Skip to main content
Dados de Marlon Marlon.JPG
Nome Marlon Roniel Brandão
Nascimento 1 de Setembro de 1963
Naturalidade Marilía - Brasil
Posição Futebolista (avançado)
Escalão Época Clube Jogos Golos Titulos Internacionalizações
JUV JUN ESP OLI AA Golos
1980 Marília
1981 Marília
1ª Divisão 1982 Guarani
1ª Divisão 1983 Guarani
1ª Divisão 1984 Esportivo
1ª Divisão 1985 Santa Cruz
1ª Divisão 1986 Santa Cruz Campeonato Pernambucano
1ª Divisão 1986/87 SPORTING 10 2
1ª Divisão 1987/88 SPORTING 25 4 Supertaça
1ª Divisão 1988/89 E.Amadora
1ª Divisão 1989/90 SPORTING 34 3
1ª Divisão 1990/91 Boavista
1ª Divisão 1991/92 Boavista
1ª Divisão 1992/93 Boavista Taça de Portugal
1ª Divisão 1993/94 Boavista Supertaça
1ª Divisão 1993/94 Valladolid
Total = 69 9

Extremo direito brasileiro, começou a jogar como avançado centro no clube da sua terra, mas quando chegou ao Guarani foi desviado para a ponta direita, devido à sua baixa estatura (1,70m).

Marlon era um jogador rápido e muito habilidoso, que definia bem as jogadas junto às linhas, para além de ser um bom rematador, e destacou-se particularmente ao serviço do Santa Cruz, numa equipa que ganhou o Campeonato Pernambucano em 1986, quando já era apontado como um jogador muito promissor, tendo actuado na Selecção Brasileira de base (ou de novos, como era chamada), no Campeonato Sul-Americano disputado nesse ano no Chile.

Foi uma das contratações mais badaladas do Sporting, numa altura em que o Clube atravessava uma crise financeira e directiva, e tinha arrancado para a preparação da época de 1986/87 com apenas 13 jogadores.

Depois de duas temporadas ao serviço do Sporting, nas quais ficou muito aquém das expectativas, foi emprestado ao Estrela da Amadora numa altura em que chegavam a Alvalade as "unhas" do Leão, prometidas por Jorge Gonçalves.

Regressou ao Sporting na temporada seguinte por ordem de Manuel José, que de resto tinha sido o seu primeiro técnico em Portugal, mas continuou a não convencer totalmente os adeptos leoninos.

Concluída a sua ligação ao Sporting com 69 jogos oficiais realizados ao serviço da equipa principal do Clube, nos quais marcou 9 golos, foi para o Boavista onde voltou a trabalhar com Manuel José, vivendo então os melhores momentos da sua carreira no nosso País, numa equipa que ganhou uma Taça de Portugal e uma Supertaça, que para ele era a segunda, depois da conquistada ao serviço do Sporting, em 1987.

Foi um jogador decisivo nessas vitórias do Boavista, marcando sempre nas finais, para além de ter sido o autor do golo com que os axadrezados afastaram o Sporting nas meias finais da Taça de Portugal de 1992/93, no prolongamento de um jogo disputado no Estádio José Alvalade. De resto Marlon era um daqueles jogadores que se agigantam nos grandes momentos, sendo ainda recordado no Santa Cruz por ter marcado 12 golos (seis contra o Náutico e seis contra o Sport) nos clássicos pernambucanos.

No decorrer da época de 1993/94 foi para Espanha, onde jogou no Valladolid, e mais tarde passou pelos Estados Unidos, terminando aí a sua carreira de jogador profissional com 34 anos de idade, tornando-se empresário de jogadores.

To-mane 12h25min de 26 de Dezembro de 2009 (WET)