Skip to main content
 
Linha 1: Linha 1:
[[Imagem:CortaMato1984.jpg|thumb|right|O grupo da frente numa disputa cerrada pela vitória]]
+
[[Imagem:CortaMato1984.jpg|thumb|right|<center>O grupo da frente numa disputa cerrada pela vitória</center>]]
[[Imagem:TCE-CM-1984-1.jpg|thumb|right|A equipa com o troféu conquistado. Ezequiel Canário, Fernando Mamede, Carlos Lopes, Professor Moniz Pereira, Joaquim Pinheiro, Hélder de Jesus e Rafael Marques.]]
+
[[Imagem:TCE-CM-1984-1.jpg|thumb|right|<center>A equipa com o troféu conquistado. Ezequiel Canário, Fernando Mamede, Carlos Lopes, Professor Moniz Pereira, Joaquim Pinheiro, Hélder de Jesus e Rafael Marques</center>]]
  
 
Campeão Europeu de Corta-Mato pela quinta vez em 1983 e tendo ganho nesse mesmo ano pela 34ª vez o Campeonato Nacional de Corta-Mato (Crosse), o [[Sporting Clube de Portugal]] iria participar em 1984 mais uma vez na Taça dos Campeões Europeus de Corta-Mato.
 
Campeão Europeu de Corta-Mato pela quinta vez em 1983 e tendo ganho nesse mesmo ano pela 34ª vez o Campeonato Nacional de Corta-Mato (Crosse), o [[Sporting Clube de Portugal]] iria participar em 1984 mais uma vez na Taça dos Campeões Europeus de Corta-Mato.

Edição atual desde as 22h30min de 4 de fevereiro de 2019

O grupo da frente numa disputa cerrada pela vitória
A equipa com o troféu conquistado. Ezequiel Canário, Fernando Mamede, Carlos Lopes, Professor Moniz Pereira, Joaquim Pinheiro, Hélder de Jesus e Rafael Marques

Campeão Europeu de Corta-Mato pela quinta vez em 1983 e tendo ganho nesse mesmo ano pela 34ª vez o Campeonato Nacional de Corta-Mato (Crosse), o Sporting Clube de Portugal iria participar em 1984 mais uma vez na Taça dos Campeões Europeus de Corta-Mato.

Assim, no dia 5 de Fevereiro de 1984 os atletas do Sporting estavam à partida da prova nas Açoteias no Algarve com mais 17 equipas.

A Equipa do Sporting comandada por Moniz Pereira encontrou alguma oposição, mas os atletas do Sporting apoiados por um público entusiasmado conseguiram colocar 4 elementos nos doze primeiros lugares e se individualmente a vitória foi para Alberto Cova, colectivamente o Sporting acabou por vencer com naturalidade.


No final, uma palavra de apreço para a organização da corrida naquela que foi a sua estreia nesta competição, sendo de salientar também as excelentes condições da pista para atletas e espectadores.


O Sporting sagrou-se então Campeão Europeu de Corta-Mato pela sexta vez, tendo a classificação para os três primeiros ficado assim ordenada:

  • 2º MAM Producción (Espanha) - 37 pts
  • 3º Pró Pátria Pierrel (Itália) - 47 pts


Destaques da classificação individual:

  • 1º Alberto Cova - Pró Pátria Pirrel (Itália)