Skip to main content
 
Linha 65: Linha 65:
 
|-
 
|-
 
| 1ª Liga||2018/19||Mónaco||||||||||
 
| 1ª Liga||2018/19||Mónaco||||||||||
 +
|-
 +
| 1ª Liga||2019/20||Mónaco||||||||||
 
|-
 
|-
 
|-style="background:#E1EFC2;"
 
|-style="background:#E1EFC2;"

Edição atual desde as 11h15min de 15 de novembro de 2019

Dados de Leonardo Jardim LeoJard.jpg
Nome José Leonardo Nunes Alves Sousa Jardim
Nascimento 1 de Agosto de 1974
Naturalidade Barcelona - Venezuela
Posição Treinador
Escalão Época Clube Jogos V E D Observações/Titulos
Juvenis 1996/97 Santacruzense
1997/98
3ª Divisão 1998/99 Portosantense Adjunto
2ª Divisão 1999/00 Câmara de Lobos Adjunto
2ª Divisão 2000/01 Camacha Adjunto
2ª Divisão 2001/02 Camacha Adjunto
2ª Divisão 2002/03 Camacha Adjunto
2ª Divisão 2003/04 Camacha
2ª Divisão 2004/05 Camacha
2ª Divisão 2005/06 Camacha
2ª Divisão 2006/07 Camacha
2ª Divisão 2007/08 Camacha
2ª Divisão 2007/08 D.Chaves
2ª Divisão 2008/09 D.Chaves Zona Norte
2ª Liga 2009/10 Beira Mar Campeonato Nacional
1ª Liga 2010/11 Beira Mar
1ª Liga 2011/12 Sp. Braga
1ª Liga 2012/13 Olympiakos Campeonato da Grécia
Taça da Grécia
1ª Liga 2013/14 SPORTING 35 23 8 4
1ª Liga 2014/15 Mónaco
1ª Liga 2015/16 Mónaco
1ª Liga 2016/17 Mónaco Campeonato de França
1ª Liga 2017/18 Mónaco
1ª Liga 2018/19 Mónaco
1ª Liga 2019/20 Mónaco
Total = 35 23 8 4

Leonardo Jardim nasceu na Venezuela no seio de uma família de emigrantes madeirenses, que regressou à ilha quando ele tinha apenas 3 anos de idade e foi na Madeira que desenvolveu a sua enorme paixão pelo futebol, que o levou a tirar o curso de treinador, numa altura em que ainda estava na Universidade, onde se licenciou em Educação Física e Desporto.

Numa família de sportinguistas o jovem Leonardo não foi excepção e quando tinha apenas 15 anos e estava a ver um jogo do seu Sporting, apontou para a televisão e disse: "Um dia vou treinar aquele Clube", porque ao contrário da maior parte dos miúdos da sua idade, não sonhava ser jogador de futebol, queria antes ser treinador.

Ainda chegou a jogar Andebol e futebol no Santacruzense, clube onde iniciou a sua carreira de treinador nos Juvenis, antes de se tornar adjunto de José Moniz, um técnico muito experiente que no final da sua carreira treinou vários clubes madeirenses e que o levou até à Camacha, onde Leonardo Jardim também trabalhou com João Santos, a quem viria a suceder no lugar de treinador principal, na temporada de 2003/04, quando tinha apenas 29 anos de idade.

Esteve 5 épocas no comando da Associação Desportiva da Camacha, onde cumpriu sempre os objectivos do clube, que passavam por fazer campeonatos tranquilos, chegando mesmo a obter dois 3ºs lugares, até que durante a temporada de 2007/08, surgiu finalmente a oportunidade de arrancar para um projecto mais ambicioso, o que o levou até Chaves, onde apesar de ter entrado com o campeonato em andamento, falhou por apenas 1 ponto o 1º lugar da Zona Norte do Campeonato Nacional da 2ª Divisão, que o poderia levar à subida à Liga de Honra, um objectivo que viria a atingir na temporada seguinte, falhando apenas o título de Campeão Nacional, ao perder na Final com o Fátima.

