Skip to main content
 
Linha 106: Linha 106:
 
| 1ª Divisão||2017/18||Al-Sadd|||||||||||Supertaça do Qatar
 
| 1ª Divisão||2017/18||Al-Sadd|||||||||||Supertaça do Qatar
 
|-
 
|-
| 1ª Divisão||2018/19||Al-Sadd|||||||||||
+
| 1ª Divisão||2018/19||Al-Sadd|||||||||||Campeonato do Qatar
 
|-
 
|-
 
|-style="background:#E1EFC2;"
 
|-style="background:#E1EFC2;"
Linha 144: Linha 144:
 
Um ano depois Jesualdo Ferreira retomou a actividade de treinador, assinando um contrato de 6 meses com o Zamalec do Egipto, onde foi substituir [[Jaime Pacheco]], conseguindo vencer o Campeonato e a Taça do Egipto.
 
Um ano depois Jesualdo Ferreira retomou a actividade de treinador, assinando um contrato de 6 meses com o Zamalec do Egipto, onde foi substituir [[Jaime Pacheco]], conseguindo vencer o Campeonato e a Taça do Egipto.
  
Em Novembro de 2015 assinou pelo Al-Sadd do Catar, onde ganhou uma Taça, uma Supertaça e uma Taça Emir.
+
Em Novembro de 2015 assinou pelo Al-Sadd do Qatar, onde ganhou uma Taça, uma Supertaça, uma Taça do Emir e um Campeonato.
  
 
[[Utilizador:To-mane|To-mane]] 01h12min de 8 de Janeiro de 2013 (WET)
 
[[Utilizador:To-mane|To-mane]] 01h12min de 8 de Janeiro de 2013 (WET)
 
[[Categoria:Treinadores de Futebol]]
 
[[Categoria:Treinadores de Futebol]]

Edição atual desde as 11h04min de 15 de novembro de 2019

Dados de Jesualdo Ferreira JesualdoF.png
Nome Manuel Jesualdo Ferreira
Nascimento 24 de Maio de 1946
Naturalidade Mirandela - Portugal
Posição Treinador
Escalão Época Clube Jogos V E D Titulos
2ª Divisão 1981/82 Rio Maior
2ª Divisão 1982/83 Torreense
2ª Divisão 1983/84 Torreense
1ª Divisão 1984/85 Académica
2ª Divisão 1984/85 Atlético
2ª Divisão 1985/86 Atlético
2ª Divisão 1985/86 Silves
2ª Divisão 1986/87 Torreense
1ª Divisão 1987/88 Benfica
1ª Divisão 1988/89 Benfica Campeonato Nacional
1ª Divisão 1989/90 Benfica
AA 1990 Angola
1ª Divisão 1990/91 Est. Amadora
Honra 1991/92 Est. Amadora
Esperanças 1992/93 FPF
1ª Divisão 1992/93 Benfica Taça de Portugal
1ª Divisão 1993/94 Benfica Campeonato Nacional
1ª Divisão 1994/95 Bordéus
1ª Divisão 1995/96 FAR Rabat
Esperanças 1996/97 FPF
Esperanças 1997/98 FPF
Esperanças 1998/99 FPF
Esperanças 1999/00 FPF
1ª Divisão 2000/01 Alverca
1ª Divisão 2001/02 Benfica
1ª Divisão 2002/03 Benfica
1ª Divisão 2003/04 Sp. Braga
1ª Divisão 2004/05 Sp. Braga
1ª Divisão 2005/06 Sp. Braga
1ª Divisão 2006/07 FC Porto Campeonato Nacional
1ª Divisão 2007/08 FC Porto Campeonato Nacional
1ª Divisão 2008/09 FC Porto Campeonato Nacional
Taça de Portugal
1ª Divisão 2009/10 FC Porto Supertaça
Taça de Portugal
1ª Divisão 2010/11 Málaga
1ª Divisão 2010/11 Panathinaikos
1ª Divisão 2011/12 Panathinaikos
1ª Divisão 2012/13 Panathinaikos
1ª Divisão 2012/13 SPORTING 18 10 3 5
1ª Divisão 2013/14 Sp. Braga
1ª Divisão 2014/15 Zamalec Campeonato do Egipto
1ª Divisão 2015/16 Zamalec Taça do Egipto
1ª Divisão 2015/16 Al-Sadd
1ª Divisão 2016/17 Al-Sadd Taça do Qatar
Taça Emir
1ª Divisão 2017/18 Al-Sadd Supertaça do Qatar
1ª Divisão 2018/19 Al-Sadd Campeonato do Qatar
Total = 18 10 3 5

Formado em Educação Física, o Professor Jesualdo como ficou conhecido no mundo do futebol, iniciou a sua carreira de treinador em pequenos clubes da 2ª divisão, tendo a sua primeira experiência na divisão principal acontecido na época de 1984/85, ao serviço da Académica, onde não foi bem sucedido, sendo despedido após 7 jornadas do campeonato.

