Skip to main content
 
Linha 112: Linha 112:
 
[[Usuário:To-mane|To-mane]] 20h03min de 21 de Janeiro de 2009 (WET)
 
[[Usuário:To-mane|To-mane]] 20h03min de 21 de Janeiro de 2009 (WET)
 
[[Categoria:Futebolistas]]
 
[[Categoria:Futebolistas]]
 +
[[Categoria:Internacionais A - Futebol]]

Edição atual desde as 19h49min de 10 de novembro de 2017

Dados de Postiga Hpostiga.jpg
Nome Hélder Manuel Marques Postiga
Nascimento 2 de Agosto de 1982
Naturalidade Vila do Conde - Portugal
Posição Futebolista (avançado)
Escalão Época Clube Jogos Golos Titulos Internacionalizações
S16 S17 S18 S19 S20 S21 BB AA Golos
Iniciados 1996/97 FC Porto Campeonato Nacional
Juvenis 1997/98 FC Porto Campeonato Nacional 12 0
Juvenis 1998/99 FC Porto 12 3
Juniores 1999/00 FC Porto 6 1
Juniores 2000/01 FC Porto Campeonato Nacional 7 7 4
Total = 12 12 6 7 7 8
1ª Divisão 2001/02 FC Porto 7 2 5
1ª Divisão 2002/03 FC Porto Campeonato Nacional
Taça de Portugal
Taça UEFA
4 3 5+2
1ª Divisão 2003/04 Tottenham 5 6 3+2
1ª Divisão 2004/05 FC Porto Supertaça 6 4
1ª Divisão 2005/06 FC Porto Campeonato Nacional 12 1
1ª Divisão 2005/06 St.Étienne (emp)
1ª Divisão 2006/07 FC Porto Campeonato Nacional 3 1
1ª Divisão 2007/08 FC Porto Campeonato Nacional 4 1
1ª Divisão 2007/08 Panathinaikos (emp)
1ª Divisão 2008/09 SPORTING 32 5 Supertaça
1ª Divisão 2009/10 SPORTING 33 1
1ª Divisão 2010/11 SPORTING 43 12 6 4
1ª Divisão 2011/12 SPORTING 5 0 1 1
1ª Divisão 2011/12 Saragoça 12 4
1ª Divisão 2012/13 Saragoça 8 6
1ª Divisão 2013/14 Valência 5 1
1ª Divisão 2013/14 Lazio (emp) 3 0
1ª Divisão 2014/15 D. Corunha 1 0
1ª Divisão 2015/16 Atlético de Kolkata
1ª Liga 2015/16 Rio Ave
1ª Liga 2016/17 Atlético de Kolkata
Total = 113 18 16 2 70 21+27

Nascido numa zona piscatória teria sido pescador se não fosse o seu jeito para o futebol, que muito cedo se manifestou nas escolas do Varzim, despertando o interesse de clubes maiores, e foi assim que ainda muito novo foi para o FC Porto, onde foi Campeão e internacional em todos escalões jovens.

Na sua última época de júnior começou a jogar na equipa B do Porto e chegou mesmo a ser convocado por Fernando Santos para um jogo da equipa principal, terminando a temporada em beleza, ao ser chamado para a Selecção de sub-20, que disputou e ganhou o Torneio de Toulon.

Na época de 2001/02 foi lançado por Octávio Machado na equipa principal do FC Porto com apenas 19 anos, e rapidamente tornou-se numa das figuras da equipa que com Mourinho ganhou o Campeonato, a Taça de Portugal e a Taça UEFA em 2003.

Foi nessa altura que chegou à Selecção principal, integrando as equipas que Scolari levou às fases finais dos Europeus de 2004 e 2008 e do Mundial de 2006, onde Portugal conseguiu excelentes prestações.

No final da temporada de 2002/03 foi vendido ao Tottenham de Inglaterra, por cerca de 10 milhões €, mas não se adaptou ao futebol inglês, tendo marcado apenas 1 golo em 19 jogos, e no final da época regressou ao Porto, mas nunca mais conseguiu atingir o mesmo nível das épocas anteriores, e acabou por ser duas vezes emprestado, primeiro ao Saint-Étienne de França e depois ao Panathinaikos da Grécia, mas pelo meio ainda contribuiu para a conquista de um tri-campeonato e de uma Supertaça, ao serviço dos dragões.

Em 2008 o Sporting resolveu apostar nas suas qualidades de avançado capaz de jogar fixo na área quando necessário, ou de emparceirar com Liedson no ataque leonino, dada a sua excelente capacidade de desmarcação, que aliada ao seu enorme espírito de luta, fazem dele um bom complemento para o levezinho, e adquiriu 50% do seu passe por 2,8 milhões €.

Logo no seu primeiro jogo oficial ao serviço do Sporting, conquistou a Supertaça, precisamente frente ao seu antigo clube, o FC Porto num jogo em que os Leões ganharam por 2-0, mas o seu rendimento continuou algo distante das expectativas, principalmente na temporada de 2009/10 em que apenas marcou um golo, daí que nunca tenha feito parte das escolhas do Seleccionador Nacional Carlos Queirós, durante a campanha do Mundial da África do Sul.

Na época de 2010/11 recuperou a titularidade, reencontrando-se com os golos, e com Paulo Bento regressou à Selecção, ficando ligado ao memorável jogo em que Portugal derrotou a Espanha, então Campeã do Mundo e da Europa, por 4-0, com dois golos de sua autoria, tendo estado presente no Europeu de 2012.

Começou a temporada seguinte como titular, mas teve algumas dificuldades em adaptar-se 4x3x3 introduzido por Domingos Paciência, e no final de Agosto de 2011, foi vendido ao Saragoça de Espanha por 1 milhão €, ao qual poderia acrescer um valor variável de igual montante.

A transferência aconteceu numa altura em que Postiga já começava a ser contestado pelos adeptos, devido à sua fraca produtividade em termos de golos marcados. Para trás ficaram 113 jogos oficiais pela equipa principal do Sporting, nos quais marcou apenas 18 golos.

Em Espanha conseguiu relançar a sua carreira fazendo duas boas temporadas ao serviço do Saragoça, que lhe valeram a transferência para o Valência, numa altura em que continuava a ser titular indiscutível da Selecção Nacional.

Em Valência apanhou uma equipa em crise e mesmo nunca sendo um titular indiscutível, marcou 4 golos em 23 jogos, até que em Janeiro de 2014 foi emprestado à Lázio de Roma, que ficou com a opção de compra do seu passe.

Em Itália esteve a maior parte do tempo lesionado, mas mesmo assim foi escolhido por Paulo Bento para a Selecção Nacional que marcou presença no Mundial de 2014, que se disputou no Brasil, onde se voltou a lesionar.

Em Agosto de 2014 assinou um contrato válido por uma temporada com o Deportivo da Corunha e no final dessa época rumou à Índia, para jogar no Atlético de Kolkata.

Em janeiro de 2016 regressou a Portugal para jogar no clube da sua terra natal, o Rio Ave, mas na época seguinte voltou para a Índia.

To-mane 20h03min de 21 de Janeiro de 2009 (WET)