O excelente trabalho efectuado no Desportivo de Chaves, levou-o a ser contratado pelo Beira Mar, um clube com outras ambições, onde ganhou o Campeonato Nacional da 2ª Liga, chegando assim finalmente ao escalão máximo do futebol português, onde deu continuidade ao excelente desempenho que tinha iniciado na temporada anterior, atingido rapidamente um lugar tranquilo na tabela classificativa.

No final do mês de Fevereiro de 2011 demitiu-se do cargo de treinador do Beira Mar, quando o clube lutava pelos lugares que dão acesso às competições europeias, alegadamente devido a discordâncias com a Direcção aveirense, no que diz respeito à época seguinte, mas a verdade é que na altura já se falava que Leonardo Jardim teria um acordo com António Salvador, para suceder a Domingos Paciência como treinador do Sporting de Braga, um cenário que se viria a confirmar no início da temporada de 2011/12, quando assinou com os bracarenses, um contrato válido por três épocas.

Em Braga Leonardo Jardim conseguiu levar o clube minhoto ao 3º lugar no Campeonato, depois se ter intrometido na luta pelo título, garantindo assim o acesso às pré eliminatórias da Liga dos Campeões, mas no final da época abandonou o clube depois de ter dado uma entrevista que desagradou ao Presidente António Salvador, com quem afirmou ter relações distantes e meramente profissionais, acrescentando que na sua opinião o cargo de Director Desportivo não deveria ser prioritário na estrutura do futebol do Sporting de Braga.

Mas na sequência deste desfecho inesperado, deu mais um passo em frente na sua carreira, iniciando a sua primeira experiência no estrangeiro, ao serviço do Olympiakos do Pireu, um dos principais clubes gregos.

A sua aventura na Grécia só durou até Janeiro de 2013, altura em que foi surpreendentemente despedido, quando liderava o campeonato com 10 pontos de avanço sobre o 2º classificado, embora não tivesse conseguido qualificar o clube para os oitavos de final da Liga dos Campeões, o que juntamente com o argumento de que a equipa não estava a praticar um futebol atractivo, serviu como justificação para a sua saída.

Desde essa altura que o seu nome passou a ser um dos mais falados para treinar um dos três grandes clubes de Portugal, na temporada de 2013/14, especialmente o FC Porto, com qual se chegou a dizer que já tinha um pré acordo, quando a saída de Vítor Pereira parecia inevitável.

No entanto seria o Sporting Clube de Portugal a antecipar-se, depois do Presidente Bruno de Carvalho não se ter entendido com Jesualdo Ferreira no sentido da continuidade deste na liderança da equipa principal do Clube e, assim no dia 20 de Maio de 2013, Leonardo Jardim foi anunciado como o novo treinador da equipa de futebol da Sporting SAD, assinando um contrato de trabalho válido até 30 de Junho de 2015, concretizando assim o seu sonho de adolescente.

Levou o Sporting ao 2º lugar na liga portuguesa, garantindo assim o acesso directo à Liga dos Campeões, depois de uma época onde a equipa excedeu todas as expectativas, chegando a liderar um campeonato que não fossem algumas arbitragens poderia ter discutido até ao fim.

No dia 1 de Julho de 2014 recebeu o prémio Leões Honoris Sporting na categoria Treinador de Futebol, durante a I Gala Honoris Sporting.

No final da época recebeu uma proposta milionária do Mónaco, que pagou 3 milhões € ao Sporting para libertar o treinador, do ano de contrato que lhe faltava cumprir, numa altura em que já se falava da renovação do mesmo.

No Principado fez um magnifico trabalho, levando o Mónaco à conquista do título francês na época de 2016/17 e a uma meia final da Liga dos Campeões, altura em que lançou para a ribalta vários jogadores, com destaque para Kylian Mbappé e Bernardo Silva.

Apesar disso em Outubro de 2018 foi despedido na sequência de uma serie de maus resultados, no entanto três meses depois foi chamado a regressar, depois dos dirigentes do Mónaco terem reconhecido que a decisão de o despedir fora prematura.

To-mane 16h40min de 20 de Maio de 2013 (WEST)