Regressou às divisões secundárias onde esteve até à época de 1986/87, altura em que chegou ao Benfica para integrar a equipa técnica de Ebbe Skovdahl, passando depois a treinador adjunto de Toni, após da saída do técnico dinamarquês, tendo mais tarde também feito parte da equipa técnica de Sven Goran Eriksson.

Saiu do Benfica para se tornar Seleccionador de Angola, mas em Janeiro de 1991 regressou a Portugal para ter a sua segunda oportunidade como treinador principal de um Clube de 1ª Divisão, substituindo Manuel Fernandes no comando do Estrela da Amadora, mas não conseguiu salvar a equipa da descida de escalão.

Depois de sair da Amadora em Outubro de 1991, teve a sua primeira passagem pela FPF, como Seleccionador de Esperanças, mas logo de seguida regressou ao Benfica novamente como adjunto de Toni, a quem depois acompanhou numa curta passagem pelo Bordéus de França.

Na época de 1995/96 foi treinador do FAR Rabat de Marrocos e depois regressou à FPF, novamente como Seleccionador de Esperanças, cargo que desempenhou durante vários anos.

Na temporada de 2000/01 assumiu o comando do Alverca, onde teve a sua primeira experiência bem sucedida na divisão principal do futebol português, fazendo uma época tranquila no clube ribatejano.

Na temporada seguinte regressou ao Benfica, outra vez como adjunto de Toni, a quem viria a suceder no comando da equipa principal em Dezembro de 2001, mas sem grande sucesso, acabando por ser também ele despedido no decorrer da época que se seguiu, após o Benfica ter sido escandalosamente eliminado da Taça de Portugal pelo Gondomar, em pleno Estádio da Luz.

Seguiu-se o Sporting de Braga onde se deu uma viragem na sua carreira, com três boas temporadas, em que lançou as sementes para a aproximação do clube minhoto aos grandes do futebol português, estabilizando a equipa nos lugares europeus.

No inicio da época de 2006/07 quando se preparava para iniciar uma nova fase da sua carreira no Boavista, foi surpreendentemente contratado pelo FC Porto, para substituir o técnico holandês Co Adriaanse que tinha acabado de se demitir, mesmo antes do Campeonato começar, e foi no Porto que viveu os seus melhores anos como treinador, conquistando um tri-Campeonato, duas Taças de Portugal e uma Supertaça, e conseguindo manter-se no clube quatro temporadas, algo pouco habitual sob a presidência de Pinto da Costa.

Do Porto seguiu para Espanha onde foi treinar os novos milionários do Málaga, mas só lá ficou até Novembro de 2010, seguindo para a Grécia onde esteve dois anos à frente do Panathinaikos.

Em Dezembro de 2012, poucos dias depois de se desligar do clube grego, foi anunciado pelo Presidente Godinho Lopes como o novo homem forte do futebol do Sporting, entrando para desempenhar o cargo de "manager", funções pouco habituais em Portugal, numa altura em que o Clube atravessava uma enorme crise de resultados, pelo que de imediato se percebeu que estavam contados os dias do treinador Frank Vercauteren no Sporting.

E de facto no dia 7 de Janeiro de 2013 a Sporting SAD anunciou ter rescindido o seu contrato com o técnico belga, passando o Professor Jesualdo Ferreira a acumular as funções de "manager" com as de treinador da equipa principal do Sporting Clube de Portugal.

Iniciou a reestruturação e reorganização de todo edifício do futebol leonino, procedendo a uma verdadeira revolução no plantel, de acordo com as novas directrizes do Presidente Godinho Lopes e já como treinador conseguiu melhorar significativamente o rendimento da equipa, lançando alguns jovens como Bruma e Zezinho e contribuindo para a afirmação e crescimento de outros como, Tiago Ilori, Eric Dier, André Martins ou Joãozinho.

Esteve perto de atingir o objectivo que lhe fora proposto, que na altura passava apenas pela qualificação para as competições europeias, mas no final acabou no 7º lugar, ficando assim ligado à pior classificação da história do Clube, o que também terá contribuído para o desenlace negativo nas negociações com a nova Direcção no sentido da sua continuidade, um cenário que esteve em cima da mesa, mas que não se concretizou, alegadamente porque a proposta seria para desempenhar apenas o papel de treinador, perdendo a autonomia que considerava fundamental para dar seguimento ao trabalho efectuado, que apesar de tudo foi considerado positivo pela generalidade dos sportinguistas.

Regressou então ao Sporting de Braga, mas a sua segunda passagem pela capital minhota não correu bem, terminando em Fevereiro de 2014, com uma rescisão amigável do seu contrato, deixando a equipa no 7º lugar da classificação a 6 pontos da zona europeia.

Um ano depois Jesualdo Ferreira retomou a actividade de treinador, assinando um contrato de 6 meses com o Zamalec do Egipto, onde foi substituir Jaime Pacheco, conseguindo vencer o Campeonato e a Taça do Egipto.

Em Novembro de 2015 assinou pelo Al-Sadd do Qatar, onde ganhou uma Taça, uma Supertaça, uma Taça do Emir e um Campeonato.

To-mane 01h12min de 8 de Janeiro de 2013 (WET)