Skip to main content
 
Linha 77: Linha 77:
 
|-
 
|-
 
|Carioca||2018||Barra da Tijuca||||||||||||||||||||
 
|Carioca||2018||Barra da Tijuca||||||||||||||||||||
 +
|-
 +
|Mineiro 2||2019||Uberaba||||||||||||||||||||
 
|-
 
|-
 
|-style="background:#E1EFC2;"
 
|-style="background:#E1EFC2;"
Linha 106: Linha 108:
 
Em 2015 foi para o Japão onde jogou no Gifu e no Fukushima United.
 
Em 2015 foi para o Japão onde jogou no Gifu e no Fukushima United.
  
Em 2017 regressou ao Brasil onde ainda jogou no River, no Noroeste e no Barra da Tijuca.
+
Em 2017 regressou ao Brasil onde ainda jogou no River, no Noroeste, no Barra da Tijuca e no Uberaba.
  
 
[[Usuário:To-mane|To-mane]] 19h59min de 17 de Janeiro de 2009 (WET)
 
[[Usuário:To-mane|To-mane]] 19h59min de 17 de Janeiro de 2009 (WET)
  
 
[[Categoria:Futebolistas]]
 
[[Categoria:Futebolistas]]

Edição atual desde as 17h44min de 14 de novembro de 2019

Dados de Tíui Rtiui.jpg
Nome Rodrigo Bonifácio da Rocha
Nascimento 4 de Dezembro de 1985
Naturalidade Taboão da Serra - Brasil
Posição Futebolista (avançado)
Escalão Época Clube Jogos Golos Titulos Internacionalizações
S17 S19 S20 S21 AA Golos
1ª Divisão 2003 Fluminense
1ª Divisão 2004 Fluminense
1ª Divisão 2005 Fluminense Campeonato estadual
3ª Divisão 2006 Noroeste
1ª Divisão 2006 Santos
1ª Divisão 2007 Santos Campeonato estadual
1ª Divisão 2007 Fluminense
1ª Divisão 2007/08 SPORTING 17 3 Taça de Portugal
1ª Divisão 2008/09 SPORTING 7 0
Intercalar 2008/09 SPORTING 3 2
1ª Divisão 2009 Atlético Paranaense
1ª Divisão 2010 Atlético Goianense
1ª Divisão 2010 Terek Grozny
1ª Divisão 2011/12 Terek Grozny
1ª Divisão 2012 Náutico (emp)
2ª Divisão 2012 Criciúma (emp)
3ª Divisão 2012 Brasiliense
3ª Divisão 2013 Brasiliense
1ª Divisão 2013/14 Rentistas
2014 Linense
2014 Itumbiara
2ª Divisão 2015 Gifu
3ª Divisão 2015 Fukushima United
3ª Divisão 2016 Fukushima United
Serie D 2017 River
Paulista 2017 Noroeste
Paulista 2018 Noroeste
Carioca 2018 Barra da Tijuca
Mineiro 2 2019 Uberaba
Total B= 3 2
Total = 24 3

Avançado brasileiro conhecido por Tíui, o nome de um pássaro de bico achatado, deu nas vistas a jogar no clube da sua terra o Taboão, rumando, bastante jovem ao Fluminense, onde conclui o seu trajecto de formação e concretizou o sonho de representar o seu clube do coração, destacando-se como melhor marcador das equipas jovens do popular Flu.

Em 2003, ainda como júnior estreou-se pela equipa principal do Fluminense, e no ano seguinte começou a ser uma presença regular na primeira equipa, que ajudou a vencer o Cariocão 2005 e a chegar à final da Copa do Brasil.

Foi então que a sua estrela se começou a apagar, devido ao seu rendimento muito irregular, e no início de 2006 foi emprestado ao Noroeste, onde voltou a destacar-se, despertando a cobiça de clubes maiores.

Rumaria então ao Santos, novamente por empréstimo, mas não foi feliz e acabou por ser muito criticado pela "torcida", que começou a chamar-lhe de forma irónica, Rodrigo "Henry".

Em Abril de 2007 regressou ao Fluminense, mas jogou muito pouco, acabando por ser dispensado no final da temporada.

Tíui ergue a "sua" Taça

Foi então que surgiu a possibilidade de vir para o Sporting, que procurava um avançado com as suas características de jogador móvel e lutador, capaz de emparceirar com Liedson no ataque leonino, e assim um pouco surpreendentemente assinou um contrato válido até Junho de 2011.

A sua adaptação ao futebol português não foi fácil, mas acabou por ser decisivo no fim da temporada, quando na Final da Taça de Portugal de 2008, teve a sua tarde de glória entrando no prolongamento para marcar os dois golos com que o Sporting derrotou o FC Porto, garantindo assim um lugar no plantel para a temporada seguinte, e conquistando o seu primeiro troféu em Portugal.

Na época seguinte foi pouco utilizado, concluindo a sua ligação ao Sporting com 24 jogos oficiais disputados ao serviço da equipa principal do Clube, nos quais marcou 3 golos, e regressando ao Brasil para representar o Atlético Paranaeense, onde também não foi feliz sendo cedido ao Atlético Goianense.

Em 2010 voltou à Europa para jogar no Terek Grozny da Rússia, mas também não se adaptou ao futebol russo e regressou ao Brasil, para jogar a título de empréstimo no Náutico e depois no Criciúma, acabando depois por prosseguir a sua carreira em pequenos clubes do seu país.

Em 2015 foi para o Japão onde jogou no Gifu e no Fukushima United.

Em 2017 regressou ao Brasil onde ainda jogou no River, no Noroeste, no Barra da Tijuca e no Uberaba.

To-mane 19h59min de 17 de Janeiro de 2009 (WET)