

É o que parece pelas imagens. Até hoje Ricardo não desmentiu o que Paraty disse. Sintomático.

Resumo:

  • Luisão carregou.
  • Ricardo frangou.
  • Paraty gamou.
  • Soares Franco validou.
  • Ricardo festejou.
Luisão "Golo ao Sporting foi uma prenda de Deus"

LUISÃO | Não houve contacto entre mim e o Ricardo. Ao saltar, atrapalhei o guarda-redes do Sporting, julgo que ele perdeu a noção do espaço porque ficou sem possibilidades de ver a bola. Foi um golo limpo - aliás, como os próprios dirigentes do Sporting admitiram logo depois do jogo. Toda a gente viu no estádio que não houve qualquer falta e tiveram oportunidade de confirmar isso nas imagens televisivas.

Toda a gente confirmou nas imagens televisivas? Que mentira tão grande. :roll: Whatever, o que magoa nesta história toda é não haver dirigentes à altura do Sporting Clube de Portugal. :evil:

:roll: Whatever, o que magoa nesta história toda é não haver dirigentes à altura do Sporting Clube de Portugal. :evil:

Eu diria mais, retirava a parte do “… à altura …”, o problema é que o Sporting não tem dirigentes

cumps,
VCoelho

O Paraty fez pior, chamou mentiroso ao Ricardo.

Disse que o Ricardo lhe tinha jurado que o Luisão tinha marcado golo com a mão.

É o que parece pelas imagens. Até hoje Ricardo não desmentiu o que Paraty disse. Sintomático.

Resumo:

  • Luisão carregou.
  • Ricardo frangou.
  • Paraty gamou.
  • Soares Franco validou.
  • Ricardo festejou.

Pois, aqui tenho que concordar com o Mauras, o jogador depois de apelidado de mentiroso pelo árbitro ficou calado ou então está a adoptar a estratégia do DC, defender-se quando o mal já está feito, é de homem, homem BURRO! :arrow:

Juba,

O problema é que o ónus da responsabilidade está do nosso lado, foram dirigentes nossos que validaram o golo, muito mais que o próprio Paraty, contra isto não há defesa possível, ou melhor, há mas já vem tarde, muito tarde, comigo nem um nem o outro já estavam no Sporting, tinham sido “dispensados”, coisa que a SAD sabe fazer tão bem e de forma tão “má” para quem é dispensado, aqui sim é que se devia ter aplicado aquilo que o Sporting sabe fazer melhor, estilo Donald Trump!

Filipe, You´re Fired!!!
Manolo, U2!

Erros destes nem principiantes os cometem, há uma coisa que devia estar implicita em qualquer dirigente do Sporting, seja do futebol ou da pesca submarina, primeiro está o clube e a sua defesa, depois os atletas e a sua defesa, depois é que vem a nossa opinião pessoal e mesmo esta deve estar condicionada ao cargo que ocupámos, FSF e Manolo Vidal cometeram erros imperdoáveis e deviam já ter tirado daí as devidas ilações! :arrow:

Desculpem-me o regresso ao assunto, mas a raiva ainda vive em mim:
Luisão "Golo ao Sporting foi uma prenda de Deus"

O JOGO | O golo que marcou ao Sporting, e que acabou por ser decisivo para o título, gerou muita polémica. Passado algum tempo, mais a frio, e sem possibilidades de haver uma alteração do que já está feito, houve ou não contacto entre si e o Ricardo?
LUISÃO | Não houve contacto entre mim e o Ricardo. Ao saltar, atrapalhei o guarda-redes do Sporting, julgo que ele perdeu a noção do espaço porque ficou sem possibilidades de ver a bola. Foi um golo limpo - aliás, como os próprios dirigentes do Sporting admitiram logo depois do jogo. Toda a gente viu no estádio que não houve qualquer falta e tiveram oportunidade de confirmar isso nas imagens televisivas. Mesmo assim, algumas pessoas tentaram desvalorizar o triunfo do Benfica. O que eu digo em relação a isso? Olhe, foi um golo que marcou a minha carreira, pois aconteceu numa partida decisiva, em que o adversário tinha a oportunidade de ganhar o Campeonato se tivesse marcado. Assim, tudo ficou em aberto para o Benfica. Esse golo foi um presente de Deus. O jogo estava complicado e tive a sorte de aparecer no sítio certo a marcar. Agora, sempre que o Benfica ganhava, havia alguém que aparecia com a intenção de minimizar os nossos feitos. Na verdade, tivemos sempre noção das nossas responsabilidades, soubemos gerir muito bem a liderança e ganhámos com todo o mérito.


As passagens a bold, da minha responsabilidade, são um tiro certeiro na dignidade do nosso Clube. Uma autêntica vergonha, perder um título num lance roubado e assistir ao respectivo branqueamento tendo por fundamento as palavras de quem devia defender-nos. :evil:

É triste, mas a verdade é que tens razão… :x